Concurso selecionará co-diretora pra novo clipe de Luedji Luna e Zudilla!


LUEDJI LUNA

O Music Video Festival, em parceria com a Spcine e Stink Films, lança o concurso m-v-f- future talent by spcine 2019, que oferece a chance de um novo talento feminino do audiovisual assumir a função de co diretora na realização do videoclipe de uma música inédita de Luedji Luna e Zudzilla. A vencedora do concurso exercerá sua função no clipe sob a tutela da diretora Ariela Dorf e equipe criativa da produtora Stink Films.

As inscrições estão abertas no site www.musicvideofestival.com.br e seguem até o dia 11/08/2019. Para concorrer, a candidata deverá ser necessariamente do gênero feminino, e não ter realizado nenhum clipe profissional e nenhum trabalho audiovisual comercial até 2 anos antes do anúncio das inscrições.

Em 2018, o programa realizado em parceria com a Spcine deu origem ao clipe “Cira, Regina e Nana“, dos artistas Jaloo e Lucas Santtana. “Este será o quinto clipe realizado através do Music Video Festival, com o objetivo de promover a inserção de novos talentos no mercado. Em quase todas as realizações anteriores, os talentos acabaram sendo absorvidos pelas produtoras parceiras, e daí para outros trabalhos, o que nos mostra que as apostas são genuínas. E isso para a gente é o melhor resultado que podíamos ter”, diz Lia Vissotto, idealizadora e diretora do Music Video Festival.

Após análise do material das candidatas feita por uma equipe formada por representantes do Music Video Festival, Spcine, Stink Films, Luedji Luna e Zudzilla, a vencedora será anunciada no site e redes sociais do Music Video Festival no dia 26 de agosto, devendo estar disponível para a realização do projeto conforme datas no regulamento, e será remunerada pela função exercida no valor também citado no ato da inscrição. O formato final do concurso foi definido a partir de consulta pública com mulheres que atuam no setor cultural, em maio deste ano.

PARTICIPE!

Virgínia Rodrigues e Luedji Luna recebem cantoras africanas no “Sons da África”!


Sayon_Bamba
Sayon Bamba

A Caixa Cultural Salvador apresenta, no mês de setembro, a edição 2018 do projeto Sons da África, uma série de encontros entre artistas africanas e afro-brasileiras. De 6 a 8 de setembro (quinta-feira a sábado), o público assistirá a shows em que a cantora Virgínia Rodrigues receberá como convidada a artista africana Kaloune, da Ilha Reunião.

O repertório da anfitriã inclui canções de três álbuns próprios: “Mama Kalunga” (2015), “Mares Profundos” (2004) e “Sol Negro” (1997).

“Estou muito feliz por poder cantar minhas canções negras ao lado de uma grande artista”, destacou Virgínia, que tem influências que vão do samba à música clássica, passando pelo jazz. A “grande artista” a que Virgínia Rodrigues se refere é Kaloune, uma das vozes mais singulares da Ilha Reunião e vencedora do 6º Prêmio de Música do Oceano Índico. Sua música se expressa por meio de orações, declamações e cantos, para abordar temas como mulheres, história e espiritualidade.

Lenna_Bahule
Lenna Bahule

TEM MAIS…

Já a segunda temporada de shows de Sons da África acontece de 13 a 16 de setembro, com Luedji Luna recebendo Sayon Bamba (Guiné Conacri) como convidada. Bamba, que vive em Bruxelas e se considera cidadã do mundo, mistura estilos e tradições em um canto que valoriza suas raízes e defende, especialmente, a mulher.

Para encerrar a edição 2018 do projeto, entre os dias 20 e 23 de setembro, a moçambicana Lenna Bahule divide o palco com Luizinho do Jeje, percussionista baiano que apresentará suas músicas autorais, em meio às artistas mulheres que integram a programação. Lenna vai apresentar canções do seu álbum “Nômade” (2016) e outras inéditas.

Os ingressos para as apresentações de Virgínia Rodrigues e Kaloune começam a ser vendidos na quinta-feira, 06/09, às 9h, na bilheteria da própria CAIXA Cultural Salvador, na Rua Carlos Gomes, 57, Centro.

 

Serviço


Música – “Sons da África”: 
Virgínia Rodrigues convida Kaloune

Período: de 6 a 8 de setembro de 2018 (quinta-feira a sábado)

Horário: às 20h (quinta-feira e sexta-feira) e às 17h e às 20h (sábado).

13 a 16/09(Quinta-feira a Domingo): Sayon Bamba (Guiné Conacri) e Luedji Luna

20 a 23/09 (Quinta-feira a Domingo): Lenna Bahule (Moçambique) e Luizinho do Jeje

Horário: De quinta a sábado, às 20h. Domingos, às 19h.

Local: CAIXA Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro)

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

Bilheteria: venda de ingressos a partir das 9h de quinta-feira (6), para todas as sessões.

Classificação indicativa: não recomendado a menores de 12 anos

Informações: (71) 3421-4200

Conveniência: estacionamento gratuito ao lado.

#CircuitoNegro – Banda Afrocidade convida Xênia França e Luedji Luna pro Pelô!


Afrocidade
Afrocidade

A banda Afrocidade e as cantoras Luedji Luna e Xênia França estarão juntos no Carnaval do Pelô! Será a edição especial do Afrobaile, no sábado de Carnaval (10)!

O Afrobaile, idealizado e produzido pela banda Afrocidade, já acontece há cerca de 3 anos em Camaçari (BA). Em busca da auto-sustentabilidade e formação de público, o grupo Afrocidade começou a produzir seus próprios eventos, experimentando e afirmando a sua proposta musical.

A banda é formada por José Macedo (voz), Eric Mazzone (bateria e produção musical), Rafael Lima (percussão), Fernanda Maia (percussão), Douglas (percussão), Marley Lima (baixo), Sulivan Nunes (teclado). O trio de sopro é formado pelos músicos convidados Dinho Cachoeira (trompete), Robson (trombone) e Miguel (sax). E a dupla de bailarinos é formada por Guto Cabral e Deivite Marcel. Uma Big Band com referências e musicalidades distintas que formam uma unidade.

 

luedji luna

SERVIÇO:

O quê: Afrobaile com Afrocidade, Luedji Luna e Xênia França

Data: 10 de fevereiro (sábado)

Horário: 19h

Local: Largo do Pelourinho

Entrada franca

 

Banda IFÁ convida Tássia Reis e Luedji Luna em show no Pelô!


tassia_reis

Nesta sexta (12), às 20h30, a Praça Tereza Batista (Pelourinho) será palco da festa IFÁ & Negra Força Feminina, com a banda instrumental IFÁ. Nesta primeira edição, terão as participações das cantoras Luedji Luna e Tássia Reis.

Recebendo as convidadas e dando suingue a suas lutas, a IFÁ integra um movimento independente que vem resignificando o cenário musical baiano. A IFÁ ratifica a importância da música como elo histórico entre as culturas negras da diáspora, fazendo do seu discurso um manifesto de afirmação e estética.

|SERVIÇO|

Show: IFÁ & Negra Força Feminina com participação de Luedji Luna e Tássia Reis

Local: Praça Tereza Batista, Pelourinho

Data: 12 de Janeiro (sexta-feira)

Horário: 20h30

Ingressos:

– Lote promocional SYMPLA: R$20,00 (até 3 de janeiro)

– Meia entrada: R$25

– Inteira: R$5

– Inteira social: R$30,00 + 1kg de alimento não perecível

Vai ter novo show de Luedji Luna no Teatro Vila Velha!


luedji_luna

No dia 22 de outubro, a cantora Luedji Luna apresentará seu novo show “Cais e Sais”, com releituras das canções do compositor baiano Cal Ribeiro, além de canções de autoria própria. Grande referência para sua música, o cantor e compositor Cal Ribeiro tem mais de 20 anos de carreira e várias indicações a prêmios e festivais.

Luedji estará na VIII edição do Festival A Cena Tá Preta, projeto do Bando de Teatro Olodum, que este ano será marcado pela forte presença da arte produzida por mulheres e dos discursos pela diversidade de gêneros e orientações sexuais. Serão 10 dias de programação (de 13 a 22 de outubro de 2017), reunindo no Teatro Vila Velha artistas da música, literatura, teatro, dança, moda, cinema e performance.

#ACenaTáPreta – Festival no Vila Velha terá oficinas diversas! Inscreva-se!

Neste show, Luedji revisita as músicas que embalaram sua infância,a partir do contato direto com o compositor. Cais e Sais traz na sua formação os músicos Francisco Cerqueira (bateria), Zinha Franco (baixo), Marlon Silva (violão) e Spike Bpl (guitarra). Um show intimista onde a compositora expõe o seu lado intérprete, além de trazer canções próprias tão queridas pelo público.

VAMOS!?

INGRESSOS: R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia)

Quando: 22/10 (domingo), 19h

Compre AQUI SEU INGRESSO!

#ACenaTáPreta – Luedji Luna, Larissa Luz e Tia Má no Vila Velha!


luedji-luna
Luedji Luna

O Festival A Cena tá Preta será feminino mesmo! As mulheres dominarão o palco do Teatro Vila Velha com suas  vozes reivindicatórias por respeito e fim da violência sexista.

Além da fala direta e empoderada da Tia Má logo na abertura (dia 13/10, 20h), a cantora Larissa Luz levará seu elogiado show Território Conquistado (15/10, 19h); a cineasta Thamires Vieira abordará a presença feminina na produção de cinema na mesa “O negro no audiovisual” (16/10, 9h), ao lado do experiente cineasta Antônio Olavo, realizador do documentário Travessias Negras. O doc terá exibição gratuita no dia 16/10, 19h.

Festival “A Cena Tá Preta” leva artes negras ao Vila Velha este mês!

Larissa Luz_Territorio Conquistado_festival_cena_ta_preta
Foto Juan Rodriguez

E o poder feminino ancestral será a tônica do espetáculo ‘Mulheres do Àse – Uma performance ritual’ dirigido por Edileusa Santos (18/10, 19h). Para encerrar o Festival, a cantora Luedji Luna apresentará seu show Cais e Sais (22/10, 19h).

Cantora Luedji Luna é indicada 3 vezes ao Prêmio Caymmi de Música!


luedji luna

Um corpo no mundo! Dentre as indicações da segunda edição do Prêmio Caymmi de Música está a cantora e compositora baiana, Luedji Luna, que angariou três indicações com seu primeiro trabalho – completamente autoral – “Um corpo no mundo”. As indicações foram anunciadas na noite desta terça (4), no Teatro Gregório de Mattos, e toda expectativa e torcida agora é para a Cerimônia de Premiação, marcada para 11 de agosto.

Luedji está indicada nas categorias “Melhor Intérprete Feminino” e “Revelação” e “Melhor Videoclipe”, com “Um corpo no Mundo”, que também está indicado na categoria técnica de Direção, com Joyce Prado. Luedji conversou conosco sobre este momento, confere:

Portal SoteroPreta – Luedji, como foi pra você receber estas indicações com seu primeiro trabalho!?

Luedji Luna – Foi uma surpresa imensa e uma confirmação dos caminhos ao mesmo tempo. Essa indicação me chega com a sensação que minhas escolhas e todo meu esforço fazem sentido. É um prêmio desejado, mas só o fato de ter sido indicada, sobretudo a indicação de Melhor Clipe, que foi um divisor de águas na minha carreira, e que foi produzido por uma equipe composta quase 100% por mulheres negras, me traz muita felicidade. Reconhecimento é importante, de fato!

luedji-luna

Portal SoteroPreta – O que isso representa pra você, jovem artista negra, militante, feminista, afro-religiosa?

Luedji Luna – É preciso que a gente entenda o nosso direito de ter sonhos!

Portal SoteroPreta – Quais são os planos agora com tudo que está acontecendo?

Luedji Luna – Trabalhar, trabalhar, e trabalhar. Em agosto começo a gravação do disco, e fico concentrada nesse processo até outubro, quando ele deve ser lançado. A gravação de mais dois clipes também já está prevista para o ano que vem.

Ventos bons….

E outra notícia boa para Luedji e quem a segue, ama, curte, compartilha: o CD “Um corpo no mundo”, que buscava recursos para ser gravado via financiamento coletivo, foi contemplado no Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-Brasileiras, ou seja, será gravado como a cantora desejou! A noite do prêmio Caymmi será na Concha Acústica do TCA e o público poderá participar, por meio da venda de ingressos. até lá, torcer!

Luedji Luna este domingo (18) no Espaço Cultural da Barroquinha!


luedji luna

Este domingo  – dia 18 de junho – seguidores e admiradores da cantora e compositora baiana, Luedji Luna, terão mais uma chance de ver o show “Um corpo no mundo”. Desta vez, Luedji traz seu trabalho único para o Espaço Cultural da Barroquinha, lançando luz à campanha de financiamento coletivo para a gravação do CD de mesmo nome.

A campanha já arrecadou pouco mais de 8 mil reais, mas o objetivo final é de 35 mil. Este será o primeiro disco de Luedji, terá 10 faixas, numa proposta totalmente autoral. A música de trabalho – que também leva o nome do projeto, já tem clipe – que já ultrapassa 46 mil visualizações no Youtube.

No show, Luedji apresenta o trabalho que prepara para a gravação do CD, que terá produção de Sebastian Notini, músico sueco radicado na Bahia, também produtor dos dois últimos discos de Tiganá Santana, e o mais recente trabalho de Virgínia Rodrigues (“Mama Kalunga”).

O projeto se fundamenta na ideia do não pertencimento, do corpo que ocupa o espaço, mas não se identifica, ele nasce da necessidade de conexão com a ancestralidade.

Um Corpo no Mundo é o não-lugar!

Para contribuir com a campanha no Cartes, clique aqui

SERVIÇO

Show “Um corpo no Mundo” – Luedji Luna
Onde: Espaço Cultural da Barroquinha. Barroquinha, Salvador. Próximo a praça Castro Alves.

Quando: Domingo (18.06), 19h

Quanto: R$20

Que tal um CD de Luedji Luna em sua coleção?!


Luedji Luna
Foto: Carol Aó

“Um corpo no mundo”, primeiro CD da cantora e compositora baiana Luedji Luna está pronto pra ser produzido e conta com campanha de financiamento coletivo, no ar já. O CD contará com 10 canções autorais, dentre elas a que leva o nome da obra, cujo clipe foi lançado em 2016.

Tem produção de Sebastian Notini, que já produziu os dois últimos discos dos também baianos Tiganá Santana e Virgínia Rodrigues.

“É uma proposta para se pensar identidade, um olhar sobre si mesma a partir do contato, ainda que disperso, com os imigrantes africanos em São Paulo. O projeto se fundamenta na ideia do não pertencimento, do corpo que ocupa o espaço mas não se identifica, ele nasce da necessidade de conexão com a ancestralidade” – Luedji Luna.

 

Quem é ela

Luedji Luna iniciou seus estudos em música na Escola Baiana de Canto Popular, fundada pela professora da UFBA, Ana Paula Albuquerque. Soteropolitana, é cofundadora do PALAVRA PRETA, mostra que reuniu em Salvador compositoras e poetas pretas de todo o Brasil, em janeiro. Desde 2011 vem se apresentando em recitais nos principais palcos da cidade, tendo feito temporada de shows no início do ano.

Esse ano concorre ao Prêmio Caymmi nas categorias melhor show, melhor música com letra com o single “Um Corpo no Mundo” e melhor clipe com a mesma canção, direção de Joyce Prado da Oxalá produções.

Saiba como contribuir aqui.

luedji-luna
Foto: Tassia Nascimento

Luedji Luna em Salvador: “Um corpo no Mundo”


luedji luna

Ela iniciou seus estudos em música na Escola Baiana de Canto Popular, é soteropreta, cofundadora do PALAVRA PRETA, mostra que reuniu em Salvador compositoras e poetas pretas de todo o Brasil, em janeiro. Luedji Luna estará de volta em a sua terra natal para uma única apresentação.

 

É a chance pra quem tá há um tempo querendo curtir esse som inovador e peculiar de Luedji. Vai ser no bar Oliveiras, no Santo Antônio e tem lista amiga. No repertório cancões que compõem seu primeiro trabalho: “Um corpo no mundo”. Para gravar este primeiro CD, Luedji está com campanha de financiamento coletivo no ar: veja aqui. 

Luedji Luna
Foto: Tassia Nascimento

Esse ano, Luedji concorre ao Prêmio Caymmi nas categorias melhor show, melhor música com letra com o single “Um Corpo no Mundo” e melhor clipe com a mesma canção, direção de Joyce Prado da Oxalá produções.

Aliás, ela também vai estar no Festival Caymmi que ocupará praças de Salvador entre 6 e 9 de abril. Luedji integra a programação do Passeio Público, dia 9 (domingo), a partir das 16h.

Faça parte da gravação do primeiro CD de Luedji: “Um corpo no Mundo”. 

Chegue lá…

No Oliveiras o som começa às 21h.

Quanto: R$20 / Lista Amiga até quarta (5): R$10

Onde: Rua Direta do Santo Antônio