#Cabaré20Anos – “Você é negro? E o que é ser negro no Brasil?!” – Wenley de Jesus!


Sergio Laurentino cabaré da raça 20 anos
Foto Giuseppe Roca

Por pouco mais de 1h, o espetáculo Cabaré da RRrraça está sendo preparado para voltar ao palco do Teatro Vila Velha neste mês de agosto! Será de 17 a 27 do mês, com promessa de casa cheia! E ele começa com Wenley de Jesus fazendo o questionamento central da peça: “Você é negro? E o que é ser negro no Brasil?”. Criado por Lázaro Ramos, e já interpretado por Vinicius Nascimento, Gustavo Melo, o personagem hoje é conduzido por Sergio Laurentino, e é o mais….”sisudo” no palco.

Ele é sério, não é de muitos risos e dá a real. “É um personagem que faço há 16 anos. Quando fui convidado por Márcio, fiquei assustado, pois era um personagem com outra vertente de atuação, a qual não sabia que podia fazer e, ao mesmo tempo, queria muito fazer”, conta Sérgio.

Sergio-Laurentino cabaré da raça 20 anos

Wenley tem Ensino Superior, é Mestrando em Filosofia e sua sisudez vem de um pensamento radical sobre o papel do negro na sociedade.

“O discurso dele eu carrego intrinsecamente em mim.Ele fala de negro no Brasil, de enegrecer a sociedade para perceber que o negro existe nesse país, e é o que eu penso também. Foi o começo de tudo pra mim no Bando de Teatro Olodum, daí comecei minha carreira de verdade como ator profissional”, Sérgio relembra.

Wenley já chega no início do espetáculo dando a ideia que o fundamenta: a sociedade separa mesmo, então ele cumprimenta: “Boa noite, público. Boa noite, brancos!” E não para por aí a força de seu discurso. Wenley critica até quem começou dirigindo a peça, branco, Márcio Meirelles.

“O Cabaré é crucial, importante no contexto atual. Falar de racismo hoje ainda é necessário, infelizmente. Hoje o racismo tem muitas vertentes e, no contexto de tudo, é a luta do negro ainda pela ascensão social no país, um personagem vanguardista com um pensamento estético social da raça negra”, reflete Sérgio.