Connect with us

Artes

Festival Estudantil de Artes Cênicas acontece em formato virtual e traz obras internacionais!

Jamile Menezes

Publicado

on

Ânsia
Ânsia

Ânsia

 

O Festival Estudantil de Artes Cênicas (Festac) chega a quinta edição com uma programação em formato 100% virtual, entre os dias 26 e 28 de novembro, sempre a partir das 19h, através do canal do projeto no Youtube. Com o tema “Poéticas do Agora”, o objetivo do festival neste ano é estimular a produção e a difusão de obras estudantis, promovendo reflexões sobre os impactos da pandemia na arte e na sociedade a partir desses jovens olhares.

A curadoria deste ano analisou obras de diversas universidades do país e selecionou 08 propostas, todas inéditas ou adaptadas para o formato virtual. Quatro obras são de estudantes da Universidade Federal da Bahia (UFBA): “Nada é Por ACasa”, “É de ontem?”, “Mariar Um Mar de Poesias”, “Este Conto, Eu Conto!”.

Além destas, serão apresentados trabalhos de outros estados: “O amor faz-me fome” (UFSJ), “Ânsia” (UFPEL), “Heróis y Santos – a colonização é uma contaminação” e “O quarto de Miffi” da (UNICAMP). Em 2020, a programação conta com obras virtuais internacionais de estudantes do México: “De la Calle”, do grupo AntiTeatro de Hidalgo; e “Soy, el cuerpo sin nombre”, da Cia de Teatro UPAEP de Puebla, México.

O Festac conta ainda com cinco obras convidadas produzidas durante o isolamento, e pela primeira vez, obras internacionais estarão sendo exibidas no FESTAC: “Íntimo estranho”, da Cia Ìdrima – SP/Alemanha; “COMETA”, uma dança devaneio do artista baiano Guego Anunciação; “Proyecto Pajaro”, da Argentina; “Experimento Pânico vaginal”, uma obra de Lara Duarte; e a exibição do espetáculo show “Comprovendotrocoamor em casa”, do multiartista Luiz António Sena Jr..

Estas obras convidadas poderão ser assistidas virtualmente durante os dias de programação do festival, de 26 a 28 de novembro, a qualquer hora do dia, através de link enviado após compra de ingresso, a ser adquirido na plataforma Sympla, com preços populares de R$10 ou um combo no valor de R$40. As obras da mostra universitária terão acesso livre, com contribuição voluntária.

Mesas e a crítica
Além da programação artística, serão realizadas duas mesas de diálogo, chamadas de Web-conservatório, nos dias 27 e 28, com os temas “Festivais universitários de artes cênicas e o universo digital” e “Processos criativos e formatos de conexão com o público em tempos de isolamento”, respectivamente.

Nesta edição, o festival conta com a ação Corp_ Crític_, nela as obras serão assistidas por um grupo de artistas-críticos – Lara Duarte, Jeisiekê de Lundu, Matheus Matogrossa, Diego Alcântara, Zé Marat, Adriana Ryal, Alex Simões, Diego Pereira, entre outros –, no intuito de estimular a escrita crítica de obras artísticas.

 

#comprovendotrocoamor

#comprovendotrocoamor

Programação

# 26 de novembro

– 15h – I Web-conversatório: “Processos criativos e formatos de conexão com o público em tempos de isolamento”
Presenças virtuais confirmadas: Ivani Santana, Luiz Antônio Sena, Jorge Bascuñan, Lara Duarte, Guego Anunciação, Tomas Masariche.

-19h – I dia de programação com apresentação de Ixchel Castro (México), com a convidada Diana Ramos (Brasil) contribuindo no debate sobre as obras.

NADA É POR ACASA – (UFBA – BRASIL)
ESTE CONTO, EU CONTO! (UFBA – BRASIL)
DE LA CALLE – AntiTeatro (Hidalgo, MÉXICO)
SOY, EL CUERPO SIN NOMBRE – Cia de Teatro UPAEP (Puebla, MÉXICO)

# 27 de novembro

– 19h – II dia de programação com apresentação de Marcus Lobo (BR), com a presença de Jones Mota (Brasil) e Joyce Sangolete (Brasil), contribuindo no debate sobre as obras

ÂNSIA – (UFPEL – BRASIL)
O QUARTO DE MIFFI – (UNICAMP – BRASIL)
HERÓIS Y SANTOS – A COLONIZAÇÃO É UMA CONTAMINAÇÃO – (UNICAMP – BRASIL)

# 28 de novembro

– 15h – II Web-conversatório “Festivais de artes cênicas e os desafios da virtualidade”
Presenças virtuais confirmadas: Luisa Monteiro (FETO – BH), Caique Teruel (FESTARA – SP), Karla Lacerda (FESCETE – SP), Ana Paula Borges (CINEFONE – BA), Cristina Castro (VIVA Dança – BA)

– 19h – III dia de programação com apresentação de Guilherme Hunder (BR), com a presença de Marilza Oliveira (Brasil), contribuindo no debate sobre as obras.

O AMOR FAZ-ME FOME – (UFSJ – BRASIL)
MARIAR, UM MAR DE POESIA – (UFBA – BRASIL)
É DE ONTEM? – (UFBA – BRASIL)

# OBRAS CONVIDADAS
ESTREIA Nacional
Obra 01 – COMETA
Obra 02 – #comprovendotrocoAMOR

ESTREIA Internacional
Obra 03 – PROYECTO PAJARO (Argentina)
Obra 04 – EXPERIMENTO PÂNICO VAGINAL (SP)
Obra 05 – ÍNTIMO ESTRANHO – CIA ÍNDRIMA (BRASIL / ALEMANHA)

Artes

Olga Gómez faz oficina de desenho gratuita no MAM

Amanda Moreno

Publicado

on

Olga Gómez faz oficina de desenho gratuita no MAM
Olga Gómez faz oficina de desenho gratuita no MAM (Foto: Marcio Lima)

Olga Gómez faz oficina de desenho gratuita no MAM. Olga Gómez, artista plástica, encenadora de formas animadas e diretora da premiada Companhia A RODA de Teatro de Bonecos, irá oferecer uma Oficina de Desenho, gratuitamente, a partir do próximo sábado, dia 20 de abril, no Museu de Arte Moderna da Bahia – MAM-BA. As inscrições poderão ser feitas presencialmente no próprio local, na aula inaugural, que será das 9h às 13h.

O objetivo da oficina é trabalhar as habilidades artísticas e a apreciação estética, que podem ser desenvolvidas por todas as pessoas, com ou sem formação na área. A ação tornou-se possível após o projeto ter vencido o Edital FUNARTE de apoio a ações continuadas, do Governo Federal. Ao longo do ano, ainda estão previstas outra oficina e uma exposição que marcará os 27 anos de fundação da Companhia A RODA.

A Oficina de Desenho, cujo primeiro encontro será no próximo dia 20, está dividida em três módulos flexíveis, distribuídos em vinte encontros que não dependem de participação contínua e que acontecerão sempre aos sábados, das 9h às 13h, sempre no MAM-BA. As aulas abordarão, por exemplo, a análise de obras, os princípios da divina proporção, as leis do crescimento harmônico e o desenho de observação.

A ideia é transformar experiências pessoais em arte. No primeiro módulo, denominado Equipartição do espaço-formato, serão utilizados exercícios com padrões decorativos árabes para avaliar como a geometria influencia no desenho. Dessa forma, os alunos aprenderão a dividir o papel utilizando apenas o olhar, sem a necessidade de fazer uso de ferramentas de medição, que serão introduzidas depois.

Sobre a ministrante:

Olga Gómez é artista plástica e diretora da Companhia A RODA de Teatro de Bonecos. Com formação em Belas Artes, atua como escultora, professora, pesquisadora e encenadora de formas animadas. Nascida em Buenos Aires, Argentina, escolheu Salvador, capital da Bahia, como lar em 1986. Desde 1997, lidera a Companhia A RODA, sendo responsável pela criação e construção de suas figuras e bonecos articulados.

Sua influência vai além das fronteiras do grupo, colaborando com outros diretores e participando de mostras artísticas de artes visuais e de teatro, nacionais e internacionais. Destacam-se suas premiadas montagens “A Cobra Morde o Rabo” e “O Pássaro do Sol”. Em 2008, dirigiu o espetáculo “Amor & Loucura” que viajou por 15 estados e 55 cidades brasileiras. Sua mais recente peça é “Luiz e a Liberdade”, espetáculo de 2017 que utiliza fantoches para contar a história do abolicionista baiano Luiz Gama.

Serviço Oficina de Desenho:

Dias e horários: sábados, das 9h às 13h
Encontro inaugural: 20 de abril de 2024
Duração: 5 meses (20 encontros semanais de 4h)
Carga horária total: 80h
Local: Museu de Arte Moderna MAM-BA (Av. Lafayete Coutinho, s/n, Comércio
Inscrição: gratuita, no próprio local
Material necessário: papel, lápis, caneta, compasso, tesoura e cola

Continue Reading

Artes

ALBA recebe exposição sobre ancestralidade e memória afetiva 

Amanda Moreno

Publicado

on

ALBA recebe exposição sobre ancestralidade e memória afetiva 
ALBA recebe exposição sobre ancestralidade e memória afetiva (Foto: Divulgação)

ALBA recebe exposição sobre ancestralidade e memória afetiva. No próximo dia 22, a Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) receberá pela primeira vez a exposição gratuita “Mem-orí-a-A-fé-tiva”, da artista Luzimar Azevedo. A mostra, que acontece até o dia 26, no Saguão Cultural Josaphat Marinho, estará disponível para visitação de segunda a quinta-feira, das 9h às 17h,  e na sexta-feira, das 9h às 11h.

Com referências à abertura de pensamentos e respeito sobre o orí, que segundo as crenças de matrizes africanas, é cabeça, e não simplesmente o crânio, mas guarda memórias e eternizam afetos, a exposição, carregada de criatividade, também é um tributo às pesquisas alimentadas pela ancestralidade.

As 14 obras autorais oferecerão ao público acesso às memórias mais íntimas da artista, incluindo sua relação com a casa onde cresceu e os cuidados que aprendeu na infância, especialmente na casa de santo de Xangô, que pertencia à sua avó. As cores vibrantes e quentes escolhidas revelam muito sobre a personalidade de Luzimar, sendo uma marca registrada em suas telas.

Os  visitantes terão acesso a aspectos populares das matrizes africanas, incluindo rituais, comidas e conversas em yorubá, ressaltando a grandiosidade da exposição ao abordar a situação social dos povos escravizados e sua resistência até os dias atuais.

Continue Reading

Artes

Projeto “Movimenta Cajazeiras” abre inscrições para Oficinas e Mostra de Dança

Amanda Moreno

Publicado

on

Projeto "Movimenta Cajazeiras" abre inscrições para Oficinas e Mostra de Dança
Projeto "Movimenta Cajazeiras" abre inscrições para Oficinas e Mostra de Dança

Projeto “Movimenta Cajazeiras” abre inscrições para Oficinas e Mostra de Dança. A dança é uma das expressões culturais e identitárias de um povo. É pensando neste ato, que nasce o “Movimenta Cajazeiras”, que tem como proposta artístico-metodológica a imersão do corpo em relação às suas experiências com os territórios onde mora e suas produções criativas. Idealizado por artistas do bairro de Cajazeiras, com o intuito de movimentar a cena cultural local, o projeto abre inscrições gratuitas, a partir do dia 10 até 27 de abril, para participação nas oficinas criativas e na Mostra Movimenta, através de formulário virtual disponível AQUI (https://linktr.ee/movimentacajazeiras) ou na BIO do perfil @movimentacajazeiras.

O encontro de Dança, que envolve movimento, criatividade e diversidade, é destinado a artistas informais/formais em dança residentes na região de Cajazeiras, a partir dos 16 anos, prioritariamente pessoas pretas e LGBTQIA+. As oficinas criativas serão ofertadas a todes interessades em formação continuada e instrumentalização profissional, nas abordagens de processos criativos em dança para palco e vídeo e produção cultural.

As oficinas, com 02 horas/aula, ocorrerão no Polo Criativo Boca de Brasa de Cajazeiras. Destinadas para até 20 pessoas cada e com tradução em Libras, acontecerão aos sábados do mês de maio de 2024, sendo elas: Produção Cultura, com a doutora em dança e produtora Inah Irenam, no dia 04 de maio; Do encoberto ao desejado – Criação em Dança, com o coreógrafo Guego Anunciação, no dia 11 de maio; e Cinética.Mov – Dança para Câmera, com o dançarino e coreógrafo Neemias Santana, 18 de maio.

Já a Mostra Movimenta, a ocorrer no dia 25 de maio, terá uma seleção simplificada, em que os interessados deverão preencher formulário com informações básicas do artista/dupla/grupo inscrito, da coreografia e envio de vídeo da mesma, que pode ser feito de câmera de celular. Vale pontuar que, podem se inscrever na Mostra artistas formais, informais e grupos de dança de qualquer estilo de dança – pagode, Jazz, hip hop, contemporânea, ballet, etc.. Os selecionados receberão cachês, o valor dependerá da quantidade de pessoas que compõem a ficha técnica.

Além dos dois eixos acima, oficinas criativas e Mostra, o Movimenta Cajazeiras trará uma terceira ação, a roda de conversa “Futuros Criativos”, a ser realizada com propósito de se formar o Fórum de Dança de Cajazeiras, para a construção de políticas de acesso, permanência e fomento de produções artísticas do bairro-cidade. O bate-papo ocorrerá no dia 26 de maio e é aberto ao público.

O projeto Movimenta Cajazeiras foi contemplado pelo edital Territórios Criativos, com recursos financeiros da Fundação Gregório de Mattos, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Prefeitura de Salvador e da Lei Paulo Gustavo, Ministério da Cultura, Governo Federal. Projeto “Movimenta Cajazeiras” abre inscrições para Oficinas e Mostra de Dança.

Serviço

O quê: Inscrições para oficinas Criativas e Mostra Movimenta Cajazeiras

Quando: 10 a 27 de abril

Link para inscrições: https://linktr.ee/movimentacajazeiras

Mais informações: perfil Instagram @movimentacajazeiras

Ementas

Oficina PRODUÇÃO CULTURAL – com Inah Irenan

Dia 04 de maio, às 14h30, no Polo Criativo Boca de Brasa de Cajazeiras

A oficina visa apresentar as possibilidades, etapas e incentivar a escrita de projetos culturais para a realização de produtos ou eventos artísticos, nas categorias produtivas de artes: formação, criação, produção, difusão, memória e pesquisa na perspectiva de emancipações artísticas de agentes culturais, promovendo a formação técnica de artistas e gestores para atuação e participação em editais públicos.

Oficina Do Encoberto ao Desejado – com Guego Anunciação 

Dia 11 de maio, às 10h, no Polo Criativo Boca de Brasa de Cajazeiras

A partir de exercícios técnicos, a aula propõe uma estruturação do movimento a partir da relação com o espaço, com o tempo, com a música e com a outra pessoa dançante, gerando situações coreográficas que exaltam a força do dançar junto e as belezas do corpo.

Oficina CINÉTICA.MOV – Dança para Câmera – com Neemias Santana

Dia 18 de maio, às 15h, no Polo Criativo Boca de Brasa de Cajazeiras

Aproximações entre dança e audiovisual. Práticas e papos introdutórios sobre as relações entre o pensamento coreográfico e o exercício videográfico. Traga suporte para anotações, a câmera que lhe interessar e roupa confortável para dançar.

Continue Reading
Advertisement
Vídeo Sem Som

EM ALTA