Filme “Genocídio e Movimentos” denuncia o extermínio do povo negro no Brasil


 

Marcha do Movimento Reaja

O filme longa-metragem “Genocídio e Movimentos” (Produtora Couro de Rato) terá sua primeira sessão este sábado (04), às 17h40, seguida de debate com os diretores, e a outra no domingo (05), às 13h20, ambas na sala 1 do Cine Metha – Glauber Rocha.

Com direção coletiva de Andreia Beatriz, Hamilton Borges dos Santos e Luis Carlos de Alencar, o doc parte do entrelace do processo criativo da perfomance solo do ator Gustavo Melo (intitulada “Eminência de destruição do corpo negro”) com a vida real, para refletir e debater o genocídio racial, denunciando o projeto político de extermínio da população negra no Brasil. 

Genocídio e Movimentos é um relato sobre a vida de pessoas pretas, do povo preto, num contexto de lutas e enfrentamentos ao processo contínuo de negação da humanidade preta, que se manifesta em práticas, políticas e projetos de exclusão, vulnerabilização e mortes que se renovam ciclicamente ao longo do tempo. No contexto do genocídio do povo negro, temos a luta das mulheres pretas, cujas práticas de enfrentamento são fundamentais para a organização da nossa sobrevivência e se revelam em vozes, falas, gritos de dor e também de chamamentos a luta”, define Andreia Beatriz, que também é médica, professora da UEFS e coordenadora política da organização política “Reaja ou será morta, Reaja ou será morto (REAJA).

“Um filme com múltiplas autorias, que foi se fazendo a cada caminho trilhado pelos espaços racialmente apartados de Salvador, os territórios pretos controlados, os cemitérios dos vivos, esvaziados de direitos, solapados pela desesperança e pelo terror do Estado” , revela Hamilton Borges.

 

SERVIÇO:

Filme “Genocídio e Movimentos” – XVII Panorama Internacional Coisa de Cinema

Sábado (04/12), às 17h40 – sessão seguida de debate.

Domingo (05/12), 13h20.

Local: sala 1 do Cine Metha – Glauber Rocha – em frente a Praça Castro Alves – Salvador – Bahia

Ingresso: R$ 5,00

 

Domingo no TCA terá show de stand-up comedy “Bye Bye 2021”


Sulivã Bispo

 

Com direção e produção de Thiago Almasy, o show “Bye Bye 2021” traz à Sala Principal do Teatro Castro Alves (TCA) alguns dos nomes mais celebrados da comédia baiana para mais uma edição do projeto Domingo no TCA com presença do público. O espetáculo de stand-up comedy acontece no dia 5 de dezembro, às 11h, na Sala Principal do TCA.

O show é uma reunião do time de humoristas Alan Miranda, Brida Aragão, João Pimenta, Koanza (Sulivã Bispo), Matheus Buente, Maurício Ramos, Renata Laurentino, para dar adeus a 2021 e celebrar a chegada de 2022 em grande estilo e com muito bom humor. Os ingressos custam R$ 1,00 (inteira) e R$ 0,50 (meia), vendidos apenas no dia do evento, no local, a partir das 9h, com acesso imediato à plateia do teatro.

Os sete comediantes soteropolitanos se revezam no Palco Principal do TCA apresentando textos que são baseados nos desdobramentos trazidos pelo isolamento social vivido nos últimos dois anos.

DOMINGO NO TCA  

“Bye Bye 2021” 

Direção e apresentação: Thiago Almasy

Alan Miranda, Brida Aragão, João Pimenta, Koanza (Sulivã Bispo), Matheus Buente, Maurício Ramos e Renata Laurentino

Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves

Quando: ­­5 de dezembro de 2021 (domingo), 11h

Quanto*: R$ 1,00 (inteira) e R$ 0,50 (meia)

Vendas somente no dia, a partir de 9h, com acesso imediato do público. 

Classificação indicativa: Livre

Humorista Jhordan Matheus faz stand-up “Textani” em Salvador


 

Foto Juliana das Fotos

 

O humorista Jhordan Matheus apresenta seu stand-up comedy Textani, no Teatro Jorge Amado – Pituba neste final de semana e segunda. O espetáculo acontece em três sessões no sábado e domingo, às 17h, 19h e 21h, e na segunda-feira, às 20h e 22h – 2728 e 29 de novembro.

No Textani, Jhordan aborda as histórias da infância na cidade em que nasceu, relacionamento familiar, dificuldades em fazer comédia, experiências sexuais e negritude.

 “Penso que quando as pessoas estão rindo elas estão abertas a receber qualquer tipo de informação, mas não que elas tenham que pensar naquele momento. “Vou colocando dentro das minhas piadas toda forma que eu consigo de reflexão em cima de algum assunto, que talvez para umas pessoas sejam mais difíceis de serem tratadas. É assim que coloco a comédia como uma ferramenta de ajuda, de mudança do mundo das pessoas”, frisa.

Os ingressos para o show de Jhordan podem ser adquiridos por meio do Sympla, nos valores de R$ 35,00 (meia entrada) e R$ 70,00 (inteira).

SERVIÇO

Jhordan Matheus apresenta espetáculo Textani nos dias 27, 28 e 29 de novembro em Salvador

Quando – 27, 28 e 29 de novembro, sábado e domingo, às 17h, 19h e 21h, e na segunda-feira, às 20h e 22h.

Onde – Teatro Jorge Amado – Pituba

Festival Afropunk acontece neste sábado em Salvador (27)


 

larissa_luz
Larissa Luz Foto Caio Lirio

 

No próximo sábado (27), a Bahia vai receber a primeira edição do Festival Afropunk no Brasil. Será no Centro de Convenções (Boca do Rio) e ingressos serão limitados. O Afropunk soteropolitano vai contar com apresentações de duos como Mano Brown com Duquesa; Tássia Reis e Ilê Aiyê; Luedji Luna e Duo Yoún; a carioca Malia com Margareth Menezes, e Urias com Vírus. A direção do Festival ficou por conta do artista e produtor musical Enio Nogueira.

O público verá, ainda, performances de Jadsa e Giovani Cidreira, além de Deekapz (que convida Melly e Cronista do Morro) e Batekoo (que recebe Deize Tigrona, Tícia e Afrobapho).

Dedicada ao maestro Letieres Leite, falecido em outubro deste ano, o Afropunk vai reverter o valor dos ingressos para o projeto cultural Quabales, do Nordeste de Amaralina, em Salvador.

Confira programação:
Apresentação: Larissa Luz

Shows ao vivo: Mano Brown & Duquesa
Tássia Reis & Ilê Aiyê
Luedji Luna & Yoún
Malia & Margareth Menezes
Urias & Vírus
Deekapz convida Melly e Cronista do Morro
Batekoo convida Deize Tigrona, Tícia e Afrobapho

Serviço

Data: 27 de novembro de 2021 (sábado)
Horário: A partir das 17h30 Transmissão no canal e no site
Ingressos: No site

 

III Festival de São Tomé de Paripe reunirá juventude do Quilombo Alto do Tororó e Ilha de Maré 


 

De 25 de novembro a 04 de dezembro acontece a terceira edição do Festival Odara de São Tomé de Paripe. O tema deste ano é “Memórias de Aquilombamento – Todo mundo tem uma história pra contar, essa é a nossa” e a realização será em formato híbrido. A programação percorrerá o território de São Tomé de Paripe, Quilombo Alto do Tororó e Ilha de Maré

A abertura acontece dia 25 com a live “Juventude, Organização e Aquilombamento”, com participação do Coletivo Resistência Preta e lançamento do concurso virtual. A primeira roda “Não é invasão. É ocupação!” recebe na Dona Maura Cristina, coordenadora estadual do MSTB (Movimento Sem Teto da Bahia), Ana Vaneska, conselheira de cultura, presidente da Câmara de Patrimônio Histórico Artístico Arqueológico e Natural do Conselho de Cultura da Bahia, membra
do Fórum de Arte e Cultura do Subúrbio Ferroviário de SSA e coordenadora do Programa de Rádio Ayê Ypadê (Cultura Identidade Art e outros convidados.

No dia 26/11 (sex) o evento acontece no Quilombo Alto do Tororó, com a Roda “Resistência e proteção: manifestações culturais e religiosas” e dia 27 em Ilha de Maré, sobre “Autonomia e organização comunitária”. A Rodas iniciarão com a exibição do curta-metragem Cultura Raiz, parceria com a Propono Consultoria Cultural. As atividades serão gravadas e exibidas no dia 04/12, na Noite Odara, encerramento do Festival e dia de premiação do Concurso Jovem Odara. O tema do concurso Jovem Odara deste ano é “O que é viver em comunidade para você?”.

Tradição do Festival, a competição simbólica tem o objetivo de mobilizar a juventude a refletir questões importantes para o seu desenvolvimento e expressar sua opinião por meio de qualquer linguagem artística.

Acesse para mais informações: @ccm.cultura

 

Sarau do Agdá faz homenagem a Zumbi dos Palmares


Rosane Jovelino

Neste sábado, 27 de novembro de 2021, a partir das 18h, acontece mais um encontro online, no canal do Youtube do Sarau do Agdá. 

Nesta edição alusiva e comemorativa ao mês da Consciência Negra, a poetisa e curadora do Sarau do Ágda, Jovina Souza, traz: Luz Marques e Negra Luz, Dejanira Rainha, Rejane Souza, Valdeck Almeida de Jesus, Juliana Sankofa, Jeane Sanchez & Sankofa, Érica Azevedo, Benilda Amorim, Roberto Leal. Terá um poeta angolano que além de professor é filosofo e músico Edson N’tukatandy, uma poetisa angolana Flora Salvador. 

E tem mais: Vânia Melo, Anajara Tavares, Italva Cruz, Benilda Amorim e Raimundo Moura. Tem também Rosane Jovelino, direto do Quilombo Kaonge. E da Colômbia, Daniel García, Hedrix Gutiérrez e Ruth Cuesta.

Serviço

O quê: Sarau do Agdá (organização Jovina Souza)

Onde: Canal Youtube Sarau do Agdá

Quando: Sábado, 27 de novembro de 2021, a partir das 18hs

Quanto: Gratuito

Pra fechar 2021, Culinária Musical celebrará Santa Bárbara na Casa do Benin


 

Jorge Washington

 

Em homenagem a Santa Bárbara na tradicional festa do dia 4 de dezembro, o Culinária Musical vai ocupar pela última vez em 2021, a Casa do Benin no Pelourinho. Neste dia (sábado), a partir das 12h, o almoço estará garantido por lá, com uma especial Moqueca de Carne acompanhada de caruru, vatapá, feijão fradinho e farofa de dendê. As edições presenciais do Culinária começaram na Flipelô, no dia 21 de novembro, seguindo todos os protocolos de segurança.

O cardápio será embalado pela apresentação da cantora Denise Correia e a banda Naveia da Nega, que terá como convidado o músico Cal Ribeiro. Como já é de costume no projeto do Afrochefe Jorge Washington, as linguagens vão se misturar, proporcionando uma tarde de muita arte. Terá performance teatral de Lene Nascimento, juntamente com seu filho Davi Nascimento. E desfile de estampas de Santa Bárbara com a Mada Negrif.

O prato do dia também estará disponível no Pra Levar do Afrochefe, delivery que surgiu nas edições virtuais e já é certo no projeto, no valor de R$60,00+taxa de entrega, porção para duas pessoas. A entrada será paga em espécie (R$30), que dará direito às atrações musicais. Lá, o prato será vendido a R$60. O evento vai até às 17h.

Denise Correia

SERVIÇO
O que: Culinária Musical homenageia Santa Bárbara
Quando: 04 de dezembro, das 12h às 17h
Onde: Casa do Benin (Pelourinho)
Quanto: Entrada R$30 (em espécie) + prato R$60. Pra Levar no Afrochefe: R$60 + taxa de entrega. Pedidos podem ser feitos com antecedência no telefone (71) 99332-7096.
Prato do dia: Moqueca de Carne acompanhada de caruru, vatapá, feijão fradinho e farofa de dendê.

Empreendedores tem até dia 25 pra se inscreverem na Rodada de Negócios Black Money


 

negros_empreendedores

A Vale do Dendê, Wakanda Educação Empreendedora e Innova Coworking promovem, no dia 29 de novembro, a Rodada de Negócios Black Money, iniciativa que pretende conectar investidores que buscam ideias e projetos criativos a empreendedores que podem se tornar parceiros de negócios. O evento é para pequenos empreendedores.

A rodada prevê a promoção de encontros entre empreendedores do mercado soteropolitano e estimular o protagonismo negro e a circulação de dinheiro entre a comunidade afro-brasileira.  O evento acontecerá no centro empresarial CEO Salvador Shopping e são esperados cerca de 50 empresárias e empresários.

Os empreendedores podem se inscrever até o dia 25 de novembro, através do Sympla. O valor da participação é R$27.

Serviço:
Rodada de Negócios Black Money
Data: 29 de novembro 2021
Horário: 19h às 22h
Local: Innova Coworking – CEO Salvador Shopping
Inscrições empreendedores: Até 25 de novembro no link              https://www.sympla.com.br/rodadas-de-negocio–black-money__1422106

 

Movimento Observador Criativo (MOOC) e TikTok lançam campanha com a hashtag #NaMinhaPelePreta


Crédito Hick Duarte
O Movimento Observador Criativo (MOOC) foi convidado pelo Tik Tok para ajudar no desafio de conectar a plataforma à comunidade negra. Em um trabalho conjunto, o coletivo e a rede social chegaram ao conceito criativo da campanha com a hashtag #NaMinhaPelePreta, que compreende a importância da comunidade negra para a cultura brasileira.

Ao longo de quatro dias de sprints, com sessões focadas em imergir na realidade da marca, as empresas estudaram e mapearam como a plataforma se relaciona com a comunidade negra. Em conjunto, o coletivo e a rede social chegaram ao conceito “A pluralidade negra cabe aqui”, compreendendo toda a variedade de conteúdos dos creators negros e a identidade democrática do TikTok.

A hashtag #NaMinhaPelePreta visa incentivar postagens com dicas de leitura, música, educação, comédia, gaming, esportes, beleza, entre outros assuntos, que incentivam a comunidade negra na cultura brasileira.

CABOKAJI retorna a Salvador para encerrar a turnê virtual


 

O CABOKAJI retorna a Salvador para encerrar a turnê virtual que marca o lançamento do primeiro álbum do grupo. A transmissão acontece neste sábado, 27 de novembro, a partir das 19h pelo YouTube da Casa Preta Espaço de Cultura. O show online conta com as participações de OWERÁ (Kunumí MC) e Mestra Josy, do Maracatu Ventos de Ouro. Circulando de forma online por Aracaju, Maceió e Olinda, a turnê online começou no final de outubro.

Também no dia 27, será lançado o curta experimental Arrancamento, documento que narra os resultados do processo de colonização com a extinção quase que total dos idiomas originários do Nordeste, além de dar voz a figuras centrais no processo de construção dos shows e videoclipes, como recurso-memória neste resgate à ancestralidade afro-ameríndia.

Mais do que uma banda, o ajuntamento musical CABOKAJI é um encontro músico-performance dos cantores, compositores, instrumentistas e pesquisadores da arte Caboclo de Cobre, ISSA, Mayale Pitanga e Ejigbo Oni.