Bloco Alvorada inicia ciclo de comemorações dos 46 anos!


 

blocos de samba em salvador
Foto: Max Haack/Ag Haack

 

O Bloco Alvorada – vanguarda no segmento dos blocos de samba e no Carnaval de Sexta-feira – começa uma série de três eventos que marcam o ciclo de 46 anos de existência, além do projeto Memorial do Samba. No próximo dia 29 (sexta-feira), um encontro reúne fundadores para contar a história do bloco, a evolução da entidade. A Roda de Samba sobre Diversidade do Samba promove o encontro de mulheres que fazem parte da trajetória da entidade, no dia 5/02 e, na tradicional Sexta-feira de Carnaval, no dia 12/02, acontece a live musical.

Todas as atividades ocorrem com obediência aos protocolos das organizações da saúde e serão transmitidas ao vivo. A primeira live ‘Como tudo começou…’, às 19h, pelo canal do Youtube Alvorada Samba, terá a participação de gestores do bloco e artistas que são testemunhas da construção da entidade.. A apresentação será da jornalista Vânia Dias.

A que ocorrerá no dia 5 de fevereiro, às 16h, pela plataforma Zoom, será com Juliana Ribeiro, Josiane Clímaco, Raimunda Senna e Nadjara França, destacando a valorização da mulher que sempre foi uma das premissas das ações da agremiação.

Já a live show, no dia 12 de fevereiro, quando seria o desfile no Carnaval de Salvador, irá começar, às 19h, também pelo canal Alvorada Samba, com a ala de canto e grupo Bambeia.  Desta vez, o ator do Bando de Teatro Olodum e associado do Alvorada, Jorge Washington irá apresentar o evento, que também será transmitido pelo canal Alvorada Samba.

O projeto das lives tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria deCultura e do Centro de Culturas Populares e Identitárias(Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei AldirBlanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Memória

Também no rol de ações dos 46 anos, o Alvorada está reunindo seu acervo no projeto Memorial do Samba. A partir de fotografias, reportagens, troféus, acessórios carnavalescos, vídeos, fantasias, documentos, músicas, Cds, homenagens, entre outros, será disponibilizado ao público parte da história da folia baiana. A ideia é fazer o levantamento e digitalizar todo o material ao longo dessas quatro décadas, visando a qualificação e preservação de registros históricos e culturais.

A iniciativa tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Pedro Calmon (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei AldirBlanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

 

ACOMPANHE TUDO:

Twitter: @alvoradabloco

Youtube: AlvoradaSamba

Facebook: Bloco Alvorada

Instagram: Bloco Alvorada