StartUp Vale do Dendê será lançada em Salvador esta terça (29)


vale do dendê
Hélio Santos

Falar de uma outra Salvador. Transformar a cidade em um pólo de investimentos a partir das periferias da cidade. Este é o objetivo do Vale do Dendê, que já foi anunciado aqui no portal Soteropreta, no Perfil com um dos idealizadores do projeto, o publicitário Paulo Rogério Nunes

O lançamento será nesta terça (29), no São Salvador Hotéis e Convenções (Costa Azul), em evento para convidados.

O Vale do Dendê é uma startup qiue nasce com o objetivo de liderar projetos econômicos e sociais que tenham como protagonistas os jovens empreendedores que atuam na capital baiana.

Com os conceitos de Economia Criativa, a startup terá sua primeira fase de atuação na Cidade Baixa/Pelourinho. Junto a Paulo Rogério, estão na direção desta iniciativa, o professor universitário e economista Hélio Santos, e o  jornalista e empreendedor Rosenildo Ferreira.

“Queremos ajudar a transformar a criatividade e o talento dos jovens baianos em negócios de alto impacto social e econômico no qual eles sejam os protagonistas. Para tornar esta ambição uma realidade, é preciso que seja articulado e implantado um ecossistema propício à inovação, também nas áreas mais carentes.” – Hélio Santos

paulorogerionunes
Paulo Rogério Nunes

A Vale do Dendê vai estruturar e liderar negócios nos quais o uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs) sejam as ferramentas principais. Elas viabilizarão empreendimentos que gerem renda e conhecimento. Dentre seus projetos, terá a instalação de FabLabs (espaço para incubação de empresas inovadoras) e de Casas de Cultura (destinadas a abrigar e qualificar escritores, poetas e músicos), além da realização de eventos (feiras POP-UP reunindo empreendedores de diferentes segmentos).

“Cada negócio será operado por um ou mais parceiros locais, sob a supervisão dos sócios do Vale do Dendê. A inspiração do Vale do Dendê vem de experiências de sucesso coletadas em diversas cidades dos Estados Unidos (Detroit, Oakley e Austin), da África (Kigali, Adis Abeba e Nairóbi) e também do Brasil (Recife, Curitiba e São Paulo). Queremos que a riqueza gerada neste processo seja a alavanca para o desenvolvimento da periferia da cidade.” – Paulo Rogério Nunes

vale do dendê
Rosenildo Ferreira

Para o jornalista, Rosenildo Ferreira, “O surgimento das impressoras 3D e o barateamento no custo de aquisição de ferramentas tecnológicas, de modo geral, estão tornando possível tirar mais rapidamente as ideias do papel. Essa economia baseada na criatividade, na co-criação e na colaboração é que deverá moldar o futuro do emprego e dos negócios, especialmente em cidades cuja atividade produtiva se baseia no setor de serviços.”.

Saiba tudo sobre este empreendimento aqui.