Connect with us

Dança

Ainda há vagas para Cursos Livres na Escola de Dança da Funceb!

Jamile Menezes

Publicado

on

escola_de_dança2
escola_da_dança

Foto Jacson Espírito Santo

O Mês da Dança já passou, mas isso não é motivo para parar de “balançar o esqueleto”. A Escola de Dança da Funceb, instituição integrada ao Centro de Formação em Artes, está com vagas abertas para 29 modalidades dos Cursos Livres. As aulas são direcionadas para qualquer um que tenha experiência em dança ou não.
As aulas acontecem uma vez na semana, de segunda a sexta-feira, sempre das 18h30 às 20h30, na Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado (Rua da Oração, nº 1, Pelourinho). Os interessados devem se inscrever presencialmente na Escola e a mensalidade custa R$ 60,00.
 
Nas segundas-feiras, as opções disponíveis são: Dança Afro-Contemporâneo Avançado com o professor Amilton Lino; Ballet Clássico Iniciante com Eberth Vinicius; Dança de Salão Iniciante com os professores Josélia Freire e Alisson George; Dança Circular Sagrada com a professora Jasimmay Dandara; Dança Contemporânea com Clênio Magalhães; Jazz Dance com Rafael Alexandre; e Sapateado Americano – Musical Dance para iniciantes com Cibele Brandão.
Nas terças-feiras são: Canto e Dança dos Orixás em Yorubá (Denilson Olwafemi); Dança Afro-Brasileira Intermediário (Tatiana Campêlo); Dança Moderna (Sivaldo Tavares); Stiletto (Ana Talita); e Street Jazz Iniciante (Hélio Oliveira).
escola_de_dança2

Foto Jeferson Vieira

Ballet Intermediário (Raimundo Simões); Dança Afro-Brasileira Iniciante (Tatiana Campêlo); Dança Contemporânea (Eron Pimenta); Dança de Salão Intermediário (Jocélia Freire e Alisson George); Dança do Ventre (Rita Carneiro); e Sapateado Americano – Musical Dance nível intermediário (Cibele Brandão), são os Cursos Livres cujas aulas acontecem às quartas-feiras.
Nas quintas-feiras estão abertas vagas para: Dança do Ventre e Fusões Tribais – Bellyfusion (Camila Saraiva); Dança Moderna (Fabiana Lima); Fundamentos para a Dança Afro-Brasileira (Denilson Olwafemi); Pilates Solo Intermediário (Iracema Almeida) e Street Jazz Intermediário (Hélio Oliveira).
E nas sextas-feiras, as aulas são: Afro Contemporâneo Iniciante (Amilton Lino); Dança Moderna Híbrida (Paco Gomes); Danças Urbanas (David Barros); Pole Dance Circus (Odre Consiglio); Treino Contemporâneo Urbano – Construction (Loke Wolf e Oirana Moraes); e Yoga (Larissa Medeiros).
Serviço:
Cursos Livres 2018
Quando: de segunda a sexta-feira, das 18h30 às 20h30
Onde: Escola de Dança da Funceb (Rua da Oração, nº 1, Pelourinho)
Quanto: R$ 60,00 (mensal)
CURSOPROFESSOR (A)DIAHORÁRIOSALAVALOR
AFRO CONTEMPORÂNEO – AVANÇADO
AMILTON LINO
segunda-feira
18H30 ÀS 20H30
 SALA 01
R$ 60,00
AFRO CONTEMPORÂNEO – INICIANTE
AMILTON LINO
sexta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 05
R$ 60,00
BALLET CLÁSSICO – INICIANTE
EBERTH VINÍCIUS
segunda-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 04
R$ 60,00
BALLET INTERMEDIÁRIO
RAIMUNDO SIMÕES
quarta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 04
R$ 60,00
CANTO E DANÇA DOS ORIXÁS EM YORUBÁ
DENILSON OLWAFEMI
terça-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA MULTIUSO
R$ 60,00
DANÇA DE SALÃO INICIANTE
JOCÉLIA FREIRE E ALISSON GEORGE
segunda-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA CÉU
R$ 60,00
DANÇA AFRO-BRASILEIRA (INICIANTE)
TATIANA CAMPÊLO
quarta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 02
R$ 60,00
DANÇA AFRO-BRASILEIRA (INTERMEDIÁRIO)
TATIANA CAMPÊLO
terça-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 01
R$ 60,00
DANÇA CIRCULAR SAGRADA
JASIMMAY DANDARA
segunda-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 05
R$ 60,00
DANÇA CONTEMPORÂNEA
ERON PIMENTA
quarta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 03
R$ 60,00
DANÇA DE SALÃO INTERMEDIÁRIO
JOCÉLIA FREIRE E ALISSON GEORGE
quarta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA CÉU
R$ 60,00
DANÇA DO VENTRE
RITA CARNEIRO
quarta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 05
R$ 60,00
DANÇA DO VENTRE E FUSÕES TRIBAIS – BELLYFUSION
CAMILA SARAIVA
quinta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 03
R$ 60,00
DANÇA MODERNA
FABIANA LIMA
quinta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA  MULTIUSO
R$ 60,00
DANÇA MODERNA
SIVALDO TAVARES
terça-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 04
R$ 60,00
DANÇA MODERNA HÍBRIDA
PACO GOMES
sexta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 04
R$ 60,00
DANÇAS URBANAS
DAVID BARROS
sexta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 02
R$ 60,00
FUNDAMENTOS PARA A DANÇA AFRO BRASILEIRA
DENILSON OLWAFEMI
quinta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 05
R$ 60,00
JAZZ DANCE
RAFAEL ALEXANDRE
segunda-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 03
R$ 60,00
PILATES SOLO – INTERMEDIÁRIO
IRACEMA ALMEIDA
quinta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA CÉU
R$ 60,00
POLE DANCE CIRCUS
ODRE CONSIGLIO
sexta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA CÉU
R$ 60,00
SAPATEADO AMERICANO – MUSICAL DANCE / INICIANTE
CIBELE BRANDÃO
segunda-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA MULTIUSO
R$ 60,00
SAPATEADO AMERICANO – MUSICAL DANCE / INTERMEDIÁRIO
CIBELE BRANDÃO
quarta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA MULTIUSO
R$ 60,00
STILETTO
ANA TALITA
terça-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 03
R$ 60,00
STREET JAZZ INICIANTE
HÉLIO OLIVEIRA
terça-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 02
R$ 60,00
STREET JAZZ INTERMEDIÁRIO
HÉLIO OLIVEIRA
quinta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 04
R$ 60,00
TREINO CONTEMPORÂNEO URBANO (CONSTRUCTION)
LOKE WOLF E OIRANA MORAES
sexta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA 03
R$ 60,00
YOGA
LARISSA  MEDEIROS
sexta-feira
18H30 ÀS 20H30
SALA MULTIUSO
R$ 60,00

Carnaval

BATEKOO abre oficialmente a Casa de Verão Salvador

Jamile Menezes

Publicado

on

BATEKOO - maior plataforma de festival pensando e propondo entretenimento

A BATEKOO – maior plataforma de festival pensando e propondo entretenimento, cultura e educação para e com a comunidade negra e LGBTQIAP+ do Brasil – abre oficialmente as portas de sua Casa de Verão Salvador. Dessa vez, a iniciativa tem programação ativa dividida entre dois espaços da cidade: o Centro Cultural Solar Ferrão, onde serão realizadas as ações artísticas e atividades da ESCOLA B, e a Praça das Artes, onde também acontecerão uma série de proposições que prometem agitar o território soteropolitano.

“Pelo terceiro ano, a BATEKOO se firma no verão de Salvador como um polo cultural negro. A partir da Casa, articulamos entretenimento, experiência, educação, construindo um espaço de afirmação negra que amplia e possibilita o fomento da cena cultural negra na cidade. Sendo um movimento global, que realiza eventos nacional e internacionalmente, queremos que a casa seja uma plataforma para a ascensão, profissionalização e desenvolvimento artístico de nossa comunidade”, explica Artur Santoro, agitador cultural e sócio da BATEKOO.

Toda a agenda, completamente gratuita, será divulgada semanalmente nas redes da Batekoo.

“Vamos ocupar e transformar esses espaços/patrimônios históricos em polos culturais vivos de cultura preta, educação, arte e empreendedorismo negro, proposto por jovens que visam um novo futuro através da felicidade negra. Nosso propósito é fazer com que a programação da casa transborde para as ruas e que ela seja um território de intercâmbio cultural, musical e artístico. Queremos, a partir dessa intensa agenda, contar a história desses 10 anos de BATEKOO – de maneira sensível, criativa e divertida”, completa Mauricio Sacramento, CEO, fundador e diretor criativo.

Continue Reading

Artes

Novembro Negro Sussuarana terá série de eventos na comunidade

Jamile Menezes

Publicado

on

Novembro Negro Sussuarana procura promover a expressão cultural nas comunidades periféricas de Salvador.

A comunidade de Sussuarana vai realizar mais uma edição do “Novembro Negro Sussuarana”, com destaque para a XXI Caminhada da Consciência Negra. Neste ano, a celebração virá com o projeto “Danças Negras e Periferia – Intersecção do Bicentenário e Suas Conexões”, iniciativa que visa fortalecer a cultura negra e promover o diálogo sobre questões sociais e raciais.

Sob o tema “Intersecções Ancestrais – Danças Negras e Periferia”, a Rede sociocultural de Sussuarana se prepara para uma série de eventos.

A XXI Caminhada da Consciência Negra, marcada para o dia 19 de novembro, às 9h30, terá início na Unidade de Saúde da Família (USF) Sussuarana Raimundo Agripino, na Av. Ulysses Guimarães, em Sussuarana Velha, e se estenderá até a Praça do Colégio Estadual Ruth Pacheco, em Nova Sussuarana. O desfile contará com a presença de rainhas, príncipes e princesas das Noites da Beleza Negra em Sussuarana.

Além disso, a caminhada será acompanhada por diversas apresentações culturais, incluindo capoeira, a tradicional ala das baianas e grupos de dança, transformando as ruas em um grande palco cultural.

A inovação deste ano do Novembro Negro Sussuarana é o projeto “Danças Negras e Periferia”, desenvolvido pelo Núcleo Artístico de Favela (NAF), em parceria com o Coletivo Negritude Sussuarana. O projeto busca dialogar sobre questões de conduta social e racial.

Uma das atrações mais aguardadas do projeto é a mostra artística itinerante que será realizada em novembro, coincidindo com a XXI Caminhada da Consciência Negra. A mostra exibirá os resultados das oficinas realizadas durante o projeto.

O Novembro Negro Sussuarana procura promover a expressão cultural nas comunidades periféricas da capital baiana e valorizar a cultura afro-brasileira.

O projeto “Danças Negras e Periferia” foi contemplado pelo Edital Diálogos Artísticos – Bicentenário da Independência na Bahia e conta com o apoio financeiro da Fundação Cultural da Bahia, unidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Funceb/SecultBa).

Continue Reading

Artes

Coletivo Afrobapho realizará o Circuito Afrobapho no Pelô

Jamile Menezes

Publicado

on

Coletivo Afrobapho se veste colorido
Nos dias 21 e 22 de outubro, o Coletivo Afrobapho realizará o Circuito Afrobapho: FERVO DE RESISTÊNCIA, no Espaço Cultural Makota Valdina. Serão dois dias com atividades formativas e culturais gratuitas, envolvendo dança, música, performance e outras artes integradas, além da promoção de rodas de diálogos sobre a importância de corpos dissidentes que produzem narrativas de resistência em mais de dois séculos de Independência Baiana.
“Historicamente, em mais de duzentos anos desde a Independência da Bahia, corpos dissidentes de raça, gênero e sexualidade estiveram também em luta e resistência nesse processo. Mesmo nos dias atuais, continuam a fazer coro durante todos os anos de celebração desse acontecimento político que é tão importante para a Bahia. Por isso, o Circuito Afrobapho: FERVO DE RESISTÊNCIA é uma edição celebrativa, que homenageará a presença e resistência da diversidade racial, sexual e de gênero no Bicentenário da Independência” – comenta Alan Costa, idealizador do Coletivo Afrobapho.
Todas as ações do Circuito Afrobapho: FERVO DE RESISTÊNCIA acontecerão no Espaço Cultural Makota Valdina, antigo Teatro VIII, um local que abrigou inúmeras propostas artísticas independentes, democratizando o acesso de arte e cultura para o público geral, principalmente grupos minoritários.
Este projeto foi contemplado pelo edital Diálogos Artísticos – Bicentenário da Independência na Bahia e tem apoio financeiro da Fundação Cultural do Estado da Bahia, unidade vinculada à Secretaria de Cultura (Funceb/SecultBa).

Serviço:
O que? Circuito Afrobapho: FERVO DE RESISTÊNCIA
Quando? 21 e 22 de outubro de 2023
Onde? Espaço Cultural Makota Valdina, R. Frei Vicente, 18 – Pelourinho
Quanto? Entrada Gratuita

Continue Reading
Advertisement
Vídeo Sem Som

EM ALTA