Casa do Hip-Hop da Bahia será polo de arte-educação, empreendedorismo e inovação


casa-do-hip-hop

 

Um sonho há bastante tempo sonhado pela antiga Rede Aiyê Hip-Hop, a Casa do Hip-Hop Bahia já tem data pra abrir, no Pelourinho, em Salvador. Será no dia 12 de novembro, data que celebra o Dia Mundial do Hip-Hop. O acesso será restrito a convidados e terá a presença de lideranças do hip-hop de 15 cidades baianas.

A Casa começou a ser pensada lá atrás, entre a articulação Salvador / Lauro de Freitas. A primeira apresentação do projeto foi em 2004, durante uma Sessão Especial na Câmara de Vereadores.  A partir daí, a Casa foi defendida em espaços públicos como a Conferência Nacional da Juventude em 2004, a Conferência Municipal de Juventude em 2005 e aprovada na Conferência Municipal e Estadual de Políticas de Promoção da Igualdade Racial em 2005.

A ideia é ser um espaço de formação e produção cultural, atuando com arte-educação, empreendedorismo, tecnologia da informação e inovação. Mas os desafios estão na mesa.

“O principal desafio para abrir a Casa esse ano é conseguir recursos financeiros para equipar o imóvel com mobiliário, a exemplo de mesa de escritório, computador, cadeiras e etc. Inaugurar a Casa do Hip-Hop Bahia é realizar um sonho de ter um espaço de referência da cultura e movimento hip-hop na Bahia, ter esse espaço é de fundamental importância para a valorização, reconhecimento e fortalecimento do hip-hop baiano”, diz Dj Branco, ativista que encabeça o projeto.

Uma estrutura foi pensada para atender os artistas. “A Casa servirá como um espaço de intercâmbio dos artistas, não só para apresentações culturais mais o aperfeiçoamento de técnicas a partir das ações de arte-educação que serão realizadas”, diz o DJ. Terá um estúdio de multimídia, uma sala multiuso para palestras, cursos, oficinas, projeção de vídeos e reuniões, um escritório, um espaço de coworking com exposição de livros, uma loja colaborativa, um memorial da cultural hip hop baiana, e uma área externa para eventos de pequeno porte.

 

Udi Santos

Programação

 

A abertura, a partir das 15h, terá show da banda Afrocidade, participações do grupo Nova Era, Família Tríplice, Udi Santos, discotecagem com Dj Leandro Vitrola e apresentação de roda de breakdancing com Unidade All Star Crew (dança de rua) e pintura de painéis de graffiti ao vivo, seguindo os protocolos de segurança.

 

O uso do imóvel é  resultado de uma concessão pública pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia – IPAC, unidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. O espaço será coordenado e administrado pera CMA HIP HOP – Comunicação, Militância e Atitude Hip-Hop.