Programa Corra pro Abraço promove Sarau com poetas, escritores e músicos nesta quinta (30)!


corra_pro_abraço
Foto: Camila Souza/GOVBA

O Programa Corra pro Abraço realiza hoje (30) de novembro, o evento Poesia Marginal – Quem sou eu? Negritude nasce e gira arte!, das 15h às 19h, na Praça do Campo da Pólvora, Nazaré, em Salvador (BA). O objetivo é a partir de diversas expressões, despertar, conhecer e visibilizar a produção artística negra nas ruas, trabalhando resistência, voz, protesto e protagonismo destas pessoas, promovendo reflexões sobre identidades e pertencimento.

O evento contará com batalhas de poesia e rap e a participação de artistas e coletivos. Também haverá concurso de poesia entre os assistidos do programa.

Já confirmaram participação a poeta Livia Natália, o escritor Jairo Pinto, a escritora Joana Flores, a jornalista e idealizadora do Mais Amor Entre Nós, Sueide Kintê, o poeta Tiago Gato Preto, o grupo JAER – Juntos pela Arte e Educação na Rua, o artista Antônio Costa, os atores Leno Sacramento e Sergio Laurentino, do Bando De Teatro Olodum, os grupos Batalha no Park e Arte Popular A Pombagem, o Coletivo Atuar e o Coletivo ZeferinaS.

Para Trícia Calmon, coordenadora pedagógica do Corra pro Abraço, um dos principais intuitos a ser alcançado com essa intervenção urbana é refletir sobre os sentidos da poesia marginal, partindo de onde vem e sua construção. “É importante fomentar a produção artística junto aos assistidos do programa, visibilizar a produção de quem já se expressa a partir da poesia e da música na rua e reunir artistas, poetas e músicos, negros, junto a esses sujeitos que a partir da rua vão contando suas histórias”, conclui.

O Programa Corra pro Abraço, iniciativa da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado da Bahia (SJDHDS), já utiliza em sua metodologia de trabalho cotidiana debates sobre enfrentamento ao racismo e relações raciais. E, neste mês, intensifica a discussão em suas atividades de arte-educação e comunicação, como leitura e interpretação de músicas, contação de histórias e leituras de poesia marginal.