Oportunidade! Inscrições abertas de Oficinas de Grafite pra jovens [email protected]!


Coletivo_Cultural_Ibomin
Coletivo Cultural Ibomin
Estão abertas até 26 de outubro as inscrições para oficinas de grafite do Projeto Ancestralidade e Novas Narrativas.  A oficina de 20 horas é reservada para jovens negros, entre 15 e 24 anos, residentes em bairros periféricos de Salvador.
O projeto é uma realização do Coletivo Cultural Ibomin e foi contemplado  pelo edital ARTE TODO DIA – ANO IV, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura de Salvador. Além das oficinas, também serão realizadas rodas de diálogos sobre  a relação entre as artes contemporâneas e as referências iconográficas das religiões de matriz africana.
“Promover o diálogo entre as linguagens da juventude contemporânea e as tradições africanas e afrobrasileiras é uma estratégia fundamental para fortalecer a identidade de jovens na cidade de maior população negra fora de África”, explicou Leandro Vilas Verde, coordenador do Projeto.
Como resultado da oficina, os/as jovens produzirão peças de arte visual, utilizando como inspiração a iconografia do candomblé e como suporte os objetos e utensílios cotidianos do ambiente religioso. Essas obras de artísticas comporão uma exposição que será levada para 03 locais diferentes da cidade.
SAIBA TUDO:
O Quê? Inscrições para oficina de grafite do Projeto Ancestralidade e Novas Narrativas
Quando? 22 a 26 de outubro através do link (https://goo.gl/forms/2i0kg8w0z7TN2Z7M2) ou 22, 24 e 26 presencialmente
Onde? Ilê Axé Ifá Olorum Babá Omi, Avenida Suburbana, Escada (próximo da delegacia)
Informações: 9 9275-8751 / [email protected]

Projeto “Contos e Cantadores” homenageia Mestre João Pequeno!


mestre_joao_pequeno
Mestre João Pequeno – Divulgação

 

Mestre João Pequeno será o próximo homenageado do projeto Contos e Cantadores, que realiza sua terceira edição nesta sexta-feira (26), 10h, no Museu Tempostal, no Pelourinho. Com o tema “Rituais e Musicalidade: as Lições do Mestre João Pequeno”, o encontro irá reunir Mestre Sabiá, Mestre Jogo de Dentro, a mestre mandingueira Patrícia Mascarenhas, Nane (neta do homenageado) e Jurandir Santos, filho de Mestre João Grande.

Com total de quatro edições, em diferentes museus da cidade, o projeto convida o público a participar de rodas de conversas e música para conhecer a identidade histórica do povo brasileiro a partir do cancioneiro da capoeira.

Referência mundial na Capoeira Angola, Mestre João Pequeno é um dos grandes propagadores da capoeira no mundo, tendo sido, ao lado de João Grande, discípulo do Mestre Pastinha, que é um dos principais mestres de capoeira da história. Frequentador da capoeiragem na sua forma mais original, João Pequeno deu seguimento ao Centro Esportivo de Capoeira Angola (CECA) no Forte Santo Antônio Além do Carmo (1982), fundado por Mestre Pastinha, onde constituiu a nova base de resistência, tornando possível que a Capoeira Angola despontasse para o mundo.

“De voz tranquila e ensinamentos profundos, João Pequeno é um grande exemplo de humildade, muito importante para a Bahia e para capoeira do mundo. Ele considerava a capoeira como um alicerce para todos os outros campos da vida do capoeirista. A partir de valores como o respeito ao próximo, ele lutou para que a capoeira fosse mais respeitada pela sociedade”, realça Mestre Sabiá, idealizador do projeto e diretor do Projeto Mandinga.

O Circuito Contos e Cantadores tem realização assinada pelo Projeto Mandinga e Aú Marketing com Propósito e apoio financeiro apoio financeiro do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

 

SERVIÇO:

Contos e Cantadores – 3º encontro

Quando: 26 de setembro (sexta-feira)

Horário: 10h

Onde: Museu Tempostal – R. Gregório de Matos, 33 – Pelourinho, Salvador

Entrada franca

Seletiva para o Afro Fashion Day 2018 chega ao bairro de Itapuã!


Afro-Fashion-Day-2017
Divulgação

 

Acontece na próxima quinta, 25, em Itapuã, a última seletiva para o Afro Fashion Day 2018. Na busca por modelos não profissionais que componham o casting da maior iniciativa de moda afro do Brasil, as seletivas valorizam a identidade baiana, evidenciando a beleza negra, a diversidade e a revelação de novos talentos para as passarelas.

Com mais de 400 jovens já inscritos, a seletivas percorreram os bairros da Liberdade, Plataforma, Tancredo Neves e Pelourinho, sempre de olho em evidenciar novos perfis e revelar a beleza negra do estado.

Para participar, o(a) candidato(a) precisa realizar inscrição prévia e gratuita através do link bitly.com/seletivasitapua. Aos interessados, não é necessário residir no bairro para se inscrever. Podem participar jovens de 13 a 24 anosmoradores de Salvador e Região Metropolitana.

A grande final será realizada em 12 de novembro, no Salvador Shopping (Teatro Eva Herz, na Livraria Cultura), juntamente com um bate papo sobre afro-empreendedorismo. Os vencedores vão desfilar em 24 de novembro, na quarta edição do evento.

Realizado pelo Jornal Correio, com apoio do Salvador Shopping, Casa Salvador e Califórnia Media House, o Afro Fashion Day celebra o Mês da Consciência Negra dando visibilidade para modelos negros, cultura afrobrasileira e os trabalhos de marcas locais.

SELETIVA

Quinta (25), entre as 14h e às 17h, na Villa Bahiana – Rua Prof. Souza Brito, s/n, Itapuã.

Projeto “Mulher com a Palavra” reunirá Tia Má, Daniela Mercury e Rita Batista!


tia_ma
Maíra Azevedo

 

Na próxima segunda-feira (22), o projeto Mulher com a Palavra chega a sua terceira edição em 2018 e convida a cantora Daniela Mercury e a jornalista Maíra Azevedo, Tia Má. O diálogo vai ser sobre o tema #feminismos, sob a mediação da jornalista Rita Batista. A iniciativa é da Maré Produções Culturais, em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres, com o patrocínio da Avon e da Bahiagás.

O bate papo ainda contará com a participação da cantora e compositora Lei Di Dai, criadora do projeto Gueto pro Gueto – Sistema de Som, de São Paulo e selecionada pelo Red Bull Amaphiko Academy. 

#feminismos –  Feminismo não é “um”. São vários. Diversos movimentos políticos, ideologias, filosofias que visam a igualdade de direitos entre homens e mulheres. “Vivemos a chamada Terceira Onda do feminismo desde os anos 1990” diz Dayse Porto, uma das roteiristas do projeto e diretora artística do Mulher com a Palavra. A intenção de pautar o tema #feminismos ao longo do ano parte da compreensão de que há uma diversidade das perspectivas de luta e de busca por igualdade se evidenciam, especialmente pelo uso da internet e das redes sociais como uma arena pública, onde todos emitem opiniões, compartilham experiências e posicionamentos.

rita_batista_tve
Rita Batista Fto Divulgação

 

Serviço
Mulher com a Palavra – Daniela Mercury e Tia Má
Dia 22 de outubro, às 20h
Palco Principal do Teatro Castro Alves
Ingressos: R$10/5 (disponíveis nas bilheterias do Teatro Castro Alves, Balcões SAC e no site http://www.ingressorapido.com.br

 

 

“Agradecer e Abraçar”: jantar colaborativo celebrará 70 anos da quituteira Alaíde do Feijão!


ALAÍDE_DO_FEIJAO
Foto Mila Cordeiro (A Tarde)

 

Uma das mais famosas quituteiras baianas, Alaíde do Feijão comemora, na próxima terça feira (30\10), 70 anos de idade. Para celebrar essa data tão especial, a cozinheira e empresária recebe em seu restaurante, localizado no Pelourinho, artistas, formadores de opinião e convidados para um jantar colaborativo em reverência àqueles que têm cantado em versos e prosas a sua trajetória, seus pratos e quitutes da culinária baiana.

“Esse não é um momento somente de comemoração de um legado, é, acima de tudo, a continuidade de uma história que tem início com a cozinha e continuidade com um legado que constrói quem sou. Cozinhar é alimentar almas. É transformar alimentos em felicidade e proximidade familiar”, conclui Alaíde.

BORA?!

O que: Jantar colaborativo ‘Agradecer e Abraçar’: 70 anos de Alaíde do Feijão;
Quando: Terça-feira (23/10), às 19h
Local: Restaurante Alaíde do Feijão – Pelourinho
Adquira seu ingresso no restaurante ou pelos telefones:  Daniela: 98847-5607 / Jaqueline: 98712-1440

Vai ter Afrocidade e OQuadro no Pelô, afrooo!!


Afrocidade
Afrocidade

 

O Largo Tereza Batista (Pelourinho) vai ser palco de encontro entre as bandas Afrocidade e OQuadro. Os grupos vão apresentar o repertório já conhecido do público, no dia 27 de outubro (sábado), a partir das 20h. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) e estão sendo vendidos online pelo site do Sympla.

SERVIÇO
OQuadro e Afrocidade
Data/hora: 27 de outubro (sábado), a partir das 20h
Local: Largo Tereza Batista – Pelô
Ingressos: R$ 10 (meia) R$ 20 (inteira)
Vendas: Sympla
Horário dos shows: 20h30 às 21h40 Afrocidade 21h50 às 23h OQuadro

Projeto Sons Daqui reúne banda Zuhri e Gab Ferreira no Pelô!


banda_Zuhri
Foto Fernando Gome

 

O Largo Tereza Batista receberá o Projeto Sons Daqui, reunindo no palco dois expoentes artistas baianos: banda Zuhri e a cantora Gab Ferreira, ex-vocalista da banda Alphazimu. Será no próximo sábado (20).

Vinda do dialeto africano swahili que significa “Enxergar além do óbvio”, a banda Zuhri vai além do Rap marcado por beats e rimas, inserindo referências de outras sonoridades negras, como o soul.

“Sabemos nitidamente do nosso potencial e qualidade sonora. Fazemos algo novo, verdadeiro e orgânico e isso tem impactado as pessoas que têm acesso ao nosso som”, revela o Mc Cosca.

O grupo traz como linha de frente os Mc’s – Cosca, Representativo e Faster, Jad Venttura (guitarra) e João Paulo Rangel (bateria). A Zuhri se apresenta ainda com os músicos Felipe Pires (contra-baixo e teclado), Thauan Fulero (trombone) e Lucas Decliê (saxofone).

SERVIÇO:

SonsDaqui apresenta Zuhri e Gab Ferreira

Data: Sábado (10), às 20h

Local: Largo Tereza Batista

Ingressos: R$20/10

Lista Amiga: R$15 (até às 21h)

Poetas, manas…prepara! Vai rolar 3ª classificatória do Slam das Minas BA!


slam_das_minas

Há mais de um ano o Slam das Minas BA vem criando um espaço de visibilidade e fortalecimento de mulheres artistas da palavra em Salvador. O objetivo maior é fomentar alternativas que proporcionem o protagonismo das mulheres negras e periféricas neste âmbito, responder ao racismo, machismo e sexismo. E no final deste mês, dia 28 (domingo), será a vez da batalha de poesia feminina.

Na batalha, mulheres de diversas localidades disputarão a vaga pra representar a Bahia, em São Paulo, na competição nacional do Slam das Minas. Essa é a 3ª chamada para as poetas que desejam concorrer à final, e a inscrição é no local, com valor simbólico de R$3. 

Participação especial

Mana Bella é o nome artístico da sócio-educadora Isabela Almeida (27), que mora em São Paulo. Em 2017, Mana Bella montou projeto de poesia cantada e poesia falada, e hoje se prepara para gravar seu primeiro EP “Nua e Crua”,  em parceria com Reverendo Mc Terceiro Setor Rap.

Slam Das Minas – 3ª Classificatória
Data: 28/10 (domingo), 16h
Onde: Freedomsoul Rec  (Rua Carlos Lopes, nº 45. Massaranduba)

Cantora Anelis Assumpção traz novo show “Taurina” pro Pelô este mês!


A cantora e compositora paulistana, Anelis Assumpção, traz para Salvador seu mais recente trabalho, “Taurina”, álbum premiado como melhor disco e melhor capa no Prêmio Multishow 2018.

Dirigido pela própria Anelis, o show será com a banda formada por Zé Nigro, Lelena Anhaia, Edy Trombone, Mau, Daniel Conceição e Saulo Duarte. Este último – compositor, cantor, instrumentista e produtor paraense radicado em São Paulo – fará  abertura do show, com  seu novo trabalho ‘Avante Delírio’, num power trio com Zé Nigro e Curumin.

ANELIS ASSUMPÇÃO APRESENTA ‘TAURINA’
Abertura: Saulo Duarte ‘Avante Delírio’
Onde: Largo Pedro Arcano (Pelô)
Quando: 26/10, 20h

Quanto: R$25-70
Ingressos AQUI!

 

Katuka Africanidades realiza batepapo sobre livro “Trans Formas São” com S. Vérciah e Bruno Santana!


Seu Verciah   Foto: Adeloyá Magnoni

Nesta quinta (18), a Katuka Africanidades realiza roda de conversa em torno do livro “Trans Formas São”, de Alex Simões. Será com os artivistas Bruno Santana e Seu Vérciah,  que recitarão e cantarão textos e canções.

O livro conta com 38 poemas, distribuídos em três partes, que questionam à poesia, às palavras, às pessoas, aos animais, às coisas e ao próprio poeta o que virão/viremos a ser. A obra também fala sobre distintas temporalidades convivendo aqui e agora, nem sempre pacificamente. Para isso, o poeta lança mão de diversos procedimentos estéticos, principalmente a apropriação, para deixar refletir sobre estar vivo, apesar da necropolítica, contra a qual ele se insurge por meio da poesia.

Coleção Contemporaneidades Periféricas terá novo livro do poeta e performer, Alex Simões!

bruno_santana
Bruno Santana (Reprodução Facebook)

Quando: 18 de outubro (quinta), às 18h30
Onde: Katuka Africanidades – Praça da Sé n1
Contato: (71) 3322-1634
Entrada Gratuita