Connect with us

Cultura

Orquestra Agbelas estreia em Salvador na festa de Iemanjá

Jamile Menezes

Publicado

on

A Orquestra Agbelas, totalmente comandada por mulheres que tocam xequerê, fará uma oferenda musical à rainha das águas

A Orquestra Agbelas, totalmente comandada por mulheres que tocam xequerê, fará uma oferenda musical à rainha das águas em sua estreia na capital baiana, no dia 2 de fevereiro.

“Nossa apresentação é um presente para Iemanjá. Construímos juntas uma Orquestra de Agbê, tambem conhecido como xequere, na qual esse instrumento e as mulheres são as protagonistas. Esse é o grande diferencial, mais de 50 mulheres do mundo inteiro, reunidas em reverência a grande mãe”, afirma Gio Paglia, arte educadora, ativista e percussionista que é líder e fundadora da Orquestra e da iniciativa Agbelas.

A oferenda musical da Orquestra Agbelas, acontece às 7h no dia 2 de fevereiro na Praia da Paciência e integra a programação do Festival Somente Flores para Iemanjá, iniciativa que completa 17 anos em 2024.

“Nesse ano nos unimos ao Movimento Mulheres da Encantaria, que completa 17 anos de caminhada enquanto ação social e ambiental que acontece no território do Alto da Sereia, comunidade tradicional da pesca onde está localizado o Centro de Tradições Vivas Canzuá, coletivo liderado pela mestra Dandara Baldez, que resguarda e mantém vivo saberes e tradições de matriz africana. O tema Mulheres Negras e Justiça Climática serão as pautas principais dentro da tradicional festa de Iemanjá desse ano, e está totalmente alinhada com os fundamentos e filosofia das Agbelas”, acrescenta a ativista.

A Orquestra Agbelas surgiu nas comunidades do DF, com aulas de agbês gratuitas para a população em vulnerabilidade social, e já passou pelo Chile, São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, e pela primeira vez se apresenta em Salvador.

As alunas participaram dos ensaios e de toda construção coletiva durante 3 meses, tanto presencialmente em Salvador, quanto online – mulheres do mundo inteiro que estão vindo pra cidade só para essa oferenda. Nosso objetivo é incentivar o protagonismo da mulher não só na arte, mas onde ela quiser, trazendo os fundamentos da cabaça e da sua origem afro-diaspórica, pois a cabaça é um fruto de poder e nossa grande mestra”, complementa Gio Paglia.

Sobre Agbelas

Agbelas é uma iniciativa e uma comunidade de pessoas com um interesse em comum: descobrir sobre o Agbê e toda a potência ancestral que ele carrega. As Agbelas pesquisam, praticam e ensinam ritmos, toques e a confecção do instrumento de origem africana. Fundada em Brasília em 2019, por Gio Paglia, arte educadora, ativista e percussionista negra especializada no instrumento Agbê.

 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

AfroEmpreendedorismo

Brasil Mais Empreendedor abre vagas no Subúrbio Ferroviário

Amanda Moreno

Publicado

on

Brasil Mais Empreendedor abre vagas

Brasil Mais Empreendedor abre vagas no Subúrbio Ferroviário. Após circular por 10 diferentes bairros de Salvador, desenvolvendo mais de 300 empreendedores com cursos e consultorias gratuitas, o projeto Brasil Mais Empreendedor abre mais 35 vagas para nova turma no bairro de Praia Grande (Subúrbio Ferroviário). As inscrições podem ser realizadas até dia 02 de março, através do site brasilmaisba.conaje.com.br. As aulas começam dia 04 de março, na Comunidade Evangélica de Salvador (Av. Afrânio Peixoto, 53e – Praia Grande). Mais informações podem ser acompanhadas em @ajebahia

Voltado para para pequenos empreendedores de áreas periféricas, o projeto conta com aulas presenciais abordando diferentes áreas do negócio e acompanhamento com especialistas, além de desenvolver a logomarca dos empreendedores selecionados. O projeto é realizado pela Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje) em parceria, por meio de termo de fomento, com a Secretaria da Micro e Pequena Empresa e Empreendedorismo, vinculada ao Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte (MEMP) e conta com a coordenação técnica da Associação de Jovens Empreendedores da Bahia (Aje-Ba)

O Brasil Mais Empreendedor visa contribuir na formação daqueles que estão no estágio inicial de seus negócios ou que possuem uma ideia para empreender e desejam iniciar essa jornada. O público-alvo são jovens entre 17 e 39 anos, preferencialmente mulheres, que residem em áreas periféricas. Para participar não é necessário residir no bairro onde as aulas ocorrerão, mas é fundamental que o candidato atenda aos requisitos apresentados no edital.

SOBRE A CONAJE

A Conaje é uma entidade sem fins lucrativos que atua desde o ano 2000 no fomento do empreendedorismo, fortalecimento, criação e manutenção de novas empresas dirigidas por jovens. Composta por 27 movimentos empresariais presentes em 20 estados brasileiros, a Conaje tem como propósito “Cultivar lideranças que gerem prosperidade para o nosso Brasil”. E para alcançar esse propósito, proporciona aos jovens empresários que fazem parte da sua rede um ambiente de compartilhamento de experiências, capacitação empresarial e networking.

Por meio dessas iniciativas, busca inspirar e capacitar os jovens empresários a alcançarem novos patamares de sucesso em suas trajetórias empresariais. Com uma visão voltada para o futuro, a Conaje entende a importância do desenvolvimento de habilidades empreendedoras e do estabelecimento de conexões e aprendizados sólidos no mundo dos negócios. A Conaje capacita e inspira jovens empresários a serem líderes de transformação para o futuro.

SERVIÇO:

Projeto Brasil Mais Empreendedor

Turma 11 – Praia Grande

Inscrições até 02 de Março no site:brasilmaisba.conaje.com.br

Local: Comunidade Evangélica de Salvador (Av. Afrânio Peixoto, 53e – Praia Grande).

Período de aulas: De 04/03/2024 a 08/03/2024 das 13h às 17h.

Vagas: 35

Realização: Conaje em parceria com Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte

Informações: 71 99264-1837 ou @ajebahia

Continue Reading

Audiovisual

Tia Má dubla personagem em série de animação

Amanda Moreno

Publicado

on

Tia Má dubla personagem
Tia Má dubla personagem

Tia Má dubla personagem em série na segunda temporada da animação “Aventuras de Amí”, emprestando sua voz à personagem Dora, mãe da protagonista, uma menina de 8 anos, que usa a imaginação para lidar com os desafios do dia a dia ao lado do cachorro Balú e do amigo Tim.

A série baiana é produzida pela Lanterninha Produções, com co-produção da Movioca Content House. Em exibição no Canal Futura, TV Rá Tim Bum e Globoplay, o desenho retrata o processo de crescimento das crianças, abordando os ritos de pass.agem e a dificuldade em lidar com novas responsabilidades.

“É incrível trabalhar para o público infantil. E mesmo no papel de mãe, é voltar a ser criança um pouco. Ao mesmo tempo, sinto como se fosse uma vitória. É ter um produto que minha filha pode me assistir e me reconhecer e se reconhecer”, comemora.

Aos 43 anos, a artista, jornalista e escritora Maíra Cristina Dias Azevedo desponta em uma carreira promissora na TV e no streaming. Conhecida como Tia Má, ela soma mais de um milhão de seguidores em suas redes sociais. Somente em 2023, a artista participou de sete produções audiovisuais.

Além de Tia Má dubla personagem em série de animação “Aventuras de Amí”, Maíra compôs o elenco de “Humor Negro” e fez uma participação especial em “Dra Darci”, ambos humorísticos do Multishow; ela viveu a Carol, em “Rensga Hits!”, da Globoplay, na segunda e terceira temporada; interpretou Trombeta, mãe de Mia, a protagonista de “O Dia em que a Minha Vida Mudou”, do Gloob; e atuou em “Toda Família Tem”, da Prime Video, como Deise.

Continue Reading

Cultura

10º Festival Internacional de Capoeiragem teve programação extensa

Amanda Moreno

Publicado

on

10º Festival Internacional de Capoeiragem
10º Festival Internacional de Capoeiragem (Foto: André Carvalho)

O 10º Festival Internacional de Capoeiragem teve programação extensa em Salvador e encerrou suas atividades no último sábado (3) com uma mistura de celebração, reverência e aprendizado. A Noite da Galanteria da Capoeira marcou o início desta jornada, reunindo mestres renomados e entusiastas nesta manifestação cultural única.

Mestre Acordeon, de 80 anos, em meio ao espetáculo musical que ecoou pelas ruas históricas de Salvador, compartilhou sua gratidão e compromisso com a Capoeira: “Estou muito feliz por estar aqui, vendo minha família adorada. Vim não só para fazer um jogo de Capoeira, mas para viver e continuar”.

O momento emocionante de homenagem a Mestre Acordeon foi acompanhado pela entrega de uma estatueta simbólica, reconhecendo seu legado e dedicação à Capoeira. Neste dia, grandes mestres da velha guarda se fizeram presentes, como mestres Curió, Olavo, Geni, Aristides, Camisa e o discípulo do mestre Bimba, Durinho. Para Mestre Balão, fundador do evento, este momento foi único. “Era meu sonho trazer o mestre Acordeon a Salvador para homenageá-lo. Considero ele uma das grandes referências da Capoeira e um grande ser humano”, declarou.

Além da Noite da Galanteria da Capoeira, o festival ofereceu uma programação diversificada ao longo dos dias. No dia 31 de janeiro (quarta-feira), a abertura ocorreu na Arena Sesc Senac Pelourinho com a Roda da Galanteria, homenagens e o show ‘Pôr do Sol’ do mestre Acordeon.

No dia 01 de fevereiro (quinta-feira), as atividades iniciaram no final da tarde na Arena Sesc com a Oficina de Capoeira Contemporânea com a contramestra Girassol, Oficina de Musicalidade com o mestre Acordeon, Batizado e troca de graduação e a Roda de Conversa “Visão Institucional de uma Escola de Capoeira” com os convidados: mestre Paulinho Sabiá, mestre Nenel e mestra Geisa, com a mediação do mestre Balão.

No dia 02 de fevereiro (sexta-feira), aproveitando o clima da Festa de Iemanjá, as atividades mudaram para a Praia Fonte do Boi ao lado do Hotel Mercure- Rio Vermelho, com Vivência (Puxada de Rede), feita por pescadores, Oficina de Capoeira Angola com o mestre Cabello, Oficina de Acrobacias com o mestre Macaquinho e Oficina de Samba com o professor Jaguar.

O ápice do evento foi o Tour Capoeiristico pelo Centro Histórico de Salvador, que ocorreu no dia 3 de fevereiro. Foram 22 pontos visitados, um momento marcante foi a visita à Fundação Mestre Bimba. Recebidos pelo mestre Nenel (filho do lendário mestre Bimba), os participantes do festival foram convidados a jogar, o que proporcionou a eles muita emoção. “Eu joguei com o mestre Cafuné, que foi aluno do mestre Bimba, no dia da minha formatura”, conta emocionada a professora portuguesa Arco-íris que veio da Alemanha exclusivamente para participar do festival.

Esta experiência proporcionou aos participantes uma imersão na história e nas raízes profundas desta expressão artística tão marcante na cultura brasileira. Guiados por especialistas e mestres de Capoeira, os participantes puderam explorar os locais históricos de Salvador que têm uma ligação direta com a prática da Capoeira, compreendendo melhor sua importância cultural e social ao longo dos séculos.

Organizado pelo Instituto CTE Capoeiragem @cte.capoeiragem e Polo Cultural, com a parceria de mídia do Grupo A Tarde e patrocínio do Governo da Bahia, através da Superintendência de Fomento ao Turismo (Sufotur), o festival foi aberto ao público, proporcionando uma experiência enriquecedora na preservação dessa manifestação cultural.

Para aqueles que desejam reviver esses momentos ou saber mais sobre o evento, acessem o Instagram do festival @festivalcapoeiragem e mergulhem nesta experiência única de celebração e aprendizado.

O show Pôr do Sol do mestre Acordeon está disponível na íntegra no canal Capoeiragem com o Mestre, neste link!

Continue Reading
Advertisement
Vídeo Sem Som

EM ALTA