Unzó Maiala abre inscrições para oficina com Caroline Amanda (Yoni das Pretas)!


Caroline Amanda

O Unzó Maiala realiza no próximo dia 18 de outubro, das 16h às 20h, o Ciclo Nzumbarana do projeto Matriarcalidade: o poder das yabás e a força geradora da vida, Nesta segunda etapa dedicada a Nzumbarana, yabá da sabedoria, será realizado um círculo de mulheres chamado Sankofa do Ventre para Intimidade e Sexualidade com a coach, terapeuta menstrual e sistêmica Caroline Amanda, criadora do Yoni das Pretas. Para participar do círculo, as mulheres devem se inscrever AQUI.

Do sânscrito, “yoni” representa o órgão sexual feminino, o ventre sagrado. A partir da conscientização das potências e funcionalidades, o Yoni das Pretas é uma comunidade matriarcal que atua no apoio e fortalecimento das mulheres negras, por meio de práticas interativas e complementares a saúde.

“Utilizo alguns fundamentos da mulher mais velha para chegar na desmistificação do ciclo menstrual. Neste círculo convoco a atenção das mulheres para a potência do ventre para além da gestação, para que possam exercer a agência sobre seus próprios corpos, ciclicidade menstrual, sexualidade curativa, criatividade com produtividade saudável e sustentável”, explica Caroline Amanda, ao acrescentar que criou essa vivência a partir de experiências em New Orleans (EUA), onde as grandes mães são cultuadas

No círculo, Caroline Amanda expõe teorias dos órgãos envolvidos no sangramento menstrual, além de fazer um trabalho individual para que as mulheres aproveitem suas energias ativas na realização de seus objetivos.

Ciclos
O projeto Matriarcalidade: O poder das Yabás e a força geradora da vida, com o apoio financeiro do edital Ela Decide, do Fundo ELAS e do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), visa construir espaços de informação e discussão sobre o autocuidado, a saúde reprodutiva e os ciclos do corpo da mulheres negras (cis e trans) da periferia de Salvador. Em setembro foi realizado o primeiro ciclo dedicado a yabá Ndandalunda.

No mês de novembro ocorrerão ainda dois ciclos do projeto. O terceiro ocorrerá no dia 08 de novembro e está referenciado a Oxumarê/ Ângoro, nkisi que representa a dualidade entre as energias feminina e masculina, portanto, este ciclo de formação será especialmente dedicado as mulheres transexuais, a reflexão da saúde, do autocuidado e as estratégias de sobrevivência deste grupo. Já estão confirmadas a participação da performer Inaê Leoni e da psicóloga Arianne Sena.

Já o último ciclo terá suas ações realizadas no dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, e está referenciado em Katendê, o nkisi ligado ao poder das ervas, a cura. Chamada de Roda Griô – Saberes Ancestrais, esta oficina será ministrada por Valdeci Santana, mais conhecida como Dona Val, griô, terceira, parteira e guardiã ancestral, moradora de Serra Grande, sul da Bahia, que fará uma troca de saberes sobre o poder das ervas. Atualmente, além dos partos, ela desenvolve um projeto chamado Caminho das Ervas.

Ao todo são oferecidas 30 vagas. O Unzó Maiala fica localizado na 1 Travessa Padre Domingos de Brito, n° 34, no bairro do Garcia- próximo à Praça Lord Cochrane (Garibaldi).