Connect with us

Dança

Campêlo Cia de Dança estreia espetáculo ORI-Ô

Jamile Menezes

Publicado

on

Campêlo Cia de Dança foi criada em 2007 por Tatiana Campêlo,
Foto: Jean Teixeira

Criada pela dançarina, professora e coreógrafa, Tatiana Campêlo em 2007, a Campêlo Cia de Dança chega aos palcos do Teatro Gregório de Mattos, em Salvador, para a estreia do espetáculo ORI-Ô, que conta a história de uma luta ancestral inspirada nas relações de sobrevivência, trazendo uma crítica referente às questões da identidade preta na sociedade. A apresentação única será dia 6 de abril, às 19h, só para convidados. Mas haverá sorteio de ingressos no Instagram da Cia (@campelociadedanca e @campeloafrodance).

A obra aborda a construção de relações a partir da espiritualidade como um todo, tendo foco na conexão do ancestral com o atual, e o arquétipo dos orixás das religiões de matriz africana afro-diaspóricas.

Através da formação das cabeças (ori), o espetáculo busca trilhar caminhos a partir da espiritualidade, trazendo a essência do equilíbrio e o cuidado e promovendo a conexão ancestral a partir da crença e da fé enquanto conscientização.

“Trazemos aos intérpretes uma conexão espiritual e artística, partindo da dança afro contemporânea como base de pesquisa, através dos cheiros e energias. Trabalharemos o arquétipo de orixás como forma de conscientizar e falar mais sobre nossa saúde mental através das movimentações, fazendo narrativas de corpos que são guiados por uma potência diaspórica”, diz Tati Campêlo.

Ela busca mostrar, nessa obra, a importância do cuidado com o seu eu, fazendo uma leitura do quão é necessário o equilíbrio mental. Dessa forma, através da dança afro contemporânea com base na religião de matriz africana, o espetáculo ORI-Ô vem como forma de mensagem e conscientização para a sociedade.

“…mostrando que, acima de tudo, a fé está presente em todos os lugares, e o quão é ancestral o sentir das divindades presentes em tantas vidas”.

A Companhia

A Campêlo Cia de Dança foi criada em 2007 por Tatiana Campêlo, inicialmente com alunos do Curso Profissional em dança da Escola de Dança da Funceb, grupo de artistas de experiências diferenciadas, que se apoiavam na ideia de experimentações. A coreógrafa mobilizou ações de pesquisas nas quais a Cia tomou novas formas, com outros corpos, dando continuidade às atividades e montando o atual espetáculo “ORI-Ô”, que surge como um marco para a retomada dos trabalhos.

Dança

Instituto A Mulherada realiza diálogo sobre violência doméstica e familiar

Jamile Menezes

Publicado

on

Instituto A Mulherada

Na próxima quarta-feira (24), às 14h, o Instituto A Mulherada convida a Tenente Coronel e Comandante do Batalhão de Policiamento de Proteção à Mulher, Roseli de Santana Ramos e a Secretária Municipal de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude, Fernanda Lordêlo para roda de diálogo aberta ao público sobre “Violência doméstica e familiar contra as mulheres: avanços e superações”.

O evento integra o projeto “Tambores pelo Fim da Violência – Tocar Pode Bater Não”, nos Territórios Criativos do Centro Histórico de Salvador. Com o projeto, o Instituto A Mulherada utiliza a música, a arte como instrumentos de conscientização e empoderamento para combater a violência doméstica e familiar contra mulheres, além de promover sua inclusão no mercado de trabalho.

Fernanda Lordêlo

O Instituto

O Instituto A Mulherada tem por missão lutar pela defesa dos direitos das mulheres vítimas de violência, sem oportunidade de emprego e pela inclusão educacional e profissional das mesmas. Criado em 2001, a partir da identificação das demandas e necessidades da população feminina de Salvador, especialmente mulheres negras em situação de vulnerabilidade, o Instituto vem intervindo na realidade do cotidiano, colaborando para que as mulheres rompam com o ciclo do silêncio que se inicia com a submissão e dependência, culminando muitas vezes no óbito dessas vítimas.

Este projeto foi contemplado pelo edital Territórios Criativos, com recursos financeiros da Fundação Gregório de Mattos, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Prefeitura de Salvador e da Lei Paulo Gustavo, Ministério da Cultura, Governo Federal.

 

SERVIÇO

Local: CDRH -UNEB situado na Ladeira do Carmo – Santo Antônio

Dia 24 de abril de 2024

Horário: das 14 às 17 horas

Entrada gratuita mediante inscrição:  https://forms.gle/EfRb9dGFNkrxmie27

Haverá certificado de participação.

 

Continue Reading

Dança

Cia. de Dança Robson Correia celebra mês da dança com exposição

Amanda Moreno

Publicado

on

Cia. de Dança Robson Correia celebra o mês da dança com exposição e apresentação
Cia. de Dança Robson Correia celebra o mês da dança com exposição e apresentação (Foto: André Frutuôso)

Cia. de Dança Robson Correia celebra o mês da dança com exposição. A Cia. de Dança Robson Correia, que integra o Instituto de Formação em Arte (IFA), para celebrar as duas décadas de trabalho no meio artístico leva, a partir desta sexta-feira (19/04), ao foyer do Espaço Xisto Bahia, no bairro dos Barris, em Salvador, a exposição: Passos da Cia Ano VI – Circuito da Dança. A mostra, gratuita, fica aberta para visitação das 9h às 19h e apresenta imagens das obras coreográficas Triscou-Pegou, Nac-Horuc, Almejo e Homens de Ogum, dos fotógrafos André Frutuôso, Cadu Freitas e Fafá Araújo.

O primeiro dia do evento contará ainda, no palco do Teatro Xisto, com a apresentação do espetáculo Homens de Ogum. A partir deste sábado (20/04), a coreografia passará a ser apresentada, por meio do Projeto Circuito da Dança, em cinco praças de Salvador, nos bairros: Bairro da Paz, Rio Vermelho (21/04), Pelourinho (27/04), Resgate (28/04) e Ribeira (29/04), sempre a partir das 16h30.

“Celebramos o Mês da Dança promovendo este ‘circuito’ de atividades artísticas com exposição de fotos dos espetáculos da Cia. que já foram apresentados para mais de 10 mil pessoas, em diversas praças públicas da capital e no interior do estado. Um dos nossos lemas é ir aonde o povo está, então retornaremos às praças de Salvador, com: Homens de Ogum, uma coreografia baseada na história de uma divindade africana, que representa garra, força, coragem, tecnologia, desenvolvimento e trabalho”, explicou Robson Correia, diretor da Cia. e doutorando em Dança, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA).

O projeto Circuito da Dança foi contemplado nos Editais da Paulo Gustavo Bahia e tem apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia, via Secretaria de Cultura, por meio da Lei Paulo Gustavo, do Ministério da Cultura, Governo Federal. A Lei Paulo Gustavo Bahia (PGBA) foi criada para a efetivação das ações emergenciais de apoio ao setor cultural, visando cumprir a Lei Complementar nº 195, de 8 de julho de 2022.

SERVIÇOS
O quê: Exposição Passos da Cia. Ano VI – Circuito da Dança.
Onde: Espaço Xisto Bahia.
Período: De 19 a 30 de abril.
Horário: Das 9h às 19h.
Entrada: Gratuita.

O quê: Circuito da Dança – Espetáculo Homens de Ogum
Quando:
20 de Abril – Fim de linha do Bairro da Paz
21 de Abril – Brigadeiro Faria Rocha – Rio Vermelho
27 de Abril – Cruz Caída – Pelourinho
28 de Abril – Fim de Linha do Resgate/Cabula
29 de Abril – Praça da Madragoa/Ribeira
Horário: Às 16h30

Continue Reading

Dança

Festival realiza Batalha de Rap e Concurso de Dança em Pirajá

Amanda Moreno

Publicado

on

Festival realiza Batalha de Rap e Concurso de Dança em Pirajá
Festival realiza Batalha de Rap e Concurso de Dança em Pirajá (Foto: Mário Sérgio)

Festival realiza Batalha de Rap e Concurso de Dança em Pirajá. No próximo dia 28 de abril (domingo), o bairro de Pirajá vai se tornar um ponto de encontro para jovens artistas durante a primeira edição do Festival Cultural Talentos de Bairros, que acontece no Colégio Alberto Santos Dumont, a partir das 9h. Dividida entre dois palcos principais, a programação inclui Batalha de Rap e Concurso de Dança de diversas modalidades, além das Performances LGBT, da Mostra de Poesia e de Pocket Shows que vão garantir o entretenimento do público até mesmo nos intervalos, momento em que se apresentam as atrações do Palco Aberto.

Todas as atividades do Festival são realizadas mediante a inscrição dos participantes de forma online e gratuita. As vagas para o Palco Aberto seguem abertas até domingo (14), às 23h59, e os interessados podem se inscrever através do formulário online: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf4DrgTg8MmzQjMN5uOEylS5q3AN9_8JbPaWJ2mTPRr8sA7rA/viewform

Os portões abrem às 9h e 9h30 é quando iniciam as Batalhas de Rap com 39 MC’s inscritos de todo o Brasil e o Concurso de Dança com três categorias: Pagode Baiano, Valsa e Estilo Livre. Entre duelos de rimas, passos sincronizados e muita energia, os intervalos no Palco Aberto prometem Performances LGBT icônicas, Mostra de Poesia e Pocket Shows. Todas as competições são julgadas por uma banca de jurados formada por três membros para cada categoria, e os grandes vencedores levarão para casa premiações que variam desde troféus até quantias em dinheiro.

O Instituto Talentos de Bairros é uma iniciativa de valorização de artistas e atletas que desenvolvem trabalhos nas regiões periféricas das cidades baianas, contribuindo para a difusão do protagonismo de jovens talentos. O projeto “Talentos de Bairros – Festival Cultural” foi contemplado pelo edital Territórios Criativos, com recursos financeiros da Fundação Gregório de Mattos, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Prefeitura de Salvador e da Lei Paulo Gustavo, Ministério da Cultura, Governo Federal.

O Festival é uma realização do Instituto Talentos de Bairros que, apesar de anunciar pela primeira vez um evento neste formato, já vem assinando outras iniciativas culturais e sociais desde o seu surgimento em 2019.  Reconhecido como Ponto Cultural pelo Governo do Estado da Bahia, o Instituto busca auxiliar na profissionalização dos talentos dos bairros e periferias baianas em campos como dança, música, teatro, grafite, poesia, esportes e artes circenses, colocando estas comunidades no mapa cultural e esportivo de forma definitiva nas ações estaduais e municipais.

PROGRAMAÇÃO

Festival realiza Batalha de Rap e Concurso de Dança em Pirajá

Abertura dos Portões: 09:00

 

PALCO 01 – Batalha de Rap

09:30 – Batalha de Rap com 39 MC’s

12:00 – Intervalo – Mostra de Poesia e Pocket Show MC’s

13:30 às 17:00 – Finais Batalha de Rap

 

PALCO 02 – Concurso de Dança

09:30 às 11:00 – Concurso Pagode Baiano (09 Apresentações – média de 90 Bailarinos)

11:00 às 11:30 – Intervalo (Palco Aberto Performances LGBT)

12:00 às 13:30 – Concurso Valsa (08 Apresentações – média de 120 Bailarinos)

13:30 às 14:00 – Intervalo (Palco Aberto)

14:00 às 17:00 – Concurso Estilo Livre (29 Apresentações – média de 158 Bailarinos)

17:00 às 18:00- Cerimônia de Premiação das Categorias

PREMIAÇÕES 

Concurso de Dança

1º Lugar: R$ 1.500,00 + Troféu

2º Lugar: Troféu

3º Lugar: Troféu

Destaque da Categoria (Melhor Dançarino ou Dançarina): Troféu + R$ 200,00

Batalha de Rap

1º Lugar: R$ 1.000,00 + Troféu + Certificado

2º Lugar: R$ 500,00 + Troféu + Certificado

Obs: Todas as competições são julgadas por uma banca de jurados formada por 03 membros diferentes entre as categorias.

 

SERVIÇO

Talentos de Bairros – Festival Cultural

Data: 28/04 (Domingo)

Abertura dos Portões: 9h

Início da Programação: 9h30

Local: Colégio Alberto Santos Dumont – Pirajá

Link de Inscrições Palco Aberto (Prazo 14/04): https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf4DrgTg8MmzQjMN5uOEylS5q3AN9_8JbPaWJ2mTPRr8sA7rA/viewform

Continue Reading
Advertisement
Vídeo Sem Som

EM ALTA