Cia. de Dança Robson Correia celebra 15 anos com atividades artísticas!


Em celebração aos seus 15 anos, a Cia. de Dança Robson Correia traz para Salvador um conjunto de práticas artísticas que serão desenvolvidas durante todo o mês de novembro. As atividades são gratuitas e integram o Projeto em Celebração, trazendo como temática a cultura afrodiaspórica. O público contará com espetáculos de dança, aulas públicas e exposições fotográficas no período entre 01 e 30 de novembro.

Robson Correia, idealizador da Companhia, fala sobre a importância da promoção deste evento numa cidade constituída pelo maior número de pessoas negras depois do Continente Africano. “É muito interessante abordar este assunto porque cem por cento das pessoas do elenco são negras e tem a direção de uma pessoa que também é negra. Então, nada mais oportuno do que a gente estar, cada vez mais, nos aprofundando para fazer com que a nossa cultura se torne cada vez mais visível”, afirma.

Robson Correia

Ao longo destes 15 anos, a Companhia propõe-se a desenvolver as suas apresentações nos mais variados ambientes possíveis, contribuindo para que a sua trajetória artística alcance todos os públicos.

 

Confira a programação abaixo:

  • Passos da Cia/ Um Olhar Sobre a África

Durante o mês de novembro, de 01 a 30, na galeria do Espaço Xisto Bahia, com visitação gratuita, das 9h às 22h, fica em cartaz a exposição Passos da Cia – Um olhar sobre a África. A mostra fotográfica reúne inúmeras fotos que mostram a turnê da companhia no Continente Africano, quando participou do Festival das Divindades Negras, em Lomé, capital de Togo.

  • 3D – Dança em Dose Dupla

Nos dias 20 e 21 de novembro, os bailarinos da Cia de Dança Robson Correia sobem ao palco da Sala do Coro do Teatro Castro Alves (TCA), para mostrar em uma só noite 02 espetáculos, a magia das obras Homens de Ogum e Leque de Oxum. Serão apresentadas as coreografias montadas a partir da inspiração nas histórias de divindades africanas, que representam o ferro e a indústria; e as águas doces, respectivamente.

  • Beirú das Artes Negras

No período de 18 a 24 de novembro, a Cia. de Dança realiza o Festival Beirú das Artes Negras, uma iniciativa que envolverá grupos artísticos de Dança, Teatro, Música, Artes Plásticas, Capoeira, Percussão, Performance e produção vídeo documentário, presentes em 22 bairros da capital baiana. O festival será realizado em escolas públicas e os grupos selecionados para o festival receberão um prêmio no valor de R$ 500,00.

 

Escola de Dança da UFBA promove terceira edição do Novembro Corpo Negro!


A Escola de Dança da Universidade Federal da Bahia (UFBA) promoverá no próximo dia 8 de novembro, a terceira edição do Novembro Corpo Negro – Ano III. Em seu terceiro ano, o evento tem como proposta a promoção do diálogo permanente com a nova corporeidade negra existente nos cursos da Escola de Dança da Universidade Federal da Bahia (Graduação, Pós-graduação, cursos de extensão, cursos livres e afins), repensando a reformulação dos componentes curriculares do curso de licenciatura em dança e qualificando as práticas e teorias da dança Afro-brasileira diaspórica.

Nesta edição, o público contará com opções variadas de atividades que serão desenvolvidas durante o evento, tais como apresentações artísticas, workshops, exibição de vídeos, venda de livros e produtos relacionados à temática. As atividades são gratuitas, para fazer parte os interessados deverão doar 1 quilo de alimento não perecível por oficina, que possuem um número de 30 vagas limitadas e serão preenchidas conforme ordem de chegada.

Leda Ornellas, idealizadora do evento, ressalta a importância da promoção destes diálogos em um cenário que requer mudanças urgentes. “Neste terceiro ano estamos com duas ações com temas, na expectativa de construir um documento que possa contribuir de forma efetiva e direta para a reconstrução curricular do curso de licenciatura em Dança da UFBA e também nas indicações bibliográficas dos demais cursos da unidade de Dança”, afirma.

O encontro homenageia professoras e artistas que contribuem para a formação artística, educacional e de pesquisa da dança diaspórica, são elas as professoras Amélia Conrado, Gisa Santos, Nadir Nóbrega e Neuza Saad. Além disso, o evento tem como homenageados permanentes, Mercedes Baptista, Augusto Omolu e Mestre King. Também será prestada homenagem aos músicos percussionistas Bira Monteiro, Bira Reis, Fábio Alexandre, Gabi Guedes, Kinho Santos, Ricardo Costa e Tião Oliveira.

A abertura do evento contará com a presença do reitor João Sales e da diretora da Escola de Dança da UFBA, professora Carmen Paternostro, além de outros representantes.

 

 

 

 

Confira a programação completa:

8:00 – Café Artístico – Foyer da Escola de Dança 

O Café Artístico abre o encontro com a apresentação da Orquestra Juvenil da Escola de Música de Catu, com regência do Maestro Edinaldo de Paiva Santos e a Intervenção Performática da Cia Liga do Corpo. O Café Artístico contará também com participação de Antônio Francisco S. Neto.

 

Das 8:15 às 9:00 – Abertura Oficial do Evento – Teatro do Movimento

Com as seguintes presenças:

Magnífico Reitor da UFBA – João Sales

Diretora da Escola de Dança – Prof.ª Dr.ª Carmem Paternostro

Pró Reitora de Extensão Universitária – Prof.ª Dr.ªFabiana D. Brito

Pró Reitora de Ações Afirmativas e Assist.Estudantil da UFBA – Sra. Cassia Virginia B. Maciel

Coordenador Acadêmico – Prof. Dr. Lucas Valentim

Coordenadora do Colegiado Noturno – Prof.ª Dr.ª Rita Aquino

Coordenadora do PRODAN – Prof.ª Dr.ª Lenira Rengel

Vice-coordenadora em exercício do PPGDanca – Prof.ª Dr.ª Adriana Bittencourt

Ex-aluna prof.ª especialista – Lucinete Araújo

Representação do Diretório Acadêmico – Elaine Fiuza e Caíque Mello

Representação do núcleo NATA – Sr. Caio Barreto

Representação do núcleo NATE -Sr.ª Melanie Kelly Rosário

Representação do núcleo NATEX – Sr.ª Tânia Maria do N. Bispo

Representante dos terceirizados – Sr. Ney Sam

 

Das 09:00 às 10:00 – Oficina Alongamento e Fortalecimento com Profª. Especialista Sueli Ramos – Teatro Experimental

Das 10:00 às 12:00 –  Oficina Corpo Capoeira com Profª Antônia Mattos – Teatro Experimental

Das 10:00 às 12:00 – RODA DE CONVERSA Matrizes Estéticas da Dança Afrobaiana – Teatro do Movimento

Prof.º Ms. Bruno de Jesus

Prof.ª e Coreógrafa Edileusa Santos

Produtora e Dançarina Inah Irenam

Prof.º e Coreógrafo Jorge Silva

Prof.ª Ms. Marilza Oliveira

Prof.ª PhD Inaicyra Falcão

Mediadora – Prof.ª Ms. Ana Rita Reis IFBA Camaçari

 

Das 12:30 às 14:00 –  Oficina Mito Pessoal e o Mistério do Inconsciente com a Profª. Especialista Tânia Bispo – Teatro Experimental

 

Das 14:00 às 15:30 – Oficina Corpo Tambor com Profª.  Edileusa Santos – Teatro Experimental

 

Das 15:30 às 16:30 – Oficina Danças Urbanas Tradicionais Costa Verde-África com Profº.  Roni Blastoyse – Teatro Experimental

 

Das 16:30 às 17:00 – Apresentações Artísticas – Teatro do Movimento

Estella, solo da dançarina e pesquisadora MSª. Andreia Oliveira

Xangô, solo com coreografia de Prof.ª Neuza Saad e interpretado pelo Prof. e Especialista Rener Oliveira

O dito, o não dito e por dizer, do Prof. e coreógrafo Everton Bispo com Amanda Moreira, Ronald Castro e Paula Marinho.

Parábola, performance – Toni Silva.

 

Das 17:00 às 19:00 – RODA DE CONVERSA Construções Artísticas Educacionais para Afrodescendentes – Teatro do Movimento

Prof.ª Especialista Lucinete Araújo

Prof.ª Ms. Neide Santos

Prof.ª PhD Nadir Nóbrega

Prof.ª Isnara Gotado

Prof. Ms. Matias Santiago

Prof. e Coreógrafo Robson Correia

Prof.ª Doutoranda Luzia Amélia S. Marques

Mediação: Prof.ª Msª. Mariluce Vida

 

17:30 – Exibição de filmes – Teatro Experimental

Trilogia da Bixa Preta, de Ruan Rodrigues

Batalha do Passinho, deSwinguerra

 

19:30 – Samba de Roda com Natureza França – Foyer da Escola

Das 19:30 às 20:30 –Oficina de Stiletto com Elivan Nascimento – Teatro Experimental

20:30 – Encerramento com Os Hozzanas: direção musical de Manuel Dourado- Praça da Escola de Dança da UFBA