Solo “Medeia Negra” volta em cartaz em curta temporada no SESC Pelourinho


medeia-negra
Foto Ricardo Boni

 

O premiado solo Medeia Negra volta em cartaz em curta temporada no SESC Pelourinho. Estrelado pela atriz Márcia Limma, a peça recria o mito grego para os contornos reais da voz, do corpo e do pensamento de uma mulher negra.   A temporada acontece nos dias  2, 3, 4, 10 e 11 de setembro,às 19h, com ingressos a  R$40,00 (inteira) e R$20,00 (meia entrada).

O Teatro Sesc Pelourinho terá a capacidade reduzida em 40% (estarão disponíveis apenas 60 lugares), com distanciamento entre os espectadores e também entre artistas e plateia, além de controle de temperatura no acesso ao teatro.

Durante a pandemia, Medeia Negra foi visto por mais de 6 mil pessoas de todo o País em formato online pela plataforma SESC Em Casa. O espetáculo também foi apresentado em festivais no Uruguai, Alemanha e Portugal, além de São Paulo, Ceará e diversas cidades do interior da Bahia.

A narrativa expõe as opressões da mulher negra em diferentes lugares de fala e tempos históricos, como um grito contundente contra a estrutura social que a marginaliza, julga e aprisiona. Com elementos musicais, do jazz e blues americanos, referências políticas e da intelectualidade negra, como Ângela Davis, Djamila Ribeiro e Grada Kilomba, a peça provoca o público a refletir sobre o seu lugar no processo de descolonização dos mitos e práticas patriarcais e racistas.

“São histórias de uma Medeia que foi enegrecida a partir dessa convivência. Nós partimos do clássico de Eurípedes, mas trazemos contornos reais a partir deste corpo negro e da convivência com mulheres criminalizadas. Isso justamente para colocar o feminismo negro no protagonismo da cena”, explica a atriz.

SERVIÇO

Espetáculo Medeia Negra

Curta temporada: nos dias  2, 3, 4, 10 e 11 de setembro, às 19h

Ingressos a  R$40,00 (inteira) e R$20,00 (meia entrada).

Ajustes para garantir distanciamento entre o público. Total de 60 lugares disponíveis.