lê Aiyê comemora 46 anos com festa na Senzala do Barro Preto!


Fafá Araújo

“Eu fico muito feliz quando ouço: Ah se não fosse o Ilê Aiyê!”. É com grande alegria diante da história de resistência e luta do bloco Ilê Aiyê que seu presidente Antônio Carlos Vovô se prepara para abrir as portas da Senzala do Barro Preto amanhã (1º), para comemorar o aniversário de 46 anos da entidade. A noite será de festa com shows da Band’Aiyê, Movimento do Beto e Catadinho do Samba, a partir das 21h. Ingressos: R$ 30 (Pista – promocional) e R$ 50 (Camarote – promocional)

“É um momento muito especial, em que uma entidade negra da Liberdade completa 46 anos, sem nunca ter deixado de sair no Carnaval, nem nunca ter parado com suas atividades sociais, mesmo com todas as dificuldades de parceiros e patrocínios, sobretudo do setor privado. Mas a hora é de celebração, porque é uma felicidade muito grande ver tantos jovens formados pelo Ilê Aiyê, desde os anos 80 com o surgimento da Band’Erê, estando eles hoje pelo mundo dando continuidade ao samba afro, à música negra, à nossa estética e a essa transformação que o Ilê conseguiu fazer na Bahia”, declara Vovô.

De certo, poucas entidades culturais estão em atividade há 46 anos, funcionando, cumprindo seu dever e emocionando há tanto tempo e sem interrupções. Então, o momento é mesmo de comemorar. A programação de aniversário começa com show do grupo Catadinho do Samba, que executa o suprassumo do samba, com vertentes como partido alto, pagode estilo fundo de quintal, samba dolente e romântico, além de fazer reverência a músicas de blocos afros e afoxés.

ileayie_frutuoso
André Frutoso

Depois assume o palco a anfitriã da casa, a Band’Aiyê que, para embalar a festa de aniversário, preparou um repertório de grandes sucessos que ajudam a contar a história do bloco afro mais antigo do Brasil. Que Bloco é EsseNegras PerfumadasO Mais Belo dos BelosNegrume da Noite e Depois que o Ilê Passar são canções confirmadas na apresentação, que contará com a participação e bela performance da Deusa do Ébano 2019, Daniele Nobre.

A terceira atração promete um agito de suar a camisa até entrar a madrugada. Tendo à frente o querido e respeitado Beto Jamaica, o Movimento do Beto mostra sua mistura entre música popular brasileira, samba do Recôncavo da Bahia e samba baiano. Ao lado do cantor, estão os músicos Jean Oliver, Negão Jamaica, Caboquinho Movimento, Juninho Movimento e Pagode da Choca.

“O negro nunca deixou de lutar em toda sua história, mas o Ilê Aiyê, nessa nova era, é um marco muito importante. Então parabéns ao povo negro, parabéns à Bahia, parabéns à Liberdade, parabéns ao Curuzu e parabéns Ilê Axé Jitolu”, arremata Vovô.

 

PRETAS: estão abertas inscrições para 41º Noite da Beleza Negra do Ilê Aiyê!

ERVIÇO

46 ANOS DO ILÊ AIYÊ

Atrações: Band’Aiyê, Catadinho do Samba e Movimento do Beto

Data: 1° de novembro (sexta-feira)

Local: Senzala do Barro Preto – Ladeira do Curuzu

Horário: 21h

Ingressos: Pista – R$ 30 (promocional); Camarote – R$ 50 (promocional)

Locais de venda: Senzala do Barro Preto (Curuzu),  Boutique do Ilê (Pelourinho) ou entrada da festa.