Ocupa Preto convida jovens para falar de afetividade no Campo Grande (26)


ocupapretoNo próximo sábado (26),  a partir das 14h, a praça do Campo Grande será ponto de encontro do evento “Ocupa e Conversa”, realizado pelo Coletivo Ocupa Preto. O encontro será sobre afetividade negra, tema tão recorrente e tão caro à juventude negra nos dias atuais. A proposta é ser um espaço e momento de de formação.

O Ocupa Preto surgiu na Capelinha, bairro periférico de Salvador, com a ideia de se criar um espaço de mídia e produção alternativa que promovesse o combate ao racismo e às opressões. A partir disso, vem criando pontes entre as vivências das mulheres, crianças, LGBTTs e trabalhadores negros.

“Esse é o projeto Ocupa Preto, que atua nas redes e nas ruas, fortalecendo o empoderamento das pretas e pretos e defendendo a ocupação de espaços de poder. Percebemos o quanto a afetividade foi, historicamente, anulada nas pessoas negras. A animalização e objetificação do homem e da mulher preta termina criando esteriótipos e uma falsa identidade sem afeto”, explica Ícaro Jorge, jovem idealizador do projeto.

Com o evento, o jovem pretende, ainda, arrecadar alimentos para doações no Natal.

“Amar e ser amado, para nós, pretas e pretos, é revolucionário.Tragam sua preta, seu preto, seu filho, neto, amigo, primo, quem cada um ama ou tem afeto para essa bela tarde”, convida o Ocupa Preto.

Quem vai estar lá:

Lorena Ifé – jornalista, empreendedora e mãe. Criou um grupo nas redes sociais chamado “Amor Preto” com a proposta de dialogar a afetividade da população negra.”