Culinária Musical volta presencialmente na Casa do Benin no Pelourinho


Denise Correia

 

O tradicional encontro da música negra com a gastronomia afrobrasielira está de volta: o projeto Culinária Musical, do afrochefe Jorge Washington vai retornar a ser presencial neste mês de novembro, com duas edições:  no dia 7 de novembro e dia 21 de novembro, esta última na programação da Casa do Benin na Flipelô 2021.

No primeiro encontro, dia 7 de novembro (domingo), que começa a partir das 12h, o público será agraciado com show da cantora Denise Correia e Banda Naveiadanega, que terá Mário Ulhoa e Beatriz Ulhoa como convidados. Terá, ainda, desfile da marca Nega Negona.

No cardápio, o afrochefe vai preparar sua conhecida Moqueca de Carne e o saboroso Arrumadinho de Fumeiro. E mais: o público poderá pedir no Pra Levar do Afrochefe, delivery que surgiu nas edições virtuais e já é certo no projeto. A entrada será paga em espécie (R$30), que dará direito às atrações musicais; lá, cada prato será vendido a R$60. Já no Pra Levar, quem quiser poderá pedir por telefone e o valor é R$60 + taxa de entrega, uma porção para duas pessoas.  O evento vai até as 17h.

 

Dão

Flipelô

Já pela 3ª vez integrando a programação da Casa do Benin na Festa Literária Internacional do Pelourinho – a Flipelô, o Culinária Musical terá portas abertas ao público, sem cobrança, no dia 21 de novembro (domingo). A Festa, este ano, acontece no formato híbrido, de 17 a 21 de novembro.

A partir das 12h, a atração musical comandará a tarde: Dão fará o show e convidará a cantora soprano, Irma Ferreira. A poesia e a literatura estarão presentes também, com a participação de Fábio Mandingo, que fará a resenha do livro infantil “A Princesa Mahin- Uma história quilombola”.

O prato do dia será a famosa Maxixada de Carne de Fumeiro, que também estará disponível no Pra Levar do Afrochefe, no valor de R$60,00+taxa de entrega, porção para duas pessoas. Lá o prato será vendido a R$60. O evento vai até às 17h.

Ambas edições acontecem na Casa do Benin, no Pelourinho.

 

SERVIÇO

O que: Culinária Musical Presencial

Quando: 07 e 21/11 (Casa do Benin na Flipelô), 12h às 17h

Onde: Casa do Benin – Pelourinho

Quanto: Dia 07/11 entrada R$30 (em espécie) + prato R$60. Dia 21/11, entrada gratuita na programação da Casa do Benin na Flipelô + prato R$60. Pra Levar no Afrochefe: R$60 + taxa de entrega. Pedidos podem ser feitos com antecedência no telefone (71) 99332-7096.

Bando de Teatro Olodum apresenta stand-up show “Bando Politicamente Incorreto?” no Youtube


bando-de-teatro-olodum

A partir do dia 20 de novembro, o Bando de Teatro Olodum vai apresentar, no Youtube, o stand-up show “Bando Politicamente Incorreto?”, abordando  temas como racismo, empreendedorismo negro, homofobia, educação infantil e o feminismo brasileiro.

Os atores e atrizes se revezarão nas funções de roteiro, direção, produção e atuação das esquetes que abordarão os temas do dia a dia, com a participação de convidados especiais da cena artística.

Em 17 de outubro de 2021, o Bando de Teatro Olodum completou 31 anos da sua fundação, por um grupo de artistas interessados em associar sua arte às demandas sociais, políticas e ao enfrentamento ao racismo e todas as formas de preconceito e opressão. Assim nasceu o Bando de Teatro Olodum, no Centro Histórico de Salvador. Ao longo dessas três décadas, o grupo consolidou uma linguagem própria baseada na performance negra, na consciência racial, no diálogo direto com os diversos públicos, com inserções, além do teatro, no cinema e na televisão, fortalecendo uma presença e um discurso negro nas artes brasileiras.

 

SERVIÇO
O que: stand-up show Bando Politicamente Incorreto?
Cenas de humor protagonizadas pelos artistas do Bando de Teatro Olodum
Onde: Canal do Bando no Youtube: https://www.youtube.com/user/bandodeteatro
Quando: a partir de 20 de novembro de 2021
Gratuito e totalmente Online
Realização: Bando de Teatro Olodum

Fabrício Boliveira, Paulo Lins e Daiane Rosário abrem programação da Mostra Mahomed Bamba


A Mostra Itinerante de Cinemas Negros Mahomed Bamba realiza na próxima segunda, 25, às 19h, a abertura da edição especial “Olhares Periféricos” com bate-papo entre o roteirista e romancista Paulo Lins, o ator Fabrício Boliveira, a cineasta e diretora executiva da MIMB Daiane Rosário e mediação da produtora audiovisual e coordenadora de produção artística da MIMB, Loiá Fernandes. O público pode assistir todos os painéis pelo canal da MIMB no YouTube.

No sábado, 30, às 18h, o painel “Mulheres na Técnica” traz o debate sobre o protagonismo feminino por trás das câmeras. As convidadas são a jornalista e cineasta Olinda Yawar, a jornalista e produtora audiovisual Lindiwe Aguiar e a montadora Cristina Amaral, com mediação da diretora de fotografia Fabiola Silva.

O painel “Distribuição e Captação de Recursos”, que acontece na quinta-feira, 04/11, às 18h, discute a viabilidade financeira para projetos audiovisuais. Participam do encontro o co-fundador da Wolo TV, Licínio Januário, a produtora audiovisual Naymare Azevedo e Kátia Brasileiro, consultora de projetos e fundadora da rede EDUCARE. A mediação é Taís Amordivino, diretora  cinematográfica e coordenadora de curadoria nacional da MIMB.

E no sábado, 06/11, o painel “O Cinema e suas Sonoridades” destaca o papel do som no audiovisual. Integram o debate Herison Pedro, Cristina Lima, Moisés Neuma e Marise Urbano, com mediação de Loiá Fernandes. O encontro acontece às 18 horas.

A edição “MIMB – Olhares Periféricos” tem patrocínio da Lei de Incentivo à Cultura, do Fundo Nacional da Cultura por meio do Ministério do Turismo com apoio financeiro da Novelis, tendo como parceiros e apoiadores a Wolo TV, Globo, VideoCamp, TVE Bahia, Hub Cultural, Olivieri Consultoria Jurídica, Rede Educare e Janela do Mundo.

Serviço:

O quê: Painéis da Mostra Itinerante de Cinemas Negros Mahomed Bamba

Quando: 25, às 19h; 30/10, 04 e 06/11, às 18h

Onde: canal da MIMB no YouTube

Mais informações: www.mimb.com.br / @oficialmimb

Cantora Maya lança novo single em parceria com A Travestis


 

O PagoTrap é a aposta da cantora Maya, artista da nova geração musical baiana, que vem apostando na latinidade em seu novo single “VIOLENTA”, em parceria com uma das maiores cantoras do pagode baiano e referência travesti no Brasil, Tertuliana Lustosa, mais conhecida como A Travestis.

O single será lançado no próximo dia 22 de outubro, às 0h00, em todas as plataformas digitais. Quem assina a produção e beat do novo single é Eocross e a mix, master e direção vocal por Rodrigo Ruchell.

O clipe, que foi gravado em um restaurante temático, em Salvador, será lançado no dia seguinte (23), às 12h, trazendo o empoderamento feminino em suas cenas.

“Eu passeio pela minha sensualidade e abordo minha perspectiva como mulher preta perante ao machismo diário em que vivemos. É sobre não baixar a cabeça, impor nossos limites, ser quem a gente é, sem culpa, sem medo e sem dor, e claro, rebolar muito. Isso é ser violenta, afirma Maya. 

Presente

O novo single não será o único presente para os fãs. Uma pessoa ainda poderá ganhar um jantar temático no Guapo, restaurante mexicano local onde foi gravado o clipe.

Como: na semana de estreia, uma publicação será divulgada no perfil de Maya no instagram, onde o participante irá responder, nos comentários, o porquê deve ser escolhido para um encontro com a cantora. A melhor resposta, escolhida pela artista, vai ser convidada para um jantar.

O resultado será divulgado no perfil de Maya.

 

SERVIÇO

Lançamento do single e do clipe ”Violenta”

Onde: Todas as plataformas digitais

Quando:

single – 22 de outubro de 2021, às 0h00

clipe – 23 de outubro de 2021, às 12h

 

Redes Sociais

Instagram: @acantoramaya

Twitter: @acantoramaya

 

Nitorê Akadã lança clipe musical “Íyá Nilá” em seu canal do Youtube


 

Cria do Pelourinho na capital baiana e filha do criador do Samba Reggae Neguinho do Samba, a black influencer e multiartista Nitorê Akadã, lança clipe musical em seu canal do Youtube o Íyá Nilá. Apresentando uma “reza cantada” com sonoridade Afro-Pop, a artista estreia sua carreira no cenário da música baiana. 

Ìyá Nilá é uma obra de estética negra, composta de beats de ancestralidade e do canto feminino das mulheres de terreiro, lavadeiras, e marisqueiras. 

“Esse canto é para Iemanjá e suas filhas, que sempre zelaram por mim, mãe Zezita minha ajibonã, mãe Tieta minha mãe pequena, Equede Juciane Barbosa, Egbome Jô Guimarães, as mães que alimentam o meu Ori”.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

 

ASSISTA:

 

Abertas inscrições do Edital Professor Jorge Conceição que premiará projetos sobre a história afro-brasileira e indígena


Acervo familiar

 

Estão abertas as inscrições para o Edital Professor Jorge Conceição, iniciativa lançada numa parceria entre as secretarias da Educação (Sec) e de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi). Serão premiados projetos que tenham como temas a história afro-brasileira e indígena.

A chamada pública selecionará propostas elaboradas por gestores, coordenadores pedagógicos, professores e estudantes da Rede Estadual de Ensino.

As premiações podem chegar a R$ 50 mil. As inscrições deverão ser realizadas até o dia 2 de dezembro, exclusivamente por formulário online que pode ser acessado no link.

 

O prêmio poderá contemplar, por exemplo, produções literárias, revistas em quadrinhos, e-book, animação, documentário, manual, jogos educativos, criação de páginas web e cadernos de apoio à aprendizagem.

Podem ser inscritos, ainda, projetos nas temáticas de produções artísticas, saúde da população negra ou indígena, literatura, patrimônio cultural e memórias, identidades e territórios, gênero e sexualidades, empoderamento, práticas comunitárias e tradicionais, enfrentamento à intolerância religiosa, dentre outros.

Homenagem 

Jorge Conceição foi professor titular de Geopolítica e de diversas disciplinas, tendo atuando, também, nos cursos de pós-graduação em História da Cultura Africana, ocorridos no CEAO – UFBA, em 1982 e em 1986. Também era pesquisador de abordagens holísticas no campo da medicina, ecologia/sustentabilidade e arte-educação. É um dos fundadores do Coletivo de Entidades Negras (CEN).

Um dos grandes destaques na trajetória de Jorge Conceição foi, sem dúvidas, o trabalho na área da literatura infantil, com grande contribuição para a disseminação e avanço da educação antirracista no Brasil. Em 1995 lançou “O Boi Multicor”, livro que traz recriações do “Boi da cara preta”, trazendo, nesta história, novas concepções sobre a estética e linguagem associadas à raça negra.

ACESSE O EDITAL

ACESSE FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

George Oliveira lança primeiro livro “Denegrir: Educação e Relações Raciais”


O doutorando em educação pela Faculdade de Educação (UFBA), George Oliveira, inicia, nesta terça (19), a pré-venda do seu primeiro livro “Denegrir: Educação e Relações Raciais”, obra que busca – por meio de uma coletânea de textos – amplificar os fatos vividos pela população negra brasileira.

Os textos, escritos ao longo de dez anos, apresentam a (re)construção da identidade negra no Brasil, refletindo as vivências do autor durante as duas décadas enquanto ativista do movimento negro brasileiro. George é mestre em Desenvolvimento e Gestão Social (CIAGS-UFBA), onde criou o Jogo organizacional do Imbundeiro, que problematiza aprendizagem organizacional a partir de valores africanos e afro-brasileiros. É especialista em Inovação, Sustentabilidade e Gestão de Organizações do Terceiro Setor e hoje é gestor administrativo do Instituto Steve Biko.

 “Diante das (in)certezas que o racismo nos provoca, dentre as diversas estratégias para mitigar as sequelas das desigualdades raciais, escrever e publicar artigos de opinião fez com que essa trajetória resiliente fosse fortalecida ao passo em que ousamos organizar e registar o pensamento como uma arma contra as opressões”, diz.

O lançamento da pré-venda será por meio de uma live, transmitida pelo Facebook da Editora Telha às 19h, que terá a participação de Tarry Cristina, pós-graduada em Psicopedagogia Clínica e Institucional, Silvio Humberto, vereador de Salvador e Doutor em Economia e Valéria Lima, editora chefe do portal Correio Nagô.

PRÉ-VENDA:

Denegrir: Educação e Relações Raciais

Cantor e compositor baiano Celo Dut lança “Doce”, seu primeiro EP


 

O cantor e compositor baiano Celo Dut lança “Doce”, seu primeiro EP . A trilogia, produzida por Marcelo dela Mare chega através do selo 999, de Baco Exu do Blues com distribuição da Altafonte.

 “Este projeto se torna ainda mais importante por eu ter contracenando comigo uma pessoa que sempre acreditou em mim e tem papel fundamental na minha vida e carreira”, afirma o cantor que também idealizou a direção de arte para o filme. ‘Doce’ traz histórias que um homem negro como eu possa amar e ser amado. Onde a doçura não seja fraqueza ou enfraquecida por medo de julgamentos alheios”, resume Celo.

O EP que tem mix assinada por Dactes chega exatamente um ano após o lançamento do single “Fardas e fadas”.

 

CONFIRA AQUI

 

Romero Mateus apresenta pocket show “AfroSambaSoul” no Malembe


 

Romero Mateus

O restaurante Malembe (Pelourinho) vai receber, nesta sexta-feira (15) o cantor, compositor e jornalista Romero Mateus, que levará músicas inéditas que serão lançadas em dezembro deste ano. O show AfroSambaSoul, terá o tom de show intimista, com a participação de violonista, baixista e dois percussionistas.

Momento especial em minha vida que retorno pra música de palco, lançando duas músicas de meu pai e cinco músicas minhas, baseadas em minha vivência como artivista negro e candomblecista angoleiro. Músicas que falam sobre Salvador, sobre o Saboeiro, bairro em que eu nasci e que apresentam um conceito de AfroSambaSoul que vejo como a fusão que melhor me representa nesse momento de minha vida”, diz Romero.

 

 

O Malembe é um restaurante localizado na Ladeira do Passo, 07, no Pelourinho, e conhecido por sua culinária e estética visual que dialoga com ancestralidade e traços de afrofuturismo.

Para reservas: (71) 3242-0953

Serviço:
O que: Pocket Show Afro Samba Soul
Quando: Sexta-feira, 15.10, às 19h
Onde: Malembe (Ladeira do Carmo, 7 – Santo Antonio, Pelourinho)
Quem: Romero Mateus

Inscrições abertas para as oficinas de produção audiovisual da MIMB Olhares Periféricos


Joyce Prado Almeida

Estão abertas até 15 de outubro as inscrições para as oficinas de produção audiovisual da MIMB Olhares Periféricos. A edição especial tem parceria com a Globo e oferece aulas de direção, produção audiovisual de impacto social, produção criativa, roteiro, direção de arte, som, direção de fotografia e produção audiovisual com celular. A programação é gratuita.

Os encontros acontecem de 26 de outubro a 05 de novembro, de maneira remota, e serão conduzidos por Jeferson De, Joyce Prado, Marise Urbano, Naina de Paula, Naymare Azevedo, Marcelo Lima, Amanda Lima e Fabíola Silva. As oficinas terão como resultado filmes de 1 minuto, que participam de um concurso com votação popular na segunda fase da formação. Inscrições e outras informações por meio do link: https://tinyurl.com/yznxv5jy.

Marise Urbano

Uma das idealizadoras e diretora geral da Mostra, Daiane Rosário explica a escolha pelo foco no laboratório.

“Entendemos que a formação é o principal pilar para mudança social. Lançar um edição voltada para atividades formativas foi o caminho que encontramos para  capacitar novos agentes negros e prepara-los para o mercado de cinema e audiovisual. Precisamos de espelhos na frente e por trás das telas”, argumenta.