Livro com poesias de adolescentes da Case Feminina será lançado no TCA!


pessoanegraescrevendo

“Força Feminina, a Poesia que liberta” é o nome da obra, resultado da produção poética de socioeducandas da Fundação da Criança e do Adolescente – Fundac, em parceria com a Editora Galinha Pulando. O livro reúne 53 poesias que contam a trajetória de vida das adolescentes e será lançado na próxima terça-feira (27), no Foyer do teatro Castro Alves, em cerimônia aberta ao público.

As poesias relatam vidas interrompidas por atos infracionais, falam sobre os laços familiares, projetam perspectivas positivas para o futuro, a busca da liberdade, além de traduzir sentimentos de amor, amizade e companheirismo.

“Ao longo desses anos, vi meninas super talentosas e com uma longa bagagem passarem pela Case e, a partir do contato com a escrita, entenderem que é possível refletir, contar e reescrever sua história, entender o que é garantia de direitos, despertar o senso crítico, e quebrar uma série de estereótipos que a sociedade faz questão de emplacar” – Evanilson Alves, instrutor das oficinas. 

case_feminina_fundac

As autoras cumprem medidas socioeducativas na Comunidade de Atendimento Socioeducativo – Case Feminina, em Salvador e foi lá que se deram oficinas de produção de texto desde 2015, resultando na publicação. As oficinas tiveram como intuito também fortalecer a autoestima, a capacidade de expressar ideias e sentimentos e de utilizar a palavra para a resolução de conflitos, além do engajamento político social.

A iniciativa é da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social – SJDHDS, e a primeira edição do livro “Força Feminina, A Poesia que Liberta” tem a produção e direção editorial do jornalista, poeta e escritor Valdeck Almeida e da Editora Galinha Pulando (Vitória da Conquista/BA).

O desenho gráfico da capa é da autoria do designer, Hugo Carvalho, e conta com o prefácio elaborado pelo ator e dramaturgo, Aldri Anunciação. A orelha do livro foi escrita pela poeta e professora da Universidade Federal da  Bahia (Ufba), Lívia Natália e a organização final dos textos foi feita pelo instrutor das oficinas de produção textual, Evanilson Alves e da gerente da Case Feminina, Luciana Lima.

“A partir das produções literárias, elas melhoram sua leitura e conhecimento, nas aulas da educação regular, e de outras oficinas. É muito positivo vê-las apostando no diálogo, e resolvendo diversas situações através da palavra. o conhecimento é a única coisa que ninguém será capaz de tirar de qualquer pessoa, sou feliz em poder ser esse instrumento que fez cada uma delas compreender o poder dos versos, o poder do papel e caneta. Não há dinheiro que pague vê-las escrevendo e falando de si mesmas nas dependências da unidade feminina. Esse lançamento é um marco na história, é pra dizer a outras instituições que é possível replicar esta e outras ações, alias esse é o meu desejo”, Diz Evanilson. 

Serviço:

O quê: Lançamento do livro, Força Feminina: A Poesia que Liberta, 1ª edição, Editora Galinha Pulando.

Onde: Foyer do Teatro Castro Alves – TCA, Salvador – Bahia

Quando: Dia 27 de março, às 17h

Aberto ao público

Instituto Sagrado Coração de Jesus reúne artistas no projeto “Negritude Folia: PAPSagrado no TJA”!


savannah_lima
Savannah Lima Fto Jamile Coelho

 

Nesta segunda (26), o Teatro Jorge Amado recebe o “Negritude Folia: PAPSagrado no TJA”, evento que marca a conclusão de duas turmas do Curso de Arte e Cultura do programa de aprendizagem realizado pelo Instituto Sagrado Coração de Jesus. O programa é vinculado ao Ministério do Trabalho Emprego e Renda e tem como finalidade formar jovens negros profissionais na condição de Assistentes Culturais.

O evento, organizado pelos Educadores Janaína Costa (Produção Cultural) e Thiago Romero (Diretor de Teatro), conta com alunos do curso Arte e Cultura como assistentes de produção. Na programação – que envolverá alunos e educadores do Instituto – terá Meditação, Dança, Moda, Capoeira, Teatro, Música, além da presença dos artistas Sulivã Bispo (Frases de Mainha) e das cantoras Savannah Lima e Michaela Harrison (EUA).

michaela harrison
Michaela Harrison

Em parceria com o Teatro Jorge Amado, o   Instituto Sagrado Coração de Jesus estimula a doação de 1Kg de alimento, que serão entregues à unidade do Instituto localizada na Ilha de Itaparica.

 

SERVIÇO:

O que: Negritude Folia: PAPSagrado no TJA

Quando: Dia 26/3 (segunda), 14h

Onde: Teatro Jorge Amado (Pituba)

Quanto: aberto ao público. Doação voluntária de 1kg de alimento.

Companhia Beluna de Arte apresenta 1ª edição das Leituras Pretas!


Insubmissas lágrimas de mulheres Conceição Evaristo

A Companhia Beluna de Arte apresenta em Salvador a 1ª edição das Leituras Pretas, leituras de textos da literatura afro-brasileira que terá, nesta edição, leituras de Conceição Evaristo.  O Leituras Pretas traz ao público a arte da palavra na luta antirracista e já trabalhou com obras de autoras como Carolina Maria de Jesus, Vanda Machado, Maria Firmina dos Reis e Lívia Natália.

Em comemoração pelo mês da mulher, a apresentação homenageia a escritora mineira Conceição Evaristo, através da leitura de poemas e do conto “Maria”, que integra o livro “Olhos d’Água” (2015). Após a leitura dramatizada com o elenco de Amanda Oliveira, Iran Costa, Marilene Senna, Mônica Pinho ocorrerá uma mesa de debates com Driele Oliveira, Hildalia Fernandes e Manoela Barbosa onde serão abordados aspectos da vida e obra da autora e dos processos de escrevivências na literatura afro-brasileira.

O evento acontece neste sábado (24) a partir das 17h na Livraria Saraiva do Shopping da Bahia e é aberto ao público.

As Leituras Pretas integram o projeto “Cia Beluna de Arte – Coletivo Cultural em Ação” e tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Prorrogadas Inscrições para Oficinas Boca de Brasa no Subúrbio 360


Inscrições Oficinas Boca De Brasa_Subúrbio
Foto: Adriana Santana

Foi prorrogado para 23 de março, o prazo de inscrição para as cinco oficinas voltadas para a qualificação de crianças, jovens e adultos em diferentes linguagens: Formação para Agentes Culturais, Arte Urbana (Grafite); Audiovisual; Escrita Criativa e Teatro, no Espaço Cultural Boca de Brasa – Subúrbio 360 (Vista Alegre).

Os interessados devem ter idade igual ou superior a 12 anos e podem se inscrever através do formulário virtual ou presencialmente, no Espaço Cultural Boca de Brasa – Subúrbio 360 – Rua da Paz, s/n, Vista Alegre. O resultado com a lista de selecionados será divulgada no dia 25 de março no local durante aula inaugural e na fan Page oficial do Boca de Brasa @espacoculturalbocadebrasa .

 

SERVIÇO

 

O que: Prorrogadas as inscrições para Oficinas Boca de Brasa – Subúrbio 360, em Vista Alegre

Quando: até dia 23/03

Informações e inscrições:

Ficha on line: www.inscricaobocadebrasa.salvador.ba.gov.br

ou

Presencial: Espaço Cultural Boca de Brasa – Subúrbio 360

End: R. da Paz, s/n, Vista Alegre

Edital da Década Afrodescendente: R$2milhões em projetos de organizações da sociedade civil!


edital_decada_afro_descendente

Estão abertas as inscrições para o Edital da Década Afrodescendente, iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) que vai investir R$2 milhões em ações que tenham como foco a redução das vulnerabilidades sociais e econômicas da população negra, principalmente dos segmentos de povos e comunidades tradicionais, juventude e mulheres negras.

Inscrições serão válidas até 2 de abril e podem participar organizações da sociedade civil com sede e funcionamento na Bahia e com mais de dois anos de atuação no campo da promoção da igualdade racial.Serão contempladas 33 propostas modalidades de oficinas, seminários, feiras e exposições, ações na área da comunicação, tecnologia e inovação, dentre outras.

As propostas selecionadas deverão ser executados em datas emblemáticas do calendário da luta racial, a exemplo do Julho das Pretas, Agosto da Igualdade e Novembro Negro. As iniciativas precisam seguir como referência os eixos da Década Estadual de Afrodescendentes (2015-2014), que têm como tema “Reconhecimento, Justiça e Desenvolvimento”.  

A chamada pública está disponível no site da Sepromi (www.sepromi.ba.gov.br) e os projetos deverão ser protocolados na própria Sepromi, em horário comercial, ou enviados à Comissão de Seleção de Projetos por meio de correspondência registrada nos Correios ou Sedex, até a data limite de inscrições

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 71 3103-1427.

Foto: Divulgação

Espetáculo Mulheres Malês estreia no Cine Teatro Lauro de Freitas!


Espetaculo_Mulheres_Malês
Foto Divulgação

Pensar o dia anterior ao Levante do Rio Joanes, quais os sentimentos e estratégias que antecederam a ação, relembrando mulheres que fizeram parte deste processo. Esse é o resumo do espetáculo “Mulheres Malês – Nas Margens do Rio”, que traz um olhar pelas histórias de Ludovina, Tereza, Germana e Francisca. O espetáculo será encenado dia 23 de março (sexta-feira), às 19h, no Cine Teatro Lauro de Freitas.

Produzido pelo grupo Loca de Teatro e com texto e direção de Heme Costa, o espetáculo empenha-se em não somente contar a história do Levante, mas em fazer refletir sobre as individualidades desse processo, onde as negras e negros no século XIX pensaram uma nova estrutura político-social, e utilizaram da inteligência, estratégia e força para remodelá-la.

O Levante do Rio Joanes foi à insurreição Malê que aconteceu em 28 de fevereiro de 1814, tendo início em Salvador com o propósito de seguir até o Recôncavo, sendo bloqueados às margens do Rio Joanes na região de Santo Amaro de Ipitanga, hoje então Lauro de Freitas.

Espetáculo Mulheres Malês – nas margens do Rio

Quando: 23 de Março de 2018 às 19h

Onde: Cine Teatro de Lauro de Freitas (Praça da Matriz- Centro)

Ingresso: R$ 20 (Inteira) e R$ 10 (Meia)

Prêmio Samba Junino está com inscrições abertas até 4 de abril!


samba_junino

As inscrições para o edital Prêmio Samba Junino estão abertas e contemplará propostas voltadas à salvaguarda do Samba Junino em Salvador. Lançado pela Fundação Gregório de Mattos (FGM),  o edital contemplará seis propostas que incentivem o  Samba Junino, além das suas formas de produção e reprodução, através da realização de ensaios, festivais, concursos, apresentações, “arrastões”. O Edital totaliza recursos no valor de R$ 30 mil para cada projeto selecionado.

Pra facilitar o entendimento do edital, bem como montar o projeto e preencher o formulário de inscrição na plataforma virtual, a FGM realizará as  Oficinas de Orientação para elaboração de propostas voltadas ao Prêmio Samba Junino (Edital 001/2018). Serão 30 vagas, no dia 14/03, às 17h, Teatro Gregório de Mattos.

Os interessados devem se inscrever através do e-mail [email protected], enviando nome completo, telefone para contato e grupo de Samba Junino que representa. Em seguida, será enviada uma resposta de confirmação – importante ficar atento ao recebimento da resposta, a fim de garantir a participação.

Já as inscrições para o edital devem ser feitas até o dia 04/04, pelo endereço eletrônico: www.premiosambajunino.salvador.ba.gov.br.

SERVIÇO

O que: Oficina de Orientação para elaboração de propostas – edital Prêmio Samba Junino – 30 vagas 

Quando: 14/03, às 17h

Onde: Teatro Gregório de Mattos

Inscrições por e-mail: [email protected]

 

O que: Edital Prêmio Samba Junino

Período de inscrições: 19/02 a 04/04

Informações e inscrições: www.premiosambajunino.salvador.ba.gov.br     

Projeto “Lendo Mulheres Negras” retorna este mês no CEAO!


Fátima Trinchão
Fátima Trinchão

Em março, o projeto “Lendo Mulheres Negras” retorna no propósito de valorizar e dar visibilidade a produção literária de mulheres negras. Este mês o tema é “Escritoras Baianas nos Cadernos Negros” e estarão presentes oito escritoras de Salvador que publicaram nas edições do Cadernos Negros (Quilombhoje Literatura).

Estão confirmadas as presenças das autoras Ana Fátima Dos Santos, Fátima Trinchão, Hildalia Fernandes, Lidiane Ferreira, Míghian Danae e Vânia Melo. 

A atividade acontecerá no dia 23 de março (sexta-feira), às 18h, no Auditório Milton Santos, CEAO (Dois de Julho) e é aberto ao público.

lidiane_ferreira_sarau_enegrescencia_poesia_negra (2)
Lidiane Ferreira

Sobre o Lendo

O projeto propõe encontros literários abertos para todxs que queiram se debruçar sobre obras literárias de escritoras negras.Os encontros são realizados mensalmente por interessadas pela produção literária de mulheres negras no Brasil e no mundo.

Inscrições abertas para Etapa Nordeste do Slam Nacional em Dupla!


slam_da_raça_tamires
Foto Tamires Allmeida.

Acontece neste sábado (17), a segunda eliminatória do Slam Nacional em Dupla – competição de poetas realizada pela Fundação Perseu Abramo (FPA) em parceria com artistas e coletivos. Será no Anfiteatro Abdias do Nascimento (Sussuarana – Novo Horizonte), onde acontece o Sarau da Onça, que apoia o evento.

As inscrições das duplas ficam abertas até o dia do evento e podem ser feitas aqui

A competição terá cinco etapas eliminatórias regionais – Sudeste (10 de março), Nordeste (17 de março), Centro-Oeste (7 de abril), Norte (14 de abril) e Sul (21 de abril). A final nacional acontecerá em São Paulo, no dia 28 de abril. Todas as etapas serão transmitidas ao vivo pela TV FPA, na página da Fundação Perseu Abramo no Facebook.

Todos os finalistas participarão de uma antologia em livro e de um DVD do Slam Nacional em Duplas, a serem lançados pela Fundação Perseu Abramo. A dupla vencedora ganhará um troféu, a título de prêmio.

 

PROGRAMA, AFRO!

O que: Eliminatória Slam Nacional em Dupla

Onde: CENPAH –  Rua Albino Fernandes, n° 59, Bairro Novo Horizonte

Quando: Dia 17 de março (sábado), 15h.

Aberto ao público

Inscrições para participar do Slam: AQUI!

FSM – Coletivos debatem Juventude Negra, Genocídio, Políticas de Drogas e Estratégias de Segurança Coletiva!


jovem negro vivo
Banco de Imagens

O Fórum de Promoção da Igualdade Racial (FOPIR), o Odara Instituto da Mulher Negra, o Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT), e o Observatório de Favelas e Redes da Maré realizam – no âmbito do Fórum Social Mundial –  a roda de conversa “Juventude Negra debate: Genocídio, Políticas de Drogas e Estratégias de Segurança Coletiva”. Será nesta sexta-feira (16), no Centro de Estudos Afro-Orientais (CEAO), no Dois de Julho.

O evento pretende reunir ativistas das lutas contra o Genocídio da População Negra, ativistas e pesquisadores pela legalização das drogas, ativistas e profissionais do Direito, e militantes negras e negros em geral. Na pauta, estratégias de segurança coletiva para as comunidades e juventude negra, o aumento do encarceramento em massa e do assassinato de pessoas negras, especialmente os jovens.

A Roda de Conversa pretende traçar alternativas de como os movimentos e comunidades negras podem prevenir e agir diante de situações de vitimização da juventude.

SE LIGA:

O que: Roda de conversa “Juventude Negra debate: Genocídio, Políticas de Drogas e Estratégias de Segurança Coletiva”

Onde: Centro de Estudos Afro-Orientais (CEAO), no Dois de Julho

Quando: Dia 16 de março (sexta-feira), 14h.

Aberto ao público