Hilton Cobra chega a Salvador com com o monólogo “Traga-me a cabeça de Lima Barreto!”


Lima_barreto_cobrinha

CIA DOS COMUNS chega a Salvador com o monólogo teatral “Traga-me a cabeça de Lima Barreto”, inspirado livremente na obra de Lima Barreto. Com texto de Luiz Marfuz, o espetáculo tem direção de Fernanda Júlia (do NATA – Núcleo Afrobrasileiro de Teatro de Alagoinhas).

O espetáculo marca um reencontro de Hilton Cobra com a obra de Lima Barreto, em 2008. Lá, o ator protagonizou a versão cênica de Luiz Marfuz para o clássico da literatura “O Triste Fim de Policarpo Quaresma”. Com o título Policarpo Quaresma, o espetáculo contou a história de um homem que lutava pelas causas nacionais, sem se importar com a rejeição social que sofria.

O texto fictício de “Traga-me a cabeça de Lima Barreto” tem início logo após a morte de Lima Barreto, quando eugenistas exigem a exumação do seu cadáver para uma autópsia a fim de esclarecer “como um cérebro inferior poderia ter produzido tantas obras literárias – romances, crônicas, etc.

“É importante discutir eugenia e racismo a partir de Lima Barreto. Também é um reconhecimento à Lima – um autor tão pisoteado, tão injustiçado, que pensou tão bem esse Brasil, abriu na literatura brasileira “a sua pátria estética”, os pisoteados, loucos, os privados de liberdade – esses são os personagens de Lima Barreto. Acredito que ele deve ter sido, se não o primeiro, um dos primeiros autores brasileiros que colocaram esse “submundo” em qualidade e com importância dentro de uma obra literária”. – Hilton Cobra

SERVIÇO:

Traga-me a cabeça de Lima Barreto

Estreia: 30/11

Temporada: 01 a 10/12 (quinta e domingo)

Horário: 

Quinta a sábado –  20h

Domingo – 19h

Local: Teatro Vila Velha

Fotos: Valmyr Ferreira