Encontro Periférico de Artes promove oficina de Dança Afro em homenagem a Mestre King!


Raimundos Mestre King
Fotos Thyago Bezerra

 

Ao som dos atabaques, vai rolar a oficina de Dança Afro, ministrada pelo professor e dançarino Pakito Lazaro. O evento faz parte da 3ª edição do Encontro Periférico de Artes – EPA -, promovido e idealizado pela Companhia de dança ExperimentandoNUS.

A oficina acontece das 9 às 11h, no dia 5 de outubro, na Praça da Sé. Isso mesmo, na rua, na praça do povo. O aulão, é uma homenagem ao coreógrafo Mestre King, pioneiro da dança afro na Bahia e no Brasil que durante 30 anos promoveu aula no mesmo local aberta ao público. O coreógrafo morreu no ano passado aos 74 anos.

Para a oficina, o dançarino Pakito vai usar a linguagem corporal baseada na comunicação da estética e estereótipos da cultura negra. O artista traz consigo uma metodologia dinâmica de exploração corporal.

Com uma filosofia própria, Pakito Lázaro fundamenta suas aulas a partir da identidade de cada participante, conduzindo todos e todas a primeiramente se reconhecerem naquele ambiente para depois encontrarem-se com os outros e, assim, irem de encontro com novas proposições.

Serviço:
Artista:
O que: Oficina de Dança Afro com Pakito Lázaro (BA)
Local: Praça da Sé
Quando: 05/10 (sábado), das 9h às 11h
Entrada Gratuita