Connect with us

Teatro

#Cabaré20Anos – “Essa galera do Movimento Negro é muito radical!” – Jorge Washington explica Taíde!

Jamile Menezes

Publicado

on

cabaré da rraça

cabaré da rraça

“Essa galera do Movimento Negro é muito radical!” Com esse bordão, Taíde, personagem do ator, Jorge Washington na peça Cabaré da Rrrraça consegue dar um nó na cabeça de quem assiste o espetáculo hoje, 20 anos depois de sua estreia, em Salvador. Criado e interpretado por Jorge, o personagem traz aquele velho dilema: ser negro é apenas uma questão de pigmentação ou de uma atitude mental? E outro: ser consciente é ser radical?

“Estamos mais atuantes, mais espaços pra falar, estamos invadindo as Universidades, os Mestrados, Doutorados, mas o racismo continua vivo”. 

O nome veio da dupla Taíde e Dj Rum, que estouravam à época junto com a Revista Raça, uma das principais fontes de pesquisas dos atores para compor o espetáculo. “O nome me encantou e, lendo a revista, via a efervescência que estava rolando com os modelos negros, tinha todo um glamour das passarelas que me chamou atenção. Ficava pensando: como é a vida destes caras, esse glamour, como lidam com o racismo dentro e fora da passarela?”, lembra Jorge.

#Cabaré20Anos – Jaqueline…“Eu faço 2º ano de Formação Geral…!”

cabaré da rraça

Foto – Julay

Os amigos modelos que, aqui fora, estavam no ramo, eram a fonte viva destes questionamentos também. “Olhava pra eles e via a alienação  nos ambientes de festas, via como eles se inseriam. Eram alienados na história. O discurso de Taíde também é alienado, até certo ponto”, conta. Só que fazer no palco uma fala alienada era algo que incomodava o ator, precisava de algo que fizesse o contraponto.

cabaré da rraça

“No decorrer destas improvisações foi me dando inquietação de fazer um personagem totalmente alienado. Foi aí que criei meu co-personagem, aquele amigo de Taíde ligado ao Movimento Negro, que ele sempre fala, veio pra isso. Botei na boca dele o discurso que eu – Jorge – queria dar contra essa alienação”, explica.

#Cabaré20Anos – “Já que é questão de costume, se acostume a me chamar de negra!” – Dra. Janaína

 

cabaré da rraça4

Vinte anos depois….

Uma fala recorrente entre os envolvidos com o espetáculo Cabaré da Rrrraça é a atualidade de seu tema e sua necessidade ainda hoje.

“Não só esse personagem de Taíde, mas o próprio espetáculo, 20 anos depois, ainda é muito atual. O racismo se recicla, as formas vão mudando. Com as redes sociais mesmo, as pessoas não estão tendo mais pudor de dizer o que pensam. Mas elas não passaram a ser racistas agora, com as redes, estava tudo guardado. O personagem é crucial neste debate. Vinte anos depois, Cabaré da Rrraça ainda é muito necessário, infelizmente”, diz Jorge Washington.

#Cabaré20Anos – De volta ao Vila Velha
De 12 a 27 de agosto, Cabaré da Rrrrraça volta ao palco do Vila para mais apresentações – com mais atualidades e com mais polêmica. Até lá, acompanhe a série no Portal Soteropreta sobre alguns de seus personagens!

Formação

Cristina Moura realiza oficina de atuação em Salvador

Amanda Moreno

Publicado

on

Cristina Moura realiza oficina
Cristina Moura realiza oficina

Cristina Moura realiza oficina de atuação em Salvador. Dando continuidade a sua prática regular de atividades formativas, o Vila promove, de 04 a 09 de março, uma oficina de atuação, criação e dramaturgias para o audiovisual com a diretora, intérprete, coreógrafa e preparadora de elenco, Cristina Moura, uma das profissionais mais experientes do país. Serão seis dias de trabalho com aprofundamento e investigação de práticas de atuação e dramaturgia para o audiovisual para atrizes e atores com experiência. A oficina propõe mergulhar em exercícios práticos com a câmera, partindo de textos diversos e de obras do audiovisual, estimulando prontidão, presença e jogo, criando um caleidoscópio de cenas. Ao fim de todo o processo, cada ator receberá este material individual editado. Inscrições através do Sympla AQUI.

Estão no conteúdo programático desses encontros provocar, estimular, exercitar a musculatura no trabalho de ator, expandir a disponibilidade para a cena e para o jogo cênico, aprofundar conhecimento de roteiro, dramaturgia, fotografia e relação com a câmera, além de investigar linguagem, criatividade e autoralidade, itens tão preciosos quando se fala de artistas contemporâneos.

A oficina abre também espaço para o compartilhamento de memórias e vivências, num jogo de autoficção e criação de narrativas, que sempre resultará em material para ser aproveitado nas pequenas criações em imagem.

A realização de ações e atividades formativas são uma prática regular do Vila desde a sua fundação, há 59 anos, em que vem prestando ininterruptamente serviços ao país, formando artistas, coletivos e estéticas, produzindo conteúdos inovadores, refletindo e debatendo questões urgentes da sociedade e construindo políticas culturais de inclusão e acesso, em parceria com comunidades, instituições, grupos e festivais de diversos municípios, estados e países.

O Teatro Vila Velha conta com apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Oficina de Atuação, Criação e Dramaturgias para o audiovisual com CRISTINA MOURA

Duração: 6 dias – de 04/03 a 09/03

Horário: 14:30 às 19h / no sábado de 10h às 14h

Local: Teatro Vila Velha

Classificação: 18 anos

Inscrições através do Sympla AQUI

SAIBA MAIS SOBRE CRISTINA MOURA

Cristina Moura é diretora, coreógrafa e intérprete e atua na cena teatral e também no audiovisual. Já colaborou com diversos diretores, entre eles, Enrique Diaz, Lia Rodrigues, Marcio Abreu, Emilio de Mello, além de desenvolver seu trabalho de criação autoral (Agô, O pequeno herói preto, A mulher que matou os peixes, like na idiot). A artista trabalha como preparadora de elenco na Rede Globo onde preparou os elencos de “Todas as mulheres do mundo”, “Vai na Fé”, “Quanto mais vida melhor”, “Cara e Coragem”, “Encantado´s”, entre outros. Cristina Moura vive e trabalha no Rio de Janeiro.

Continue Reading

Teatro

Avatar Studio de Artes apresenta mostras infantis gratuitas no Xisto

Jamile Menezes

Publicado

on

Avatar Studio de Artes, que integra a Avatar Cia de Teatro
Foto Day Boechat

O Avatar Studio de Artes, que integra a Avatar Cia de Teatro, volta aos palcos de Salvador com duas mostras infantis: a peça “Cinderela Cacheada”, uma história envolvente de uma linda garota negra, de cabelos cacheados, sonhadora e muito empoderada; e a peça “#somostodossamba”, na qual o garoto Samba e sua amiga Hanna são impedidos de vivenciar a amizade devido à intolerância religiosa. Ambas as mostras estarão em cartaz no Espaço Xisto Bahia (Barris), em fevereiro.

Na peça “Cinderela Cacheada”, a personagem vive com sua madrasta e suas duas filhas que a exploram. Mas um dia, após o anúncio de um baile, com o apoio da sua Fada Madrinha, a sorte de Cinderela começa a mudar. Inspirado na história clássica de Charles Perrault, o espetáculo tem adaptação e direção de Sérgio Mício, educador e idealizador da Avatar. O elenco é formado pelas Turmas de Teatro Kids 2023.

Já em “#somostodossamba”, a história se passa em um país fictício chamado Zenda. Abordando os temas representatividade, respeito à diversidade religiosa e combate ao racismo, #somostodosamba é uma comédia musical que agradará crianças e adultos. O espetáculo inédito conta com o elenco formado pela Turma de Teatro Juvenil 2023 e é escrito e dirigido por Sérgio Mício.

“Estrear estes dois espetáculos agora está sendo uma experiência muito importante para a minha proposta de realizar um teatro voltado para crianças e adolescentes negros de Salvador. Embora a Avatar Studio de Artes seja aberta para todos, todas e todes, a minha meta como arte-educador sempre foi levar o protagonismo negro para os palcos, seja numa adaptação de um conto clássico infantil como Cinderela ou numa história inédita escrita por mim”, diz Sergio Mício.

Com entrada gratuita, as mostras acontecem nos dias 23, 24 e 25/02.

AVATAR – O Avatar Studio de Artes foi inaugurado em 2018 e oferece oficinas extensivas de teatro na proposta de desenvolver e aprimorar as habilidades artísticas dos estudantes, utilizando aulas práticas, teóricas e ludicidade, para auxiliá-los a ingressar no mercado de trabalho no mundo das artes. Ele integra a Avatar Cia de Teatro, que desde 2013 prioriza temas como o respeito à diversidade, empoderamento negro infantil e feminino, incentivo à leitura, impactos positivos e negativos da tecnologia na família, conflitos de gerações, dentre outros temas.

As aulas experimentais gratuitas para as turmas de Teatro já estão abertas com vagas limitadas, de 1ª a 9 de março (Edifício Fórum Empresarial – Nazaré). Informações: (71) 98624-9240.

 

 SERVIÇO

Onde: Espaço Xisto Bahia (Barris)

Quando:

Cinderela Cacheada – 23, 24 e 25/02 às 10h, 11, 15h, 16h

#somostodossamba – 23, 24 e 25/02 às 19h

Quanto: entrada gratuita

 

Continue Reading

Teatro

Dandara na Terra dos Palmares tem sessões gratuitas na CAIXA Cultural

Amanda Moreno

Publicado

on

Dandara na Terra dos Palmares tem
Dandara na Terra dos Palmares tem (Foto: Tarcísio Ivo)

Dandara na Terra dos Palmares tem sessões gratuitas na CAIXA Cultural Salvador. A nova temporada do infantojuvenil “Dandara na Terra dos Palmares” encantará o público nos dias 17 e 18 de fevereiro, às 15h, em sessões gratuitas. A história de uma menina que, após enfrentar o preconceito, conecta-se com suas raízes e sonha com o lendário Palmares, é produzida pela Arte Sintonia Companhia de Teatro.

Com texto envolvente de Antônio Marques e direção primorosa de Agamenon de Abreu, Dandara na Terra dos Palmares estreia, que é sucesso de bilheteria, desnuda o racismo estrutural e mergulha na jornada de uma menina que encanta ao utilizar linguagem lúdica e poética. A montagem emociona ao retratar a luta e a sabedoria de seus antepassados.

O elenco estrelado do espetáculo inclui as talentosas atrizes mirins Maria Alice Xavier e Yandra Góes, além dos experientes Denise Correia, Gilson Garcia e Leonardo Freitas da Arte Sintonia Companhia de Teatro, junto aos atores convidados Diogo Lopes Filho e Natalyne Santos. Complementando a experiência, as belas canções originais de Emillie Lapa e Natalyne Santos cativam ainda mais o público.

As apresentações contarão com duas sessões disponíveis. No entanto, é importante se apressar, pois as vagas são limitadas a 70 participantes por sessão. A classificação é livre, e as inscrições devem ser feitas individualmente, com cada criança acompanhada por apenas um responsável. Não será permitido o acesso após o início do espetáculo. Os interessados devem preencher o formulário (https://bit.ly/49rYduO) para garantir os acessos.

Serviço

Espetáculo “Dandara na Terra dos Palmares”

Data: 17 e 18 de fevereiro (sábado e domingo)

Horário: 15h

Local: CAIXA Cultural Salvador

Gratuito

Classificação: Livre

Informações: (71) 99269-8274

 

 

Continue Reading
Advertisement
Vídeo Sem Som

EM ALTA