Connect with us

Formação

IGHB promove curso sobre a História da Bahia! Inscrições abertas!

Jamile Menezes

Publicado

on

historia-da-bahia
historia-da-bahia

Foto Camila SouzaGOVBA

Interessados em conhecer a história da Bahia já podem se inscrever em curso extensivo que será promovido pelo Instituto Geográfico e Histórico da Bahia. As aulas serão realizadas em quatro módulos, entre os meses de agosto a novembro, das 14h às 18h, e serão ministradas pelos professores Fabricio Lyrio Santos e Sérgio Guerra Filho (UFRB), Alfredo Eurico Matta e Luiz Alberto Freire (UFBA).

Os especialistas irão abordar temas como “Os povos indígenas: originários do território brasileiro” (26 a 30 de agosto), “A Bahia e o Brasil nas primeiras décadas do século XIX: região, poder e rebeldias” (23 a 27 de setembro), “Compreensão histórica da Economia-Política da Bahia” (28 de outubro a 01 de novembro) e “Baianidades artísticas” (18 a 22 de novembro).

O investimento é de R$ 200 (duzentos reais), com carga horária de 80 (oitenta) horas e direito a certificação. A inscrição pode ser feita diretamente no site www.ighb.org.br

O IGHB é uma das instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). Funciona de segunda a sexta, das 13h às 18h e está situado na Piedade (Avenida Joana Angélica, 43).

Módulo I – Povos Indígenas: da colônia à atualidade

Ministrante: Professor Fabricio Lyrio Santos (UFRB)

Período: 26 a 30 de agosto – das 14h às 18h

Resumo: O módulo vai tratar do estudo dos povos originários do atual território da Bahia, evidenciando sua diversidade e protagonismo, com ênfase para os processos de dominação e resistência instaurados pela colonização européia e seus desdobramentos do período colonial à atualidade.

 

Programa:

Os povos originários do território brasileiro: diversidade e ocupação territorial

O choque com os europeus: conquista, colonização e escravização dos povos indígenas

O protagonismo indígena: resistências e adaptações

Os índios e o Estado Nacional: trajetórias e confrontações no pós-Independência

Os índios na atualidade: protagonismo, conquistas e desafios

 

Módulo II – A Bahia e o Brasil nas primeiras décadas do século XIX: região, poder e rebeldias

Ministrante: Professor Sérgio Guerra Filho (UFRB)

Período: 23 a 27 de setembro – das 14h às 18h 

Resumo: O curso abordará um período da História baiana em que esta região se transformou de uma capitania do Império Português em uma província do Império do Brasil. A Bahia passou por intensas transformações durante este período – fins do século XVIII e primeiras décadas do XIX – dentre as quais, elegemos como eixo os movimentos de rebeldia acontecidos neste período para analisarmos a trajetória desta região durante o processo de formação do Estado e da Nação brasileiros.

 

Programa:

História Política, História Social e o estudo das rebeldias; A Bahia: panorama histórico no século XIX;

Crise e conflito: a Bahia chega ao Século XIX; O Movimento de 1798;

A Bahia e a Formação do Estado e da Nação Brasileiros I – a Guerra de Independência;

Revoltas Escravas e a Província; Levante dos Malês;

A Bahia e a Formação do Estado e da Nação Brasileiros II – conflitos antilusitanos e tensões federalistas; “Para onde foi a rebeldia?” – a Bahia pós-Sabinada.

  

Módulo III – Compreensão histórica da Economia-Política da Bahia

Ministrante: Professor Alfredo Eurico Matta (Ufba)

Período – 28 de outubro a 01 de novembro  

Resumo: O curso tratará de construir uma compreensão político-econômica da História da Bahia. Trataremos de desenvolver coletivamente uma compreensão sobre como, a partir de uma sociedade originalmente composta de povos indígenas, que se somou a presença de colonizadores ibéricos e de escravizados trazidos a força, e outras influências, foi se formando a sociedade colonial senhorial, que se desenvolveu depois, em lutas de classes e de ordens sociais complexas, na direção da atual sociedade hegemonicamente capitalista, com suas relações específicas de racialidade e descriminações, parte de um país dividido em ao menos dois projetos políticos antagônicos, e  em meio ao desenvolvimento de relações intercontinentais presentes desde sempre. Uma discussão histórica da Economia-Política do Estado.

 

Programa:

Fundamentos metodológicos;

Bases para a compreensão da construção econômica e política da Bahia colonial;

A construção das regionalidades Baianas;

O desenvolvimento do Mercado em Salvador e o Final da Escravidão;

As fases da nossas história republicana e o estabelecimento da hegemonia social burguesa na Bahia;

Entendendo projetos contemporâneos de Brasil e sus relações com o contexto brasileiro e mundial

 

Módulo IV – Baianidades artísticas

Ministrante: Professor Luiz Alberto Freire (Ufba)

Período: 18 a 22 de novembro – das 14h às 18h 

 Resumo: O módulo será composto por palestras sobre temas variados da arte baiana, pesquisas que geraram comunicações em eventos científicos e que foram publicados em forma de artigos. Neles o tema predominante é a ornamentação das igrejas na Bahia do século XVIII e XIX, incluindo o trabalho de dois importantes artistas da talha e da pintura e um tema inédito acerca do modernismo artístico baiano.

 Programa:

A ornamentação da Capela de São José do Genipapo em Castro Alves.

O entalhador Vitoriano dos Anjos Figueiroa

A talha de Joaquim Francisco de Mattos Roseira

Os passos da Paixão de Cristo e suas insígnias pintados por José Joaquim da Rocha

O homoerotismo na arte de Carlos Bastos

 

SERVIÇO

Curso História da Bahia 2019

Agosto a Novembro

Carga horária: 80 (oitenta) horas

IGHB – Avenida Joana Angélica, 43 – Piedade

Audiovisual

Coletivo Meio Tempo promove espetáculos e oficinas em Salvador

Amanda Moreno

Publicado

on

Coletivo Meio Tempo promove espetáculos e oficinas em Salvador
Coletivo Meio Tempo promove espetáculos e oficinas em Salvador (Foto: Adeloyá Ojú Bará)

Coletivo Meio Tempo promove espetáculos e oficinas em Salvador. Uma verdadeira caravana cultural! Assim é definido o projeto Caravana do Meio Tempo que vai ocupar várias comunidades da capital baiana com apresentações de espetáculos, além de oficinas de teatro e audiovisual. As ações coordenadas pelo Coletivo Meio Tempo serão realizadas nos meses de abril, maio e junho, nos espaços Boca de Brasa localizados na periferia de Salvador (Subúrbio 360º, em Vista Alegre; no Boca de Brasa, em Cajazeiras; e no SESI Casa Branca, na Cidade Baixa).

O grupo foi contemplado no edital Gregórios – Ano III e vai apresentar os espetáculos O Contentor – O Contêiner; Boquinha… e assim surgiu o mundo e Esqueça. O cronograma do projeto também inclui duas oficinas de Teatro e Vídeo, voltadas para jovens e adolescentes que residem nestas localidades. As oficinas temáticas EU – documento do mundo e Criando com Celular mudarão a cada semana, de acordo com o espetáculo a ser apresentado.

Após a realização das atividades, o grupo já tem previsão de uma montagem e uma temporada de doze apresentações de um espetáculo teatral, pensado para o Teatro Gregório de Mattos, prevista para o segundo semestre. Baseado no livro Monocontos – Histórias para Ler e Encenar do roteirista, diretor e dramaturgo Elísio Lopes Jr., a proposta é reunir quatro atrizes pretas. Com direção de Ridson Reis, as sessões contarão com tradução em libras, e ingressos destinados a estudantes de escolas públicas.

Durante toda a temporada, as atividades do projeto Caravana do Meio Tempo serão totalmente gratuitas e contarão com tradução em libras. Mais informações sobre o projeto estão disponíveis no Instagram @coletivomeiotempo ou através do email coletivomeiotempo@gmail.

O projeto Caravana do Meio Tempo tem a realização do Coletivo Meio Tempo e foi contemplado pelo edital Gregórios – Ano III, com recursos financeiros da Fundação Gregório de Mattos, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Prefeitura de Salvador e da Lei Paulo Gustavo, Ministério da Cultura, Governo Federal.

Confira a programação da Caravana do Meio Tempo – Coletivo Meio Tempo promove espetáculos e oficinas em Salvador

No espaço Subúrbio 360, em Vista Alegre, serão realizadas oficinas de vídeo e de teatro de 22 de abril a 07 de maio, das 18h às 21h. Já as apresentações O Contentor – O Contêiner; Boquinha… e assim surgiu o mundo e Esqueça serão realizadas às terças-feiras dos dias 23 e 30 de abril e 7 de maio, respectivamente, às 10h e 15h.

No Boca de Brasa de Cajazeiras as datas das oficinas de vídeo e de teatro seguem nos dias 06 a 21 de maio, das 13h30 às 16h30. As apresentações O Contentor – O Contêiner; Boquinha… e assim surgiu o mundoEsqueça estão agendadas para às quintas-feiras dos dias 9, 16 e 23 de maio, na mesma sequência, às 9h e 14h.

Já o Sesi Casa Branca do Caminho de Areia recebe as oficinas de vídeo e teatro nas quartas e quintas dos dias 5 a 20 de junho, das 18h às 21h. As apresentações “O Contentor – O Contêiner; Boquinha… e assim surgiu o mundo e Esqueça têm previsão de exibição nas manhãs e tardes das quintas-feiras dos dias 6, 13 e 20 de junho.

As inscrições para participar das oficinas abertas através do Instagram do coletivo.

Continue Reading

Artes

Projeto “Movimenta Cajazeiras” abre inscrições para Oficinas e Mostra de Dança

Amanda Moreno

Publicado

on

Projeto "Movimenta Cajazeiras" abre inscrições para Oficinas e Mostra de Dança
Projeto "Movimenta Cajazeiras" abre inscrições para Oficinas e Mostra de Dança

Projeto “Movimenta Cajazeiras” abre inscrições para Oficinas e Mostra de Dança. A dança é uma das expressões culturais e identitárias de um povo. É pensando neste ato, que nasce o “Movimenta Cajazeiras”, que tem como proposta artístico-metodológica a imersão do corpo em relação às suas experiências com os territórios onde mora e suas produções criativas. Idealizado por artistas do bairro de Cajazeiras, com o intuito de movimentar a cena cultural local, o projeto abre inscrições gratuitas, a partir do dia 10 até 27 de abril, para participação nas oficinas criativas e na Mostra Movimenta, através de formulário virtual disponível AQUI (https://linktr.ee/movimentacajazeiras) ou na BIO do perfil @movimentacajazeiras.

O encontro de Dança, que envolve movimento, criatividade e diversidade, é destinado a artistas informais/formais em dança residentes na região de Cajazeiras, a partir dos 16 anos, prioritariamente pessoas pretas e LGBTQIA+. As oficinas criativas serão ofertadas a todes interessades em formação continuada e instrumentalização profissional, nas abordagens de processos criativos em dança para palco e vídeo e produção cultural.

As oficinas, com 02 horas/aula, ocorrerão no Polo Criativo Boca de Brasa de Cajazeiras. Destinadas para até 20 pessoas cada e com tradução em Libras, acontecerão aos sábados do mês de maio de 2024, sendo elas: Produção Cultura, com a doutora em dança e produtora Inah Irenam, no dia 04 de maio; Do encoberto ao desejado – Criação em Dança, com o coreógrafo Guego Anunciação, no dia 11 de maio; e Cinética.Mov – Dança para Câmera, com o dançarino e coreógrafo Neemias Santana, 18 de maio.

Já a Mostra Movimenta, a ocorrer no dia 25 de maio, terá uma seleção simplificada, em que os interessados deverão preencher formulário com informações básicas do artista/dupla/grupo inscrito, da coreografia e envio de vídeo da mesma, que pode ser feito de câmera de celular. Vale pontuar que, podem se inscrever na Mostra artistas formais, informais e grupos de dança de qualquer estilo de dança – pagode, Jazz, hip hop, contemporânea, ballet, etc.. Os selecionados receberão cachês, o valor dependerá da quantidade de pessoas que compõem a ficha técnica.

Além dos dois eixos acima, oficinas criativas e Mostra, o Movimenta Cajazeiras trará uma terceira ação, a roda de conversa “Futuros Criativos”, a ser realizada com propósito de se formar o Fórum de Dança de Cajazeiras, para a construção de políticas de acesso, permanência e fomento de produções artísticas do bairro-cidade. O bate-papo ocorrerá no dia 26 de maio e é aberto ao público.

O projeto Movimenta Cajazeiras foi contemplado pelo edital Territórios Criativos, com recursos financeiros da Fundação Gregório de Mattos, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Prefeitura de Salvador e da Lei Paulo Gustavo, Ministério da Cultura, Governo Federal. Projeto “Movimenta Cajazeiras” abre inscrições para Oficinas e Mostra de Dança.

Serviço

O quê: Inscrições para oficinas Criativas e Mostra Movimenta Cajazeiras

Quando: 10 a 27 de abril

Link para inscrições: https://linktr.ee/movimentacajazeiras

Mais informações: perfil Instagram @movimentacajazeiras

Ementas

Oficina PRODUÇÃO CULTURAL – com Inah Irenan

Dia 04 de maio, às 14h30, no Polo Criativo Boca de Brasa de Cajazeiras

A oficina visa apresentar as possibilidades, etapas e incentivar a escrita de projetos culturais para a realização de produtos ou eventos artísticos, nas categorias produtivas de artes: formação, criação, produção, difusão, memória e pesquisa na perspectiva de emancipações artísticas de agentes culturais, promovendo a formação técnica de artistas e gestores para atuação e participação em editais públicos.

Oficina Do Encoberto ao Desejado – com Guego Anunciação 

Dia 11 de maio, às 10h, no Polo Criativo Boca de Brasa de Cajazeiras

A partir de exercícios técnicos, a aula propõe uma estruturação do movimento a partir da relação com o espaço, com o tempo, com a música e com a outra pessoa dançante, gerando situações coreográficas que exaltam a força do dançar junto e as belezas do corpo.

Oficina CINÉTICA.MOV – Dança para Câmera – com Neemias Santana

Dia 18 de maio, às 15h, no Polo Criativo Boca de Brasa de Cajazeiras

Aproximações entre dança e audiovisual. Práticas e papos introdutórios sobre as relações entre o pensamento coreográfico e o exercício videográfico. Traga suporte para anotações, a câmera que lhe interessar e roupa confortável para dançar.

Continue Reading

AfroEmpreendedorismo

Inscrições para o Acelera Iaô encerram na próxima semana

Amanda Moreno

Publicado

on

Inscrições para o Acelera Iaô encerram na próxima semana
Inscrições para o Acelera Iaô encerram na próxima semana (Foto: Ag Dude)

Inscrições para o Acelera Iaô encerram na próxima semana. Encerram na próxima quinta-feira (11/04), às 23h59, as inscrições para projeto de qualificação Acelera Iaô 2024, abertas para empreendedoras e empreendedores negros com negócios nas categorias de alimentação, moda, artesanato e música. Os interessados deverão acessar e preencher o formulário específico para o curso, através do site da Associação Fábrica Cultural: https://fabricacultural.org.br/ . Realizado pela Fábrica Cultural, o programa Acelera Iaô conta com o patrocínio do Grupo Carrefour Brasil.

Neste 1º ciclo, o programa oferece 220 vagas na Iaô Labs, disponibilizadas em 120 para os empreendedores de moda, música e artesanato e 100 para os empreendedores de alimentação. As aulas serão ministradas em formato híbrido, através de aulas online e encontros presenciais no Iaô Espaço de Criação, na Fábrica Cultural, na Ribeira.

O Acelera Iaô e o Iaô Labs destinam-se aos empreendimentos liderados por pessoas negras, pardas e indígenas, maiores de 18 anos, residentes em Salvador, Região Metropolitana e interior do Estado. O programa tem como prioridade contemplar as mulheres com empreendimento próprios e negócios criativos, ativos, pelo menos há seis meses.

A Iaô Labs é uma jornada de qualificação e aceleração de negócios pretos, formalizados ou não, que contempla aulas em módulos específicos para cada segmento, bancas de pitch e vagas para mentorias individuais e coletivas na etapa de aceleração

Na inscrição, os projetos, empreendimentos e negócios criativos devem se adequar a um dos segmentos descritos no regulamento. Não podem participar os empreendedores que foram contemplados com premiações dos programas da Associação Fábrica Cultural.

Em 2024 o Acelera Iaô pretende qualificar 400 afroempreendedores, com 740 horas de mentorias em 2 ciclos do Iaô Labs, aceleração de 40 negócios e premiação de 10 negócios com investimento semente no valor de 10 mil reais cada.

Continue Reading
Advertisement
Vídeo Sem Som

EM ALTA