Contra a intolerância, mais respeito e dignidade humana! – Por Silvio Humberto **


intolerancia_religiosa

Os crescentes atos de intolerância religiosa sinalizam para a urgente necessidade de tomada de posição. Primeiro nossa, não podemos nos limitar a agir da porteira para dentro e, em seguida, da sociedade brasileira que defende a liberdade religiosa, de expressão e o ecumenismo. Enfim, está em questão a dignidade humana.

O grave acontecimento recente ocorrido na cidade de Nova Iguaçu (RJ), onde bandidos obrigaram uma sacerdotisa a quebrar, por suas próprias mãos, seus objetos sagrados, deve ser visto como uma grave violação de direitos humanos, ou, até mesmo, quem sabe, um aviso, pela dor, da nossa ancestralidade, que ainda é possível fazer algo antes que cheguemos a uma guerra religiosa. Ninguém, por maior e mais velha que seja a sua casa, está a salvo dentro das suas porteiras. Vamos nos mobilizar para fora dos centros, casas de oração, igrejas. Saiam, juntem-se, organizem-se, esqueçam suas diferenças e fortaleçam-se!

O racismo religioso que defende uma única verdade e salvação, avança a passos largos. Estamos rumo ao passado, quando era necessário licença da Delegacia de Jogos e Costumes para as cerimônias religiosas do candomblé até o final dos anos 70. Voltaremos ao tempo que nos classificavam como seita?

A religião não mede caráter, o direito a proferir a fé, bem como o de não ter fé, deve ser respeitado por todos. Não estamos amarrados em nome Jesus, somos livres para seguir o que acreditamos.

cContra a intolerância, mais respeito e dignidade humana. Contra o ódio, mais amor entre nós. Aos racistas, prisão!

 

silvio_humberto

Sílvio Humberto é economista, vereador de Salvador e adepto de religião de matriz africana.

 

**Artigo publicado, originalmente, no site.