Connect with us

Música

Homenagem a Mãe Carmen reúne grandes artistas da música nacional em álbum inédito!

Jamile Menezes

Publicado

on

“Orixá do branco puro, da cor branca, que reúne em si todas as cores dos espectros do arco-íris em união, que remete à paz, por que a união induz a paz e harmonia”. Com estas palavras, Mãe Ângela, Iyakekerê do Ilé Iyá Omi Àse Ìyamáse, Terreiro do Gantois, em Salvador, descreve o Orixá Obatalá, criador do ser humano e de todas as formas de vida. Com iniciativa do Grupo Ofá, o projeto uniu artistas como Gilberto Gil, Alcione, Gal Costa, Zeca Pagodinho, Nelson Rufino, Daniela Mercury, Carlinhos Brown, Lazzo Matumbi, Marisa Monte, Jorge Ben Jor, Margareth Menezes, Márcia Short, Ivete Sangalo e Mateus Aleluia para soltarem a voz no álbum “Obatalá: Uma Homenagem à Mãe Carmen”, Iyalorixá do Gantois. Mãe Carmen, Mãe Ângela e Mãe Neli são filha e netas de Mãe Menininha, respectivamente. O disco será lançado no dia 4 de setembro (quarta-feira)às 19h, no Terreiro do Gantois.

Com idealização de Iuri Passos, Yomar Asogbá, José Maurício Bittencourt e Luciana Baraúna, filhos do Gantois e integrantes do Grupo Ofá, o trabalho tem direção geral de Flora Gil, direção musical de Iuri Passos e Yomar Asogbá e produção musical de Alê Siqueira e Iuri Passos.O projeto conta ainda com a participação dos Alagbês do Gantois, do Projeto Run Alagbê do Gantois, da Griô Vovó Cici e da própria Mãe Carmen. “Esse trabalho tem uma função importante de registro, uma função didática, uma função pedagógica, de instrução, de valorização e de referência para a Bahia e o Brasil como um todo. O candomblé é um elemento importante da civilização brasileira e este disco será um aspecto importante do candomblé”, avalia Gilberto Gil.

Cada convidado faz referência a um Orixá, com participações solo e em dueto, como o cantor Lazzo, que saúda Oxaguian; Márcia Short e Margareth Menezes cantam para Odùduwà; Gilberto Gil para Xangô; Marisa Monte e Luciana Baraúna para Oxum; Ivete Sangalo, Carlinhos Brown e Yomar Asogbá para Oxalá e Alcione para Oxóssi. “O disco traz a mensagem de paz e resistência. Neste sentido, a homenagem a uma Iyalorixá, à nossa Mãe Carmen, nos remete ao universo feminino onde a luta, o saber e o zelo estão juntos para a construção de um mundo comum”, reflete o produtor executivo, José Maurício Bittencourt.

Em 12 dias de gravação e com 37 músicos presentes no estúdio Ilha dos Sapos, no Candeal, o trabalho totaliza 19 faixas, a maioria em yorubá. Destaque para o momento de abertura das gravações ao som dos atabaques sagrados sob o toque dos jovens do projeto Run Alagbê, regidos por Iuri Passos. O disco conta também com três canções em português compostas especialmente para Mãe Carmen: ‘Obatalá: Homenagem à Mãe Carmen’, faixa-título do disco, de Yomar Passos e Dj MAM, originalmente lançada há 10 anos, que ganhou nova versão na voz de Mateus Aleluia; ‘A Força do Gantois’, de Nelson Rufino, cantada por ele e Zeca Pagodinho, e ‘Carmen’, de Beto Pellegrino e Ariston, interpretada por Gilberto Gil e Gal Costa.

Além das versões em CD – com encarte ilustrado e traduções das músicas do yorubá para o português – e em vinil, as faixas estarão disponíveis em todas as plataformas digitais (Spotify, Deezer, Apple Music) e o conteúdo audiovisual (making off e entrevistas) também será veiculado na Web (Instagram, Facebook e Youtube). “Esta nova obra fonográfica tem por finalidade contribuir para uma viçosa documentação desse cenário baiano da música, provocando aprendizado e encantamento através do valor histórico e popular da tradição afrodescendente do culto aos Orixás”, explica José Maurício.

 

Serviço:

O quê: Lançamento do álbum “Obatalá: Uma Homenagem à Mãe Carmen”

Quando: 4 de setembro (quarta-feira)

Horário: 19h

Onde: Terreiro do Gantois – Rua Mãe Menininha do Gantois, 23, Alto do Gantois – Federação, Salvador

Formação

Fala, Preta: projeto traz oficina e talk show sobre luta de mulheres negras

Jamile Menezes

Publicado

on

projeto "Fala, Preta!" em comemoração ao "Dia da Liberdade de Pensamento" e ao "Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha"

Em comemoração ao “Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha”, nos dias 27 e 28 de julho, a Caixa Cultural Salvador sediará a edição do projeto “Fala, Preta! . Com uma oficina e um talk show, o projeto busca promover a valorização da cultura negra e a luta das mulheres negras, incentivando mudanças de pensamentos e atitudes na sociedade.

A oficina “Fala, Preta!”, conduzida por Mel Campos e Antônio Marques, ensinarão técnicas e estratégias de criação e divulgação de podcasts e videocasts, no dia 27 de julho, às 14h. A oficina tem como objetivo capacitar os participantes para utilizar mídias específicas como ferramentas de comunicação, educação e marketing.

O encontro abordará temas como equipamentos e softwares necessários, planejamento e estratégia, produção e edição, e distribuição e marketing. A troca visa empoderar os participantes a divulgar suas ideias e criar comunidades engajadas em torno de temas diversos e relevantes. As inscrições podem ser feitas pelo link https://forms.office.com/r/GNCVBTq2yc.

O talk show “Fala, Preta!”, apresentado pelas atrizes Denise Correia e Lívia França, no dia 28 de julho, às 15h, contará com a participação de convidadas especiais, como Dra. Laissa Rocha e Mabel Freitas, que compartilharão experiências e conhecimentos sobre o universo feminino negro. As musicistas Riane Mascarenhas e Beatriz Sena ainda realizarão intervenções musicais.

As convidadas discutirão temas relevantes, sobre a luta e resistência das mulheres negras ao longo da história do Brasil. As inscrições podem ser feitas pelo link https://forms.office.com/r/7iGsAfzqmF.

Serviço

Oficina “Fala, Preta!” com Mel Campos e Antônio Marques

Data: 27 de julho

Horário: 14h

Local: Caixa Cultural Salvador (R. Carlos Gomes, 57 – Centro)

Inscrições: https://forms.office.com/r/GNCVBTq2yc

Gratuito

Talk show “Fala, Preta!” com Denise Correia e Lívia França

Convidadas: Dra. Laissa Rocha e Mabel Freitas

Data: 28 de julho

Horário: 15h

Local: Caixa Cultural Salvador (R. Carlos Gomes, 57 – Centro)

Inscrições: https://forms.office.com/r/7iGsAfzqmF

Gratuito

Continue Reading

Formação

Instituto A Mulherada inscreve para curso de Iniciação e Percepção Musical

Jamile Menezes

Publicado

on

Instituto A Mulherada

Em sua segunda turma, o Instituto A Mulherada abre inscrições gratuitas para mulheres e pessoas LGBTQIAP participarem de oficinas de Iniciação e Percepção Musical por meio do projeto “Cultura Entrelaçada Preta”. As inscrições são online e abrem nesta sexta-feira (12/7) até o preenchimento das 30 vagas disponíveis.

O projeto cria um espaço de aprendizado, expressão artística e fortalecimento, promovendo uma conexão profunda com as tradições culturais afrodescendentes.  Com foco no empoderamento feminino, as aulas são voltadas para jovens, mulheres negras e pessoas LGBTQIAP+ interessadas em aprender teoria musical, buscando desenvolver a acuidade auditiva para a apropriação da linguagem musical, por meio de solfejos, atividades rítmicas com o corpo e ditados melódicos e rítmicos.

Ministrada pela professora Letícia Nascimento, que também lecionou a primeira turma, a experiência foi compensadora. “As alunas que vão terminar a primeira turma de Teoria e Percepção Musical são pessoas incríveis, alunas prestativas, disciplinadas e altruístas. Então, ver todas elas se ajudando e buscando sempre aprender mais e mais é o que toda professora quer. Espero que esse curso impulsione e estimule mais ainda a continuidade do aprendizado musical de todas elas”, diz Letícia.

Ela possui graduação em Licenciatura em Música pela Universidade Federal da Bahia (2023), m 2010, ingressou como professora de música na Filarmônica 30 de Junho de Serrinha- BA, lecionando nas turmas de iniciação musical e como regente da orquestra de flautas doce da instituição. Desde 2018, é professora de Arte do Ensino Fundamental II Anos Finais e Ensino Médio da Cooperativa Integral de Educação Serrinhense, em Serrinha-BA.

As aulas acontecerão a partir do dia 20 de julho, aos sábados, das 14h às 16h no Centro de Referência em Desenvolvimento e Humanidade (CRDH – UNEB), no Carmo, onde neste sábado (13), haverá, às 15h, show de encerramento da primeira turma, aberto ao público.

O projeto ainda prevê aulas práticas de percussão afro, cidadania empreendedorismo e redes digitais.

Mulheres cis, lésbicas, bissexuais, travestis, transsexuais e transgêneros, oriundos da comunidade do Centro Histórico e áreas adjacentes, bem como das periferias de Salvador são incentivadas a participar. Além de suas atividades formativas e reflexivas, o projeto oferece a suas participantes a chance de se apresentarem em eventos ao longo do ano em Salvador, e durante o carnaval, no Bloco Afro A Mulherada.

Este projeto foi fomentado pelo Programa Funarte de Apoio a Ações Continuadas 2023 e tem apoio da Fundação Gregório de Mattos e Centro de Referência em Desenvolvimento e Humanidade (CRDH – UNEB).

 

SERVIÇO

O que: aulas de Iniciação e Percepção Musical

Quando: a partir de 20 de julho de 2024

Quanto: Gratuito

Onde: Centro de Referência em Desenvolvimento e Humanidade (CRDH – UNEB)

Inscrição: https://forms.gle/pyNLUdcYxSjSzUjV8

+informações: @institutoamulherada

Continue Reading

Música

Juliana Ribeiro faz show “Elas por ELLA” no SESC

Jamile Menezes

Publicado

on

Juliana Ribeiro

O SESC Casa do Comércio promove uma programação de shows especiais com protagonismo de artistas negras no Julho das Pretas. A abertura desta celebração será com a cantora, compositora, historiadora e instrumentista Juliana Ribeiro, quinta-feira, 18 de julho, as 20h, com o show “Elas por ELLA”, criado especialmente para reverenciar o empoderamento feminino nos palcos.

O show com linguagem multiartística trará poemas de Juliana Ribeiro, suas composições, novos arranjos para clássicos do samba e MPB além da participação especial de uma das artistas do clipe da canção “ELLA”, criando uma nova coreografia para música ao vivo.

Movimento, arte negra, feminina, canções, poemas, beleza e empoderamento é o que o público irá vivenciar num show cheio de clássicos e memórias afetivas de Juliana Ribeiro.

Clementina de Jesus dividindo o palco com Carmen Miranda. Elza Soares cantando com Rita Lee, ou Elizeth Cardoso cantando com Iza. Todas ELAS fazem parte do set list do show “Elas por ELLA”; que propõe um encontro sonoro, afetivo e empoderado das divas do samba e da música popular em cena.

Um show autoral onde as canções de Juliana Ribeiro fazem a costura do repertório trazendo a intimidade da artista para o palco traçando uma linha direta com o público. Além das autorais como ELLA, Eu Vim das Águas, Lindomar, Dragão de Gaudí, Lição de Vida (Seu Regis) que não podem faltar, outras referências como D. Ivone Lara, Aracy de Almeida e Joana Batista Ramos, compositora pernambucana de “Vassourinhas”, hino de todos os carnavais, fazem parte do set list do show.

SERVIÇO
O que? Show “Elas por ELLA” de Juliana Ribeiro
Quando? Quinta, 18 de Julho 2024
Horas? 20H
Onde? SESC Casa Comércio
Ingressos: R$20 ( inteira ) e  R$ 10 (meia)
Crédito fotos: Tetê Marques
Participação especial : surpresa.

Continue Reading
Advertisement
Vídeo Sem Som

EM ALTA