”Quem te penteia?” Doc sobre penteados negros será lançado na Sala Walter da Silveira!


Coletivo_Zalika_Produções
Do corte “chavoso” às tranças, doc discute ancestralidade, autoestima e economia solidária (Foto: Divulgação)

Os elaborados e criativos penteados negros como traço de identidade e resistência cultural, mas não só isso. A estética afro é apenas um dos motes do documentário ”Quem te penteia?”, realização do Coletivo Zalika Produções.  A obra aborda a relação da periferia de São Paulo com o cabelo, os cortes “chavosos”, a ligação dos filhos de santo com seus cabelos, as tranças e o ”black power”.

Gravado em casas e vielas de bairros da zona periférica de São Paulo, a obra procura traduzir a relação que trançadeiras a domicílio, cabeleireiras, barbeiros e moradores das “quebradas” estabelecem com o cabelo, o território e as estéticas que nascem das bordas da cidade. Cada um dos nove personagens apresenta um universo diferente e a discussão sobre beleza e estética extrapola o que tradicionalmente é visto como um assunto de mulheres e atinge um debate de gênero mais amplo e complexo. O fio condutor é a busca constante de ser e viver a identidade preta e periférica, da forma mais livre possível.

”A ideia para o documentário surgiu em 2017”, lembra Naná Prudêncio, uma das idealizadoras do filme. ”Nina Vieira, uma das co-diretoras, é pesquisadora de tranças e penteados afro e fundadora do coletivo ‘Manifesto Crespo’; e eu sou fotógrafa, atuante nas periferias da cidade. Para nós, o elo da periferia com o cabelo, vai muito além da estética. Então, resolvemos produzir e documentar essa pesquisa, a fim de tratar de vários assuntos que surgem quando se fala estética preta, periférica”, complementa a realizadora.

Sobre a recepção do média-metragem nas comunidades e junto aos entrevistados, Naná Prudêncio não esconde sua satisfação: ”Foi ótima! Eles se sentiram valorizados; e perceberam, muitas vezes nos momentos das filmagens, o quanto a convivência com as pessoas que cortam cabelo em suas barbearias – ou também a ligação deles com seus próprios cabelos – como tudo isso transcende a questão estética ou os padrões estabelecidos”, reforça a artista. ”Como diz um de nossos entrevistados, ‘o cabelo afro não é moda, é um estilo de vida’. É uma de nossas formas de resistência. Em todas as comunidades fomos recebidas com carinho, atenção e profissionalismo. É ‘Nóis por Nóis”’, finaliza Naná.

Serviço
Exibição do Documentário ”Quem te penteia?” do Coletivo Zalika Produções.
Quando
Dia 14 de Julho (Sábado). Às 18h30. Entrada Franca.
Onde
Sala Walter da Silveira – Rua General Labatut, nº 27, Subsolo da Biblioteca Pública dos Barris (Fone: 71 – 3116-8120).