GDR promove 11ª edição do tradicional Caruru da Diversidade!


Caruru da Diversidade

“Ball é uma reunião de pessoas que não são bem-vindas em lugar nenhum”, inspirados na frase da personagem Blanca, da série Pose (FX) que surge a ideia da décima primeira edição do tradicional Caruru da Diversidade, que acontece no próximo sábado, 5 de outubro, às 20h, na Residência Universitária do Corredor da Vitória. Uma realização do Grupo de Dissidente Sexual da Residência da Universidade Federal da Bahia (GDR/UFBA). O evento tem apoio financeiro da Pro Reitoria de Assistência Estudantil (PROAE/UFBA).

A ballroom, ou o baile, é uma tradição da cultura LGBTQIA+ dos guetos nova iorquinos que surge entre as décadas de 70 e 80. Marginalizados, gays, lésbicas, transexuais, negros e latino americanos reuniam-se para dançar e ironizar através da caricatura a burguesia. Com a exibição do seriado Pose*, a cultura da ball têm efervescer ao cenário LGBTQIA+ baiano.

“O trocadilho Ballbúrdia faz um resgate a fala do ministro da Educação Abraham Weintraub, que acusou as universidades públicas de promoverem “balbúrdia”, declaração que gerou revolta e a resposta das universidades e estudantes que ainda ressoam”, explica Gustavo Domingues, representante do GDR. A precarização causada pelos cortes do governo federal no repasse às universidades públicas é a pauta principal desta edição.

Sem perder o clima de celebração, a proposta é fazer da noite um protesto artístico. Durante um baile, os participantes desfilam em categorias temáticas em que expõe de modo jocoso, uma crítica extravagante aos modos de vidas padronizados pela sociedade. A edição baiana não vai deixar a desejar. “Convocamos o público a se vestir do seu melhor protesto para o baile, que tragam seus cartazes para fixar nas paredes da Residência 1 e gritem para o mundo as suas pautas, desabafos e lutas!”, convida Gustavo.

Demorou, mas agora vai!  

Por conta do contingenciamento de verbas, inclusive para eventos culturais, o evento que acontecia tradicionalmente às vésperas da Parada do Orgulho LGBTQI de Salvador teve que mudar de data, acontecendo no próximo sábado (5). O Caruru da Diversidade é palco que se consolidou ao longo dos últimos 11 anos  muitos artistas da cenaa LGBTQIA+ da cidade, tendo entre os convidados a cantora Aila Menezes, o grupo paulista Quebrada Queer e a filósofa estadunidense Judith Butler.

Este ano, a programação reúne casas drags e artistas como o Coletivo Das Liliths, Coletivo Bonecas Pretas, Festa Shanty e a Gay Family Show.  Também haverá a presença de Fabiane Galvão, Tereza Skyper, Malayka SN, Mamba Mavamba, Maria Gabriela, Milla Kokaev, Taylor Fox, Xan Marçall, Mandiiinga, o duo Mambs, Vittor Adél e Babi_Lon Labatut. A festa promete romper a madrugada com os DJs: Augusto Oliveira, Robertox, Cleidson, Mina/Mora e Paulilo, à frente do famoso Paredão da Paulilo. 

A noite de celebração ainda irá consagrar personalidades para a luta LGBTQIA+ no cenário baiano com o anúncio da madrinha e fada madrinha, além da rainha desta edição. O caruru será oferecido pelo Ajeum da Diáspora inteiramente gratuito. O evento conta com segurança,  bar que aceita cartões de crédito e débito.

Serviço

XI Caruru da Diversidade – Ballbúrdia

QUANDO: 5 de outubro de 2019, às 20H

ONDE: Av. Sete de Setembro, n 2382, Corredor da Vitória – Residência Universitária da UFBA (R1)

GRATUITO