Nova temporada d’O Jabuti e a Sabedoria do Mundo em cartaz no Gamboa Nova!


O quinteto de Jabutis volta aos palcos soteropolitanos com espetáculo O Jabuti e A Sabedoria do Mundo, desta vez no Teatro Gamboa Nova. O infanto juvenil dirigido por Guilherme Hunder, que teve todas as sessões cheias na primeira temporada, chega a sua segunda com apresentações dias 11, 18 e 25 de janeiro, às 16h – sábado.

Na história, o quinteto de jabutis-griôs-brasileiros reúne-se aos fins de tarde na sombra do pé de Irôko, da árvore sagrada, para contarem histórias de África, lendas passadas de geração em geração, vividas por seus antepassados em um tempo antes do nosso, um tempo ancestral. Assim, retomam a tradição griô, sábios africanos contadores de histórias, para narrar três fábulas.

No primeiro conto, Ossain, conhecedor do poder das folhas, detentor de todos os segredos, recebido do próprio Olodumaré, descobre que Xangô quer tomar seu poder e esconde as folhas numa cabaça colocando-a no topo do Iróko. Este é o enredo do conto Ossain e o Poder das Ervas.

Olulu Ofu Ogê, ou seja, “Era uma vez” O Jabuti e a Sabedoria do Mundo – título homônimo da obra, um sábio e respeitado Jabuti que ao viajar pelos reinos do continente africano vai roubando e levando consigo a sabedoria e histórias dos lugares por onde esteve. Acreditava que, com toda a Sabedoria, deteria poder, respeito e dinheiro. Depois de roubar a sabedoria de vários reinos, dentre eles estão Oiô, Keto, Ifê, Oshobô, etc, coloca o saco de toda onde ta guardada toda sabedoria no topo da árvore sagrada, o Iróko. Mais adiante, percebe que a sabedoria é “Como o vento, sopra com força … ninguém jamais conseguiu segurá-la”.

Por último, O Caçador Serpente, conta a história de um ancião caçador que em África consegue uma porção – dada por uma feiticeira – que lhe transforma em uma enorme serpente, lhe permitindo caçar como na sua juventude.

No palco, Genário Neto, Igor Nascimento, Johsi Varjão, Larissa Libório e Nitorê Akadã se revezam interpretando os jabutis griôs, contadores de histórias e as personagens dessas mágicas e engenhosas histórias – avô, avó, bisavô e tataravô, feiticeira, caçador-serpente, orixás. Apesar de serem jabutis, as personagens não serão animalizadas, conceito poético proposto para o figurino.

A dramaturgia é organizada por Guilherme Hunder. É uma adaptação de contos que estão nas obras O Jabuti e a Sabedoria do Mundo, de Vilma Maria, Lendas Africanas dos Orixás, de Pierre Verger, e As Aventuras de Torty – A Tartaruga, de Sunny. Hunder tem no currículo os espetáculos Avesso, ECA! Quanta Sujeira, O Barão nas Árvores, O Mundo das Minhas Palavras e Paco e O Tempo, ambos foram indicados ao Prêmio Braskem de Teatro, na categoria melhor espetáculo infanto-juvenil.

Serviço
Quando: 11, 18 e 25 de janeiro, às 16h – aos sábados
Local: Teatro Gamboa Nova – Rua Gamboa de Cima, Largo dos Aflitos, 3
Ingresso: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
Venda aqui!

Fotos Diney Araújo