Goethe-Institut abre inscrições pro Programa de Formação Curadoria para Arte no Espaço Público.


Folakunle Oshun

 

O Goethe-Institut Salvador-Bahia inicia nesta quarta-feira (15) o período de inscrições para a primeira turma do Programa de Formação Curadoria para Arte no Espaço Público. O prazo de inscrição é até 29 de setembro. Serão selecionadas 12 pessoas, todas moradoras de Salvador ou de municípios da região metropolitana.

Realizado pelo Goethe-Institut Salvador-Bahia, o programa acontece em parceria com o Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM). A documentação exigida para inscrição está disponível no site www.goethe.de/programacuradoria. No ato da inscrição, é solicitado também o envio de currículo e que sejam respondidas algumas perguntas sobre curadoria, arte e espaços públicos.

A relação dos aprovados será divulgada até o dia 14 de outubro. A iniciativa é gratuita e tem como objetivo ampliar a qualificação de profissionais que atuam na área cultural e têm interesse em curadoria, em especial nos projetos elaborados para exibição em espaços públicos.

Especialistas brasileiros e estrangeiros estarão à frente dos encontros no Programa de Formação Curadoria para Arte no Espaço Público. Entre eles está Folakunle Oshun, artista e curador de Lagos, na Nigéria, que possui prática com esculturas em espaços não convencionais.

Outro nome confirmado é o da curadora grega Marina Fokidis. Escritora e conferencista, tem trabalhado no campo das artes contemporâneas nos últimos vinte anos. Um dos destaques no seu currículo é a curadoria da Documenta14, evento de artes visuais amplamente conhecido na Europa.

 

Acesse: www.goethe.de/programacuradoria

Acompanhe o XX Caruru de Ibeji e as Pedagogingas em Itacaré


 

 

Até 17 de outubro a Associação de Afro Desenvolvimento Casa do Boneco de Itacaré realiza o XX Caruru de Ibeji e as Pedagogingas em formato híbrido (presencial e online). Com o tema ‘‘Terra, água e comunicação – Quilombo D’Oiti: uma possibilidade nos dias da destruição’’ a organização convoca a comunidade negra para auto-organização em torno de um projeto político autônomo de aquilombamento, diante do cenário de guerra racial enfrentado pelos povos originários, africanos e seus descendentes no Brasil.

O Caruru de Ibeji e as Pedagogingas é um encontro-celebração tradicional realizado pela CBI há 20 anos, a partir do processo de mobilização de organizações parceiras de todo Brasil em torno de práticas educativas chamadas de ‘‘pedagogingas’’

Devido a pandemia do Covid-19 ainda em curso, a programação que como de costume reúne centenas de pesssoa na sede da instituição, ainda ocorrerá de forma híbrida, agregando tanto atividades online como presenciais. Para saber mais detalhes da programação, como contribuir e como participar desse encontro, acompanhe os canais oficiais de comunicação da Casa do Boneco e fique por dentro.

SERVIÇO

O que: XX Caruru de Ibeji e as Pedagogingas

Tema: Terra, água e comunicação – Quilombo D’Oiti: uma possibilidade nos dias da destruição.

Quando: até 17 de outubro de 2021

Onde: na sede da Casa do Boneco e na Fazenda Modelo Quilombo D’Oiti (Itacaré/BA)

Como: presencial e online

Contatos: (73)9 8118-5280 / 8879-1015

Blog: http://casadoboneco.blogspot.com/

Vakinha: http://vaka.me/2359607

Abertas inscrições para a 2ª Bienal Black Brazil Art (2BienalBlack)


bienal black art
Pintura ‘Estou Aqui’ – Susan Mendes

Estão abertas até o dia 30 de outubro as inscrições de trabalhos artísticos para a 2ª Bienal Black Brazil Art (2BienalBlack). Com o tema Cartografia e Hibridismo do Corpo Feminino: Representação Visual e Afetiva, o evento busca criações de artistas contemporâneos individuais e coletivos, inéditos ou recentes, que abordam narrativas com recortes do universo proposto. Informações no site blackbrazilart.com.br/2bienalblack.

Artistas brasileiros e estrangeiros residentes no Brasil há mais de cinco anos  podem apresentar seus trabalhos, projetos de pesquisa ou curatorial. Cada participante, individual ou em coletivo, poderá inscrever até dois trabalhos em até duas categorias que concorrerão aos prêmios previstos no regulamento. Os valores das inscrições variam de R$ 45,00 para artista individual e R$ 85,00 para coletivo.

Todas as categorias são admitidas (pintura, escultura, fotografia, instalação, têxtil, videoarte, etc.), porém, as obras digitais são recomendáveis. Os trabalhos selecionados irão compor a 2ª Bienal Black Brazil Art, e serão expostos numa galeria virtual de interação com os visitantes. Os artistas selecionados na categoria performance que não seja vídeo performance, deverão se apresentar ao vivo na plataforma Zoom.

Em formato online, a 2BienalBlack vai conectar artistas de diversas partes do mundo e conta com um corpo de jurados do Brasil e do exterior. Também participam desta edição, artistas convidados do Brasil e do exterior.

 

Serviço:

Inscrições abertas para a 2ª Bienal Black Brazil Art.

Tema: Cartografia e Hibridismo do Corpo Feminino: Representação Visual e Afetiva

Regulamento: blackbrazilart.com.br/2bienalblack

Nzo Mungongo Lembeuaji Junsara realiza primeiro financiamento coletivo


Mametto Nkongueji
Nzo Mungongo Lembeuaji Junsara

 

Terreiro matriarcal da nação Congo-Angola, liderado por Bernadete Costa, Mametto Nkongueji, o Nzo Mungongo Lembeuaji Junsara (raiz Tumba Junsara), realiza projetos e atividades sociais e culturais que contribuem para a formação de jovens negros da cidade de Salvador. Esse contexto de realizações não foi interrompido durante a pandemia; a casa intensificou suas ações sociais, auxiliando principalmente a comunidade de São Lázaro, que fica no entorno do terreiro.

Para continuar promovendo essas ações, a família Nzo Mungongo faz um apelo através de um financiamento coletivo: #DêEspaçoProNossoAxé! para possibilitar a continuação e ampliação dos projetos culturais e sociais.

Pelo site da Benfeitoria, é possível contribuir com qualquer valor, mas a partir de R$22 o valor doado vem com uma recompensa. Os filhos e filhas de santo da casa colaboraram com essa grande rede, doando as recompensas, que vão de serviços, objetos, até bordados artísticos e fontes decorativas. As pessoas podem contribuir com esse propósito através do link benfeitoria.com/deespacopronossoaxe.

A campanha estará aberta até dia 15 de outubro de 2021!

Cantor e compositor Suiky lança single “Tive”


SUIKY

 

O cantor e compositor Suiky, a nova voz do trap da Bahia, é o mais novo integrante do bonde da 999 – selo de Baco Exu do Blues. Ele lança o single “Tive”, produzida por Nansy Silvvz.

Nascido em Salvador e criado no bairro do Calafete, Suiky tem apenas 19 anos. “Quando compus ‘Tive’ eu pensei muito sobre onde eu estava e onde eu queria chegar. O objetivo principal foi cantar o que eu vivo, o que eu sinto e o que eu almejo”, resume. “É a minha verdade e deixarei que as pessoas a descubram e se identifiquem com o que preferirem nela”, deseja.

A música também tem clipe dirigido por David Campbell e Vulgo Jr.

“Não consigo definir meu som porque sempre trago várias ondas na minha sonoridade. Cada música que faço é uma vibe diferente, mas sempre traz minha assinatura, minha identidade”, garante o artista que faz um trap com fortes influências do R&B.

CONFIRA:

Plataforma Feminismos Plurais curso sobre Transfeminismo


Professora Letícia Nascimento

 

A Plataforma Feminismos Plurais, maior streaming de educação antirracista e feminista do Brasil, lança no dia 10 de setembro a segunda fase do curso Transfeminismo, ministrado pela escritora, pedagoga, professora da Universidade Federal do Piauí e mulher travesti Letícia Nascimento.  Transmitido de forma on-line, o curso aborda questões como autonomia corporal, a luta contra o transfeminicídio, o conceito de cisgeneridade, entre outros.

A proposta é trazer para o movimento feminista questões e dores que historicamente foram invisibilizados em relação às mulheres trans e travestis.

Atualmente, segundo a Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA), o Brasil é o país que mais mata pessoas trans no mundo. “A ideia ao abraçar todas as mulheridades e feminilidades que existem, existiram e ainda podem existir, é criar espaço de compartilhamento de bandeiras que fortaleça nossa luta contra o patriarcado e todas as suas manifestações”, diz Letícia. 

 Plataforma

Além da temática Transfeminismo, a Plataforma Feminismos Plurais oferece outros cursos com temas como letramento racial, lugar de fala, intolerância religiosa, discriminação no ambiente de trabalho, discurso de ódio nas redes sociais, aulas ao vivo, artigos exclusivos, podcasts, entrevistas, fóruns e programas de mentoria. 

 

Serviço:

Plataforma: https//feminismosplurais.com.br/cursos/ 

Valor mensal da assinatura: a partir de R$ 19,90

https://feminismosplurais.com.br/

Instagram: : https://www.instagram.com/feminismos.plurais/

Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=QYYZDAs1e2k

Cantor Jef Rodriguez lança Spiritual EP


Jef Rodriguez
Jef Rodriguez

O cantor baiano Jef Rodriguez acaba de lançar o Spiritual EP, seu primeiro registro solo, no qual apresenta o hip-hop como seu lugar de fala. No trabalho, há referências de afrobeat, samba, música jamaicana, com participações de artistas como Tiganá SantanaNêgamandaCT (Caixa Baixa/ 1kilo)DumDum Afolabi (Opanijé) e do baterista Thiago Trad.


Jeferson Rodrigues Barbosa é MC (vocalista e compositor) e sócio fundador do OQuadro, banda que atua no cenário brasileiro e internacional.

Oriundo da zona rural de Ilhéus, e filho de trabalhadores do campo, Jef Rodriguez mergulha na palavra/conceito Spiritual como entendimento de arte e vida, como algo que não anda descolado. Da música de resistência e fé a compreensão do que é considerado essencial/ancestral, que não se deteriora com o tempo. “As tecnologias mudam, assim como as formas, mas o DNA das nossas alegrias e lutas se mantém pelas mesmas motivações”, completa.

 O Spiritual EP tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Ouça aqui: https://musequal.ffm.to/spiritual

Psicóloga Cida Bento fala de branquitude com Lilia Schwarcz


cida-bento
Cida Bento

 

Nesta quinta-feira (2/9) às 18h30, o canal da Lilia Schwarcz no Instagram recebe a psicóloga Cida Bento para falar sobre branquitude. O encontro irá refletir sobre o antirracismo e o combate a comportamentos nocivos que estão arraigados no dia a dia dos brasileiros.

Lilia e Cida vão abordar questões sociais urgentes, como os frequentes ataques aos direitos civis, as violências física e psicológica e as consequências emocionais vividas pela população preta, assim como a relação do sistema escravocrata com essa realidade.

Cida Bento é doutora em psicologia pela Universidade de São Paulo (USP) e diretora-executiva do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT). Há 30 anos atua na defesa da promoção da equidade racial e de gênero, especialmente nas áreas de educação, trabalho, justiça e políticas públicas

 

Acompanhe aqui.

FGM lança Prêmio Riachão por meio da Lei Aldir Blanc


Em homenagem a um dos mais famosos sambistas deste país, a Prefeitura de Salvador, através da Fundação Gregório de Mattos (FGM), lança a Chamada Pública nº 001/2021 – Prêmio Riachão para iniciativas de pequeno porte nesta segunda-feira (30). O mecanismo destina o valor de R$ 15.000,00 para cada proposta artística-cultural selecionada. Para realizar sua inscrição, o proponente deve acessar o site: culturafgm.salvador.ba.gov.br até o próximo dia 17 de setembro.

Com recursos oriundos da Lei Aldir Blanc, o Prêmio Riachão contempla iniciativas de cunho artístico-culturais que tenham baixo orçamento e/ou curta duração. Os projetos devem ser pensados e formatados para o ambiente virtual, como as redes sociais, as plataformas audiovisuais e sonoras.

Serão selecionadas, pelo menos, 120 propostas, de pessoas físicas e jurídicas, que se enquadrem em diversas linguagens e dimensões artístico-culturais. Podem ser inscritas  produções inéditas (trabalhos ainda não exibidos ao público) ou produções revisitadas, adaptadas ou continuadas (trabalhos já apresentados ao público, mas que receberão uma nova intervenção).

Pelo menos 30% das premiações desta chamada pública serão direcionadas a propostas inscritas por proponentes autodeclarados negros (pretos ou pardos). Deverão ser selecionadas ao menos 04 (quatro) propostas inscritas por proponentes residentes ou sediados de cada uma das 10 (dez) Prefeituras-Bairro e pelo menos 02 (duas) propostas oriundas de Comunidades Remanescentes de Quilombos de Salvador, salvo insuficiência de demanda ou inadequação das propostas às disposições da Chamada Pública, resguardados os critérios de avaliação e seleção.

Livro Por Essas Linhas de Cá traz produções literárias de jovens negros


 

O livro Por Essas Linhas de Cá será lançado oficialmente nesta terça-feira (31), às 19h. O evento será transmitido na internet através da página do instagram @por_essas_linhas_de_ca e contará com a presença de vários jovens negros/as que tem textos publicados na obra.

O lançamento fecha um ciclo de trabalho de oito meses que resultou na produção de 1.000 exemplares da coletânea que já foi distribuído para autores/as e para 14 bibliotecas comunitárias, espalhadas pelo Estado da Bahia.

“Priorizamos entregar aos escritores/as antes de lançar como forma de respeitar o cuidado com quem produz: a/a artista”, avaliou Leo Vilas Verde, coordenador do projeto.

O livro é resultado do projeto de mesmo nome que selecionou 70 textos em conto, crônica e poesia de jovens negros e negras de todo o Estado da Bahia. O edital, lançado em janeiro deste ano, recebeu 412 inscrições que passaram por um processo avaliativo realizado por três profissionais negros e negras da literatura baiana.

Por Essas Linhas de Cá tem a realização do Coletivo Cultural Ibomin e conta com o apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

 

Serviço:

O que: Lançamento do Livro Por Essas Linhas de Cá

Quando: 31 de agosto (terça-feira), às 19h

Onde: no instagram @por_essas_linhas_de_ca

Acesso ao livro na bio do perfil.