Connect with us

Diversão

Próxima edição do BATEKOO acontece neste sábado (01)

Avatar

Publicado

on

Batekoo

Foto: Divulgação

Uma das festas mais badaladas de Salvador terá sua próxima edição realizada neste sábado (01). O BATEKOO $$A promete agitar a partir das 23h, no Club Bahnhof, no Rio Vermelho, com a proposta de ser uma festa democrática, livre de preconceitos, e que una os ritmos negros pra todo mundo se divertir muito e descer até o chão. No line up, nomes como Tia Carol; LaBeija; Adrielle Coutinho e Bruxa Braba.  
O BATEKOO é uma plataforma de entretenimento, cultura e informação com foco na juventude urbana, negra e LGBT+
Para nomes na lista, interessados devem enviar nome e sobrenome no mural do evento no facebook até as 12 horas do dia do mesmo. Aniversariantes do mês de junho com nome na lista não pagam. Sujeito a lotação da casa. A classificação é de maiores de 18 anos e conta com o apoio da Budweiser.

Os valores variam:

R$10 com nome na lista até 00h
R$15 com nome na lista após 00h
R$20 sem nome na lista a noite toda/após 1h
Os ingressos antecipados podem ser adquiridos aqui

Diversão

Arr’Aiyê do mais belo dos belos será dia 16 de junho

Jamile Menezes

Publicado

on

Reconhecido como Patrimônio Cultural de Salvador, o samba junino estará muito bem representado no Arr’Aiyê.

O clima junino está no ar e a Senzala do Barro Preto já começou os preparativos para receber mais uma edição do tradicional Arraiá do bloco afro Ilê Aiyê, no dia 16 de junho (domingo), a partir das 15h. O Arr’Aiyê do mais belo dos belos promete uma super celebração rítmica com o melhor da música popular nordestina, incluindo arrasta-pé, forró, samba, memória, identidade e ancestralidade. Desta vez, a entrada será mediante a doação de 1kg de alimento não perecível, que será enviado para ajudar o programa Bahia Sem Fome.

Os portões abrirão às 15h e o arrasta-pé vai acontecer por horas a fio, pois música boa e dançante é que não vai faltar para isso. São atrações do Arr’Aiyê a banda Chá de Arueira, o arrastão externo de samba junino do Fogueirão, o grupo Samba Tororó, além, claro, da anfitriã Band’Aiyê que, como de costume, vai animar o ambiente com sua percussão e musicalidade afro. Ao som de instrumentos como sanfona, zabumba, guitarra, bateria, baixo e triângulo, a Chá de Arueira vai trazer seus sucessos já consagrados, do forró pé de serra ao universitário.

Reconhecido como Patrimônio Cultural de Salvador, o samba junino estará muito bem representado no Arr’Aiyê. O Fogueirão é conhecido por manter vivo o legado africano na Bahia através da mistura da música percussiva com as manifestações culturais juninas. Já o Samba Tororó participa com seu característico samba duro, gênero de identidade genuinamente soteropolitana.

 

SERVIÇO:

Evento: Arr’Aiyê do Ilê

Data: 16 de junho (domingo)

Horário: 15h às 22h

Abertura dos Portões: 15h

Local: Senzala do Barro Preto, Curuzu – Liberdade

Grade de Atrações:  Band’Aiyê, Chá de Arueira, Fogueirão e Samba Tororó

Acesso: 1kg de alimento não perecível (entrada permitida até a lotação do espaço)

Realização: Entidade Cultural Ilê Aiyê

Continue Reading

Diversão

Escola Olodum promove “Arraiádunzinho” no período junino

Jamile Menezes

Publicado

on

O Arraiádunzinho  da Escola Olodum antecede o Dia Internacional da Criança Africana, que se comemora no dia 16 de junho.

A Escola Olodum está organizando o “Arraiádunzinho” para celebrar o período junino. Com o inspirador tema “O Nordeste é a África”, o evento chega a sua segunda edição. A festa junina infantojuvenil é uma iniciativa do projeto social da Escola Olodum e está marcada para acontecer no dia 15 de junho, das 13h às 17h, no Largo Quincas Berro D’Água, Pelourinho.

O “Arraiádunzinho” antecede o Dia Internacional da Criança Africana, que se comemora no dia 16 de junho. Essa data foi estabelecida após uma manifestação estudantil em Joanesburgo, África do Sul.

O propósito deste evento é resgatar a identidade da criança afrodescendente, promovendo uma atividade educacional e externa que valorize a diversidade cultural. Por meio de práticas significativas e inclusivas, a Escola Olodum busca envolver crianças de todas as idades na tradição junina, contribuindo assim para uma educação antirracista nos campos do conhecimento, da música, da arte e da cultura.

Idealizado pela diretora geral, Linda Rodrigues, o projeto visa estabelecer uma conexão cultural entre o Nordeste brasileiro e a África, proporcionando um “Arraía” único, permeado por influências africanas. Essa integração cultural e educacional destaca a diversidade de nações que compõem tanto o Brasil quanto a África, refletindo-se no corpo docente da instituição.

Continue Reading

Diversão

Instituto Steve Biko realiza festa junina no Pelourinho

Jamile Menezes

Publicado

on

Instituto Steve Biko realiza o tradicional "Forró da Biko", no dia 15 de junho, no Pelourinho. O forró ficará por conta do DJ Joe e da banda Forró Candeeiro.

O Instituto Steve Biko realiza o tradicional “Forró da Biko”, no dia 15 de junho, no Pelourinho. O forró ficará por conta do DJ Joe e da banda Forró Candeeiro. O valor do acesso será de R$ 40, que dará direito às comidas típicas do São João, licores e refrigerantes. E para quem curte uma gelada, terá ponto de venda no local.

O pagamento será realizado via PIX, por meio do CNPJ: 014513340001-44 do Instituto Cultural Steve Biko. A comprovação do pagamento deve ser enviada para o contato de WhatsApp (71) 9 9620-5396. O forró será das 14h30 às 20h.

As primeiras 40 pessoas que comprarem o ticket de acesso receberão uma caneca estilosa como brinde.

O Instituto Steve Biko recebe o nome do líder sul-africano, Steve Biko, grande referência da luta contra o Apartheid na África do Sul. Fundado em 31 de julho de 1992, o ICSB é fruto da ação inovadora de jovens militantes negros e negras que criaram o primeiro curso, no Brasil, destinado a formação política e preparação sistemática de estudantes negros e negras para o acesso às universidades, sendo considerado o primeiro Quilombo Educacional do Brasil.

Ao longo desses 31 anos, o Instituto Steve Biko vem desenvolvendo diversas atividades no campo político e educacional que já resultaram em políticas públicas para o combate às desigualdades raciais, obtendo por isso o reconhecimento das principais Instituições e movimentos sociais em nosso País

Continue Reading
Advertisement
Vídeo Sem Som

EM ALTA