Mostra de Cinemas Negros Mahomed Bamba exibe filmes nacionais e internacionais


MIMB
“Quanto Mais”

 

A edição especial da Mostra de Cinemas Negros Mahomed Bamba exibe filmes nacionais e internacionais a partir do dia 30 de outubro, na plataforma de streaming Wolo TV. Os curtas brasileiros “Quantos Mais” e “O Último Grão de Areia” e o moçambicano “Nkwama” são algumas das obras que compõem a mostra. A programação completa estará disponível no site da MIMB.

O público poderá conferir as obras até o dia 10/11, gratuitamente, em www.wolo.tv.  A escolha da plataforma tem como objetivo a construção de pontes, como explica Daiane Rosário, diretora executiva da MIMB.

“A hospedagem da MIMB Olhares Periféricos na Wolo TV representa o fortalecimento mútuo de iniciativas pretas. Nessa conexão construímos não só janelas de exibições para produções, mas potencializamos o consumo e o acesso a streamings gerenciados e exclusivos para conteúdo preto. A circularidade do mercado negro e visibilidade das nossas produções dependem de consumirmos os produtos dos nossos, seja ele uma pipoca ou a assinatura de uma plataforma virtual”, argumenta Daiane.

Com realização da produtora “Rosários Produções Artistícas”, a MIMB atravessa as barreiras sociais, raciais e do regionalismo que ainda estruturam a cadeia do cinema nacional e internacional. Cinco realizadoras negras seguem resistindo e protagonizando a cena do cinema, da Bahia para o mundo. Daiane Rosário, Loiá Fernandes, Kinda Rodrigues, Taís Amordivino e Júlia Moraes estão à frente de direção, produção, roteiro e programação.

ACESSE

Cantora Jadsa lança o clipe da faixa “Run, Baby” no Youtube


JADSA
Foto: Vulgo Jr

A cantora, compositora, guitarrista e diretora musical Jadsa lança o clipe da faixa “Run, Baby”, no dia 3 de novembro (quarta-feira), às 12h, em seu canal no YouTube. O clipe tem direção de Rei Lacoste (Caio Araújo), do selo Balostrada Records e o roteiro, escrito por Jadsa em parceria com Rei Lacoste.

Depois de lançar “Olho de Vidro” (Natura Musical), seu primeiro álbum solo, “Run, Baby” fala sobre apropriação cultural da estética, religião e comportamento ligados à matriz africana por pessoas brancas.

A música faz uma crítica bem direta às pessoas brancas que muitas vezes nem entendem do que estão falando, em relação ao candomblé por exemplo, aos orixás e à musicalidade africana”, explica Jadsa e completa: “mas aí vem a guitarra que desenha essa melodia doce, e o violão de Josyara (que também canta) que cabe muito bem no lugar do baixo e faz uma percussão também”.

A letra A música (e todas do disco “Olho de Vidro”) tem produção musical de João Milet Meirelles e participação da cantora e violonista Josyara (BA), na voz e no violão. O clipe foi gravado no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM) e na Casa do Benin.

O álbum “Olho de Vidro” tem produção executiva da empresa Giro Planejamento Cultural em parceria com Rafaela Piccin e conta com patrocínio da Natura Musical e do Governo do Estado da Bahia, através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda.

JADSA

Jadsa é baiana, cantora, compositora, guitarrista e diretora musical. Integra o casting do selo Balaclava Records, que lançou seu primeiro disco cheio, “Olho de Vidro”, com patrocínio da Natura Musical. Lançou o EP “Godê” (2015), produzido por ela em parceria com o coletivo Tropical Selvagem (formado por João Meirelles e Ronei Jorge). Em 2020, lançou o EP “TAXIDERMIA vol.1”, colaboração da artista e de João Meirelles (BaianaSystem), que também assina a produção musical de “Olho de Vidro”.

Musical “Se acaso você chegasse” volta em cartaz no Teatro Sesc – Senac Pelourinho.


Foto: Carole Santos

 

Escrito por Elísio Lopes Jr. e dirigido por Antônio Marque,  “Se acaso você chegasse” é um musical em homenagem a Elza Soares que estreou em 2010 na capital baiana e teve uma trajetória de sucesso, seguindo temporada nos principais  espaços culturais de Salvador. A montagem, que este ano comemora 11 anos em cartaz, volta a

à cena em única apresentação, a convite do SESC Bahia, no dia 04 de novembro às 19h no Teatro Sesc – Senac Pelourinho.

Se Acaso Você Chegasse mostra as diversas facetas que a cantora teve que assumir ao longo da sua trajetória e presta homenagem para a artista que, hoje, é reconhecida como uma grande intérprete da Música Popular Brasileira (MPB). O espetáculo é entrecortado por canções do repertório da cantora, traz a atuação de três atrizes: Denise Correia, Lívia França e Clara Paixão, que vivem diversos momentos da biografia da artista. O elenco conta ainda com Agamenon de Abreu, Leonardo Freitas, Gilson Garcia, Cristiane Florentino, Davi Conceição,  Irven Alves e Núbia Ferreira. 

A peça instiga o espectador a refletir sobre a seguinte questão: e se você fosse a Elza?

Serviço : 

O que : Se Acaso Você Chegasse – musical em homenagem a Elza Soares

Quando : 04 de novembro de 2021 (quinta-feira)

Onde : Teatro Sesc – Senac Pelourinho

Quanto : R$ 10,00 (inteira), R$ 5,00 (meia) R$ 8,00 (comerciário) 

Informações : (71) 99269-8274

Mestre Môa do Katendê recebe homenagem coletiva em videoclipe


Foto: Isabella Rudge

 

No dia 29 de outubro Romualdo Rosário da Costa – O Mestre Môa do Katendê – completaria 67 anos. Sua trajetória enquanto um dos maiores mestres de capoeira angola, do afoxé, da dança afro-brasileira e como militante dos fundamentos de raça, entretanto, foi interrompida em um brutal assassinato. Para eternizar o Mestre seus amigos de caminhada lançarão, dia 29 de outubro, o videoclipe da música ‘Viva Môa’. A composição, criada e dedicada em vida por seu companheiro de luta Mestre Gafanhoto, foi gravada por blocos de carnaval de São Paulo e está no recém-lançado álbum “Abrindo os Caminhos pro meu Carnaval”, do Kaya na Gandaia.

O videoclipe é um hino de homenagem coletiva dos blocos Unidos Venceremos, Kaya na Gandaia e Afoxé Amigos de Katendê, este último fundado pelo próprio Môa em parceria com Mestre Plínio. O clipe registra imagens e falas íntimas de Môa ao mesmo tempo que intercala a percussão do ijexá e o vocal do Mestre Gafanhoto.

Considerado um dos maiores mestres de Capoeira Angola do Brasil, Môa foi muito além e por onde passou marcou pessoas e época com sua arte, seja como compositor, percussionista, artesão, educador, dançarino ou como incentivador do resgate das origens africanas nos blocos de carnaval da Bahia.

OUÇA

ASSISTA:

Ajuntamento musical CABOKAJI lança o seu primeiro álbum este mês


Foto Tamires Almeida

 

O ajuntamento musical CABOKAJI lança o seu primeiro álbum em todas as plataformas de streaming, dentro do projeto Original Caboks, que conta com patrocínio do Natura Musical e do Governo da Bahia – através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda. Já no dia 30 de outubro, através do Youtube da Casa Preta Espaço de Cultura, estreia turnê virtual de lançamento do disco em Salvador. A série de shows lives do CABOKAJI ocorre sempre aos sábados até 27 de novembro, às 19h, numa parceria com espaços culturais alternativos de Salvador, Aracaju, Maceió e Olinda. Terras que construíram a base da musicalidade do país.

No álbum gravado no estúdio da Aquahertz Beats, o grupo se debruça sobre a musicalidade indígena, reunindo rojão, aboio, dança de Búzios, Coco Fulni-ô, e outras mais populares como maracatu e afoxé.

Mais do que uma banda, o ajuntamento musical CABOKAJI é um encontro músico-performance dos cantores, compositores, instrumentistas e pesquisadores da arte Caboclo de Cobre, ISSA, Mayale Pitanga e Ejigbo Oni. O grupo faz da sua arte uma plataforma política que busca, entre outras pautas, contribuir com o processo de resgate da importância dos povos originários para a musicalidade nacional brasileira.

“Estar com eles e elas foi fundamental, foi fundamento. Fundamento em religiosidade é a célula basilar do rito. Se Cabokaji é um grande Ritual, a sua célula basilar é toda esta herança e beleza indígena, trocada e partilhada em corpo presente e incorporado de sentidos”, pontua Caboclo de Cobre.

Turnê virtual

A estreia da série de transmissões acontece no sábado (30/10), às 19h, no YouTube da Casa Preta Espaço de Cultura de Salvador. A banda CABOKAJI se apresenta com as participações de KATUMIRIM e da banda YBYTU-EMI. No dia 29 de outubro, acontece o lançamento do videoclipe de Gameleira, faixa que faz uma homenagem ao sagrado feminino e fala, sente e faz reverberar o Feminino.

A turnê segue no dia 06 de novembro, às 19h, com a transmissão do show do CABOKAJI no canal de YouTube do ESPAÇO DE ARTE, CULTURA E EDUCAÇÃO OMIRÓ – CASA DE MAR – em Aracaju. Direto da capital sergipana, quem participa à distância da transmissão é a ORQUESTRA DE ATABAQUES DE SERGIPE. O show online também marca o lançamento do videoclipe de Jurubeba, canção que propõe um mergulho dançante na cultura nordestina.

Já no dia 13 de novembro, às 19h, o show online será transmitido no YouTube do QUINTAL CULTURAL, de Maceió. Esta transmissão conta com a participação, também à distância, do CACIQUE IDYARRURY XUKURU KARIRI, da Mata Da Cafurna – reserva indígena de Alagoas. Ainda nesse dia, acontece o lançamento do clipe da música Chegança, uma saudação à ancestralidade indígena e afro-pindorâmica.

Foto Tamires Almeida

A próxima parada da turnê virtual é em Olinda, no dia 20 de novembro. A partir das 19h, acontece a transmissão do show do ajuntamento musical baiano no YouTube do ESPAÇO CENTRO CULTURAL GRUPO BONGAR – NAÇÃO XAMBÁ. Nesta apresentação o integrante do Cabokaji, o multiartista Mayale Pitanga apresenta composições do seu trabalho solo Oré.

Para encerrar a viagem virtual pelo Nordeste, o grupo retorna a Salvador na Casa Preta no dia 27 de novembro, às 19h, para realizar um show com as participações de KUNUMÍ MC e MESTRA JOSY, do MARACATU VENTOS DE OURO. Também no dia 27, será lançado o curta experimental Arrancamento, documento que narra os resultados do processo de colonização com a extinção quase que total dos idiomas originários do Nordeste.

Todas as gravações e transmissões da turnê serão realizadas em Salvador, no espaço da Casa Preta, seguindo todos os protocolos sanitários que a pandemia de Covid-19 exige.

Serviço 

O quê: Lançamento do álbum CABOKAJI (29 de outubro) e show turnê virtual Original CABOKS (30 de outubro)

Onde: Álbum; Live Transmissão

César Lacerda lança segundo single em dueto com Xênia França


 

 

O cantor e compositor César Lacerda, lança em todas as plataformas digitais, “Parece Pouco”, segundo single que anuncia a chegada do seu novo disco de inéditas. Desta vez, a canção é cantada em dueto com Xênia França, expoente da nova música negra brasileira.

A canção, de autoria do próprio artista em parceria com o poeta e cantor brasileiro, radicado em Portugal, Luca Argel, é uma reflexão sobre o consumo:

“É profundamente revelador e perverso que o consumo tenha ganhado um protagonismo tão determinante em nossas vidas. Nossa sensação de felicidade e plenitude na vida, via de regra, é atravessada por essa sanha de consumir, acumular, ter mais e mais coisas, inconscientes das pegadas que deixamos aqui neste planeta. Já não há mais formas de não se envolver atentamente com o debate urgente da crise climática”, reflete o cantor.

Pela primeira vez em sua discografia, César assina também a produção musical, e a divide com o músico e produtor paulistano Fabio Pinczowski.

OUÇA AQUI.

 

Culinária Musical volta presencialmente na Casa do Benin no Pelourinho


Denise Correia

 

O tradicional encontro da música negra com a gastronomia afrobrasielira está de volta: o projeto Culinária Musical, do afrochefe Jorge Washington vai retornar a ser presencial neste mês de novembro, com duas edições:  no dia 7 de novembro e dia 21 de novembro, esta última na programação da Casa do Benin na Flipelô 2021.

No primeiro encontro, dia 7 de novembro (domingo), que começa a partir das 12h, o público será agraciado com show da cantora Denise Correia e Banda Naveiadanega, que terá Mário Ulhoa e Beatriz Ulhoa como convidados. Terá, ainda, desfile da marca Nega Negona.

No cardápio, o afrochefe vai preparar sua conhecida Moqueca de Carne e o saboroso Arrumadinho de Fumeiro. E mais: o público poderá pedir no Pra Levar do Afrochefe, delivery que surgiu nas edições virtuais e já é certo no projeto. A entrada será paga em espécie (R$30), que dará direito às atrações musicais; lá, cada prato será vendido a R$60. Já no Pra Levar, quem quiser poderá pedir por telefone e o valor é R$60 + taxa de entrega, uma porção para duas pessoas.  O evento vai até as 17h.

 

Dão

Flipelô

Já pela 3ª vez integrando a programação da Casa do Benin na Festa Literária Internacional do Pelourinho – a Flipelô, o Culinária Musical terá portas abertas ao público, sem cobrança, no dia 21 de novembro (domingo). A Festa, este ano, acontece no formato híbrido, de 17 a 21 de novembro.

A partir das 12h, a atração musical comandará a tarde: Dão fará o show e convidará a cantora soprano, Irma Ferreira. A poesia e a literatura estarão presentes também, com a participação de Fábio Mandingo, que fará a resenha do livro infantil “A Princesa Mahin- Uma história quilombola”.

O prato do dia será a famosa Maxixada de Carne de Fumeiro, que também estará disponível no Pra Levar do Afrochefe, no valor de R$60,00+taxa de entrega, porção para duas pessoas. Lá o prato será vendido a R$60. O evento vai até às 17h.

Ambas edições acontecem na Casa do Benin, no Pelourinho.

 

SERVIÇO

O que: Culinária Musical Presencial

Quando: 07 e 21/11 (Casa do Benin na Flipelô), 12h às 17h

Onde: Casa do Benin – Pelourinho

Quanto: Dia 07/11 entrada R$30 (em espécie) + prato R$60. Dia 21/11, entrada gratuita na programação da Casa do Benin na Flipelô + prato R$60. Pra Levar no Afrochefe: R$60 + taxa de entrega. Pedidos podem ser feitos com antecedência no telefone (71) 99332-7096.

Bando de Teatro Olodum apresenta stand-up show “Bando Politicamente Incorreto?” no Youtube


bando-de-teatro-olodum

A partir do dia 20 de novembro, o Bando de Teatro Olodum vai apresentar, no Youtube, o stand-up show “Bando Politicamente Incorreto?”, abordando  temas como racismo, empreendedorismo negro, homofobia, educação infantil e o feminismo brasileiro.

Os atores e atrizes se revezarão nas funções de roteiro, direção, produção e atuação das esquetes que abordarão os temas do dia a dia, com a participação de convidados especiais da cena artística.

Em 17 de outubro de 2021, o Bando de Teatro Olodum completou 31 anos da sua fundação, por um grupo de artistas interessados em associar sua arte às demandas sociais, políticas e ao enfrentamento ao racismo e todas as formas de preconceito e opressão. Assim nasceu o Bando de Teatro Olodum, no Centro Histórico de Salvador. Ao longo dessas três décadas, o grupo consolidou uma linguagem própria baseada na performance negra, na consciência racial, no diálogo direto com os diversos públicos, com inserções, além do teatro, no cinema e na televisão, fortalecendo uma presença e um discurso negro nas artes brasileiras.

 

SERVIÇO
O que: stand-up show Bando Politicamente Incorreto?
Cenas de humor protagonizadas pelos artistas do Bando de Teatro Olodum
Onde: Canal do Bando no Youtube: https://www.youtube.com/user/bandodeteatro
Quando: a partir de 20 de novembro de 2021
Gratuito e totalmente Online
Realização: Bando de Teatro Olodum

Fabrício Boliveira, Paulo Lins e Daiane Rosário abrem programação da Mostra Mahomed Bamba


A Mostra Itinerante de Cinemas Negros Mahomed Bamba realiza na próxima segunda, 25, às 19h, a abertura da edição especial “Olhares Periféricos” com bate-papo entre o roteirista e romancista Paulo Lins, o ator Fabrício Boliveira, a cineasta e diretora executiva da MIMB Daiane Rosário e mediação da produtora audiovisual e coordenadora de produção artística da MIMB, Loiá Fernandes. O público pode assistir todos os painéis pelo canal da MIMB no YouTube.

No sábado, 30, às 18h, o painel “Mulheres na Técnica” traz o debate sobre o protagonismo feminino por trás das câmeras. As convidadas são a jornalista e cineasta Olinda Yawar, a jornalista e produtora audiovisual Lindiwe Aguiar e a montadora Cristina Amaral, com mediação da diretora de fotografia Fabiola Silva.

O painel “Distribuição e Captação de Recursos”, que acontece na quinta-feira, 04/11, às 18h, discute a viabilidade financeira para projetos audiovisuais. Participam do encontro o co-fundador da Wolo TV, Licínio Januário, a produtora audiovisual Naymare Azevedo e Kátia Brasileiro, consultora de projetos e fundadora da rede EDUCARE. A mediação é Taís Amordivino, diretora  cinematográfica e coordenadora de curadoria nacional da MIMB.

E no sábado, 06/11, o painel “O Cinema e suas Sonoridades” destaca o papel do som no audiovisual. Integram o debate Herison Pedro, Cristina Lima, Moisés Neuma e Marise Urbano, com mediação de Loiá Fernandes. O encontro acontece às 18 horas.

A edição “MIMB – Olhares Periféricos” tem patrocínio da Lei de Incentivo à Cultura, do Fundo Nacional da Cultura por meio do Ministério do Turismo com apoio financeiro da Novelis, tendo como parceiros e apoiadores a Wolo TV, Globo, VideoCamp, TVE Bahia, Hub Cultural, Olivieri Consultoria Jurídica, Rede Educare e Janela do Mundo.

Serviço:

O quê: Painéis da Mostra Itinerante de Cinemas Negros Mahomed Bamba

Quando: 25, às 19h; 30/10, 04 e 06/11, às 18h

Onde: canal da MIMB no YouTube

Mais informações: www.mimb.com.br / @oficialmimb

Cantora Maya lança novo single em parceria com A Travestis


 

O PagoTrap é a aposta da cantora Maya, artista da nova geração musical baiana, que vem apostando na latinidade em seu novo single “VIOLENTA”, em parceria com uma das maiores cantoras do pagode baiano e referência travesti no Brasil, Tertuliana Lustosa, mais conhecida como A Travestis.

O single será lançado no próximo dia 22 de outubro, às 0h00, em todas as plataformas digitais. Quem assina a produção e beat do novo single é Eocross e a mix, master e direção vocal por Rodrigo Ruchell.

O clipe, que foi gravado em um restaurante temático, em Salvador, será lançado no dia seguinte (23), às 12h, trazendo o empoderamento feminino em suas cenas.

“Eu passeio pela minha sensualidade e abordo minha perspectiva como mulher preta perante ao machismo diário em que vivemos. É sobre não baixar a cabeça, impor nossos limites, ser quem a gente é, sem culpa, sem medo e sem dor, e claro, rebolar muito. Isso é ser violenta, afirma Maya. 

Presente

O novo single não será o único presente para os fãs. Uma pessoa ainda poderá ganhar um jantar temático no Guapo, restaurante mexicano local onde foi gravado o clipe.

Como: na semana de estreia, uma publicação será divulgada no perfil de Maya no instagram, onde o participante irá responder, nos comentários, o porquê deve ser escolhido para um encontro com a cantora. A melhor resposta, escolhida pela artista, vai ser convidada para um jantar.

O resultado será divulgado no perfil de Maya.

 

SERVIÇO

Lançamento do single e do clipe ”Violenta”

Onde: Todas as plataformas digitais

Quando:

single – 22 de outubro de 2021, às 0h00

clipe – 23 de outubro de 2021, às 12h

 

Redes Sociais

Instagram: @acantoramaya

Twitter: @acantoramaya