#PretasHackers – Fuxicos Futuros encerra 2018 com debate sobre a Cultura Hacker no Goethe!


pretas_hackers
Helen Nzinga

O projeto Fuxicos Futuros tem sua oitava e última edição de 2018 no dia 11 de dezembro (terça-feira), no Pátio do Goethe-Institut Salvador-Bahia e, desta vez, as Pretas Hackers Hellen Nzinga e Mari Queiroz apresentam seus processos criativos em “Tecnologias São Muitas! A Cultura Hacker Como Agente de Transformação Social”. Elas também terão como convidada a premiada diretora de cinema queniana Ng’endo Mukii, residente do Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut. A entrada é gratuita e a classificação é livre.

“Ser hacker é conhecer bem um sistema por experimentação. É extrapolar a norma pela excelência, saber pela prática e ressignificar pela engenhosidade, criatividade e questionamento”, explicam as Pretas Hackers. “A partir dessa definição, podemos dizer que, sendo a vida um sistema, somos hackers ao aplicarmos a ela esses conceitos. Nos tornamos hackers ao reinventarmos a vida”, concluem.

 

Com compartilhamento de conteúdos e realização de dinâmicas para estimular um debate horizontal, as Pretas Hackers propõem então apresentar pessoas e processos, e pensar como as variadas tecnologias possíveis, incluindo tecnologias digitais, podem ser ferramentas para potencializar iniciativas hackers sociais.

pretas_hackers
Mari Queiroz

NG’ENDO MUKII

Além de participar da roda de conversa, a cineasta convidada exibirá dois curtas de animação resultantes de workshops realizados por ela: “Retrato de Marielle Franco”,  produzido em agosto deste ano em Nairóbi, capital do Quênia, junto a jovens artistas que homenagearam a socióloga, ativista e vereadora brasileira, assassinada em março passado; e “Retrato de Wangarĩ Maathai”, que reverencia a queniana ativista de direitos humanos, ambientalista e feminista, ganhadora do Prêmio Nobel da Paz em 2004, resultante de oficina em Salvador, como uma demonstração de solidariedade em resposta ao primeiro filme.

FUXICOS FUTUROS

Tecnologias São Muitas! A Cultura Hacker Como Agente de Transformação Social”.

Pretas Hackers Hellen Nzinga e Mari Queiroz convidam Ng’endo Mukii

Quando: 11 de dezembro (terça-feira), 19h

Onde: Pátio do Goethe-Institut Salvador-Bahia (Av. Sete de Setembro, 1809, Corredor da Vitória)

Quanto: Gratuito

Classificação indicativa: Livre