Bloco Alvorada celebra 43 anos com Missa, Show e começa vendas de abadás!


bloco_alvorada_carnaval (1)

“É…Alvorada..!”

No próximo domingo (14), os mais de 40 anos do Bloco Alvorada será celebrado com missa e show do mais genuíno samba. São 43 anos e a celebração religiosa será na Igreja de São Francisco, às 9h, Terreiro de Jesus. Já a partir das 15h, na praça Tereza Batista, no Pelourinho, acontece o Encontro da Diversidade Cultural. Tudo para celebrar quatro décadas do primeiro bloco do gênero da Bahia.

O Encontro terá roda de samba com os grupos Bambeia, Partido Popular e Na Média, além das participações de Gal do Beco, Aloísio Menezes, Arnaldo Rafael e Roberto Mendes. O ingresso solidário custa R$ 10.

Este ano, o Bloco Alvorada levará pra Avenida sua homenagem à Associação Protetora dos Desvalidos (APD) e já estão confirmadas as vozes da ala de canto, Valdélio França, Bira (Negros de Fé), Tiago (Relicário Samba Meu), Marco Poca Olho (Samba Tororó), Arnaldo Rafael (Samba de Cozinha), Romilson (Partido Popular) conduzidos pelo grupo Bambeia. Como de costume, o bloco traz um convidado de fora da Bahia e este ano é a voz de Arlindinho e a promessa do samba, Diógines Tiee.

“É difícil pensar em todas as mobilizações e entidades que surgiram por conta da existência e princípio solidário da SPD. E dentro do que nós acreditamos, evidenciar a trajetória da SPD e mostrar sua importância é uma honra para o Alvorada que– nesses 43 anos de existência– tem o propósito e levar para o espaço da festa, assuntos que evidenciam pilares da cultura negra e valores essenciais de combate a qualquer tipo de violência ou desigualdade”, contou o presidente Vadinho França.

bloco_alvorada_carnaval
Arlindinho Cruz

Quer fantasia?

Pra sair no Alvorada, o folião paga R$ 170 pela fantasia, valor que pode ser parcelado em 3 vezes. Á vista tem desconto – R$ 150. A fantasia está à venda nos balcões de ingressos de todos os shoppings e nos balcões do Samba Vivo dos shoppings Liberdade Piedade.

Quem optar por comprar na sede do bloco (na Ladeira da Independência, nº 68 – sala 202, Gravatá), o funcionamento é das 9h às 18h. Mais informações: 3322 3684 ou 3321 3675.

 

 

Salvador recebe 7º Festival Internacional de Capoeiragem este mês!


festival_internacional_capoeiragem-min
Foto Filipe Sampaio

Capoeiristas de todos os continentes se encontrarão na sétima edição do Festival Internacional de Capoeiragem. De 24 a 27 de janeiro a Bahia reunirá vários mestres renomados, capoeiristas de mais de 20 países, crianças de projetos sociais e estudantes, no Forte da Capoeira – Santo Antônio Além do Carmo, com entrada gratuita.

Na programação, estudantes, educadores, pesquisadores e adeptos da arte/luta Capoeira estarão imersos em um espaço que contará com oficinas, palestra, vivência e turismo, além de shows musicais. Também haverão atividades gratuitas para crianças de 3 a 11 anos no Espaço Criança – Capoeiragem Mirim, com o apoio da Bahiagás, que será montado com toda a estrutura necessária e com profissionais especializados no trabalho com o público infantil. 

Já estão confirmados nomes como os Mestres Pelé da Bomba, Faísca, Moa, Bel,  Nenel, Kako, Macaco, Paulinho Sabiá e Negoativo. O Festival também oferece um Tour Capoeirístico, uma pesquisa realizada pelo Mestre Balão e pelo pesquisador e historiador, uma das grandes referências da capoeira, o já falecido Frede Abreu. Na rota, os participantes farão uma visita guiada no Centro Histórico de Salvador, cenário de fatos relevantes da história da Capoeira e do Brasil nos séculos XIX, XX e XI.

O Festival é uma realização do Instituto CTE Capoeiragem, em parceria com a Polo Cultural, e conta com o patrocínio do Governo do Estado da Bahia.

Programação

A programação começa na quarta-feira, dia 24, com a abertura oficial às 19 horas. Na quinta-feira, tem visita guiada ao Forte da Capoeira, as oficinas de Angola, Afoxé e Capoeira Regional, além da palestra “Tocadores de Urucungo no espaço Atlântico 1876-1936” e termina com Samba.

Na sexta-feira, dia 26, o evento segue com as oficinas de Maculelê, Capoeira e Musicalidade. Às 19 horas terá o tradicional batizado e troca de graduação e encerra com o samba. No sábado, último dia, às 9 horas terá o Tour Capoeirístico, no Centro Histórico, vivência com Mestre Pelé da Bomba (Ação Griô) no “Espaço Criança – Capoeiragem Mirim”, apresentação de Maculelê com crianças de três comunidades atendidas pelo Instituto CTE Capoeiragem e encerra com uma grande festa.

7º Festival Internacional de Capoeiragem

Onde: Forte Santo Antônio Além do Carmo – Forte da Capoeira
Endereço: Largo de Santo Antônio Além do Carmo, s/n – Santo Antônio Além do Carmo.
Quando: 24 a 27/01/2018
Inscrições: www.festivalcapoeiragem.com.br/sympla
Telefone: (71) 3117-1488
Entrada gratuita

Foto destaque: Álvaro Lemos

Duo B.A.V.I recebe as a cantoras Andréa Laís (PE) e Aîace!


DuoBAVI_Foto_MatheusLeite
Foto – Matheus Leite

Nos dias 12 e 26 de janeiro, o Duo apresentará o projeto B.A.V.I. Convida no Espaço Cultural Barroquinha às sextas-feiras, às 19h. O primeiro show conta com a participação das cantoras: Aîace e Andréa Laís (AL). A entrada custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

Duo B.A.V.I. convida

O projeto Duo B.A.V.I convida traz esse novo show com canções autorais que farão parte do seu primeiro EP, com lançamento previsto para março. Nesse show em especial traz a cantora Andréa Laís Pernambucana, com alma Alagoana que apresentará suas canções autorais com influência da música nordestina, como: o côco. Já Aîace acaba de lançar seu primeiro álbum solo e traz canções de sua autoria.

SERVIÇO

 O quê: Show do Duo B.A.V.I. convida Aîace (BA) e Andréa Laís (AL)

Quando: Sexta-feira, 12 de janeiro – 19h

Onde: Espaço Cultural Barroquinha, Rua do Couro S/N –Salvador – BA

Quanto: R$ 20,00(inteira) / R$ 10,00(meia)

ÀTOOXXA convida EdCity e BATEKOO nesta sexta (12)!


ÀTTOOXXA
Foto Rafael Ramos

Dando continuidade aos shows de verão, o ÀTTØØXXÁ promove mais uma “TáBATENU”, no dia 12 de janeiro (sexta-feira), no Largo Pedro Archanjo (Pelourinho), a partir das 21h. A festaterá o cantor EdCity e a abertura do Batekoo, movimento de dança preta e periférica.

No repertório da banda anfitriã, estarão as músicas já conhecidas pelo público, como: “Elas Gostam (Popa da Bunda)”, “Bota a Mão”, “Tem Que Se Jogar”, além das recém-lançadas “Tá Batenu” e “Rebola a Raba”. O primeiro lote dos ingressos está à venda online no SYMPLA (com taxa) e nos balcões da Ticketmix, por R$ 25 (meia), R$ 50 (inteira) e a inteira solidária por R$ 25 + 1kg de alimento (que deverá ser entregue no dia, na entrada do evento).

SERVIÇO

“TÁ BATENU – ÀTTOOXXÁ e Convidados”

Atração: ÀTTOOXXÁ, participação especial de EdCity / Abertura: Batekoo

Data/Hora: 12 de janeiro (sexta-feira), às 21h

Local: Largo Pedro Archanjo (Pelourinho)

Ingresso: 1º lote à venda no SYMPLA (acessar o link: http://bit.ly/2i9wiM2 – com taxa) e nos balcões da Ticketmix, por R$ 25 (meia), R$ 50 (inteira) e a inteira solidária por R$ 25 + 1kg de alimento (que deverá ser entregue no dia, na entrada do evento).

#PoesiaSoteropreta – Um rio de água doce e poesia: Vânia Melo!


Vania_melo

Vania Batista Melo – cujo nome artístico é Vânia Melo – escreve desde a adolescência,  mas não compreendia que se tratava de texto poético, pois era tão diferente do que lia na escola. Ao chegar à universidade, nos grupos de pesquisa e buscas pessoais, entendeu que “a escrita poética é também liberdade e que o fazer poético não se restringe ao cânone da literatura tradicional”, revela.

Vânia Melo, por ela mesma: “feita de água, fogo, flor e espada, e me pertenço. Sou mulher preta e escrevo o que sinto e desejo, o que vejo e o que não quero mais ver. Porque preciso, porque vivo a urgência de falar, de contar sobre minhas observações e leituras de um espaço que ocupo e que está repleto de dor, de tensão, de luta, de amor, de água, de sangue, de fé e de poesia”.

 

A temática de sua produção poética é “sobre Pretas, sobre Pretos, sobre Encantados, sobre a metalinguagem de uma vida em versos esculpidos com sangue”, diz. E ela escreve com sangue, o mesmo sangue “arbitrariamente derramado por violências que nos atingem em nossas vísceras e doem a todo momento; escrevo com sangue que pulsa, que está vivo, com o sangue que inicia; escrevo porque preciso abrir espaços, bordar os caminhos com a palavra, prenhe de grito, com as escritas sobre nós e por nós, nossa história, pois nos reconhecemos em nossos passos, nos nossos afetos, nos nossos estilos a cada verso”, poetiza a poeta.

Vania_melo

E ela não para por aí: “Falo sobre erotismo, sobre os ocultos da minha mente, as entranhas do meu corpo, de outros corpos, preciso falar de amor, de luta, de sonhos, de facas, de borboletas… Preciso escrever sem cerceamentos, sem impedimentos, sem qualquer violência que tente me atravancar a escrita, a lida”.

Vânia Melo revela que a poesia lhe ajuda a sobreviver, completa os espaços entre inspirações, é quase o ar para viver (ou é o próprio ar). Sua prosa, mesmo num questionário para uma entrevista, é recheada de poesia, de sutilezas, que não dá nem para editar. Em suas próprias palavras, ela deixa escapar mais poesias: “a poesia leva minha voz e abre meus caminhos, porque é certeira, é água que invade tudo, é meu bem, a tradutora de meu corpo, de outros corpos, o escudo de meus dias”.

E como um rio que não tem quem o controle, pois é dono de si, ela vai deslizando em versos: “Poesia é desaguar, é escrever pra não morrer, é voz, é entrega, é amor, é manhã de domingo. Minha poesia é livre como eu. Se me deparo com algo que me assalta os sentidos, eu escrevo. Se me inquieta, me representa ou me emociona, escrevo”.

E sobre limites, regras, receitas prontas, ela solta a língua “Escrevo o que vejo e o que insiste em mim, escrevo livre de métricas quando eu quero e presa apenas pelo que permito me levar”. De mãos dadas com sua companheira inseparável, Vânia Melo manda mais uma construção poética: “A poesia segue comigo, só nós duas”.

Suas impressões estão espalhadas por aí, como a antologia “Sangue Novo: 21 poetas baianos do século XXI. Org. José Inácio Vieira de Melo; Cadernos Negros – Poemas Afro-brasileiros, vol. 35. Org. Esmeralda Ribeiro e Márcio Barbosa; Revista Organismo – Editora Organismo. Também é pela Organismo que sairá seu primeiro livro solo. Usa rede social também para levar às pessoas lutas, amores e observações do mundo através da poesia.

Toda Preta 
Toda Amor
Inteligência e memória em toda guerra
Da minha raiz até a pétala
toda flor!

Tempo
Tempo tem meu apreço,
tem meu respeito,
se Tempo me pede, eu obedeço.
Devagar,  divagar…
Nele me reconheço.
Se tenho um poema
que precisa de Tempo,
Agradeço,  espero,  seguro
Tem Tempo pra tudo…
E o poema será só meu
até que esteja maduro.

Banda IFÁ convida Tássia Reis e Luedji Luna em show no Pelô!


tassia_reis

Nesta sexta (12), às 20h30, a Praça Tereza Batista (Pelourinho) será palco da festa IFÁ & Negra Força Feminina, com a banda instrumental IFÁ. Nesta primeira edição, terão as participações das cantoras Luedji Luna e Tássia Reis.

Recebendo as convidadas e dando suingue a suas lutas, a IFÁ integra um movimento independente que vem resignificando o cenário musical baiano. A IFÁ ratifica a importância da música como elo histórico entre as culturas negras da diáspora, fazendo do seu discurso um manifesto de afirmação e estética.

|SERVIÇO|

Show: IFÁ & Negra Força Feminina com participação de Luedji Luna e Tássia Reis

Local: Praça Tereza Batista, Pelourinho

Data: 12 de Janeiro (sexta-feira)

Horário: 20h30

Ingressos:

– Lote promocional SYMPLA: R$20,00 (até 3 de janeiro)

– Meia entrada: R$25

– Inteira: R$5

– Inteira social: R$30,00 + 1kg de alimento não perecível

Caixa Cultural apresenta Liniker e os Caramelows no show “Remonta”!


Liniker_ e_Os Caramelows
Foto: Leila Penteadobx

A CAIXA Cultural Salvador apresenta, de 18 a 21 de janeiro, o projeto ‘Flores na Cabeça e Pétalas no Coração’ – uma série de quatro espetáculos protagonizados por Liniker e os Caramelows. O espetáculo, que é uma versão intimista de Remonta, traduz a blackmusic e o soul para uma linguagem contemporânea brasileira. As apresentações acontecem de quinta a sábado, às 20h, e no domingo, às 19h.

Além de música, o projeto promoverá um bate-papo gratuito com Liniker sobre o tema ‘Os desafios de ser um artista independente no Brasil’. O encontro será na sexta (19), às 15h, no Salão Nobre do prédio da Caixa Cultural Salvador.

As inscrições para participar da roda de conversa serão realizadas uma hora antes da atividade e estão sujeitas à lotação do espaço. Já os ingressos para os shows serão vendidos a preços populares – de R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada), a partir das 9h da quinta-feira (23), na bilheteria da própria CAIXA Cultural Salvador.

Serviço:

Liniker e os Caramelows – ‘Flores na Cabeça e Pétalas no Coração’

Período: de 18 a 21 de janeiro de 2018 (quinta-feira a domingo)

Horário: dias 18, 19 e 20 (quinta a domingo), às 20h; dia 21 (domingo), às 19h.

Local: CAIXA Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro – Salvador)

Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)

Vendas: Bilheteria da Caixa Cultural Salvador, a partir das 9h do dia 18/01

Informações: (71) 3421-4200
Classificação indicativa: livre

Conveniência: Estacionamento gratuito ao lado

Sarau da Casa da Música recebe 4º Festival de Samba Enredo 2018!


bloco_alvorada

O Sarau de Itapuã da Casa da Música recebe na próxima segunda-feira (08), às 18h, a final do 4º Festival de Samba Enredo 2018, promovido pela Escola de Samba Unidos de Itapuã. A entrada é gratuita.

O 4º festival traz o tema Bahia de todos os Santos, Encantos e Axé, e tem o objetivo de promover a união dos compositores e intérpretes amantes da música popular brasileira. Desde 2015, o festival, já tradicional no bairro, é promovido pela Escola de Samba Unidos de Itapuã.

“Temos vários músicos e poetas em Itapuã, mas o bairro continua sendo lembrado apenas pelas referências do passado. Precisamos aflorar e tornar conhecidos os novos talentos. Já surgiram outros ‘Vinicius’ e ‘Caymmis’”, diz Pablo Maia, diretor da Escola de Samba unidos de Itapuã.

Esse será o quarto concurso de samba-enredo da escola no formato evento. Nos anos anteriores, os compositores eram convidados a compor. Foi assim que a Escola ganhou sambas como o de Seu Reginaldo de Itapuã, Tom Barreto e Marcos Bandolim.

Serviço

Sarau de Itapuã da Casa da Música

Onde: Centro Cultural Casa da Música – Itapuã

Quando: Segunda-feira, 8, às 18h

Valor: Entrada gratuita

 

Banda Aspiral do Reggae promove Reveillon Reggae 2018 em Patamares!


aspiral_reveillon

Pela primeira vez acontece na capital baiana um Réveillon especial dedicado a um dos gêneros musicais mais tocados no mundo, o Reggae.

A primeira edição do Réveillon Reggae 2018, acontece no dia 31 de dezembro (domingo), das 20h, às 05h, do dia 1º de janeiro, no Salvador Music Place Patamares, Hotel Sol Bahia, no ambiente fechado e climatizado, a 100m da praia. A noite será animada por Kamaphew Tawá & Banda Aspiral do Reggae, com a participação de vários convidados, entre eles estão a banda Futuro do Reggae, Jô Kallado, Reinaldo Formigão (Kyamanaya), Dj Ras Péu, Makonnen Tafari, Ronaldo Catha Fire e muito mais. 

 

SERVIçO:
O que: Réveillon Reggae 2018
Onde: Salvador Music Place Patamares, Hotel Sol Bahia
Quando: 31 de dezembro, domingo, das 20h às 05h de 1º de janeiro.
Quanto: R$ 25,00 (Individual), R$ 80,00 (Mesa, com acesso de 4 pessoas com direito a um espumante.

INFO E VENDAS:
(71) 98776-4388 (Jussara)
(71) 98625-8865 (Akani)

Gerônimo convida Adão Negro pra 1º ensaio de 2018 no Pelô!


adao_negro

Gerônimo Santana prossegue com seus ensaios de verão no Pelourinho, na próxima terça-feira, 2 de janeiro. No primeiro evento do ano, o cantor e compositor recebe a banda de reggae, Adão Negro.

Sucesso nacional, a aclamada Adão Negro, apresentará músicas do seu mais novo trabalho, o CD comemorativo “Adão Negro XX: 20 anos”, com um apanhado dos maiores sucessos da Banda até o momento.

O evento tem ingressos com valores promocionais de R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), com vendas antecipadas pelo Sympla.

 

Serviço:

Evento: Projeto O Pagador de Promessa, com o cantor Gerônimo.

Data: 02 de janeiro, terça-feira, 20h.

Local: Largo Pedro Archanjo, Pelourinho.

Valores: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia).

Vendas: Na bilheteria, na noite do evento, e antecipadamente pelo Sympla.

Na bilheteria são aceitos cartões de débito.