Connect with us

Audiovisual

Dança Negra na Bahia é tema de documentário dirigido pelo coreógrafo Zebrinha

Jamile Menezes

Publicado

on

 

O documentário IJÓ DUDU – Memórias da dança negra na Bahia, dirigido pelo coreógrafo José Carlos Arandiba, o Zebrinha, será lançado no próximo 19 de outubro, em sessão para convidados na Sala do Coro do Teatro Castro Alves, em Salvador.

Com roteiro de Susan Kalik e do próprio Zebrinha, IJÓ DUDU, Memórias da dança negra na Bahia é “uma denúncia poética”.

“O filme foi construído a partir da memória viva contada através das vivências e saberes das mestras e mestres pioneiros e protagonistas da dança negra na Bahia. Esse filme é uma estrofe de uma canção que eu comecei a escrever, mas que não terminarei, porém guardo a certeza que meus alunos a terminarão”, explica Zebrinha.

Entre os depoimentos recolhidos estão: Altair Amazonas e Silva (Amazonas), Clyde Morgan, Edeise Gomes, Edileuza Santos, Elísio Pitta, Eurico de Jesus, Eusébio Lobo, Inaicyra Falcão, Ivete Ramos, Jorge Silva, Lindete Souza, Luiz Bokanha, Luiza Meireles, Macalé, Nadir Nóbrega, Nildinha Fonsêca, Reginaldo Daniel Flores (Conga), Renivaldo Nascimento (Flexinha) e Vânia Oliveira. In memoriam: Augusto Omolú, Raimundo Bispo dos Santos (Mestre King) e Raimundo Senzala.

O documentário é idealizado e dirigido por Zebrinha, produzido pela Modupé Produtora em Cooperação com a Fundação Pedro Calmon/Secult Ba.

“Eles fizeram de seus corpos as ferramentas principais para se afirmar na luta política, mas sobretudo se afirmar enquanto mulheres e homens, negras e negros. O filme é uma memória de corpos, mentes e ideias ousadas e corajosas de pelo menos duas gerações de mulheres e homens negros”, comentou o diretor geral da Fundação Pedro Calmon/ SecultBA, Zulu Araújo.

 

BIOGRAFIA DO DIRETOR
JOSÉ CARLOS ARANDIBA “ZEBRINHA” é formado em dança clássica e moderna no Stadeliyk Conservatorium en dans Academie te Arnhem (Holanda), onde também lecionou, e no Alvin Ailey American Ballet Theater, em Nova Iorque (EUA). Em Paris, foi professor na Academie Internaciole de Dance, no Project Studio, em Munich, e na Bélgica, deu aula na Federatie Friy Tiyed.

Como solista, atuou no Introdanns, Paradis Latin, em Paris, no Alcazar de Paris e no Ballet de MonteCarlo. Atuou e dançou em shows com artistas consagrados tais como Joel Grey, Ben Vereen, Liza Minelli e Tina Turner. Foi coreógrafo da novela Lado a Lado e da série Mr. Brau, produzidas pela Rede Globo de Televisão, além do musical D. Ivone Lara e dos espetáculos O Jornal, com direção de Lázaro Ramos e Exú (Cia de Teatro NATA).

Foi indicado ao prêmio Shell pelo espetáculo Candaces (RJ), e recebeu o Prêmio Braskem de Teatro pelo espetáculo Bença (BA), um dos muitos espetáculos do Bando de Teatro Olodum que ajudou a montar. Atualmente, compõe o júri técnico do quadro Dança dos Famosos, do Domingão com Huck (Rede Globo) e, é diretor artístico do Bando de Teatro Olodum e o Balé Folclórico da Bahia, uma das companhias de dança mais aclamadas do mundo.
.
SERVIÇO
Documentário IJÓ DUDU – Memórias da dança negra na Bahia (90min)
LANÇAMENTO EM SALVADOR
Quarta-feira, 19 de outubro, às 19h – Sala do Coro do TCA (para convidados)

Audiovisual

Artista do Nordeste de Amaralina é lançado pelo Favellê Music

Amanda Moreno

Publicado

on

Artista do Nordeste de Amaralina
Artista do Nordeste de Amaralina (Foto: Bruno Mocottó)

Artista do Nordeste de Amaralina é lançado pelo Favellê Music.  É do Nordeste de Amaralina que sai  o novo lançamento do Favellê Music, selo que aposta no lançamento de conteúdos audiovisuais de artistas das periferias de Salvador.

“Resistência e Poder” é o nome da música interpretada por Moura X e que tem sua célula embrionária conectada a Marivaldo (idealizador do Favellê e que assina a composição da música junto com Moura X). Ouça em https://ingrv.es/resistencia-e-poder-nmc-7 e assista em https://www.youtube.com/watch?v=mDo_hFNbFtc.

A parceria de Moura X e Marivaldo é inspirada na pauta racial, um convite à união na luta contra o racismo e à reflexão sobre o tema.

“A gente se dedicou ao máximo para fazer algo realmente fantástico e impactante, onde as pessoas consigam entender a mensagem da música. Em alguns momentos é uma mensagem triste, porém fala sobre a realidade, além de ser a mão que levanta a cabeça do meu povo, para aqueles que se encontram tristes e desanimados. O intuito maior é salvar vidas, mudar mentes, quero ser o despertar. Tudo começa agora com resistência e poder”, fala Moura.

Favellê Music

O novo selo musical nasceu em Salvador já reunindo gigantes da música brasileira. “Favellê Music” é do multi-instrumentista baiano Marivaldo dos Santos, e firmou uma parceria com a Virgin Music Group – divisão da Universal Music, principal parceiro mundial de selos e artistas independentes – e Nas Nuvens Catalog, uma empresa brasileira independente líder na gestão e aquisição de catálogos musicais, que tem como presidente um dos mais consagrados produtores musicais do país, Liminha.

Marivaldo dos Santos é músico, produtor musical, nascido e criado nas periferias de Salvador (BA). Hoje, vive na ponte-aérea entre Brasil e Nova York, onde reside há mais de 20 anos. Ao longo de sua carreira realizou trabalhos com artistas como STING, Lauryn Hill, Fugees, Joshua Bell, Ceelo Green e muitos outros. Atualmente, está terminando a produção do filme “Música”, pela AMAZON USA, como diretor musical e performático ao lado de Rudy Mancuso.

Veja mais informações em https://www.instagram.com/favellemusic/.

Continue Reading

Audiovisual

Tia Má dubla personagem em série de animação

Amanda Moreno

Publicado

on

Tia Má dubla personagem
Tia Má dubla personagem

Tia Má dubla personagem em série na segunda temporada da animação “Aventuras de Amí”, emprestando sua voz à personagem Dora, mãe da protagonista, uma menina de 8 anos, que usa a imaginação para lidar com os desafios do dia a dia ao lado do cachorro Balú e do amigo Tim.

A série baiana é produzida pela Lanterninha Produções, com co-produção da Movioca Content House. Em exibição no Canal Futura, TV Rá Tim Bum e Globoplay, o desenho retrata o processo de crescimento das crianças, abordando os ritos de pass.agem e a dificuldade em lidar com novas responsabilidades.

“É incrível trabalhar para o público infantil. E mesmo no papel de mãe, é voltar a ser criança um pouco. Ao mesmo tempo, sinto como se fosse uma vitória. É ter um produto que minha filha pode me assistir e me reconhecer e se reconhecer”, comemora.

Aos 43 anos, a artista, jornalista e escritora Maíra Cristina Dias Azevedo desponta em uma carreira promissora na TV e no streaming. Conhecida como Tia Má, ela soma mais de um milhão de seguidores em suas redes sociais. Somente em 2023, a artista participou de sete produções audiovisuais.

Além de Tia Má dubla personagem em série de animação “Aventuras de Amí”, Maíra compôs o elenco de “Humor Negro” e fez uma participação especial em “Dra Darci”, ambos humorísticos do Multishow; ela viveu a Carol, em “Rensga Hits!”, da Globoplay, na segunda e terceira temporada; interpretou Trombeta, mãe de Mia, a protagonista de “O Dia em que a Minha Vida Mudou”, do Gloob; e atuou em “Toda Família Tem”, da Prime Video, como Deise.

Continue Reading

Audiovisual

Carnaval da Bahia 2024 – 50 anos dos Blocos Afro

Jamile Menezes

Publicado

on

Continue Reading
Advertisement
Vídeo Sem Som

EM ALTA