Lazzo Matumbi celebra 40 anos de carreira com novo disco e clipe


Lazzo Matumbi
Foto – Ludmila Senna e André Lima

 

O cantor e compositor Lazzo Matumbi celebra seus 40 anos de carreira com o lançamento, no final do mês de maiodo nono disco da sua carreira e um videoclipe, com direção de Urânia Munzanzu, da música “14 de Maio” – composta em parceria com Jorge Portugal. 

O lançamento será numa live do artista com a participação do guitarrista e multi-instrumentista virtuose Felipe Guedes (co-produtor musical do disco), através do canal do cantor no youtube.

Esse é um disco de resgate dos meus 40 anos de caminhada, onde trago as experiências vividas, reflexões e acolhimentos adquirido ao longo da minha trajetória. Através da minha Ancestralidade chego aos dias de hoje, agasalhado pela música com o mesmo carinho, respeito e tranquilidade para preparar um material livre das exigências mercadológicas. Com a satisfação da alma, deixando fluir o que de melhor eu possa oferecer para chegar aos corações de quem sempre adubou com carinho e aplausos de emoção a minha história musical e cada peça esculpida na passarela dos sonhos.” – Lazzo Matumbi

O álbum, intitulado “ÀJÒ” (lê-se AJÔ), vem sendo produzido desde 2016. Àjò é uma palavra de origem yorubá cuja tradução para algumas etnias africanas significa “jornada”.

No repertório do disco, canções autorais inéditas e releituras de canções próprias, como uma nova roupagem para “Djamila” (Lazzo Matumbi/Ray César) – que em 1981 foi batizada com o título de “Salve a Jamaica”. E também a música“14 de maio” que reflete as mazelas da abolição no Brasil. O disco conta ainda com as participações das cantoras Larissa Luz, Luedji Luna, do maestro Bira Marques e do rapper BNegão. 

“Trago nesse disco, desde a primeira música gravada, no início da minha carreira, até as mais novas inspirações construídas no leito do meu silêncio, a sós ou em parcerias com novos e antigos amigos; na intenção de retratar um pouco do sonhador preocupado na construção de um mundo melhor e mais justo para todos na busca incansável do respeito às diferenças, do amor e da paz, através das canções”, compreende Lazzo.

 

ACESSE AQUI o YOUTUBE. 

OSBA realiza concerto “OsBATALÁ”, junto ao grupo percussivo Rum Alagbê, Márcia Short e Lazzo Matumbi!


Divulgação/OSBA

 

A Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) reflete sobre as raízes culturais africanas no Brasil ao dar destaque à música do candomblé no concerto em vídeo “OsBATALÁ”, que convida o grupo percussivo Rum Alagbê, um projeto social do Terreiro Mãe Menininha do Gantois e com participações especiais dos cantores Márcia Short e Lazzo Matumbi. Neste projeto, sob a regência de Carlos Prazeres, são interpretados os orikis (cantos em iorubá) “O Fururu Loorere”, “Ajaguna Gbawa”, além de “Carmen”, música em homenagem a atual ialorixá do Terreiro Mãe Menininha. O vídeo vai ao ar no dia 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, às 19h, no canal da OSBA no Youtube (www.youtube.com/OSBAOrquestraSinfonicaDaBahia).

Além da regência de Carlos Prazeres e da presença do grupo percussivo Rum Alagbê e dos cantores Márcia Short e Lazzo Matumbi, o “OsBATALÁ” tem participação de Ângela Lopo e Luciana Baraúna nos coros vocais, filhas do Gantois. O arranjo de percussão foi feito por Iuri Passos, o arranjo orquestral de “O Fururu Loorere” é de Bira Marques, o de “Ajaguna Gwaba” do maestro Letieres Leite e “Carmen”, possui arranjo de Jean Marques, também fagotista da OSBA.

SERVIÇO:

OSBA EM CASA #VIRTUAL

OsBATALÁ – OSBA CONVIDA O PROJETO SOCIAL RUM ALAGBÊ DO TERREIRO DE MÃE MENININHA DO GANTOIS

Data e Horário:  20 de novembro, às 19h

Vídeo ao ar no canal da OSBA No Youtube

( www.youtube.com/OSBAOrquestraSinfonicaDaBahia)

Regente: Carlos Prazeres

Cantores convidados: Márcia Short e Lazzo Matumbi

Arranjos de percussão: Iuri Passos

Participação de Ângela Lopo e Luciana Baraúna nos coros vocais

Programa:

O Fururu Loorere – Orixá Oxalá (arr. orquestral Bira Marques), com Márcia Short

Ajaguna Gbawa O – Orixá Oxagiayan (arr. orquestral Letieres Leite), com Lazzo Matumbi

Carmen (arr. orquestral Jean Marques), com Márcia Short e Lazzo Matumbi

Concha Negra: Lazzo Matumbi canta seus grandes sucessos no show “O Nosso Jeito de Ser”!


Lazzo Matumbi
Foto de Paola Alfamor

O Nosso Jeito de Ser” é um baile dançante que traz grandes sucessos da carreira do cantor e compositor Lazzo MatumbiConsiderado um dos grandes intérpretes do Brasil, o evento inicia o ciclo de comemorações pelos seus 40 anos de carreira. No show, composições como “Me Abraça e Me Beija”, “Alegria da Cidade”, “Do Jeito Que Seu Nego Gosta”, “14 de Maio”, entre outras músicas que estarão no disco que o artista irá lançar este ano.

Lazzo também levará ao palco releituras e canções de nomes que são referências na sua própria trajetória artística. A proposta é enaltecer, fortalecer e dar visibilidade às culturas negras e à musicalidade afro-baiana. A abertura da noite será com a sonoridade jamaicana do Ministereo Público, formado pelos DJs Raiz e Pureza, além do Dubmaster Regivan Santa Bárbara; e incluindo a participação de dançarinos. O artista ainda recebe o grupo de rap Opanijé e as cantoras Aiace e Michaela Harrison como convidados. Dia 25 de janeiro, às 18h30, na Na Concha Acústica do Teatro Castro Alves (TCA). Os ingressos custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), à venda na bilheteria do TCA, nos SACs dos shoppings Barra e Bela Vista ou pelos canais da Ingresso Rápido.

Concha Negra – Show “O Nosso Jeito de Ser” – Lazzo Matumbi

Artistas Convidados: Aiace, Opanijé e Michaela Harrison

Show de Abertura: Ministereo Público

Quando: 25 de janeiro de 2020 (sábado), 18h30

Onde: Concha Acústica do Teatro Castro Alves

Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)

Vendas: Bilheteria do Teatro Castro Alves, SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou canais da Ingresso Rápido. Acesse página de vendas em http://site.ingressorapido.com.br/tca.

Classificação indicativa: Livre

Show “Batuques do Coração” reunirá Lazzo Matumbi e Tote Gira na Sala do Coro do TCA!


Foto Sérgio Isensee

 

Apresentado em duas únicas sessões, “Batuques do Coração”, produzido pela Aláfia Produções e Eventos, será nos dias 06 e 07 de julho, às 20h, na Sala do Coro do Teatro Castro Alves. O show é uma homenagem aos artistas da terra, um resgate das músicas dos blocos de samba que recontam parte da história do povo negro no Brasil, especialmente, produzidas por baianos.

No repertório, canções de Batatinha, Ederaldo Gentil, Walter Lima, Edil Pacheco, Nelson Rufino e outros. No palco, sob a direção musical de Lazzo Matumbi e Tote Gira, a banda interpreta clássicos do samba, como músicas de Donga, João da Bahiana e Heitor dos Prazeres, precursores do gênero. Os ingressos custam R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia) e podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Castro Alves, nos SACs do Shopping Barra e do Shopping Bela Vista ou pelo site da Ingresso Rápido. http://site.ingressorapido.com.br/tca

O show “Batuques do Coração” foi selecionado no Edital de Ocupação da Sala do Coro do TCA, e conta com o apoio da Fundação Cultural do Estado da Bahia, Secretaria de Cultura do Estado da Bahia e Teatro Castro Alves, além do apoio de mídia da Rede Bahia, TVE Bahia e Educadora FM 107.5

SERVIÇO:

Show Batuques do Coração – Lazzo Matumbi e Tote Gira 

Quando: dias 6 e 7 de julho de 2019

Horário: 20h

Onde: Sala do Coro do Teatro Castro Alves

Quanto: R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia)

Classificação indicativa: Livre

Informações: (71) 4000-1139

Os ingressos para o show podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Castro Alves, nos SACs dos Shoppings Barra e Bela Vista ou pelo site da Ingresso Rápido. Acesse página de vendas em http://site.ingressorapido.com.br/tca

 

“A VOAR” – Curta tem narração de Lazzo, música de Don L e atuações de Heraldo de Deus e Isabelle Cruz!


a_voar_curta
Divulgação

A motivação para a luta contra o racismo e o cansaço que esse enfrentamento gera dão o tom de A VOAR, o mais novo curta do fotógrafo baiano Matheus Leite, colocando a negritude em primeiro plano.

No YouTube, o curta conta com narração do cantor Lazzo Matumbi, música do rapper Don L e atuações de Heraldo de Deus e Isabelle Cruz, cada um dos dois representando o desgaste e a esperança frente ao futuro. Nascido em Salvador, Matheus Leite tem 28 anos, é historiador em formação e trabalha como fotógrafo e cinegrafista.

Faz isso há quatro anos e em seu trabalho autoral revela a diversidade étnica e estética da sua cidade, se instrumentalizando da História como sua principal lente.

Fala, Matheus!

“Um dia você vê um homem negro sendo tratado como um ladrão porque comprou dois tênis à vista para os filhos, no outro você vê um colega que foi baleado pela polícia enquanto ia de bicicleta para o trabalho. Por mais que você lute, o racismo não para e atinge desconhecidos, pessoas próximas ou mesmo alguém de destaque”, diz Leite, ao lembrar que o despertar para a realização do curta foi o caso envolvendo o ator do Bando de Teatro Olodum, Leno Sacramento, baleado pela polícia em Salvador, em junho do ano passado.

PQ Heraldo, Lazzo, Don L?

“A escolha de Heraldo para interpretar esse papel veio pelo fato de ele ser um ator baiano, negro, amigo de Leno, e que também ficou muito mal com o caso. De início, pensei em contar tudo isso somente com imagens e com a música ‘Aquela Fé’, de Don L, que foi a grande inspiração para tudo isso acontecer. Foi ouvindo ela que consegui expurgar e transformar todo sentimento em imagem. “Pensei que a voz que narraria esse texto seria de uma pessoa mais velha e me veio Lazzo, a voz poderosa dele, a história dele, que há anos canta os versos ‘E apesar de tanto não/ Tanta dor que nos invade/ Somos nós a alegria da cidade’. – Matheus

ASSISTA, AFRO!

 

 

 

#XARÁS – Castro e Short convidam Lazzo, Magary e Ilê Aiyê neste sábado (15)!


xaras_short_castro
Foto Nanda Lirios

Duas MarciasCastro e Short. Duas cantoras baianas, de gerações diferentes, que trazem a potência vocal como marca de seus trabalhos. Duas cantoras que reverberam a música independente da Bahia estarão juntas para realizar o projeto XARÁS – Castro e Short convidam. Será um show-espaço-festa dentro do verão baiano para celebrar a mulher, a força do feminino, da voz, da liberdade e da alegria através da música produzida por gente da Bahia ao longo de gerações.

 

O Xarás está de volta neste sábado, 15 de dezembro, para mais uma edição repleta de musicalidade, com as talentosas Marcia Castro e Marcia Short e participação especial de Lazzo, Magary e Ilê Aiyê. O show começa às 21h na Praça Pedro Archanjo, no Pelourinho. Os ingressos já estão à venda no Sympla.

Serviço:

XARÁS

Marcia Castro e Marcia Short convidam Lazzo, Magary e Ilê Ayê

Dia 15 de dezembro

Onde: Praça Pedro Archanjo, Pelourinho

Horário: 21h

Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)

Vendas no Sympla: https://www.sympla.com.br/xaras—dezembro-2018__414481

Lazzo Matumbi canta “Luiz Melodia” no TCA! Ingressos à venda!


Foto: Sdney Rocharte

 

O show ‘Lazzo canta Melodia’ volta a ser apresentado em Salvador em sessão única, na Sala Principal do Teatro Castro Alves. O show integra as comemorações promovidas pelo Governo do Estado da Bahia em prol do Dia da Consciência Negra, com ingressos a preços populares.

A estreia deste projeto deu-se no último setembro, no Café-Teatro Rubi, com três dias de apresentações que tiveram ingressos rapidamente esgotados. O show foi aplaudidíssimo pelo público e elogiado por produtores culturais, artistas e imprensa. O repertório, composto exclusivamente por canções de Melodia, traz “JuventudeTransviada”, “Surra de Chicote”, “Ébano”, “Negro Gato” e outros sucessos reinterpretados de modo particular, com arranjos refeitos e assinados pelo próprio Lazzo.

“Será uma homenagem à vida e obra de um amigo, criador de canções incríveis e que,infelizmente, nos deixou ano passado”, destaca Lazzo. “Tive a inspiração deste show a partir do convite de Zé Maurício Macheline para integrar o time de artistas que homenagearam Luiz Melodia na 29ª edição do Prêmio da Música Brasileira. Quando voltei do Rio, achei que uma música só é muito poucodiante do universo maravilhoso criado por Luiz”, relata.

Com realização assinada pela Aláfia Produções e Eventos, o evento conta com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SECULT-BA), Teatro Castro Alves e da Fundação Cultural do Estado (FUNCEB).

Ingressos

Os ingressos serão vendidos a preços populares a partir do dia 07/11, sendo: fileiras de A a W: R$50,00(inteira) e R$25,00(meia entrada); e fileiras de X a Z11: R$30,00(inteira) e R$15,00(meia). Podem ser adquiridos no site www.ingressorapido.com.br , na bilheteria do TCA e postos dos SACs nos Shoppings Barra e Bela Vista.
Informações: (71) 4000-1139

 

IV Balada Literária da Bahia homenageia Lazzo Matumbi com programação diversa!


lazzo no tca

A Balada Literária da Bahia chega à quarta edição, entre os dias 14 e 17 de novembro, celebrando a força dos encontros artísticos e o poder político e transgressor da arte. Realizada uma semana antes da edição paulista do evento – que está no 13º ano – a versão baiana elege como seu principal homenageado o cantor e compositor Lazzo Matumbi, mas também celebra as obras do cantor Itamar Assumpção e da escritora Alice Ruiz, os homenageados nacionais.

Nos quatro dias, a Balada baiana oferece uma programação que combina saraus, bate-papos, oficina, lançamentos e performances artísticas. Entre os destaques desta edição estão as presenças das cantoras Anelis Assumpção, Alzira E, da escritora Alice Ruiz e de Carlos Verçosa, escritor e pesquisador parceiro de Itamar Assumpção na juventude; o lançamento em Salvador de Bagageiro, novo livro do escritor Marcelino Freire; a presença do autor moçambicano Ungulani Ba Ka Khosa, pela primeira vez na Bahia; uma conversa musical com Lazzo; a edição especial do Sarau Bem Black; e uma conversa-oficina sobre produção literária em tempos digitais, que contará com a participação de Talita Taliberti, gerente de autopublicação da Amazon.

Este ano, todo o evento acontece na Casa do Benin, no Pelourinho.  E a programação começa na quarta (14) com uma edição especial e afetiva do Sarau Bem Black, que celebra o Novembro Negro e as obras essenciais de Lazzo Matumbi e Itamar Assumpção (1949-2003).

Alex Simões
Alex Simões – Foto Meredith Lackey

PROGRAMAÇÂO

QUARTA-FEIRA / 14.11

19h às 22h – SARAU BEM BLACK 
Homenagem a Lazzo Matumbi e Itamar Assumpção
:: Presença de Anelis Assumpção
:: Performance de Alex Simões
:: Participação de Jorjão Bafafé
:: Marcelino Freire lança “Bagageiro”
:: Exibição do clipe “Moço lindo do Badauê”
Saudação do rap baiano ao Mestre Moa do Katendê

caminhadareligiosaengenhovelho
Caminhada do Engenho Velho

QUINTA-FEIRA / 15.11

XIV CAMINHADA PELO FIM DA VIOLÊNCIA E DA INTOLERÂNCIA RELIGIOSA, PELA PAZ
Não haverá programação. Estaremos na caminhada.
14h – Concentração no Busto de Mãe Runhó
Final de linha do Engenho Velho da Federação

SEXTA-FEIRA / 16.11

10h às 12h – VIDA DE ARTISTA
Conversa sobre produção de livros e ideias
com Berimba de Jesus, Luciany Aparecida e Sarah Rebbeca Kersley
Mediação: Jorge Augusto

mariella santiago
Mariella Santiago

14h às 15:40 – EU E NEGO DITO, VULGO BELELÉU
Conversa com Carlos Verçosa e Mariella Santiago
Mediação: Nelson Maca

16h às 17:40 – QUEM CANTA SEUS MALES ESPANTA 
Conversa literomusical com Alice Ruiz e Alzira E
Mediação: Marcelino Freire

18h às 18h:30 – JURACI TAVARES – POCKET SHOW 1

18h:30 às 19h – MARIELLA SANTIAGO – Ella canta Itamar! – POCKET 2

19h às 21h – SARAU DA DIVERSIDADE
:: Apresentação Ed Marte e Bia Mathieu
– Performance de Bia Mathieu, Ed Marte e convidados

 

bia_mathieu
Bia Mathieu – Fto Divulgação

SÁBADO / 17.11 

10h às 13h – “SOCORRO” – O AUTOR QUANDO CAI NA REDE

Uma oficina/conversa sobre a escrita, a organização do livro, a auto-publicação. Como movimentar-se na rede. Mediação do curso com o escritor Marcelino Freire
e a participação da escritora Gisele Mirabai, Prêmio Kindle de Literatura, Talita Taliberti, gerente de autopublicação da Amazon, e Evanilton Gonçalves, escritor lançado pela Paralelo 13S, e do escritor Itamar Vieira Vieira Junior, Prêmio Leya de Literatura 2018

14h ÀS 16h – LAZZO: “O FILHO DA TERRA” 
Conversa com Lazzo Matumbi
Por: Ana Cristina Pereira, Dão e Lázaro Erê

16:10h às 17:40 – “NAVALHA NA LIGA” – POÉTICAS PERIFÉRICAS 
Convidados: Autores da coletânea Poética Periféricas: Novas Vozes da Poesia Soteropolitana
Mediação: Valdeck Almeida de Jesus

17:50h às 19h – “SEI DOS CAMINHOS” – MOÇAMBIQUE E BRASIL 
Conversa com o escritor moçambicano Ungulani Ba Ka Khosa
Por: Nelson Maca E Wesley Correia

:: 20h: SHOW POÉTICO MUSICAL (R$ 20|R$10)
Homenagem a Alice Ruiz e Itamar Assumpção
20h às 20h:20min- Este Tal Recital lê Alice Ruiz. Com Lúcia Santos, Luiza Gonçalves, Jamile Resende e Clara Barreto.
20:30 às 21h – Diálogo  entre poesias de Conceição Evaristo e Carolina Maria de Jesus, com Vera Lopes e Emillie Lapa
21:10h às 22h:30 – PARALELAS, show com Alice Ruiz e Alzira E – Participação de Luiz Waack

SERVIÇO

Evento: IV Balada Literária de Salvador

Quando: de 14 a 17 de novembro

Onde: Casa do Benin (Largo do Pelourinho)

Ingresso: Gratuito, com exceção do show Paralelas, com Alice Ruiz e Alzira E

Banda IFÁ convida Lazzo Matumbi para projeto Toca! no Goethe!


IFÁ

A banda IFÁ convidar Lazzo para o projeto Toca!, em celebração à música autoral contemporânea brasileira. O projeto acontece no Pátio do Goethe-Institut, no Corredor da Vitória, e segue até dezembro. O Toca! estreou em setembro e terá duas apresentações por mês, além de um encerramento de temporada especial em dezembro.

No projeto, artistas e bandas locais ou de fora de Salvador, de todo tipo de som, passam pelo palco, promovento encontros musicais.O encontro entre IFÁ e Lazzo acontece nesta sexta-feira (5), às 20h, e tem ingressos variando entre R$ 20 e R$ 50, à venda no site sympla.com.

#Flipelô – Concerto Afro Barroco terá Mateus Aleluia, Lazzo, Juliana Ribeiro e Duda de Candola!


Mateus_Aleluia
foto: Divulgação

Os sinos da Igreja do Rosário dos Pretos e os atabaques do Aganjú Dedê soarão em pleno Largo do Pelourinho, às 19h30 do dia 8 de agosto! Será a abertura oficial da 2ª Festa Literária Internacional do Pelourinho – FLIPELÔ, que tem como tema “a amizade é o sal da vida” e vai de 8 a 12 de agosto em pleno Centro Histórico de Salvador. A Festa começará o Concerto Afro Barroco “Do Jeito que o Rei Mandou”, que tem a frente Mateus Aleluia e um bonde musical repleto de convidados especiais, como Juliana Ribeiro, Lazzo e Duda de Candola.

O concerto foi criado especialmente para celebrar João Ubaldo Ribeiro, homenageado da segunda edição da Festa. Assinado por Sergio Siqueira e pelo próprio Mateus Aleluia, o Concerto faz releituras de canções que falam da Bahia. É aberto ao público.

SERVIÇO

Abertura FLIPELÔ – Concerto Afro Barroco “Do Jeito que o Rei Mandou”

Onde: Largo do Pelourinho

Quando: 8 de agosto (quarta-feira),  às 19h30

Aberto ao público