Connect with us

AfroEmpreendedorismo

Preta, vem de Bike! São três anos pautando a mobilidade de mulheres negras na cidade e no país!

Avatar

Publicado

on

preta_vem_de_bike

casa_la_frida

Originalidade, criatividade e sustentabilidade foram os ingredientes escolhidos para levar mobilidade, interação, ativismo poético e empoderamento para as mulheres negras de Salvador. Idealizado por Lívia Suarez e Maylu Isabel, em novembro de 2015, o projeto “La Frida Bike” surgiu através de um bike café poético, uma cafeteria itinerante que funcionava em cima de uma bicicleta e circulava pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Nascia então o “La Frida Bike Café Poético”, que levava em seu cardápio um acervo de livros e quando alguém comprava um café recebia uma poesia.

Uma pesquisa realizada dentro do projeto constatou que as mulheres negras não estavam incluídas nos planos de mobilidade porque não sabiam pedalar. “A gente percebia que ao redor da bicicleta se criava esse espaço de interação, socialização, criação e isso era massa… A galera tomava um café, lia um livro, ao redor da bicicleta e a gente foi percebendo que muitas mulheres negras se conectavam com a bicicleta e se questionavam ‘pô massa o projeto de vocês, né? Mas eu ainda não sei pedalar’. Isso era algo muito recorrente”.

A partir daí elas criaram o “Preta, vem de bike”, no qual ensinam mulheres negras a pedalar e, em paralelo, os Saraus La Frida – encontro de mulheres negras artistas, que é uma forma da conectar outros ciclos, seja da música, poesia, artes plásticas, fotografia. O Intuito? Conectar com a mobilidade bike. Em três anos de existência, a iniciativa já beneficiou mais de 250 mulheres negras só aqui em Salvador.

“Nós fazemos esse recorte racial e de gênero como uma maneira de abraçar, da gente começar a pensar numa equidade. E a gente foi percebendo dentro do “Preta, vem de bike” que não só a gente tava mexendo com mobilidade em Salvador, mas também com processos de sonho, autoestima, questões de saúde física e mental, economia”.

preta_vem_de_bike

Ganhando o mundo

Além da capital baiana, hoje o La Frida está no Recôncavo e em São Paulo. Mas já realizou ações em diversas cidades do país como Rio de Janeiro, Florianópolis e Recife, além de Uruguai e Peru, a convite de empresas de mobilidade. O La Frida  é o primeiro coletivo de mulheres negras, o primeiro movimento de cicloativistas negras considerado e identificado por estas empresas.

preta_vem_de_bike

Dentre as mais recentes premiações estão o Prêmio Mobilidade 2017 e 2018, e o Prêmio Frida Fund, como coletivo de maior impacto mundial. Com o aporte financeiro resultante das premiações, o coletivo abriu a Casa La Frida, um Centro Cultural de apoio aos projetos “Movimenta La Frida”, onde acontecem diversas atividades musicais, poéticas, cíclicas e de formação. “Nós fazemos diversos cursos profissionalizantes de mecânica, oficinas que envolvem a bicicleta, customização… Enfim, a Casa La Frida abarca todos os projetos do La Frida, mas outros coletivos também ocupam o espaço. A todo momento a gente tá pensando em estratégias, em soluções, como podemos incluir, como podemos chamar mais atenção no sentido de motivação mesmo, de entendimento, de conhecimento. Então eu acho que esse é o nosso maior desafio”, comenta Lívia Suarez.

 

O foco também está em empregabilidade. “Dentro da Casa La Frida nós temos uma oficina de mecânica, que a gente profissionalizou mais de cinco meninas para estar nesse ofício da mecânica, como forma também de gerar empregabilidade local e ter mais mulheres nesse ofício da mecânica”.

 

preta_vem_de_bikePreta, Vem de Bike!

“A gente percebeu que a maioria das pessoas que estavam ali (evento Bicicultura, em SP) eram pessoas brancas. Éramos umas das poucas negras numa palestra sobre bicicletaria. Eu não me senti representada por aquelas pessoas que estavam ministrando a palestra”. Esse grande start de criar o “Preta, vem de bike”, o projeto de maior impacto social da ONG: “Visa fazer a inclusão das mulheres negras dentro dessa ciclomobilidade, tendo em vista que a cidade é segregacionista, que as pessoas negras e pobres estão nos espaços em territórios isolados, estão nas margens da sociedade, nas periferias, nos guetos, nos quilombos urbanos, no caso de Salvador”, diz Jamile Santana – diretora artística do “Movimenta La Frida”.

Da Saúde para o Santo Antônio, a Casa La Frida precisou de mais espaço! “A mudança de endereço foi “por conta da ampliação, pensando na localidade,que esse espaço aqui também é nosso. Por mais que tem se dito que aqui é um bairro burguês (o Santo Antônio), mas essa galera aqui veio ocupando próximo ao Pelourinho. Então esse espaço aqui é nosso, a gente tem que estar aqui sim”, diz Livia Suarez.

casa_la_frida

Primeira turma de curso profissionalizante de mecânica.

Celebração!

A festa de aniversário do “La Frida Bike” está prevista para o dia 1° de dezembro, quando acontecerá também a abertura oficial da Casa La Frida. O evento terá uma roda de conversa e contará com a presença da youtuber Nátaly Neri, que também é cicloativista. Além do bate-papo, a celebração vai oferecer oficina de mecânica básica, penteados afro, maquiagem. “A gente vai falar sobre música, sobre mulheres negras, cicloativismo. Vai ter música no final, vai ter DJ. Enfim, vai ser um dia de imersão, celebração e abertura de caminhos”, conta Lívia.

Saiba mais: 
www.facebook.com/pretavemdebike
www.facebook.com/lafridabikecafe
www.facebook.com/casalafridasalvador
Instagram: @casalafridasalvador
Site: www.lafridabike.com

.

Texto de Vanessa Diana, estudante de Jornalismo da UNIME. 

 

AfroEmpreendedorismo

Pré-Fórum Pacto das Pretas inscreve para webinar gratuito

Jamile Menezes

Publicado

on

Pré-Fórum Pacto das Pretas – Um pacto para todas as pessoas

 

No dia 25 de junho, das 16h às 18h, acontecerá o Pré-Fórum Pacto das Pretas – Um pacto para todas as pessoas, com o tema “Um pacto para o futuro: Uma só não basta!”. A discussão será sobre o papel vital das mulheres negras no mercado corporativo. O webinar será realizado via plataforma Youtube, com inscrição gratuita até o dia 20 de junho, por meio do link.

O evento contará com grandes nomes, como Ednalva Moura, Gerente de Relações Institucionais da Associação Pacto de Promoção da Equidade Racial; Luana Ozemela, Embaixadora do Pacto das Pretas e VP de Impacto do Ifood; Claudia Silva, Gestora Sênior de Operações de Alto Nível na Cisco; Virgínia Brandão, assistente executiva do CEO e CFO da Siemens Mobility; Jadi Davi, Especialista em Diversidade, Equidade e Inclusão (DEI) e Cultura organizacional no SESI SENAI; Andreza Machado, Diretora de Diversidade e Inclusão na Ambev; Byna Ellitot, Diretora Geral no JP Morgan e Selma Moreira, Vice-presidente de Diversidade, Equidade e Inclusão no JP Morgan.

O Pré-Fórum Pacto das Pretas é um evento preliminar que antecede o Fórum Pacto das Pretas, programado para o dia 25 de junho de 2024. O foco central é criar um espaço de diálogo e troca de experiências, além de fortalecer as redes de apoio e colaboração de empresas comprometidas com a agenda de diversidade e inclusão e atuam em diversas áreas de atuação. O evento estima atingir a participação de 500 lideranças de grandes empresas.

 

Serviço:

Pré-Fórum Pacto das Pretas

Data: 25/06

Horário: 16h às 18h

Local: Webinar via Zoom

O evento é gratuito e mediante inscrição.

Foto: Ednalva Moura, Gerente de Relações Institucionais da Associação Pacto de Promoção da Equidade Racial, mediadora do webinar.

Continue Reading

AfroEmpreendedorismo

“Elas Prosperam”- inscrições abertas para empreendedoras negras

Jamile Menezes

Publicado

on

Elas prosperam

A Visa, em parceria com a Rede Mulher Empreendedora (RME), anunciou o lançamento da quarta edição do programa “Elas Prosperam”, iniciativa que tem como foco apoiar micro e pequenas empreendedoras negras de todo o Brasil e promover a diversidade, incluindo mulheres negras cis, trans, moradoras de comunidades e PCD. As inscrições vão até o dia 16 de junho, sendo esta a última semana para efetuá-las. As capacitações iniciam em julho de 2024, e a premiação será em outubro deste ano.

O programa “Elas Prosperam” acontecerá de forma inteiramente remota para abranger mulheres de todo o país e facilitar a criação de redes locais de empreendedoras através de lições de empreendedorismo e educação financeira, além de mentorias temáticas. Essa edição irá selecionar 100 empreendedoras para o curso online de capacitação, das quais 10 passarão por um processo de aceleração de negócios, e ao final, cinco receberão um capital semente de 10 mil reais cada.

Os temas desta edição incluirão autoconhecimento e liderança, gestão financeira, formalização, acesso a capital, redes de contatos e colaboração, e preparação para apresentações de negócios (pitch).

Poderão participar do programa Elas Prosperam mulheres de todo Brasil autodeclaradas negras, com negócio formalizado ou não, e de qualquer área de atuação. As inscrições acontecem a partir de 06/05 até o dia 16/06 por meio do site do Elas Prosperam: link

Continue Reading

AfroEmpreendedorismo

Acelera Iaô prorroga inscrições para empreendedores de alimentação

Amanda Moreno

Publicado

on

Acelera Iaô prorroga inscrições para empreendedores de alimentação
Acelera Iaô prorroga inscrições para empreendedores de alimentação | Foto: Victor Fernandez

Acelera Iaô prorroga inscrições para empreendedores de alimentação. As inscrições para participar do 2º ciclo do Programa Acelera Iaô, projeto de qualificação para empreendedoras e empreendedores negros, pardos e indígenas, foram prorrogadas até o dia 28 de maio, às 23h59. A prorrogação vai permitir que os interessados em concorrer às 180 vagas, no segmento de alimentação, tenham mais tempo de se inscrever para esta segunda etapa do Iaô Labs. As inscrições podem ser feitas através do site: https://fabricacultural.org.br/fabrica-cultural/. Realizado pela Fábrica Cultural, o programa Acelera Iaô conta com o patrocínio do Grupo Carrefour Brasil.

Os candidatos devem residir em Salvador, região metropolitana e cidades da Bahia, com empreendimento no ramo de alimentação em atividade há, no mínimo, 6 meses. Os contemplados terão seus negócios estimulados através das qualificações do Programa Acelera Iaô, que tem como grande diferencial o atendimento gratuito das marcas selecionadas para os Labs nas áreas oferecidas nos dois ciclos.

Durante as etapas de qualificação, as empreendedoras e empreendedores terão a possibilidade de serem premiados com investimento semente, no valor de R$10.000,00. A premiação é direcionada para os empreendimentos que mais se destacaram ao longo dos ciclos I e II do programa. Com a primeira turma já em processo de formação, os selecionados para o segundo ciclo irão frequentar aulas em formato híbrido, com aulas online e encontros presenciais.

A qualificação tem como proposta fomentar o trabalho de empreendimentos por meio do apoio e da aceleração dos negócios criativos. Não podem participar os empreendedores que foram contemplados com premiações dos programas da Associação Fábrica Cultural.

O programa oferece uma infraestrutura, com coworking, estúdio de fotografia e salas multiuso para potencializar de forma efetiva os produtos e as estratégias de comunicação das marcas. Dentro da proposta de promover e impulsionar a educação empreendedora, os participantes serão estimulados a ter autonomia e gerar renda em seus negócios, através do conhecimento técnico/estético/criativo e o uso das ferramentas digitais.

O acelera visa a promoção da igualdade de gênero ao oportunizar a inclusão socioprodutiva, criativa e econômica de mulheres, sobretudo da Bahia. Em dois anos foram mais de 400 empreendedores qualificados através do Iaô Labs, R$ 220 mil reais em investimento semente, cerca de 3.000 pessoas impactadas diretamente em eventos promovidos pelo programa e uma média de R$ 400 mil reais em comercialização de produtos em diferentes ações.

Continue Reading
Advertisement
Vídeo Sem Som

EM ALTA