Odara de Carvalho Skubincan: a jovem Miss Bahia CNB 2020!


Ela tem 21 anos, mora no Cabula VI, em Salvador, tem muito o que dizer, fazer e mostrar, a começar pela sua beleza: ela é filha de pai eslovaco e mãe carioca. Ela é Odara de Carvalho Skubincan, jovem que nasceu em Além Paraíba (MG), teve alguns dias no Rio de Janeiro e de lá pousou em Ituberá(BA), onde foi criada na vila de pescadores na Barra de Serinhaém. Ela é Miss Bahia CNB 2020, Concurso Nacional de Beleza. Evento responsável pela eleição da Miss Brasil Mundo e do Mister Brasil CNB. A vencedora neste concurso representa o país no Miss World, um dos dois principais concursos de beleza do planeta. “Baiana de essência”, como se intitula. Odara cursa Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda, no Centro Universitário Jorge Amado.

“Meu nome tem significados incríveis que fortalecem ainda mais quem eu sou e a minha personalidade, além de ser derivado da nossa cultura e das nossas raízes. Eu me relaciono muito bem com ele e com certeza me representa”, diz a jovem que já demonstrava paixão pela Moda desde muito cedo. “Desde pequena eu sempre gostei de usar os saltos da minha mãe para desfilar em casa e, ela sempre foi minha apoiadora. Eu comecei a desfilar com 15 anos e, meu primeiro desfile foi em 2014 para um evento cultural da minha cidade Ituberá – BA em prol da consciência negra”, lembra.

A representatividade negra também anda junto a suas conquistas desde cedo. “Lembro-me de usar um lindo vestido representativo, com estampa referenciada nos símbolos africanos”, diz. Para Odara, ser modelo e agora Miss é a realização de um sonho, como para muitas jovens.  “Cada vez que estou na passarela me sinto feliz e grata, principalmente por esses títulos me darem a oportunidade de ocupar locais que a sociedade muitas vezes diz não ser o lugar de uma mulher preta e pobre. Locais que eu já duvidei se chegaria”, conta.

Não só de passarela se alimenta esse sonho, ela vai além. “Sendo modelo e, principalmente, sendo Miss tenho visibilidade, ocupo papel de representatividade e através do meu discurso e minha história posso motivar pessoas e mostrar para aqueles que se sentem representados por mim, que eles também conseguem chegar onde estou hoje”, enaltece a jovem que, com muita luta e força de vontade como ela defende,  conseguiu vencer o racismo e o preconceito e chegar nesse título que a orgulha.

A coragem e a determinação vem de muito empoderamento em casa. “Eles sempre me ensinaram a viver de forma honesta e buscar realizar os meus sonhos e objetivos. Infelizmente meu pai faleceu quando eu tinha 12 anos e não pode me ver nas passarelas, concursos e palestras que já participei, mas ele foi o melhor pai que poderia ter”, diz Odara. Mas a presença feminina em sua trajetória também é muito forte. “Sempre tive o apoio da minha mãe e irmãs para iniciar minha carreira, elas sem dúvidas são minhas maiores incentivadoras, sempre me apoiam em todas as etapas da minha carreira, sou grata a Deus por isso”, diz ela.

Ela ama Moda e, em especial, como ferramenta de inclusão. “Através da Moda e das oportunidades que ela me proporciona, posso falar sobre representatividade da mulher preta, e assim, ajudar outras meninas que sonham em ser Miss e modelo a terem alguém para se identificar, inspirar e motivar”, diz Odara que busca inspiração em outras mulheres negras dentro e fora deste setor, pois sabe o quanto é importante ver alguém com quem se identificar e se sentir representada naquele meio.

“Além disso, tenho um projeto social chamado ‘IRIS E ELES’, voltado às famílias em estado de carência e pessoas em situação de rua na cidade de Salvador. Por estar inserida no meio da Moda, consigo alcançar mais pessoas para apoiar esse e outros projetos. Através da moda sou porta voz das minorias e, assim atuo principalmente como agente transformadora contra a desigualdade social”, fortalece a jovem. Odara já participou de três concursos de beleza em seus 21 anos. Desde 2006 o Miss Brasil Mundo incentiva que suas candidatas estejam envolvidas em projetos sociais, como aspecto essencial na hora da escolha de uma representante nacional, estadual, regional ou municipal – é a bandeira Beleza pelo Bem.

No primeiro, o Miss Salvador Be Emotion, as portas começaram a se abrir quando ela teve a oportunidade de representar o bairro Cabula VI. “Todos foram marcantes por me proporcionar uma experiência única, em cada um deles eu aprendi muito”, conta a Miss BA CNB 2020. Concorrendo ao título Miss Brasil Mundo CNB, Odara tem buscado ampliar sua voz. “O Miss Bahia CNB está sendo incrível, mesmo em meio à pandemia o título tem me dado a oportunidade de alcançar muita gente por meio das redes sociais e assim estou conseguindo evoluir com meu projeto social e ajudando muitas pessoas nesse momento de distanciamento social”.

E qual é seu grande sonho? “No momento estou realizando um grande sonho, que é ser modelo e atualmente Miss Bahia CNB 2020. E poder participar de um concurso nacional com tamanho significado que possui o Miss Brasil Mundo com certeza será a realização de outro grande sonho”, conta Odara.

E que mensagem ela deixa para jovens que como ela querem entrar para a Moda e alçar voos. “Deixo uma mensagem clichê, mas que para mim sempre fez sentido: Nunca esqueça de quem você é, é através da sua essência e tendo um coração humilde e simples que você se torna capaz de alcançar todos os seus sonhos. Tenha muita fé e siga em frente, mesmo que você receba muitos nãos, eles fazem parte do caminho. Lembre-se que tudo que tem um ônus, também tem um bônus. Jamais desista!”, crava a bela jovem Odara, confiante em si mesma e na conquista do Miss Brasil Mundo CNB.

“Quando eu ganhar o Miss Brasil Mundo esse ano, serei a terceira mulher negra a obter o título em mais de 50 anos de concurso. Isso é algo histórico.” – Odara de Carvalho Skubincan.

Fotos – Divulgação