Exposição “Kaurís” – baseada na Revolta dos Búzios – será aberta no Goethe!


Kaurís
Leonardo França – IFÁ (2016)

 

A exposição “Kaurís” – baseada na Revolta dos Búzios – será aberta no dia 20 de março, na Galeria do Goethe-Institut Salvador. A proposta da mostra é investigar os búzios como metáfora e estratégia de resistência e de libertação. Com curadoria de Tiago Sant’Ana, estarão reunidas obras em diversas linguagens, como fotografia, pintura, objeto e vídeo, realizadas pelos artistas Antônio Obá, Emo de Medeiros, J. Cunha, Leonardo França, Nádia Taquary e Shai Andrade.

“Além do contexto histórico da Revolta, os búzios têm uma posição muito importante para as religiões afro-brasileiras. Eles compõem um oráculo. A consulta aos búzios é um saber ancestral, mas também, pela natureza oracular, os búzios contribuem para lançar olhar para o futuro. A exposição é também sobre essa relação entre tempos que se cruzam através do ideal de resistência político e estético”, comenta o curador Tiago Sant’Ana.

Uma das obras que estarão na exposição é “IFÁ”, de Leonardo França, vídeo que contextualiza uma conversa entre o diretor e o pai de santo Obarayi, líder do Ilê Axé Opô Aganju. Logo após a abertura da mostra, Emo de Medeiros apresentará, às 21h30, no Teatro do Goethe-Institut, a videoperformance “TIIT” (que significa “vida” em Sumério), em que assina imagens e música, em parceria com Maxime Pere. O trabalho, que é uma celebração dos espíritos sagrados e do imaterial e digital, faz parte do projeto “IKE” (“energia” em Igbo), idealizado pela dupla.

 

KAURÍS + TIIT

Exposição coletiva de artes visuais  + Videoperfomance

Quando:

Abertura da exposição: 20 de março (quarta-feira), 19h30

Videoperformance “TIIT”: 20 de março (quarta-feira), 21h30

Visitação: 21 de março a 3 de maio (segunda a sexta), 9h às 19h

Onde: Goethe-Institut Salvador-Bahia (Av. Sete de Setembro, 1809, Corredor da Vitória)

Quanto: Gratuito

Classificação indicativa: 14 anos