O universo da mulher da periferia é destaque nos filmes que serão exibidos em mostra


Still_ o_ filme_Bracos_Vazios_2018_Brasil
Foto: Still do filme Braços Vazios (2018), Daiana Rocha, ES – Brasil

A periferia através da ótica da mulher é o universo dos filmes que serão exibidos na primeira edição da Cine Favela Brasil. A mostra de cinema para produções em contexto periférico recebeu cerca de noventa submissões de catorze estados, retratando lutas individuais e coletivas dos moradores das comunidades do país. Esse panorama o público vai poder conferir no próximo fim de semana (dias  9, 10 e 11 de março), no Espaço Cultural Alagados, em Salvador, a partir das 18h30. Abertura fica por conta do coletivo de poesia Sarau da Onça, cujo documentário será exibido durante a noite.

A presença marcante de um compromisso com a realidade é evidência pelo número de documentários sumetidos, também é maioria na programação da mostra. Eles apresentam um cotidiano de resistência,  destacado nas batalhas feministas dentro da favela. As mulheres são personagens centrais nos roteiros produções selecionados na mostra.

 

 

Entre outras características, a qualidade técnica, construção dos personagens e número de  filmes inscritos acrescentam a necessidade de mais espaços  para exibição e discussão de tais produções no país. A Cine Favela Brasil segue essa dinâmica, sucedendo as sessões com debates sobre as películas exibidas.

A iniciativa Cine Favela Brasil

A mostra de cinema Cine Favela Brasil é uma iniciativa que visa à promoção e  projeção da diversidade de sujeitos emergentes das periferias através da sétima arte. Fomentada pela Lei de Incentivo à Cultura, patrocinada pelo Banco do Nordeste e realizada pelo Ministério da Cultura do Governo Federal, o Cine Favela Brasil busca a descentralização cultural dando maior acesso aos bens e serviços culturais à comunidade.

Serviço:

O que: Exibições da Mostra Cine Favela Brasil

Onde : Espaço Cultural Alagados, bairro do Uruguai, Salvador-BA

Quando:  9 de março a partir das 18h30. Dias 10 e 11 de março, às  16h30.

Quanto: Entrada Franca