Coletivo Boom Clap prepara o 3º Round – Circuito de Rima Improvisada


3round circuito de rima improvisada
Cosca

Em novembro deste ano, vai rolar o Duelo Nacional de MC’s, em Belo Horizonte – Minas Gerais. E até lá, a Bahia vai precisar eleger seu representante. Este é o objetivo do Coletivo Boom Clap que, pela terceira vez vai organizar no estado o Circuito de Rima Improvisada, uma Curadoria das Batalhas de MCs que acontecem na Bahia.

Já está rolando a catalogação destas Batalhas, e organizadores, Mcs, pessoas envolvidas neste universo aqui na Bahia já podem procurar o Coletivo pra inscrever seus movimentos por meio de formulário online disponibilizado pelo Duelo Nacional. Mas só até o dia 3 de junho!

3round circuito de rima improvisada 2

Neste 3º Round – Circuito de Rima Improvisada, o Coletivo viajará pelo interior para acompanhar as Batalhas, orientar e preparar os Mcs nos meses de julho, agosto e setembro, quando vai rolar o QUALITY – de onde sairá a/o representante da Bahia.

Segundo André Costa (Cosca), idealizador e produtor do Coletivo junto a Lísia Lira, o intuito é que o 3º Round continue sendo o responsável pelo envio do representante baiano ao Nacional.

“Ele ou ela vai com tudo pago pro Nacional. Cada região terá seu representante, que batalhará no 3º Round, aqui em Salvador, em setembro. Queremos, com isso, solidificar uma cena, construir uma harmonia e fortalecimento nas batalhas. É também nosso intento, construir um conjunto de regras que seja usado nas Batalhas, regras anti-machistas, homofóbicas, sexistas e racistas”.

O 3º Round já tem alguns troféus na bagagem: Larício Gonzaga, que faturou o 1º lugar em 2013, Mira Potira, que chegou a vice-campeã em 2012 e, mais recentemente, em 2016, o jovem Black, de apenas 14 anos, que chegou à semifinal, representando bem a Bahia. “Estamos sempre mandando bons MC’s pro Duelo e tendo destaque no nacional”, comemora Cosca.

O Duelo de MC’s em BH é o maior evento de HipHop, ligado às Batalhas de MC’s em todo país e é de eventos destes que saem, muitas vezes, grandes nomes neste cenário musical.

3round circuito de rima improvisada 2
BLACK

“A maioria dos MC’s que hoje estão vivendo da música, desbancando por aí, vieram de Batalhas em suas cidades. Com o 3º Round é um preparatório para estes que estão iniciando no RAP, muitas vezes ainda menores de idade ainda, muito novos, mas já mandando bem”, diz André, lembrando de Black. Último a se inscrever no Round de 2016, apenas 13 anos, o último a rimar na escala, e foi quem representou a Bahia.

Sabe como é uma Batalha de MC?

Freestyle rap (“rap de estilo livre”) é um subgênero do RAP caracterizado por letras improvisadas do rapper. Nelas ele/a expressa o que sente sobre certos temas, mantendo o ritmo da batida. Na Batalha, rappers se enfrentam e o melhor na rima leva o prêmio.

Então, se adiante:

Inscreva sua Batalha de MC’s, CLIQUE AQUI e fale com André Costa.