Filme “Genocídio e Movimentos” denuncia o extermínio do povo negro no Brasil


 

Marcha do Movimento Reaja

O filme longa-metragem “Genocídio e Movimentos” (Produtora Couro de Rato) terá sua primeira sessão este sábado (04), às 17h40, seguida de debate com os diretores, e a outra no domingo (05), às 13h20, ambas na sala 1 do Cine Metha – Glauber Rocha.

Com direção coletiva de Andreia Beatriz, Hamilton Borges dos Santos e Luis Carlos de Alencar, o doc parte do entrelace do processo criativo da perfomance solo do ator Gustavo Melo (intitulada “Eminência de destruição do corpo negro”) com a vida real, para refletir e debater o genocídio racial, denunciando o projeto político de extermínio da população negra no Brasil. 

Genocídio e Movimentos é um relato sobre a vida de pessoas pretas, do povo preto, num contexto de lutas e enfrentamentos ao processo contínuo de negação da humanidade preta, que se manifesta em práticas, políticas e projetos de exclusão, vulnerabilização e mortes que se renovam ciclicamente ao longo do tempo. No contexto do genocídio do povo negro, temos a luta das mulheres pretas, cujas práticas de enfrentamento são fundamentais para a organização da nossa sobrevivência e se revelam em vozes, falas, gritos de dor e também de chamamentos a luta”, define Andreia Beatriz, que também é médica, professora da UEFS e coordenadora política da organização política “Reaja ou será morta, Reaja ou será morto (REAJA).

“Um filme com múltiplas autorias, que foi se fazendo a cada caminho trilhado pelos espaços racialmente apartados de Salvador, os territórios pretos controlados, os cemitérios dos vivos, esvaziados de direitos, solapados pela desesperança e pelo terror do Estado” , revela Hamilton Borges.

 

SERVIÇO:

Filme “Genocídio e Movimentos” – XVII Panorama Internacional Coisa de Cinema

Sábado (04/12), às 17h40 – sessão seguida de debate.

Domingo (05/12), 13h20.

Local: sala 1 do Cine Metha – Glauber Rocha – em frente a Praça Castro Alves – Salvador – Bahia

Ingresso: R$ 5,00