Homenagem a Mãe Carmen reúne grandes artistas da música nacional em álbum inédito!


“Orixá do branco puro, da cor branca, que reúne em si todas as cores dos espectros do arco-íris em união, que remete à paz, por que a união induz a paz e harmonia”. Com estas palavras, Mãe Ângela, Iyakekerê do Ilé Iyá Omi Àse Ìyamáse, Terreiro do Gantois, em Salvador, descreve o Orixá Obatalá, criador do ser humano e de todas as formas de vida. Com iniciativa do Grupo Ofá, o projeto uniu artistas como Gilberto Gil, Alcione, Gal Costa, Zeca Pagodinho, Nelson Rufino, Daniela Mercury, Carlinhos Brown, Lazzo Matumbi, Marisa Monte, Jorge Ben Jor, Margareth Menezes, Márcia Short, Ivete Sangalo e Mateus Aleluia para soltarem a voz no álbum “Obatalá: Uma Homenagem à Mãe Carmen”, Iyalorixá do Gantois. Mãe Carmen, Mãe Ângela e Mãe Neli são filha e netas de Mãe Menininha, respectivamente. O disco será lançado no dia 4 de setembro (quarta-feira)às 19h, no Terreiro do Gantois.

Com idealização de Iuri Passos, Yomar Asogbá, José Maurício Bittencourt e Luciana Baraúna, filhos do Gantois e integrantes do Grupo Ofá, o trabalho tem direção geral de Flora Gil, direção musical de Iuri Passos e Yomar Asogbá e produção musical de Alê Siqueira e Iuri Passos.O projeto conta ainda com a participação dos Alagbês do Gantois, do Projeto Run Alagbê do Gantois, da Griô Vovó Cici e da própria Mãe Carmen. “Esse trabalho tem uma função importante de registro, uma função didática, uma função pedagógica, de instrução, de valorização e de referência para a Bahia e o Brasil como um todo. O candomblé é um elemento importante da civilização brasileira e este disco será um aspecto importante do candomblé”, avalia Gilberto Gil.

Cada convidado faz referência a um Orixá, com participações solo e em dueto, como o cantor Lazzo, que saúda Oxaguian; Márcia Short e Margareth Menezes cantam para Odùduwà; Gilberto Gil para Xangô; Marisa Monte e Luciana Baraúna para Oxum; Ivete Sangalo, Carlinhos Brown e Yomar Asogbá para Oxalá e Alcione para Oxóssi. “O disco traz a mensagem de paz e resistência. Neste sentido, a homenagem a uma Iyalorixá, à nossa Mãe Carmen, nos remete ao universo feminino onde a luta, o saber e o zelo estão juntos para a construção de um mundo comum”, reflete o produtor executivo, José Maurício Bittencourt.

Em 12 dias de gravação e com 37 músicos presentes no estúdio Ilha dos Sapos, no Candeal, o trabalho totaliza 19 faixas, a maioria em yorubá. Destaque para o momento de abertura das gravações ao som dos atabaques sagrados sob o toque dos jovens do projeto Run Alagbê, regidos por Iuri Passos. O disco conta também com três canções em português compostas especialmente para Mãe Carmen: ‘Obatalá: Homenagem à Mãe Carmen’, faixa-título do disco, de Yomar Passos e Dj MAM, originalmente lançada há 10 anos, que ganhou nova versão na voz de Mateus Aleluia; ‘A Força do Gantois’, de Nelson Rufino, cantada por ele e Zeca Pagodinho, e ‘Carmen’, de Beto Pellegrino e Ariston, interpretada por Gilberto Gil e Gal Costa.

Além das versões em CD – com encarte ilustrado e traduções das músicas do yorubá para o português – e em vinil, as faixas estarão disponíveis em todas as plataformas digitais (Spotify, Deezer, Apple Music) e o conteúdo audiovisual (making off e entrevistas) também será veiculado na Web (Instagram, Facebook e Youtube). “Esta nova obra fonográfica tem por finalidade contribuir para uma viçosa documentação desse cenário baiano da música, provocando aprendizado e encantamento através do valor histórico e popular da tradição afrodescendente do culto aos Orixás”, explica José Maurício.

 

Serviço:

O quê: Lançamento do álbum “Obatalá: Uma Homenagem à Mãe Carmen”

Quando: 4 de setembro (quarta-feira)

Horário: 19h

Onde: Terreiro do Gantois – Rua Mãe Menininha do Gantois, 23, Alto do Gantois – Federação, Salvador