Connect with us

Beleza

Muzenza apresenta suas candidatas a Muzembela do carnaval 2017

Jamile Menezes

Publicado

on

Muzenza

Muzenza

O bloco afro Muzenza do Reggae promove, nesta terça-feira (14), às 19h, a 33ª festa de escolha da Muzembela, rainha do Carnaval de 2017. Com o tema ‘Afrofuturismo’, o Muzenza convida para  ocasião, o cantor e compositor Alexandre Guedes, a cantora Amanda Santiago e a banda Aiyê, do bloco afro Ilê Aiyê. A pré-seleção das beldades definiu oito finalistas, que representam a beleza de diversas comunidades de Salvador.

O tema ‘Afrofuturismo’ faz alusão a um movimento iniciado na década de 1960, que utiliza a música, artes plásticas, grafismos, moda e a  fotografia como forma de reivindicação. 

Queremos mais uma vez abrilhantar o desfile no Campo Grande e nas ruas do Centro de Salvador, por onde passa o bloco Muzenza, com muita plasticidade, brilhantismo e a batida incomparável da percussão. Faremos mais um carnaval de paz e beleza, elevando a cultura negra no Carnaval da Bahia”, promete o presidente do bloco afro Muzenza, Jorge dos Santos. 

Criado no bairro da Liberdade em 1981, o Muzenza completa 33 carnavais, sempre marcados pela força da percussão, do canto e do ritmo do samba reggae. Com o “Afrofuturismo”, o Muzenza trará para a Avenida: 70 percussionistas, seis alas com centenas de dançarinos, capoeiristas, baianas, além de 350 rastafaris, em uma ala que homenageia o artista jamaicano Bob Marley, divulgador da cultura rastafari pelo mundo.

Conheça as candidatas do Muzembela 2017 e o que elas querem:

Bloco afro Muzenza
Larissa Alliança, 29 anos, Biomédica e moradora de Brotas
“Espero dar  meu melhor para um bloco que possui uma história de peso.
Como uma mulher guerreira, que defende os princípios da mulher negra.

 

Bloco afro Muzenza

Larissa Oliveira, 18 anos, Estudante e Arte-educadora, de Nova Sussuarana
“Representatividade. É o retorno que tenho por fazer alguns trabalhos na minha comunidade e venho acumulando reconhecimento.”

Bloco Afro Muzenza

Jamile Fátima Oliveira, 29 anos, estudante e moradora do bairro de Cosme de Farias
”Uma mulher guerreira, forte, mãe de família, esposa dedicada.
Procuro dar o melhor de mim em tudo o que faço”
Bloco Afro Muzenza
Jacinalva Chagas, 40 anos, Trançadeira, moradora da Avenida San Martins
“Eu me vejo discriminada e, por mais que a gente tente se valorizar, aparece sempre um para nos colocar para baixo. Nesse momento, a comunidade, incluindo o Muzenza, chega para mostrar a nossa força de negão e negona.”
Bloco Afro Muzenza
Luana Correia, 29 anos, estudante da Liberdade.
” Ser negra para mim é ser mulher para além de bela, recatada e do lar.”

Bloco Afro Muzenza

Lorena Matos, 19 anos, Bailarina do bairro do Novo Horizonte.
“Mostrar o que eu sei fazer, que é dançar e, ganhando ou perdendo, estar sempre com um sorriso brilhante.” 

Muzanza

Dandara Nascimento, 24 anos, Esteticista e estudante, moradora do Engenho Velho de Brotas
“Quero me superar e estou aqui para mostrar a beleza da mulher negra para a sociedade. Eu me sinto belíssima, linda, poderosa, importante!”
Bloco Afro Muzenza

Nivia Alice Lopes, 30 anos, Animadora de Lazer, Itapuã

Serviço:

O que: Festa de Escolha da Muzembela 2017

Onde: Praça Tereza Batista – Pelourinho

Quando: 14 de fevereiro de 2017, às 19h.

Quanto: $30| $15 (podem ser adquiridos na portaria no dia da festa e na sede do bloco – Rua das Laranjeiras, Pelourinho)

Fotos: Rosalvo Neto

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Beleza

Deusa do Ébano 2024, Larissa Valéria, é do Curuzu

Jamile Menezes

Publicado

on

Deusa do Ébano 2024 foi eleita na 43º Noite da Beleza Negra.

Iniciando as comemorações pelos 50 anos do Ilê Aiyê, a 43º Noite da Beleza Negra foi histórica. A Deusa do Ébano 2024 foi eleita e é a primeira vez que uma candidata do Curuzu é ganha o título. Quem levou foi Larissa Valéria Sacramento, de 29 anos, que já estava na terceira tentativa de honrar o manto da Rainha do Ilê. Desde pequena, Larissa tem nos ensinamentos do bloco uma escola para a sua vida

“Meu pai era músico do Ilê, minha mãe associada, e eles se conheceram dentro do bloco, então eu me sinto filha dessa potência que é o Ilê, e tenho noção da responsabilidade de assumir os 50 anos. Eu sempre digo que ser a Deusa do Ébano é realizar também o sonho de uma outra mulher negra, é realizar o sonho de uma criança que se vê, ao ver você dançar”, disse a Deusa do Ébano 2024.

Larissa estudou na Band’Erê dos 7 aos 15 anos, onde aprendeu dança afro, canto e percussão e formou sua identidade de mulher preta.

“Tínhamos acesso à biblioteca do Ilê, ao terreiro Ilê Axé Jitolu e ao entendimento sobre as matrizes africanas e sobre nossa ancestralidade”, conta ela.

 

Inicialmente, Larissa trabalhava levando seu estúdio a domicílio para cuidar das tranças e cabelos de mulheres que não conseguiam ir para um salão de beleza por ter filhos pequenos. Há dois anos, ela tem o espaço Aconchego da Preta Hair, na Rua Direta do Curuzu, onde atende suas clientes, muitas delas presentes na torcida que deu grande colaboração para a conquista do título.

Larissa é casada, mãe de três filhos. A Rainha do Ilê Aiyê 2024 conta que nunca pensou em desistir. “Dancei até os nove meses de gravidez, voltei a dançar com um mês e meio de meu filho nascido. Esse foi o meu terceiro ano seguido de concurso, não teve desistência. Então, não desista. Se é o seu sonho, se é a sua realização, se é a sua meta, se é uma referência, persista e consiga” diz para as futuras candidatas.

Deusa do Ébano 2024 foi eleita na 43º Noite da Beleza Negra.

Foto André Frutuoso

Junto com a Rainha Larissa Valéria, foram eleitas como princesas do Ilê Aiyê, a dançarina e comunicadora, Lorena Bispo, 21 anos, em segundo lugar, e a professora Caroline Xavier, 25 anos, em terceiro lugar.

“Esse momento é muito marcante para mim porque eu entendo que eu sou uma ruptura da minha família, onde as mulheres eram lavadeiras de ganho, empregadas domésticas, e hoje, sou princesa do Ilê Aiyê e rainha do Malê Debalê 2023. Pela primeira vez, minha família inteira vem à senzala do Barro Preto, meu avô era cambista, ele faleceu, mas sempre quis trazer os filhos, e aí pela primeira vez minha vó veio à senzala”, conta Lorena.

Já Caroline Xavier, vencedora em terceiro lugar do concurso Deusa do Ébano 2024, desfila como princesa do Ilê Aiyê no próximo Carnaval pela segunda vez. Ano passado, ela foi eleita como princesa em segundo lugar, e mais uma vez dedicou seu título à comunidade do seu bairro, Sussuarana.

“Quando a gente faz pesquisas sobre a minha comunidade, a Sussuarana, o que mais apresenta é violência e falta de infraestrutura. Então, quando eu me coloco no palco do Ilê Aiyê, eu trago possibilidades de também ter noticiários sobre a Deusa do Ébano na Sussuarana. Na minha Sussuarana, tem reis, rainhas, tem grupos culturais de poesia, teatro, dança, capoeira, arte, então quando trazemos mais um título, a gente também oportuniza e visibiliza os grupos que lá já existem há muito tempo fazendo cultura e arte. Então é mais um título, é mais uma memória positiva da minha comunidade”.

Continue Reading

Beleza

Loo Nascimento celebra 10 anos da Dresscoração e Iloostre

Jamile Menezes

Publicado

on

Loo Nascimento veste vermelho e está sorirndo de lado.

Referência em moda afro-brasileira, a empreendedora Loo Nascimento, também conhecida como Neyzona, celebra os 10 anos de suas marcas Dresscoração e ILoostre.

Loo Nascimento lança o Portal Dresscoração para comemorar as conquistas desse projeto, que se destaca pelo seu estilo voltado para a história de diáspora e ancestralidade. Nesse site, Neyzona compartilha experiências com o empreendedorismo ancestral, trajetórias e novidades das marcas.

Dresscoração é uma marca de roupa de estética afro-brasileira com estampas e texturas que refletem a cultura diaspórica. E ILoostre, se inspira nas ganhadeiras, as primeiras mulheres empreendedoras no Brasil, que usavam suas joias como forma de comunicação e identificação visual.

Continue Reading

Beleza

Biomédica Jéssica Magalhães lança e-book “Como Cuidar da Minha Pele Preta”

Jamile Menezes

Publicado

on

Dra. Jessica Magalhaes

A biomédica esteta, Drª Jéssica Magalhães, especialista em pele preta, com mais de dez anos de experiência, lança seu primeiro ebook, intitulado, ‘Como Cuidar da Minha Pele Preta’. O guia inédito oferece informações valiosas sobre os cuidados específicos para diferentes tons de pele negra, abordando questões discutidas no dia a dia.

Ao explorar tópicos como o surgimento de manchas na pele, o ressecamento e a importância dos cuidados, a Drª Jéssica Magalhães oferece respostas claras e orientações práticas para as dúvidas mais frequentes.

“O livro apresenta uma proposta inovadora, destacando os ativos mais adequados e esclarecendo suas funções específicas. A obra responde a perguntas como “Que tipo de sabonete devo usar?” ou “Quais são os melhores ativos para minha pele preta?”. Ao fornecer informações diretas e descomplicadas, o ebook capacita os leitores a iniciar uma rotina básica de cuidados de maneira simples e eficaz”, explica a especialista.

 

O manual, baseado em conhecimentos especializados, aborda também os cuidados para a pele a partir dos 40 anos, já que as necessidades mudam conforme o tempo e é preciso uma adaptação para cada momento.

O guia está disponível para download digital, permitindo que os(as) interessados(as) tenham acesso imediato ao conteúdo. Para mais informações sobre o ebook e valores, é necessário entrar em contato através do Instagram (@dra.jessicamagalhaes) ou WhatsApp (71 99965-8477), ou através do link.

Continue Reading
Advertisement
Vídeo Sem Som

EM ALTA