Livro “Discriminação e Racismo nas Américas” será lançado em Salvador


livro Discriminação e Racismo nas AméricasNo dia 10 de março, a Livraria Cultura do Salvador Shopping receberá o lançamento do livro “Discriminação e Racismo nas Américas”,organizado por Maria Cristina Gomes da Conceição. O evento será às 19h, aberto ao público.

No livro, o leitor encontrará a historicidade, os discursos e práticas de discriminação, racismo e xenofobia contra negros, indígenas, ciganos, mulheres e homens, e migrantes latinos.

A partir de uma análise da Política Nacional de Saúde da População Negra, a obra trata de como a discriminação e o racismo são reproduzidos ao longo da História em áreas específicas como saúde, educação, além de como ele se apresenta nas ruas e ambientes familiares.

O livro avalia a implementação das políticas afirmativas de inclusão social em sociedades marcadas pelas desigualdades.

SERVIÇO

Lançamendo do livro Discriminação e Racismo nas Américas
Onde: Livraria Cultura do Salvador Shopping
Quando: 10 de março, às 19h
Entrada Gratuita

Os principais Mestres de Capoeira da Bahia em exposição até domingo


Mestres-de-Capoeira_Solar-Ferrão
Foto: Fernando Barbosa

“Mestres da Capoeira – Em Busca da Oralidade Perdida” é o título da exposição que homenageia nove dos mais importantes Mestres de Capoeira da Bahia. A mostra pode ser visitada até 5 de março na Galeria do Centro Cultural Solar Ferrão, Pelourinho.

Lá o público poderá conhecer as histórias e experiências vividas por personalidades como Mestre Gigante (Francisco de Assis), Mestre Pelé da Bomba (Natalício Neves da Silva), Mestre Curió (Jaime Martins dos Santos).

Tem também Mestre Felipe de Santo Amaro (Felipe Santiago), Mestre Boca Rica (Manoel Silva), Mestre Lua Rasta (Gilson Fernandes), Mestre Itapoan (Raimundo César Alves de Almeida), Mestre Olavo (Olavo da Paixão) e o Mestre Boa Gente (Vivaldo Rodrigues Conceição).

A visitação é de terça-feira a sexta-feira, das 12h às 18h e ao sábados, domingos e feriados, das 12h às 17h.

 

SERVIÇO

Exposição Mestres da Capoeira – Em Busca da Oralidade Perdida
Local: Galeria do Centro Cultural Solar Ferrão (Rua Gregório de Matos, 35, Pelourinho)
Quando: até 5 de março
Entrada: FREE

 

Curso de Língua e Cultura Yorùbá-Nagô tem inscrições abertas até sábado (4)


 curso de iorubá

Familiarizar o aluno com a língua Yorùbá-Nagô utilizada nas cerimônias do Candomblé. Este é o intuito do primeiro “Minicurso de Introdução à Língua Yorùbá na Comunicação, Tradição Orixá e Cultura”, que será realizado pelo Gabinete Português de Leitura. O objetivo vai além: pretende também articular o aprendizado da comunicação básica, facilitando o entendimento do interlucutor Afro-ocidental.

Para tanto, o minicurso focará na imersão na Cultura Yorùbá-Nagô, buscando a familiaridade com a língua. Serão seis dias de aula, divididas em módulos de 4h cada. Além destas 24h horas-aula, terá também 6h de atividades programadas, totalizando 30h certificadas de curso.

Pretende-se, com isso, tornar os alunos capazes de explicar os cânticos em língua yorùbá, usando os textos litúrgicos mais conhecidos do Candomblé Ketu ou Nagô, e capacitá-los pra uma conversação na língua yorùbá em nível iniciante. Para participar, deverá ser investido o valor de R$120. As aulas acontecerão no Gabinete, na Piedade, com o professor Adelson Silva de Brito, especialista na língua yorubá.

Inscrições podem ser feitas aqui.

PROGRAMAÇÃO:

04/03/17: O mundo Yorùbá-Nàgó,a chegada no Novo Mundo.Cantando para Exú.

11/03/17: Apresentando-se para as pessoas: Estudando ao Allfabeto e os Cânticos Iniciais.

18/03/17: Diálogos iniciais e o fraseados dos cânticos para Ogún.

25/03/17: Saudações envolvendo familiares e hierarquia na cultura yorùbá. Cantando para Omolú.

01/04/17: A história dos dias da semana.Estudando e repetindo os Diálogos básicos.

08/04/17: Objetos do dia a dia. Situações de comunicação básica; No telefone. Cantando para Ossaim.

Local: Gabinete Português de Leitura – Praça da Piedade, s/n

Cronograma: aulas aos sábados, das 8h às 12 horas

Investimento:R$120

Confira atrações pretas no Carnaval de Salvador


O Carnaval na porta já e tem muita atração preta rolando nas ruas, nos trios e nos palcos da festa. Tem carnaval OuroNegro com blocos Afros e Afoxés e Reggae, além do tradicional Samba. Tem também HipHop, Reggae e atrações nacionais já programadas e confirmadas em vários circuitos. O Portal SoteroPreta traz pra você algumas delas:

sandra de sá

QUINTA-FEIRA – DIA 23 DE FEVEREIRO

BARRA

Bloco Os Mascarados –Sandra de Sá faz participação na apresentação de Márcia Castro – 21h05

Bloco Araketu – 21h35
Banana Reggae – Thomé Vianna & Banda Ragga e convidados  – 21h50

Nova Saga / B+B/ Makonen Tafari e convidados e Kaina Tawau – 23h10

CAMPO GRANDE/ PRAÇA CASTRO ALVES

Bloco Alerta Geral – Xande de Pilares, Délcio Luiz, Mosquito, Juliana Ribeiro e Bambeia – 20h30
Bloco Amor e Paixão – Nelson Rufino, Batifun, Movimento e Fora da Mídia – 22h

Circuito Mestre Bimba (Nordeste de Amaralina)

Baile Black Empodere seu Sonho – Marcha do Empoderamento Crespo e Banda Attemporais – 18h

Bloco alvorada

SEXTA-FEIRA – DIA 24 DE FEVEREIRO

CAMPO GRANDE/ PRAÇA CASTRO ALVES

Furdunço – As Ganhadeiras de Itapuã – 15h30

Bloco Alvorada – Raymundo Sodré/ Aloísio Menezes/ Juliana Ribeiro/ Roberto Mendes/ Gal do Beco/ Bambeia/ Reinaldo Príncipe do Pagode – 21h

Olodum part. Margareth Menezes – 21h30

Cortejo Afro – 23h30

Os Negões – 00h15

 

PELOURINHO

Largo Pedro Arcanjo
Orquestra Reggae de Cachoeira – 19h

 

BECO DAS CORES (BECO DA OFF- BARRA)

Karol Conká – 00h

banda didá
Foto: Edson Ruiz

SÁBADO – DIA 25 DE FEVEREIRO

BARRA

Didá – 12h30
Armandinho, Dodô & Osmar – 17h
Malê Debalê – 18h
Muzenza – 19h
Bankoma – 20h30
Ilê Aiyê – 23h45

LADEIRA DO CURUZU – LIBERDADE

Saída do Ilê Aiyê – 21h

PELOURINHO

Largo do Pelourinho
Acordes Percussivos – Márcia Short, Aloísio Menezes e Hugo Sanbone – 19h
Tropicália Viva – Paulinho Boca de Cantor, Wil Carvalho e Manuela Rodrigues – 21h30

Praça Tereza Batista

Janaina Noblat – 17h
Magary Lord – 22h30

Praça Quincas Bero D’água
Samba Chula João Boi – 23h

 

BAIRROS

Liberdade

Lazzo
Ninha
Aloízio Menezes

Boca do Rio

Márcia Short

Palco Abaeté/Itapuã

Paulinho Boca de Cantor

Larissa Luz

 

larissa luz
Foto: Elói Corrêa/GOVBA

DOMINGO – DIA 26 DE FEVEREIRO

BARRA

Olodum part. Pierre Onassis – 15h15
Cortejo Afro – 20h30

CAMPO GRANDE

Gerônimo – 14h30
Banana Reggae – Thomé Vianna & Banda Ragga e convidados – 18h

PELOURINHO

Largo do Pelourinho
Salada das Frutas – As Bahias e a Cozinha Mineira, Liniker e Tássia Reis– 19h
O Rock é negro – Larissa Luz, Ellen Oléria e BNegão– 21h30


Largo Pedro Arcanjo
Dionorina– 22h30

Praça Quincas Bero D’água
RBF – Rapaziada da Baixa Fria – 18h30
Gal do Beco – 21h

Palco Multicultural (Terreiro de Jesus)
Mobbiu Hip Hop
Tallowah
Diamba
RBF Hip Hop

 

Filhas-de-Gandhy-720x320
Secom/BA

SEGUNDA-FEIRA – Dia 27 DE FEVEREIRO

BARRA

Filhos de Gandhy – 15h45
Filhas de Gandhy – 16h15
Cortejo Afro – 21h45
Muzenza – 22h30
Malê Debalê – 23h

Beco das Cores (Rua Dias D’Ávila – Barra)

Liniker – 00h

Palco Farol da Barra

IFÁ part. Lineker e Bnegão – 1h30

CAMPO GRANDE

Didá – 11h30
Trio Respeite as Meninas – Larissa Luz, Tássia Reis e MC Carol – 17h
Ilê Aiyê – 19h

PELOURINHO

Largo do Pelourinho
Cena Tropifágica, Mariela Santiago e Jorge Mautner – 19h
Gerônimo, Laura Arantes e Adailton Alves – 21h30

margareth_menezes_580
Banco de Imagens

TERÇA-FEIRA – DIA 28 DE FEVEREIRO

BARRA

Banana Reggae – Thomé Vianna & Banda Ragga e convidados – 19h
Magary Lord – 22h45

CAMPO GRANDE

Olodum – 12h30
Araketu – 15h30
Muzenza – 17h30
Margareth Menezes – 18h30
Ilê Aiyê – 20h30

Contrafluxo – Circuito Praça Castro Alves

Filhos de Gandhy – 16h
Filhas de Gandhy – 17h
Os Negões – 16h20
Ókánbí – 18h40

 

PELOURINHO

Largo Pedro Arcanjo
IFÁ – 19h


Praça Quincas Berro D’Água
Samba de Roda Dona Dalva – 21h30

Terreiro do Samba (Praça da Cruz Caída)
Viola de Doze

Palco Multicultural (Terreiro de Jesus)
Nova Saga
BTB Hip Hop
DJ Tau
Kamaphew Tawa e Aspiral do Reggae

 

Fundação Gregório de Matos lança coletânea de Cantigas dos Orixás


cantigas-dos-orixas

Sempre quis ter cantigas de Oxum, Oxossi, Nanã, Oxumarê, Obaluaê e o Xirê dos Orixás disponíveis para ouvir? A Fundação Gregório de Mattos (FGM) lançou a coleção de CDs Trilhas Urbanas, com cantigas religiosas executadas pelos grupos Ilê Fun Fun, do Terreiro da Casa Branca, e Mona Ngoma, do Terreiro Tumba Junçara.

São 12 volumes de músicas dos Orixás, sendo que o volume 10 traz as Cantigas de Oxum e Oxossi, o 11 as Cantigas de Nanã, Oxumarê e Obaluaê e o 12 é o volume especial que fecha a coletânea com Cantigas de Xirê. Além destes terreiros, integram a coletânea o Vodun Zo, na Liberdade, Ilê Axé Kalê Bokun, em Plataforma, e Ilê Axé Jitolu, também na Liberdade, entre outros.

Acesse aqui. 

Artista plástico Robson Poeta lança exposição ‘Por Dentro da Cor’


robson poeta

Em março o Teatro Jorge Amado recebe, no Espaço Calazans Neto, a primeira exposição do artista plástico Robson Poeta,intitulada ‘Por Dentro da Cor’. São 15 telas de arte abstrata que transcrevem as palavras poéticas do livro “Poesia Encantada”, obra ainda não publicada pelo artista, que também é poeta.

“Vejo-me em misturas de tintas, objetos e enlouquecido pela criação. Aprendi a colorir e a expor meus sentimentos nestas telas em tinta acrílica, cada qual com sua dimensão e sensação”, explica Poeta, e completa “O objetivo é aguçar os sentidos do público e fazer com que eles se deliciem com as interpretações possíveis”.

robson poeta
Reprodução facebook

BIO

Nascido e criado na comunidade do Pela Porco, em Salvador, Robson Poeta, 32, mudou o curso de sua vida quando ingressou no Projeto Axé aos 11 anos de idade. Mas foi aos 18 anos que o ímpeto artístico aflorou quando assumiu o cargo de técnico de som e luz no Teatro XVIII. Aos 29 anos, Robson ganhou sua primeira tela e descobriu que poderia, além de escrever poesia e canções, pintar telas. Chamou sua primeira obra de “Porto dos Ritmos”. Hoje, acumula mais de 20 obras artísticas, das quais escolheu 15 para fazer parte desta exposição.

A mostra entra em cartaz no próximo dia 3 de março e segue até 15 de abril. A visitação poderá ser feita de quarta a domingo, das 14h às 19h.

Serviço

Exposição ‘Por Dentro da Cor’, de Robson Poeta

Quando: De 3 de março a 15 de abril

Local: Teatro Jorge Amado, Pituba

Visitação: quarta a domingo, das 14h às 19h

Aberta ao público

Racismo e intolerância religiosa podem ser denunciadas no Carnaval


racismo no Carnaval de Salvador

A partir desta quinta-feira (23), o Centro Nelson Mandela Itinerante, da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Estado (Sepromi), inicia o atendimento a vítimas de racismo e intolerância religiosa no Carnaval, com orientação jurídica na sede do Procon (Rua Carlos Gomes, 746, Centro). O posto fixo, que reunirá diversos órgãos públicos e instituições do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente, será aberto às 10h.

Foliões e trabalhadores poderão acessar o serviço até terça-feira (28), das 14h às 22h. As ações também incluem campanha de sensibilização nos circuitos da festa e equipes de técnicos especializados, que farão abordagem para o monitoramento das situações de violação de direito nesta área. Outro canal de denúncia é a Ouvidoria Geral do Estado (OGE), através do telefone 0800 284 0011, contando com pessoas qualificadas para o serviço. Os casos serão encaminhados para a Rede de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa do Estado da Bahia.

As denúncias também podem ser feitas no Plantão Integrado ou via telefone, disponibilizado especialmente para o Carnaval (3116-0567).

Olodum homenageia o Egito neste Carnaval


olodum
Foto: Magali Moraes

No ano em que a canção “Faraó Divindade do Egito” completa 30 anos, o Olodum volta seus olhos mais uma vez para África, precisamente ao Egito, um dos países mais enigmáticos do continente africano. Com o tema, “O Sol – Akhenaton: Os Caminhos da Luz”, , o pai de Tutacamom, Akhenaton, será homenageado no desfile de três dias:  2426 e 28 de fevereiro.

O tema do carnaval do Bloco Olodum em 2017 marca a celebração dos 30 anos da canção Faraó Divindade do Egito, de Luciano Gomes. Além da canção que completa 30 anos, o Olodum também apresenta as canções vencedoras do Femadum. O primeiro lugar do festival ficou com a canção de Juka Maneiro, Sandoval Melodia e Roberto Cruz, batizada de Olodum Fonte de Energia. O segundo lugar ficou para Genivaldo Evangelista e Katia Show com a música Reino Maior. Ambas fazem referência ao Egito e à história de Akhenaton.

Figurino – Baseados no tema do Carnaval do Olodum, o figurino egípcio tem como base o ouro, o branco e o amarelo para representar o Faraó iluminado e místico.Responsável pelas roupas dos cantores, Tania Regina usou no seu figurino materiais como pedrarias, tecidos e couro ecológico dourado, nemes coloridos com as cores da África, colares e braceletes  bordados com as cores do Olodu.

 

 

 

Carnaval 2017

Dia 24 de fevereiro – Bloco Olodum – Circuito Batatinha  – concentração 15h
Dia 24 de fevereiro – Bloco Olodum – Circuito Osmar – Campo Grande – concentração 19h

Dia 26 de fevereiro – Bloco Olodum – Circuito Dodô – Barra – concentração 15h

Dia 28 de fevereiro – Pipoca Olodum – Circuito Osmar – Campo Grande – concentração 19h

Jovens percussionistas da Escola Olodum estarão no Carnaval


escola olodum
Divulgação

Os Jovens do Projeto Escola Olodum – Pela Paz e Pela Vida, que participaram das oficinas de percussão realizadas nos bairros do Uruguai, Nordeste de Amaralina e Pelourinho em janeiro desse ano, terão pela primeira vez a oportunidade de se apresentar no carnaval da Escola Olodum e Bloco. Neste sábado, dia 18, adolescentes entre 7 e 21 anos dos cursos de percussão, dança, tranças e turbantes fazem o último ensaio pelas ruas do Pelourinho.

Na próxima quarta-feira, dia 22, a 35 jovens percussionistas da banda percussiva Juvenil da Escola Olodum participa do Cortejo de Abertura do Carnaval 2017, da Praça Municipal à Castro Alves. Os jovens do projeto participarão, ainda, do desfile do bloco no dia 24 de fevereiro no circuito Osmar (Campo Grande).

Já no dia 27, no tradicional Circuito Batatinha – Pelourinho, cerca de cem alunos, com faixa etária entre 7 e 21 anos, realizam uma amostra da aprendizagem ao participarem pela primeira vez do carnaval do Pelourinho, sob a batuta do Mestre Gilmario Marques e da Maestrina Andreia Reis.

Danielle Anatólio traz Flor de Lótus de volta a Salvador


Lótus danielle anatóllio

A Flor de Lótus que encantou centenas de mulheres – e homens também – com sua performance homônima, está de volta a Salvador! O solo da atriz Danielle Anatólio encerra a programação do 1º Fórum Negro de Artes Cênicas, nesta sexta (17) no Teatro Martim Gonçalves (Canela).

LÓTUS é uma performance teatral fundamentada na poética da mulher negra, traz em seu roteiro uma série de reflexões e provocações atinentes a sua sexualização, resistência e (não) amor.  Em sua fala, Danielle trata de superação, beleza e vida, dentro de um contexto de solitude em que está  inserida esta mulher contemporânea, além de contar seus caminhos para resistir e reexistir.

Lótus tem como base pesquisas feitas no livro  Mulher Negra: Afetividade e Solidão, de Ana Cláudia Lemos Pacheco e nas poesias das escritoras Lívia Natália, Mel Adún e Cristiane Sobral, dentre outras autoras. Junto à atriz, a percussionista Mafá Santos compõe a trilha sonora e efeitos, que fazem de Lótus uma apresentação para ser sentida.

Ao final, o público poderá bater um papo com a atriz sobre sua criação. A apresentação é gratuita e será precedida da Conferência de Encerramento do Festival, que começará às 18h.

Veja aqui Perfil feito com Danielle Anatólio. 

Lótus danielle anatóllio
Foto: Lis Pedreira

SERVIÇO

LÓTUS no 1º Fórum Negro de Artes Cênicas

Quando: 17/2 (sexta-feira), 20h

Onde: Teatro Martim Gonçalves (Canela)

Quanto: Free