A 19ª Parada LGBTQIA+ da Bahia estreia neste sábado (5)!


JOSYARA
JOSYARA

Na voz do apresentador e jornalista Jorge Gauthier, a 19ª Parada LGBTQIA+ da Bahia estreia neste sábado (5), das 18h às 20h, ao vivo nos canais “Me Salte” e Jornal CORREIO* (Instagram, Facebook e Youtube).

Para 2020 o evento virtual contará com a participação da atriz transgênero Matheuzza Xavier, Bagageryer Spilbergtransformista, a primeira vereadora trans e negra eleita para a cidade de São Paulo, Erika Hilton (PSOL), as cantoras Josyara e Doralyce, o rapper da cena baiana Hiran, entre outros.

Em edição histórica, a 19ª Parada da Bahia — e 1ª realizada em ambiente virtual — traz o “racismo na comunidade LGBTQIA+” como tema central da programação. Para debater questões relacionadas a ‘LGBTQIA+fobia’, Jorge Gauthier convida à mesa o produtor cultural Alan Costa; Bruna Bastos — tatuadora e ativista negra; Ismael Carvalho —criador de conteúdo digital; Inaê Leoni — cofundadora do Coletivo das Liliths; Janda Mawusí — pedagoga; e a vereadora Érica Hilton.

“A 19 ª Parada tem como objetivo ampliar o tema ‘racismo’, que sempre esteve em evidência e agora está cada vez mais, principalmente com relação a LGBTQIA+fobia. As mesas de debate, assim como toda a programação, visam incentivar o cuidado com si e com todos, e a nossa luta para que a homofobia acabe”, afirma Marcelo Cerqueira, presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB). 

Abrindo o mês de dezembro com informação e reflexão, a 19ª Parada LGBTQIA+ da Bahia também traz “fechação” como palavra de ordem do evento. As performances artísticas ficam a cargo do rapper baiano Hiran — autor do hit “Tem Mana no Rap”; Matheuzza — revelação do 27º Prêmio Braskem; Bagageryer Spilberg — produtora do Miss Brasil Gay Versão Bahia, Josyara — cantora e compositora natural de Juazeiro (BA); e Doralyce a autora dos hits “Miss Beleza Universal” e “Canto da Revolução”.

 

 

PROGRAMAÇÃO 

Mesas de debate

A partir das 18h, a Parada LGBTQIA+ recebe o idealizador do Coletivo Afrobapho e mobilizador social na “Campanha Jovem Negro Vivo” da Anistia Internacional Brasil, Alan Costa. Ao lado de Ismael Carvalho —Cofundador da “Preta Agência de Comunicação”, a mesa “Bichas Pretas” discute a vivência da comunidade LGBT no Brasil e no estado da Bahia, levando reflexões e informações a respeito da vulnerabilidade social de LGBT’sQIA+ negros e negras.

Afrobapho
Afrobapho – Foto Bruna Fotografias

Na sequência, o evento virtual estreia a mesa “Negras, Lésbicas e Masculinizadas”. Entre as convidadxs, Bruna Bastos — sapatona negra, ativista e idealizadora da página “Sapatona a Entendida”, e Jandira Mawusí — idealizadora do “Coletivo Merê” e ativista nas causas raciais e de gênero LGBTQIA; dialogam sobre “lesbianidade” e “afroperspectiva”.

Ampliando os debates, a última mesa da noite traz a experiência da primeira vereadora trans e negra eleita de São Paulo — mulher mais votada da cidade com 50.508 votos pelo PSOL —, Erika Hilton. Além da vereadora, a 19º Parada LGBTQIA+ da Bahia convida à mesa “Transexuais e travestis negras não trabalham só em salão” a 1ª professora trans de São Francisco do Conde (BA), Inaê Leoni — multiartista no Coletivo das Liliths e autora do single “Onda”.

SERVIÇO

19ª Parada do Orgulho LGBTQIA+ da Bahia
Quando: 5 de dezembro, sábado;
Horário: das 18h às 20h.
Onde: ao vivo nos canais “Me Salte” e Jornal CORREIO*;
Participantes: Alan Costa, Bruna Bastos, Ismael Carvalho, Inae, Janda Mawusí, Érica Hilton, Hiran, Matheuzza, Bagageryer Spilberg, Josyara e Doralyce, Jorge Gauthier.