História do Ilê Aiyê será tema de Tributo em Recife


tributoaoileaiye

Em sua terceira edição, o espetáculo “Tributo ao Ilê Aiyê – 42 anos de história” chegará a Recife nos próximos dias 17, 18 e 19 de novembro. No palco do Teatro Caixa Cultural Recife, o mais belo dos belos será homenageado por meio da dança, do teatro e da música, em performance cênica dirigida pelo ator e diretor baiano, Ângelo Flávio.

Cores do Ilê: o branco simboliza a paz (Oxalá), o vermelho é o sangue negro derramado, o amarelo a riqueza, o preto é a raça. 

A concepção e direção do projeto é da atriz Conceição Boaventura (que já foi produtora do Ilê), que levará todos os elementos principais do bloco para a composição teatral: canto, dança, percussão e negritude. Estarão representados, os fundadores Antônio Carlos dos Santos Vovô, Aliomar, Macalé e Apolônio de Jesus, além das cores do bloco em jogos de luz e figurino e a percussão com músicos da própria Band’ Aiyê (Mestre Mario Pam, Edmilson Gato, Rú Paixão e Patrício Paixão), que interpretam os fundadores.

A líder religiosa, Mãe Hilda, também estará em cena, interpretada pela dançarina do Ilê, Sueli Conceição, que também interpretará a Deusa do Ébano. O espetáculo já foi encenado em Brasília e Curitiba (2014) e no Rio de Janeiro (2015).

tributoaoileaiyeA coreografia é de Jorge D`Santos e do grupo Tributo ao ILÊ AIYÊ, com produção musical de Ângelo Flávio, Gerônimo Santana e Mário Pam. Figurinos e adereços são assinados por J. Cunha, Ceicça Boaventura e elementos do acervo ILÊ AIYÊ.

A dança ficará por conta dos (as) bailarinos (as) Christiane de Jesus, Cris Florentino, Joely Silva, Sueli Conceição, Tainara Cerqueira, Ary Meneses, Denyz Silva, Emerson Ataíde e Osvaldo Junior. No dia 19, o projeto oferecerá, ainda, aulas de dança afro.

“O espetáculo é uma produção simples, despretensiosa, mas muito verdadeira e sincera. É uma forma de dizer Obrigado ao ILÊ AIYÊ por seus 40 anos de história, de luta, alegria, beleza e conscientização. Por sua importância no cenário artístico, cultural e de conscientização do povo negro/preto. 
GRATIDÃO é a palavra que move o espetáculo” – Ceicça Boaventura.

Serviços

Espetáculo Tributo ao ILÊ AIYÊ – 42 anos de histórias

Dias 17 e 18 nov –  20h /    19 nov –  17h e 20h

Ingressos:10,00   e  5,00

Classificação: Livre

Teatro Caixa Cultural Recife

Endereço: Rua Alfredo Lisboa, 505 –Praia do Recife

Fotos: Divulgação