Primeiro disco do IFÁ está disponível para download gratuito a partir de 24/11


Foto: Heder Novaes
Foto: Heder Novaes

A inspiração inicial veio da África. Na Bahia, achou abrigo e ritmos próprios. Assim, mesclando o afrobeat que ganhou o mundo com os timbres e o groove da Salvador negra, o grupo IFÁ apresenta ao público seu primeiro disco, batizado de Ijexá Funk Afrobeat (Natura Musical). O álbum completo estará disponível para streaming e download gratuitos a partir de 24 de novembro no Portal Natura Musical.

Na estrada desde 2013 e com um EP lançado, o IFÁ traz agora nove músicas instrumentais inéditas. São oito composições da banda, além da faixa Quintessência, concebida e presenteada pelo maestro Letieres Leite, fundador da Orquestra Rumpilezz. Além de Letieres, o disco Ijexá Funk Afrobeat conta com as participações do percussionista Gabi Guedes, dos guitarristas Robertinho Barreto, da Baiana System, e Junix, e do trompetista Guiga Scott.

O álbum revela toda a maturidade sonora de uma banda que se consolidou no palco, abrindo caminho no universo da música instrumental contemporânea. Com bandeira fincada no cenário de Salvador e com elogiadas apresentações fora da Bahia, o IFÁ tem suas criações fundadas sobre a diversidade musical de matriz africana, que se espalhou com a diáspora negra e se firmou como expressão artística global, a exemplo do funk de James Brown e do afrobeat de Fela Kuti e Tony Allen.

Fazendo reverência às tradições musicais nascidas na África e espalhadas pelo mundo, o IFÁ redefine os sons da Bahia, por meio da leitura contemporânea de seus signos sonoros. Assim, aponta para o futuro com uma visão própria da música afro-brasileira. Isso é Ijexá Funk Afrobeat. O disco foi gravado por Israel Lima, no estúdio do Ilê Aiyê, em Salvador, em junho de 2016.

O projeto, que inclui a gravação do disco e show de lançamento, foi selecionado pelo Edital Natura Musical 2015. “O Natura Musical foi criado para valorizar a música brasileira em diferentes estágios, fomentando a renovação da produção e prezando pela preservação de nosso legado musical. Desde 2012, o edital Bahia já contemplou 22 projetos que vão desde a digitalização do acervo de Batatinha e o primeiro DVD do Ilê Aiyê a novos trabalhos de artistas como Russo Passapusso, Larissa Luz, Manuela Rodrigues e agora o IFÁ”, diz Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura.