MAFRO apresenta exposição sobre a trajetória de inclusão e resistência


Mafro_exposição
foto: divulgação

Visando promover reflexões a respeito das violências que atingem a comunidade negra, o MAFRO/UFBA realiza o debate A violência em Corpos Negros. Para o primeiro encontro, o sociólogo Ailton Ferreira e o vereador Silvio Humberto são os convidados que dialogarão sobre o generalizado extermínio da juventude negra e ações de combate e avanços, através das políticas públicas afirmativas a favor das vidas negras.

O evento será no dia 25 de abril, as 16h30, no MAFRO e esta programação compõe as atividades da exposição “Trajetória de Inclusão e Resistência no MAFRO/UFBA (2012-2018)”. A amostra traz duas remontagens: “O MAFRO pela vida contra o genocídio da juventude negra” e “Exu: Outras Faces”. São exposições que refletem explicitamente facetas do racismo que ainda hoje atinge a comunidade negra.

A retrospectiva “Trajetória de Inclusão e Resistência no MAFRO/UFBA (2012-2018)” é o tema da Exposição que marca os últimos 6 anos de existência da MAFRO. Em consonância com as temáticas do Fórum Social Mundial e relacionada diretamente ao eixo 19 – Vidas Negras Importam, trata das ações de denúncia que o MAFRO vem fazendo nos últimos anos, articulado com os movimentos negros e a comunidade em geral.

SERVIÇO:

O que: Exposição Trajetória de Inclusão e Resistência no MAFRO/UFBA (2012-2018)

Onde: Museu Afro-Brasileiro da Universidade Federal da Bahia. Prédio da Faculdade de Medicina da Bahia, Terreiro de Jesus, s/n, Centro Histórico.

Quando: De segunda a sexta-feira, das 09 às 17h

Quanto: Gratuidade para estudantes e funcionários de qualquer instituição pública.

Contatos: 3283-5540 | [email protected]