Artista plástico Renato Carneiro é curador de Ocupação do Ilê Aiyê em São Paulo!


Fotos: Fafá Araújo

O artista plástico paulista radicado na Bahia, Renato Carneiro, é o curador da 42ª Ocupação Artística do Itaú Cultural que, neste ano, homenageia o bloco afro baiano Ilê Aiye. O proprietário da loja Katuka Africanidades, que passou por reforma recentemente e reabriu as portas nesta semana, no Pelourinho, recebeu o convite para curadoria do evento em janeiro e aceitou o desafio de pensar a concepção cenográfica da ocupação.

Ao Portal Soteropreta, Renato Carneiro contou o que podemos esperar a partir desta quarta-feira (03), em São Paulo, a partir das 20h, na exposição “Ocupação Ilê Aiyê”, que segue até 06 de janeiro com entrada gratuita.

Portal Soteropreta – Como é/foi ser curador de uma ocupação que traz o Ilê Aiyê, que existe há 44 anos, como homenageado? 
Renato Carneiro – O grande barato da historia é o interessante do meu lugar de paulistano que adotou  Bahia e foi adotado pela Bahia, me tornar esse veiculo de auxilia para mostrar a grandeza que é o Ilê Aiyê lá em São Paulo. É um ir e vir que é muito rico e muito interessante. É um desafio. No começo fiquei temeroso, pois é muita responsabilidade. Mas o processo foi muito bom, sabe? Recheado de sensibilidade e com uma equipe que trabalhou de forma muito coesa.

renato_carneiro_katuka2

Portal Soteropreta – Como foi sua preparação para a curadoria após o convite?
Renato Carneiro – Logo após receber o convite fui ao Ilê Axé Jitolu conversar com pessoas da casa. Fiquei muito feliz porque as pessoas reagiram bem. Depois da aproximação no Jitolu, transitei pela historia do Ilê: anos, temas, roupas, estamparia de Jota Cunha, compositores. Sendo que busquei o olhar pela centralidade no feminino, no observar as trajetórias que vão desde mãe Hilda a agora, com Dete Lima e todas mulheres que compõem o bloco e são as grandes criadoras que fazem com que o bloco aconteça na avenida.

Portal Soteropreta – Como foi a produção da curadoria?

Renato Carneiro – Tenho acompanhado durante 10 meses, entre idas e vindas para São Paulo. Está bonito e vai ser um trabalho interessante que as pessoas vão gostar porque foi de muito carinho. O mais interessante foi o caminho da curadoria de aproximar as pessoas do bairro onde o Ilê Aiyê nasceu: o Curuzu. Buscamos levar os rostos das pessoas que compõem o Ilê Aiyê.

Portal Soteropreta – A Avenida Paulista é um bairro de elite em São Paulo. Como você  enxerga essa ocupação preta neste espaço?

Renato Carneiro – É um dos pontos mais caros de São Paulo, com grandes empresas, que a elite branca passa. É muito simbólico trazer essa estética, força, história, elementos que compõem o Ilê Aiyê para dentro da avenida paulista.

Portal Soteropreta – O que você pode nos dizer e sintetizar sobre essa experiência que será aberta ao público a partir desta semana?

Renato Carneiro – Para minha história pessoal é algo muito simbólico e mágico.

Festival “A Cena Tá Preta” terá cinema, música, teatro, poesia e mais…!


_Encruzilhada - RODRIGO VELOSO
Foto: Rodrigo Veloso

 

A 9° edição do Festival A Cena Tá Preta – idealizado e organizado pelo Bando de Teatro Olodum , vai homenagear os 30 anos do Balé Folclórico da Bahia, uma das mais conceituadas companhias de dança contemporânea do mundo. A partir desta sexta-feira (28), serão dez dias de apresentações de teatro, dança, cinema, literatura e música no Teatro Vila Velha.

E vai começar nesta noite (28) com o show Black Tudo, da cantora e atriz Denise Correia, acompanhada pela banda Naveia da Nêga, às 20h. Já no sábado (29), tem Esqueça, montagem com Ridson Reis (Bando de Teatro Olodum) e Roquildes Junior (A Outra Companhia), também às 20h.

Natas em Solo Rosas Negras

No dia 30/09, 19h, tem Encruzilhada, monólogo do ator Leno Sacramento (Bando de Teatro Olodum), sobre as violências cotidianas sofridas pelos negros no Brasil, com direção de Roquildes Junior.

A programação retorna no dia 6/10, 20h  com Rosas Negras, espetáculo solo de Fabíola Nansurê, com direção de Diana Ramos e direção musical de Jarbas Bittencourt.

O encerramento do Festival será no 07/10, 19h, com apresentação de duas coreografias inéditas do Balé Folclórico da Bahia: “Bolero”, coreografada por Durval Santos e “Okan”, coreografada por Nildinha Fonseca.

“Café com Canela”

Vai ter Poesia, Música e Cinema!

No Festival também terá Sarau da Cenadia 2/10, 19h, com a poetisa Sueide Kintê, que estará acompanhada de DJ Branco. Terá ainda intervenções musicais e participações especiais do poeta Lande Onawale, da poetisa e atriz Vera Lopes e dos atores/atrizes do Bando de Teatro Olodum.

No dia 03/10, 19h, vai ter sessão especial do premiado Café com Canela, longa metragem dirigido por Glenda Nicácio e Ary Rosa e estrelado por Babu Santana, Adri Anunciação, Arlete Dias, Guilherme Silva, Aline Brunne e Valdinéia Soriano, vencedora do Prêmio de Melhor Atriz do Festival de Cinema de Brasília 2017.

Espetáculo_ESQUEÇA2
“Esqueça” Foto Ton Shübber

Música será com Letieres Leite Quinteto (dia 04/10, 20h) e seu o Universo Percussivo Baiano e a Dança será com a performance de Dança “O Corpo na Cena” (dia 05/10, 20h), com curadoria e direção geral de Zebrinha (do Bando de Teatro Olodum e Balé Folclórico da Bahia).

No dia 29/09, das 14h às 19h (totalmente gratuita), o público poderá ver a exposição do game Sociedade Nagô, aplicativo gamificado sobre a Revolta dos Malês, que alternam entre o jogo virtual e tarefas no mundo real – idealizado pelo game designer Alexandre Santos e foi desenvolvido pela Strike Games, em parceria com a Labrasoft (grupo de pesquisa do IFBA).

 

QUANTO?!

Em todos os eventos serão cobrados ingressos de R$30/15, com exceção do Sarau da Cena ( PAGUE QUANTO PUDER) e da sessão do filme Café com Canela (R$10/5).

Banda IFÁ convida Lazzo Matumbi para projeto Toca! no Goethe!


IFÁ

A banda IFÁ convidar Lazzo para o projeto Toca!, em celebração à música autoral contemporânea brasileira. O projeto acontece no Pátio do Goethe-Institut, no Corredor da Vitória, e segue até dezembro. O Toca! estreou em setembro e terá duas apresentações por mês, além de um encerramento de temporada especial em dezembro.

No projeto, artistas e bandas locais ou de fora de Salvador, de todo tipo de som, passam pelo palco, promovento encontros musicais.O encontro entre IFÁ e Lazzo acontece nesta sexta-feira (5), às 20h, e tem ingressos variando entre R$ 20 e R$ 50, à venda no site sympla.com.

Você já viu “A Bofetada”?! Corre, em curta temporada no Teatro Módulo!


a_bofetada
Foto Diney Araújo

Após turnê pelo interior da Bahia – Santo Antônio de Jesus, Lauro de Freitas, Itaberaba, Jequié e Porto Seguro -, o público soteropolitano poderá conferir asatualizações dos textos dos 11 personagens de A BOFETADA, espetáculo da Cia Baiana de Patifaria que retornará a cartaz para uma curta temporada de apenas quatro apresentações, aos domingos, de 14 de outubro a 04 de novembro, às 20h, no palco do TEATRO MODULO.

Os patifes Mário Bezerra, Marcos Barretto, Rodrigo Villa e Lelo Filho já estão se atualizando para trazer as novas manchetes do noticiário político-social-econômico brasileiro, diga-se de passagem, as eleições de 2018. As adaptações irão se misturar aos bordões e cenas musicais que levam o público às gargalhadas: ‘é a minha cara’, ‘oxente’, ‘momento lindo, maravilhoso’, ‘adoro, chega choro’.

A BOFETADA completa 30 anos de encenação nos palcos soteropolitanos desde que estreou na pequena Sala do Coro do TCA, em 1988, tendo sido assistida por mais de 2 milhões de espectadores até hoje. A concepção original é de Fernando Guerreiro. Os três esquetes que compõem o espetáculo são de Mauro Rasi, Miguel Magno e Ricardo de Almeida.

Serviço

O quê: A Bofetada

Quando: 14, 21, 28 de outubro e 04 de novembro – aos domingos, às 20h.

Onde: Teatro Módulo – Av. Prof. Magalhães Neto, 1177 – Pituba, Salvador – BA,

Telefone: (71) 2102-1350

Ingressos: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia) – bilheteria do teatro ou site www.ingressorapido.com.br

Recomendação etária: 14 anos

Lelo Filho apresenta o solo “Fora da Ordem” no Teatro Módulo este mês!


lelo_filho3

Fora da Ordem é o primeiro espetáculo solo de Lelo Filho, com mais de 35 anos de carreira, que se apresenta de 13 de outubro até 03 de novembro, sempre aos sábados, às 20h, no Teatro Módulo.

O projeto, ganhador do Prêmio Myriam Muniz 2013 da FUNARTE, é inspirado numa canção homônima de Caetano Veloso e aborda temas como: ditadura, racismo, homofobia, violência, guerras santas, e intolerância social. Fora da Ordem expõe aos que não viveram os ‘anos de chumbo’ o quão nocivo foi aquele período para a nação em vários sentidos: veto aos direitos políticos, cerceamento das liberdades individuais, censura prévia da informação que atingiu a todos e, brutalmente, as artes.

O conflito se estabelece ao colocar em cena um pai militar e torturador num embate com quatro filhos que têm, como o próprio texto define, ‘a alma livre’. Ao longo de duas gerações entre os irmãos Pedro, Glorinha, Jonas, Adriano e seu filho Pedrinho, o público verá a transmudação da família até os dias atuais.

O espetáculo solo, que mistura teatro e cinema, reúne ainda um coletivo de participações especiais, vozes em off e projeções, com atores de várias gerações do teatro baiano, como: Alan Miranda, Bertrand Duarte, Diogo Lopes Filho, Hamilton Cerqueira Lima, Jorge De La Puente, Mário Bezerra, Talis Castro, Vinícius Nascimento, Wanderley Meira e o ator mirim João Victor Sobral.

Com texto e direção assinados pelo próprio Lelo Filho, tendo como diretor assistente Odilon Henriques, Fora da Ordem tem duração é de 1 hora e 10 minutos. A produção, edição e direção de imagens é de Dedeco Macedo. Desde sua estreia o espetáculo já foi visto por mais de 5 mil pessoas.

Serviço

O quê: FORA DA ORDEM, espetáculo solo com Lelo Filho

Quando: 13, 20, 27 de outubro e 03 de novembro – aos sábados, às 20h

Onde: Teatro Módulo – Av. Prof. Magalhães Neto, 1177 – Pituba, Salvador – BA, Telefone: (71) 2102-1350

Ingressos: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia) na bilheteria ou no site www.ingressorapido.com.br

Recomendação etária: 14 anos

 

Caravana Afro Fashion Day 2018 chega ao bairro de Plataforma!


afro_fashion_day
Foto Alex Dantas

Após estreia na Senzala do Barro Preto – Curuzu, o Afro Fashion Day agora realiza dia 4 de outubro, quinta-feira, das 14h às 17h, no Centro Cultural Plataforma – Praça São Braz. A ação busca encontrar modelos não profissionais para compor o casting da maior iniciativa de moda afro do Brasil.

Em busca de representatividade e diversidade de corpos e perfis negros, as seletivas vão percorrer cinco bairros da capital baiana – CuruzuPlataforma (04/10)Tancredo Neves (11/10)Pelourinho (18/10) e Itapuã (25/10), buscando “new faces” que ainda não sejam agenciados para assim colocá-los pela primeira vez numa grande passarela, no dia 24 de novembro.

Realizado pelo Jornal Correio, com apoio da Casa Salvador, Califórnia Media House e Salvador Shopping, o Afro Fashion Day celebra o Mês da Consciência Negra dando visibilidade para modelos negros, cultura afrobrasileira e os trabalhos de marcas locais.

Para participar, o(a) candidato(a) precisa realizar inscrição prévia e gratuita através do link bitly.com/seletivasplataforma. Aos interessados, não é necessário residir no bairro para se inscrever. Podem participar jovens de 13 a 24 anosmoradores de Salvador e Região Metropolitana.

Grupo NATA prepara estreia da nova montagem “OXUM” no Teatro Vila Velha!


espetaculo_oxum_grupo_nata
Foto Adeloyá Magnoni

 

“A revolução social é feminina e chegou a hora da Mulher Negra falar de si, por si e sobre si. Oxum é um espetáculo de poderamento feminino negro, onde a mulher Negra contemporânea é convocada a buscar o seu poder”, declara Onisajé (Fernanda Júlia), diretora artística do Núcleo Afrobrasileiro de Teatro de Alagoinhas (NATA), que estreia no próximo dia 11 de outubro, no Teatro Vila Velha, a nova montagem OXUM, às 20h. A montagem marca os 20 anos do NATA.

A montagem fica em cartaz até o dia 21 de outubro – de quinta-feira a sábado, às 20h, e domingo, 19h. Em novembro, o espetáculo que também tem direção do coreógrafo Zebrinha e dramaturgia de Daniel Arcades, volta para mais quatro apresentações de 22 a 25, nos mesmos dias e horários.

Na dramaturgia aparecem quatro qualidades de OXUM: Opará – Justiceira e guerreira; Okê ou Loke – caçadora; Abotô ou Yaboto – é a origem de Oxum, relacionada ao parto e ao nascimento e ao encantamento; e Ijimu, a feiticeira e senhora da fecundidade. Cada uma interpretada pela atriz que tem o arquétipo correspondente à qualidade: Fernanda Silva, Ive Carvalho e Tatiana Dias, selecionadas através de audição.

Fazem parte do elenco os integrantes do grupo: Fabíola Nansurê, Antônio Marcelo, Daniel Arcades, Thiago Romero – que assina a direção de arte – e Nando Zâmbia, que assina a iluminação e a coordenação técnica da peça. Para completar o quadro de interpretes, o grupo traz a cantora Joana Boccanera, que também assina a preparação vocal.

O espetáculo OXUM faz parte do projeto OROAFROBUMERANGUE, aprovado no Edital de Apoio a Grupos e Coletivos Culturais da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb). A realização é do Núcleo Afrobrasileiro de Teatro de Alagoinhas (NATA) e uma produção da Modupé Produções.

Serviço

O quê: Oxum

Quando: 11 a 21 de outubro; e 22 a 25 de novembro – de quinta a sábado, às 20h, e domingo, às 19h

Onde: Teatro Vila Velha

Ingresso: R$30 (inteira) e R$15 (meia) – venda no www.ingressorapido.com.br

 

Se liguem! Começam as seletivas para o Afro Fashion Day 2018 em Salvador!


afro_fashion_day
Foto Angeluci Figueiredo

Começa nesta quinta-feira, 27, das 14h às 17h, na Sede do Ilê Aiyê – Rua Direta do Curuzu, a primeira seletiva aberta para o Afro Fashion Day 2018 (AFD), que vai escolher modelos não profissionais para compor o casting do evento.

As seletivas vão percorrer cinco bairros da capital baiana – Curuzu, Plataforma (04/10), Tancredo Neves (11/10), Pelourinho (18/10) e Itapuã (25/10). A missão é identificar jovens talentos que ainda não sejam agenciados e colocá-los pela primeira vez numa grande passarela.

Realizado pelo Jornal Correio, o Afro Fashion Day busca celebrar o Mês da Consciência Negra dando visibilidade para modelos negros, à cultura afrobrasileira e aos trabalhos de marcas locais.

Em 2017, os vencedores foram Luciana Dantas, 15 anos, e Ivan Lima, 17, que disputaram com outros 29 finalistas. Pelas cinco seletivas (Liberdade, Itapuã, Plataforma, Bonfim e Cajazeiras) passaram cerca de 500 pessoas.

Para participar, o(a) candidato(a) precisa realizar inscrição prévia e gratuita através do Sympla. O link para a edição da Liberdade é bitly.com/seletivascuruzu e para a de Plataforma bitly.com/seletivasplataforma.

Não é necessário residir no bairro para se inscrever. Podem participar jovens de 13 a 24 anos, moradores de Salvador e Região Metropolitana que não sejam agenciados.

Lívia Natália lança primeiro livro infantil “As férias fantásticas de Lili” neste domingo (30)!


dia_bonito_pra_chover_livia_natalia

A poeta Lívia Natália lançará As férias fantásticas de Lili, seu primeiro livro infantil, pela Editora Ciclo Contínuo. O lançamento acontecerá no dia 30 de setembro, domingo, 14h, no Espaço Cultural Barroquinha e terá roda de conversa da autora com as meninas do projeto Pérolas Negras, coordenado por Raíssa Rosa, e que reúne meninas de oito a quinze anos.

 “É a primeira vez que escrevo para crianças, e é uma poesia na qual eu conto uma historinha que amei escrever e que, na verdade, recupera muito do que eu, quando criança, vivi. Em tendo sido criada à beira do Abaeté, e de sua cadeia de lagoas, e também muito perto da praia de Itapuã, a energia dos Orixás, que moram e guardam estes espaços sagrados, sempre fez parta da minha vida. Venho de uma família ligada ao Asè e, por mais que não houvesse uma vivência sistemática com o candomblé, a magia sempre esteve na minha vida, principalmente pelos encantos e feitiços de proteção que Mainha fazia na gente. Quando menina, em sendo a única criança negra bolsista na sala de aula, constantemente o racismo se impunha a mim, como dor inescapável e, sim, a famigerada redação das férias era uma pressão quase insuportável, por isso escrevi sobre isso. Curei as feridas da minha criança interior com a minha poesia” revela a autora.

O livro é ilustrado por Carol Itza e destina-se a crianças de oito a doze anos, apresentando a cultura iorubana da perspectiva das crianças, representadas como semideusas.

O lançamento terá uma programação voltada para crianças: oficina de Abayomi, trança de tererê, muita brincadeira e diversão.  As primeiras vinte pessoas receberão um pôster promocional do livro. No dia do lançamento, o livro será vendido por 30 reais.

Serviço – Lançamento do livro infantil As férias fantásticas de Lili, de Lívia Natália

No Espaço Cultural da Barroquinha, domingo, às 14h.

Entrada franca.

Livro à venda: R$30

Workshop para empreendedoras está com inscrições abertas!


Imagem: Pinterest

Nesta sexta (28), mulheres de Salvador terão a oportunidade de participar o Workshop Beneficente – Empreendedoras: De empregadas a empresárias. O evento é voltado para o compartilhamento de estratégias para que se alcance a alta performance nos negócios.

Nele será debatida a transformação do cenário do empreendedorismo feminino, como alcançar novos patamares e como se tornar uma empresária de sucesso, independente do segmento. A entrada é 1kg de alimento não perecível, que serão revertidos para instituições sociais.

Onde: EMPRESARIAL AEC (Rua Frederico Costa, 35)
Quando: 28 de setembro,  das 19h às 20h30
Inscrições até 28/09/2018