Connect with us

Literatura

Sarau da Onça divulga selecionados no II Concurso Literário

Jamile Menezes

Publicado

on

sarau-da-onça
sarau-da-onça

Foto: Lissandra Pedreira

Sabe quem vai estar na coletânea de poemas e contos, resultantes do II Concurso Literário Sarau da Onça? Saiu a lista com nomes dos 50  selecionados que terão seus textos publicados em um livro, sem custo, com direito a cinco exemplares cada um.

O II Concurso integra o Festival de Arte e Cultura, que acontecerá em maio de 2017, com Oficinas de teatro, dança, Hip Hop e criação literária.

O Sarau da Onça atua há mais de cinco anos no bairro de Sussuarana, é fruto da iniciativa de jovens do bairro, no intuito de atuar como aliados no resgate de valores e na construção de uma sociedade mais igualitária, através da arte. O Sarau é uma das principais opções de atividades culturais e educativas para os moradores do bairro.

Sarau da Onça prepara II Festival de Arte, Cultura e Concurso Literário

O projeto foi contemplado com o edital Setorial de Literatura da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), com patrocínio do Fundo de Cultura do Estado, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

Veja quem vai tá nessa publicação:

Autor
Categoria
Título do trabalho
Herbert Souza Santos
Conto
Praça de alimentação
Gonesa Souza Moreira Gonçalves
Conto
Noturna
Jordan Silva Santos
Poesia
Ativista/Baiana
Joseane Santana
Poesia
Oração Feminista/Pu(re)za
Joyce Melo
Poesia
Radicalizando/Desabafos
Névora
Poesia
Puta/Não cale-se para sempre
Lucas Santiago
Poesia
Incomodando o silêncio da viagem/A bênção do dia 20
Ludy Borges
Poesia
Black Power, sim!/Amor ancestral
Marcelo Ricardo
Poesia
Manifesto Esú/Bicha errada
Fabrícia de Jesus
Poesia
Quem come/Feito Maré
Gleise Sousa
Poesia
Cor do pecado/Mulher de verdade
Helen Adriane
Poesia
Laço afrocultural/Baile das negras
Iasmin Carolaine
Poesia
Oh Preta!/Meu sertoneste
Jacquinha Nogueira
Poesia
Crespo/Querência
Jairo Pinto
Poesia
Na cabeça do motorista – Carro II/Outros mares
Fernando Gonzaga
Poesia
Outras danças/Carapinha não eletrificada: é bala!
Sandro Sussuarana
Poesia
Culpado/Negritude
Fernanda Leão
Conto
Odeio despedidas
Jamerson Brandão
Conto
Inocentes
Ronald Castro
Poesia
Sem mais delongas/O que falta é oportunidade
Robinson Silva Alves
Poesia
Viva a liberdade/Teus
Roberth Novaes Nascimento
Poesia
Partida/Dorival Caymmi
Rafael Sampaio Souza
Poesia
Mulher em código/Love for sale
Negreiros Souza
Poesia
Turbante-se/É detector de metal ou melanina?
Marjorie dos Santos
Poesia
Ciclo/Maré cheia
Mariana Ferreira
Poesia
Belezas do vale/É treta preta!
Marcos Peixe
Poesia
Pós-conceito/Maldita vírgula!
Lissandra Pedreira
Conto
A noite
Rogério Di Sousa
Conto
A aventura das porongas
Evanilson Alves
Poesia
Vila Moisés/Não nego voz
Ronaldo Magalhães Oliveira
Conto
Eterna presença
Andréia Cairo
Poesia
Aqui jaz/A invisibilidade negra
Fabiana Lima
Poesia
Afroconveniência/Rafael da Silva Lima
Amanda Quésia
Poesia
Tentaram/Menina Sonhadora
Ana Paula Oliveira
Poesia
Meu corpo negro/Cidadão escravizado
Brenda Gomes
Conto
Maria
Breno Silva
Poesia
Favela/Efeito dominó
Djean Felipe
Poesia
Meninos alvos/Inocente
Fábio Bahia
Poesia
Transição/Altruísta
Ana Fátima
Conto
Muralhas ou migalhas?
Epitácio Carvalho
Conto
Dia de chuva
Sirlene Pereira Birpo
Poesia
Vítima/Insônia
Cleide Bruno dos Santos (Sol Vasconcelos)
Poesia
Escrevo/Menina dos olhos fuxiqueiros
Maiara Silva
Poesia
Intolerância religiosa/Símbolo de resistência
Telma Fiúza Roque Viana (Telma Fiúza)
Poesia
Coração passarinho/A saudade
Vanessa Sena de Almeida
Poesia
Homem fardado/Caríssimo Estado
Vinícius Costa Morais
Poesia
A cor da luta/O cultivo
Vítor Oliveira Santos
Poesia
Humano, profano, insano/As partes
Mateus Silva
Poesia
Florescer/Favela na veia
Zezé Olukemi
Poesia
Interlude/Saravá

 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Literatura

Bárbara Carine lança livro na Biblioteca dos Barris

Amanda Moreno

Publicado

on

Bárbara Carine lança livro
Bárbara Carine lança livro (Foto: Gabriel Cerqueira)
Bárbara Carine lança livro na Biblioteca dos Barris. Após o sucesso de Como ser um educador antirracista, a pesquisadora, escritora e ativista Bárbara Carine lança novo livro pela Editora Planeta, nesta quinta-feira, 22 de fevereiro, a partir das 19h, na Biblioteca Central do Estado da Bahia (Barris), com direito a sessão de autógrafos com a autora.
Em Querido estudante negro, é possível conhecer uma faceta diferente da autora. Desta vez, em formato de cartas fictícias, Bárbara dialoga com os estudantes negros, independente das condições financeiras ou sociais, ao compartilhar as experiências que viveu. Com quase 400 mil seguidores nas redes sociais, a intelectual convida a mergulhar na complexidade da formação de subjetividades negras nesta obra.
No livro, uma estudante negra compartilha cartas com um amigo que conheceu na infância e que também é um estudante negro. Nos relatos, a protagonista vivencia situações que Bárbara enfrentou, focando na trajetória estudantil, abrangendo desde a pré-escola até o pós-doutorado.
Os personagens, principais e secundários, não são nomeados. O objetivo é que qualquer estudante negro brasileiro se identifique, pois, as histórias de vida são cruzadas. “São cartas de um ‘Eu Coletivo’. Uma história que é de uma alguém, justamente por ser a narrativa de todo mundo.”, escreveu Carine.
De forma sútil e potente ao mesmo tempo, Bárbara tece uma crítica social sobre o classicismo e o racismo. Para isso, ela apresenta dois protagonistas que têm a mesma idade, mas são diferentes. A menina é negra de pele não retinta e vive em periferia. O menino é retinto e possui uma situação abastada. Apesar das diferenças socioeconômicas, ambos têm a subjetividade completamente atravessada pelo racismo estrutural. A linguagem e complexidade das cartas mudam no decorrer da vida, mas permanece a certeza de que as experiências escolares de pessoas negras no Brasil são duras e discriminatórios.
A obra Querido estudante negro apresenta diferentes percepções e níveis de compreensão sobre o que é ser negro no país. Bárbara convida as pessoas que desejam entender os universos dos estudantes negros, seus responsáveis e professores antirracistas. Mas, seu principal foco é, sem dúvida, o estudante negro. Esse é um livro que acolhe e tenta deixar o mundo menos solitário para o jovem negro, seja aquele que ainda está trilhando o caminho ou aquele que cresceu e precisou aprender a sobreviver em meio a uma sociedade racista.
EVENTO DE LANÇAMENTO
Sessão de autógrafos com Bárbara Carine
Dia 22 de fevereiro às 19h
Biblioteca Central do Estado da Bahia
Local: R. Gen. Labatut, 27 – Barris, Salvador – BA, 40070-
Continue Reading

Literatura

Claudia Alexandre lança livro “Exu-Mulher e o Matriarcado Nagô”

Jamile Menezes

Publicado

on

Claudia Alexandre também possui uma vasta produção sobre sambas e escolas de samba de São Paulo

No próximo dia 31, às 18h30, o Museu Nacional de Cultura Afro-Brasileira (Muncab), em Salvador, receberá o lançamento do novo livro da jornalista e cientista da religião, Claudia Alexandre: Exu-Mulher e o Matriarcado Nagô – sobre masculinização, demonização e tensões de gênero na formação dos candomblés (Editora Aruanda/ Fundamentos do Axé, 2023). O evento, que tem promoção da livraria Katuka Africanidades, terá uma roda de conversa com participação da prefaciadora, a socióloga Nubia Regina Moreira, coordenadora do grupo de pesquisa Ojú Obìnrín Observatório de Mulheres Negras e professora da UESB (Universidade do Sudoeste da Bahia).

Exu-Mulher e o Matriarcado Nagô: sobre masculinização, demonização e tensões de gênero na formação dos candomblés (Editora Aruanda/Fundamentos de Axé, 2023), apresenta um debate inédito no campo dos estudos sobre as tradições e religiosidades afro-brasileiras em relação ao que foi escrito até aqui sobre o controverso orixá Exu.  Ao mesmo tempo que questiona sobre representações femininas de Exu que não foram inseridas na definição do corpo das tradições yorubá-nagô dos primeiros candomblés na Bahia.

A obra insere registros e informações sobre as experiências e protagonismo de mulheres negras – africanas, escravizadas, alforriadas, libertas, que resistiram as opressões patriarcais para manter suas práticas ancestrais. O livro destaca alterações na relação com o orixá Exu, que na iorubalândia (Nigéria, Benin, Togo…) é representado por figuras em pares – macho e fêmea, que não se popularizaram no Brasil.

O livro é baseado na tese de doutorado da autora, defendida em novembro de 2021, eleita a Melhor Tese do Ano, pelo Programa de Ciência da Religião da PUC-SP.  Foi finalista e segunda colocada do Prêmio SOTER/Paulinas de Teses 2022 (Prêmio Prof. Afonso Maria Ligório Soares), realizado pelo Congresso Internacional da Soter (Sociedade de Teologia e Ciência da Religião).
Claudia Alexandre também possui uma vasta produção sobre sambas e escolas de samba de São Paulo e é autora do livro-dissertação “Orixás no Terreiro Sagrado do Samba: Exu e Ogum no Candomblé da Vai-Vai”, também pela Editora Aruanda/Fundamentos de Axé.

Haverá sessão de autógrafos e venda de livro no local (R$ 80,00 por exemplar). O Muncab está localizado à rua das Vassouras, 25 – Centro Histórico. Entrada gratuita.

Continue Reading

Literatura

Conversaria na Caixa acontece este fim de semana

Jamile Menezes

Publicado

on

Neste sábado e domingo (dias 13 e 14 de janeiro), na Caixa Cultural acontece a Conversaria na Caixa. O projeto inspirado no Conversaria Literária, contará com poetas, músicos e escritores da Bahia e de outros estados. No local, uma conversaria musical com contações de histórias e declamações de versos na área interna e na externas, recitais e cantorias. O evento acontece a partir das 14h.

Nomes como Mariane Bígio, Sarau da Onça, Bráulio Bessa e Maviael Melo e Ana Barroso, estarão no primeiro dia do Conversaria na Caixa. Já no segundo o evento contará com Sálua Chequer, Slam das Minas e Aiace, Jéssica Caitano e Socorro Lira. A programação conta também com Exposição e Lançamento de Livros e Discos e terá um bate-papo no dia 13 com o lançamento do livro Infantil, Doçura, da vencedora do Prêmio Jabuti 2023, a baiana Emília Nuñez. Cada encontro será registrado e gravado para disponibilização nas redes sociais e no canal do Youtube do poeta e cantador Maviael Melo.

Tendo o violão como marcação sonora, em um cenário de luz marcante, Maviael conversa por 90 minutos em ilustrações poéticas e históricas de momentos, das trajetórias dos convidados e do próprio mediador, abordando temas atuais e os processos criativos de cada convidado. Pela Conversaria já passaram nomes como Bule Bule, Lirinha, Josyara, Juliana Ribeiro, Lazzo Matumbi, Aiace, Flávio Leandro, Xico Sá, Elisa Lucinda, Antônio Nóbrega, Chico Cesar, entre outros.

Continue Reading
Advertisement
Vídeo Sem Som

EM ALTA