Carnaval baiano marca presença na Feira de Negócios no Rio de Janeiro


 

estandedaFeira
Foto: Cris Santana

 

A Feira de Negócios do Carnaval – a Carnavalia-Sambacom realiza sua 5ª edição e movimenta um dos nichos que mais desenvolve no país, o do mercado da economia criativa, em especial, com o crescimento da economia e do turismo, em consequência, da indústria carnavalesca, nas cidades brasileiras que promovem a festa. Com o intuito de permitir a troca de experiências entre os participantes para promover melhorias de serviços no carnaval, o evento é um espaço para debates com a presença dos principais nomes do samba do Brasil, entre eles, instituições, artistas, profissionais formadores de opinião e autoridades públicas.

vovô_ileDa Bahia, o bloco de samba Alerta Geral e o afro, Ilê Aiyê marcam presença na Feira, que acontece de hoje até sábado (28), no Centro de Convenções Sulamérica, no  Rio de Janeiro (RJ). Os presidentes Sr. José Luis Lopes, mais conhecido como Zé Arerê, do Alerta Geral e Antônio Carlos Vovô, do IIê Aiyê estarão presentes e promovendo a cultura baiana. As duas instituições participarão pela 2ª vez consecutiva, com o apoio do Governo do Estado da Bahia, pela relevância de suas atuações no cenário momesco do estado.

A Feira de Negócios do Carnaval promove também, o Encontro Nacional do Samba (SAMBACOM) e possui um histórico crescente entre expositores e visitantes. Em 2014, 54 empresas participaram com um público de 7 mil visitantes. Nos anos de 2015, 2016 e 2017 foram 60 expositores e 10 mil, 20 mil e 24 mil visitantes, respectivamente.

Este ano, a Feira de Negócios do Carnaval apresentará a Mostra Bahia Matriz, que é um desdobramento do Projeto Samba Vivo, central de cultura e negócios de entidades de matrizes africanas que participam do carnaval soteropolitano, com exposição itinerante que agrega elementos oriundos dos blocos afoxés, afros e indígenas, que surgem em suas respectivas comunidades, onde desenvolvem trabalhos sociais. A Mostra possui manequins estáticos trajando fantasias dos blocos, com um totem digital apresentando a história de cada um deles; a exemplo do Afoxé Filhos de Gandhy, Alerta Geral, Alvorada, Apaxés do Tororó, Ilê Aiyê, entre outros. Esta exposição foi realizada neste verão, nos principais shoppings da cidade, estações do Metrô e Aeroporto Internacional Luiz Eduardo Magalhães.